Arquivo da tag: Fugitivo

Mulher e filhos que saíram de Soledade com fugitivo da cadeia de Solânea manda vídeo após um mês sem contato

Na última sexta-feira (28) a motorista de transporte alternativo de Soledade, Ana Cristina Oliveira, que saiu de casa em maio com os filhos e o namorado e depois do dia 5 de junho não fez mais nenhum contato com os pais e familiares, mandou notícias. A família da mulher passou a semana procurando pela filha e os netos e levaram o caso à imprensa.

No vídeo, Ana Cristina e os dos filhos dizem que estão com Allan Fernandes Júnior, porque querem e não estão sendo forçados a nada. Allan responde a processos por estelionato e é foragido da Cadeia Pública de Solânea, de onde saiu com Cristina no mês de maio.

A família disse que a Ana Cristina ele dizia ser delegado federal e que enganou a mulher se fazendo passar por uma pessoa, mas que ela deve ter descoberto a verdade, somente depois de sair em viagem com ele. Para eles, a mulher e os filhos estão sendo mantidos em cárcere privado e que tenha sido forçada a gravar esse vídeo.

 

paraibadebate

 

 

Mãe e dois filhos adolescentes de Soledade sumiram há mais de um mês com fugitivo da Cadeia de Solânea

A moradora de Soledade, no Agreste da Paraíba, Ana Cristina de Oliveira, desapareceu no dia 18 de maio no próprio carro com dois filhos adolescentes. Ana está também com o namorado Allan Júnior Fernandes, um acusado de roubo e estelionato que se passou por delegado, construiu a relação com ela pelas redes sociais e desapareceu junto. O último contato que a motorista de transporte alternativo fez com a família foi no dia 5 de junho, por telefone.

A trama e as denúncias levou a Polícia Civil a investigar o caso. A suspeita é que Allan tenha induzido a namorada a realizar golpes com ele, ameaçando a vida dos filhos dela. Segundo a prima de Ana Cristina, Vilma Oliveira, ela falou com o pai e com uma amiga. Disse estar tudo bem, que estavam morando numa chácara em João Pessoa, mas que voltariam para casar no dia 31 de maio. Ela já tinha marcado a data do casamento.

Segundo a família de Ana, ela só soube que Allan era estelionatário e não delegado depois que sumiu com ele. Allan a conheceu nas redes sociais, curtia as fotos dela, comentava e se comunicava com ela pelo bate-papo. Disse à motorista que era delegado de Solânea, onde na verdade era preso por estelionato, mas com regalias de usar comunicação e sair à noite. Tudo está sendo investigado.

O caso – Segundo Vilma, Ana foi buscar Allan no dia 17 de maio na cadeia de Solânea, porque ele disse estar de férias. Chegaram de meia noite em Soledade. No dia seguinte, antes de viajar, Ana foi a uma loja de Soledade e comprou uma roupa para Allan. Ao saírem de viagem, disseram que iam para João Pessoa e que voltariam na segunda-feira (20 de maio). Eles ficaram 15 dias se comunicando, enviando vídeos.

“Outra coisa que Ana fazia era ficar mandando a família arrumar casamento. Antes da quinta (26 de maio), nós falamos com ela, perguntamos se eles não viriam se casar, mas já desconfiando de muita coisa. Ela disse que ia para Curitiba (PR) para um enterro de uma avó de Allan, que estava doente e tinha morrido. No contato seguinte, eles iriam para São Paulo para um enterro de um irmão dele que teria se acidentado. Nós já estávamos bem desconfiados de tanta morte”, contou.

Dinheiro – Durante o desaparecimento, Allan disse que ia depositar um dinheiro para as despesas com o casamento. Dias depois, caiu R$ 800 na conta de um parente de Ana. Mas no dia 31 não apareceram. “Dia 1º de junho ainda falamos com os adolescentes. Dia 5, falamos com o menino no bate-papo, pedimos para ele fazer um vídeo, porque já estávamos bem desconfiados. O garoto não quis, mas o tio dele, irmão de Ana, pediu para ele fazer um áudio. A comunicação foi interrompida”, contou a prima de Ana.

Depois, no mesmo dia, ela ligou, nervosa, defendendo o companheiro sem ninguém o acusar de nada, até o momento. Mas ela disse que só voltariam na segunda (3). A mãe de Ana foi a última a falar com ela, na quarta (5). Mesmo assim, com todas as tentativas, a família toda sumiu, deletando os perfis das redes sociais e não mais ligando para ninguém da família de Ana.

Polícia – O delegado de Esperança, Danilo, está nas buscas, investigando o caso. Ele disse a uma prima de Ana, identificada por Cida, que Allan não tem o perfil de homicida, mas de estelionatário. “O delegado explicou que, o que pode estar acontecendo é uma extorsão com ameças de morte. Ele pode estar usando os filhos de Ana para chantageá-la, para ficar dando golpes com a ajuda dela. Para os meninos sumirem, Allan pode estar ludibriando-os com presentes.

Ana foi visitar uma tia no Rio de Janeiro, logo quando saiu da Paraíba. A tia contou ao delegado que ela pediu R$ 5 mil emprestado, mas como a tia não tinha, todos saíram às pressas. Antes de sair, Ana abraçou a tia muito apertado, como um sinal de que algo estaria errado. Depois desse contato, o casal e os filhos de Ana podem estar em São Paulo, de acordo com a Polícia. Qualquer informação sobre o paradeiro deles, pode ser denunciado anonimamente pelo 181. Já na Paraíba, o disque denúncia é o 197.

