Arquivo da tag: Frei Anastácio

Frei Anastácio critica pressa de Cássio em colocar reforma da previdência em votação

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) criticou a pressa do senador Cássio Cunha Lima, presidente interino do Senado, em colocar em votação a reforma da Previdência. “Eles estão acuados com a pressão popular e querem apressar essa votação com ausência do presidente do Senado, Renan Calheiros, que é contra a reforma. É mais um golpe contra o povo”, disse o deputado.

Frei Anastácio afirma que essa pressa em aprovar essa reforma, não é para beneficiar o Brasil. “Eles estão querendo acabar com a previdência pública para beneficiar a iniciativa privada. Se botar fogo no Congresso, terá muito gabiru correndo. Ainda existem as exceções, mas esse Congresso atual está infestado de ratos a serviço da ganância dos poderosos desse país”, disse o deputado.

De acordo com Frei Anastácio, o Brasil está passando por crise, não é por causa da previdência. “É em consequência da roubalheira de políticos safados de muitos partidos, inclusive do PT. Também em consequência de políticos que estão no poder, a exemplo do próprio presidente Golpista, a maioria dos seus ministros, deputados e senadores, que posam de bons moços”, disse.

O deputado afirma que essas reformas vêm de uma ‘corja de ladrões’ que querem justificar seu roubo, sua ineficiência de administrar, com reformas que tiram proveito do suor da classe trabalhadora. “Mas, a greve geral deu o recado do povo brasileiro a essa corja que está no poder e quer continuar mamando nas tetas da safadeza. O povo vai tirar todos eles do poder, através da lava jato do voto. Eles apostam no esquecimento do povo, até chegar às eleições de 2018. Mas, eu serei um dos que irão levar os nomes dos traidores dos trabalhadores aos quatro cantos do estado”, prometeu.

O petista disse que andará com a lista dos nomes dos que votaram e vão votar contra os trabalhadores.Estarei sempre refrescando a memória dos trabalhadores, sobre esses traidores do povo Brasileiro. “Esses políticos que querem se reeleger para continuar no poder matando os pobres, têm que ser expulsos pelo voto”, disse.

pbagora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ação da pistolagem cresce 285% na PB; denúncia é do deputado Frei Anastácio

A ação de pistolagem no campo, no Estado da Paraíba, teve aumento de 285% por cento em 2015, com relação ao ano anterior. O estado saltou de 54 ações de violência, para 209 investidas de capangas – contratados por fazendeiros -, contra trabalhadores e trabalhadoras rurais em 2015.

A afirmação é do deputado estadual Frei Anastácio, com base no livro Conflitos no Campo Brasil 2015 lançado, ontem, sexta-feira (12), no Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), da Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa. O livro é uma publicação anual da Comissão Pastoral da Terra nacional (CPT) e retrata toda problemática envolvendo o campo.

Participaram da solenidade de lançamento, trabalhadores rurais, representantes da CPT nacional e da Paraíba, além de advogados, professores, estudantes, o candidato a Vereador Nino Vilar (PT) e o candidato a prefeito de João Pessoa, Charliton Machado.

Segundo o deputado, esse aumento na violência no campo é um reflexo do poder dos ruralistas no Congresso Nacional e a falta de mais investimento na segurança, que acaba refletindo no campo. Aqui na Paraíba, de acordo com o parlamentar, o principal foco de violência no campo está na Região do Agreste, especialmente em Mogeiro e São José dos Ramos, onde trabalhadores recebem constantes ameaças.

“Este ano, já houve até assassinato. A vítima foi o presidente do PT de Mogeiro e assentado da reforma agrária, Ivanildo Francisco da Silva, de 46 anos, assassinado em casa na presença de uma filhinha de um ano, na noite de quarta-feira, 6 de abril”, disse o deputado.

O deputado mostrou que o livro traz dados do ano passado, com levantamento de que foram registrados 14 conflitos por terra e três ocupações de fazendas. Nesses conflitos, foram registrados 17 casos de violência contra trabalhadores e nove ameaças de morte. Não houve morte no ano passado. Mas, teve gente ferida a bala. A Paraíba também registrou 100 despejos, com 50 roçados de plantações destruídos.


pbagora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Wilson Filho é vaiado e Frei Anastácio se retira de audiência em CPI

cpiOs deputados federais Wilson Filho (PTB) e Edson Moreira (PTN/MG) foram vaiados hoje durante audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a apurar as causas, razões, consequências, custos sociais e econômicos da violência, morte de desaparecimento de jovens negros e pobres no Brasil. Os deputados tentaram justificar os votos favoráveis a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, votada na Câmara Federal, quando foram interrompidos por vaias e gritos de pessoas que lotavam o auditório da Fecomercio, em João Pessoa.