 

Valdívia Costa/ PB Debate

 

 

Polícias Civil e Militar recapturam fugitivo da cadeia de Bananeiras

Policiais civis da 21 DSPC e policiais militares da 7 CIPM conseguiram recapturar Israel Soares de Sousa, vulgo CHICÃO, o qual fugiu da Cadeia Pública de Bananeiras no dia 28/06/2017, durante o banho de sol.

CHICÃO foi preso na residência de familiares, no Sítio Santa Vitória, zona rural de Bananeiras, por volta das 06:30 horas da manhã desta segunda-feira (10), após vigilância e monitoramento por parte dos policiais civis da Seccional de Solânea e do núcleo de inteligência da Polícia Militar da 7 CIPM. Ele responde por roubo e homicídio.

Focando a Notícia com assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Fugitivo do RN é preso no Litoral Norte da PB com documento falsificado em cartório

Foto:Divulgaçaão
Preso foi levado para a delegacia de Mamanguape

Um homem procurado pela Justiça do Rio Grande do Norte foi preso, na manhã deste sábado (27), na cidade de Mamanguape, Litoral Norte paraibano, a 52 km de João Pessoa.

Segundo divulgado pelo comandante da Polícia Militar na cidade, major Alberto Filho, ele havia fugido da Penitenciária de Alcaçuz em 2012. Contra o suspeito, há mandados de prisão por homicídio e roubo. O fugitivo ainda teria ameaçado um promotor de Justiça da cidade de Nova Cruz, no Rio Grande do Norte.

O homem foi preso em uma casa no bairro Areal, após denúncia anônima. Ao ser abordado pela polícia, o suspeito apresentou uma certidão de nascimento falsa. Segundo ele, o documento foi fraudado no cartório de Nova Cruz, sob pagamento de R$ 300.

O fugitivo e o documento falso foram levados para a delegacia de Polícia Civil da cidade.

Por Amanda Gabriel do Portal  Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Fugitivo da Média de Mangabeira é preso embaixo da cama em Belém/PB

plantão policialHomens do GTE (Grupo Tático Especial) da Polícia Civil e a Guarnição do Comando do 4º BPM, conseguiram prender na tarde desta quinta-feira (05), na cidade de Belém, um detento que havia foragido da Penitenciária Média de Mangabeira, na capital do Estado. Francisco Carlos de Oliveira, vulgo Neném, de 39 anos de idade, que quebrou o albergue, foi preso tentando se esconder embaixo da cama de sua residência, na Rua Nova, em Belém.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com ele, os policiais encontraram uma espingarda, quatro facas, um revólver, e várias munições, entre outros objetos.

O acusado pagava pena por latrocínio e estava foragido já há algum tempo.

 

por Juka Martins

Fugitivo da Paraíba é preso dentro de hospital no RN acusado de estupros, assaltos e matar PM

fugitivoUma operação conjunta entre as polícias Militar da Paraíba e do Rio Grande do Norte (RN) denominada ‘Divisa Segura’ resultou na prisão de Edson Soares de Lima, conhecido como ‘Neguinho de Paizinha’. Ele foi preso dentro do Hospital Universitário do RN quando se recuperava de uma cirurgia no maxilar após trocar tiros com a polícia. Edson é fugitivo da Cadeia Pública de Mamanguape, Litoral Norte paraibano, e acusado de assaltos a postos de combustíveis, estupros, roubo de veículos e pela morte de um tenente do Exército Brasileiro. Os crimes ocorreram na fronteira dos dois estados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Edson cumpria pena em Mamanguape desde 2012 após participar da morte do sargento Jerônimo durante assalto a um supermercado. Ele estava foragido desde o ano passado quando teve uma fuga na cadeia pública da cidade”, disse o capitão Alberto Andrade, que comanda 2ª CPMI da cidade e esteve à frente das investigações.

O capitão informou que após a fuga, o serviço de inteligência da PM de Mamanguape, vinha monitorando o acusado há meses e ficou constatado que o fugitivo estava agindo na divisa dos estados. O dinheiro dos crimes era usado para comprar artigos de luxo e fazer viagens a lugares paradisíacos, conforme constata no relatório da Polícia Militar da Paraíba.

“Ele era muito agressivo nas ações. Temos imagens de circuito de câmeras de postos que foram alvos da quadrilha de Edson. Quando o fugitivo ia praticar os assaltos e ele percebia que tinha uma mulher, o acusado amarrava o homem e estuprava a mulher na frente do refém. Com o dinheiro arrecadado nos roubos, ele comemorava os crimes comprando whiskys 12 anos, fazendo viagens a pousadas em praias paradisíacas e adquirindo carro de luxo”, relatou o Capitão Alberto Andrade.

Segundo o capitão, a quadrilha de Edson Soares é responsável também por um latrocínio (roubo seguido de morte) que teve como vítima um tenente reformado do Exército Brasileiro do Rio Grande do Norte.

A prisão de Edson ocorreu no final da tarde desse sábado (4) e foi feita por policiais da 2ª CPMI de Mamanguape e Companhia da PM de Canguaretama-RN.  Edson Soares de Lima deverá ser transferido para a Cadeia Pública de Mamanguape nos próximos dias.

A Polícia Civil do RN participou da prisão do foragido da justiça.

 

 

Hyldo Pereira, Portalcorreio