Além deles, os deputados Luiz Couto, Reginaldo Lopes (presidente), Rosângela Gomes (relatora) e Damião Feliciano acompanharam os trabalhos da CPI. Em sua fala, o delegado Moreira chegou a afirmar que era necessário prender os marginais para reduzir a violência no país e ouviu, em resposta, que seria melhor reduzir o salário dos parlamentares.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Antes do fato, outro constrangimento já havia sido registrado no evento quando o deputado estadual Frei Anastácio se retirou da audiência criticando a atuação de membros de CPI da Câmara. “Não dá para acreditar numa CPI que tem vários membros que votaram a favor da redução da maioridade penal e falam em investigar mortes de negros e pobres”, disse o deputado que preside a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Paraíba.

 

blogdogordinho

Comissão de Orçamento aprova contas de Ricardo de 2011 com voto a favor de Frei Anastácio

frei-anastacioA Comissão de Orçamento e Finanças da Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou por 5 a 2, as contas do governador Ricardo Coutinho (PSB) referentes ao exercício de 2011. Apenas os deputados Tovar Correia Lima e Bruno Cunha Lima votaram contra. O deputado Frei Anastácio (PT), que foi substituído na relatoria das contas pelo deputado presidente da Comissão, Edmilson Soares (PEN), e votou a favor da aprovação.

De acordo com o deputado Frei Anastácio, ele apresentou seu relatório, que já estava pronto desde o ano passado, fez algumas ressalvas, mas atentou para o fato do Tribunal de Contas do Estado ter emitido parecer favorável a aprovação das contas. “Quem sou eu para ir de encontro ao Tribunal de Contas e aos conselheiros”, destacou em entrevista ao Portal Paraiba.com.br.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O Frei revelou ainda que sua saída da relatoria das contas do governador se deu de forma natural, já que ele foi escolhido na legislatura passada e o presidente da Comissão, deputado Edmilson Soares, resolveu assumir a relatoria nesta legislatura.

O petista não soube precisar se as contas serão colocadas para votação em plenário na sessão desta quinta-feira, quando também serão apreciadas os vetos do governador a Lei Orçamentária Anual de 2015.

O presidente da Comissão, o deputado Edmilson Soares avaliou como positiva a reunião que aprovou as contas do Governo sem dificuldades. “Reunião tranqüila já que temos sete membros na Comissão e tivemos um placar de 5×2. Aprovamos a matéria sem dificuldades. As colocações contrárias foram válidas e já consta no relatório que o Governo tem observado”, afirmou Edmilson.

Marcos Wéric

Anísio Maia detona Frei Anastácio por não crê em aliança: ‘não representa o PT’

anisioO deputado Anísio Maia (PT) reagiu, nesta segunda-feira (19), a supostas declarações do colega de partido, o deputado Frei Anastácio (PT), que teria afirmado que a aliança entre PT e o PSB não será mantida em 2016, uma vez que o governador Ricardo Coutinho (PSB) não apoiará o projeto de reeleição do prefeito Luciano Cartaxo (PT) em 2016.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo Anísio, “Anastácio é um dissidente do PT e não representa o partido”. Anísio afirmou que Anastácio sequer votou em Lucélio Cartaxo (PT), candidato a senador da legenda nas eleições estaduais de 2014.

“O deputado Anastácio não votou no nosso candidato a senador. Anastácio não votou em Lucélio diante de uma orientação partidária. Anastácio é um dissidente do PT. Então, ele não representa o PT. A posição de Anastácio não tem nenhuma lógica”, afirmou.

“O PT inteiro, com exceção de um pequeno grupo, está coeso, investindo, reforçando, apostando nesta aliança, que apesar dos boatos, vai continuar firme e forte, por que os dois maiores lideres, o governador Ricardo Coutinho e o prefeito Luciano Cartaxo, diversas vezes manifestaram a vontade de continuar estreitando os laços”, acrescentou.

Cristiano Teixeira – MaisPB

4 a 2: Justiça Eleitoral defere registro de candidatura de Frei Anastácio

frei anastacioO pleno do Tribunal Regional Eleitoral acatou no inicio da tarde desta quinta-feira (21) recurso da assessoria jurídica e deferiu  o registro de candidatura do deputado estadual Frei Anastácio (PT) que tenta a reeleição.

A decisão do pleno foi de quatro votos a favor  do embargo de declaração com efeito modificativo que  possibilita Anastácio a disputar as eleições deste ano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Anteriormente, a Justiça Eleitoral havia  indeferido o pedido de registro do deputado por falta da apresentação de uma certidão de um processo requerido contra ele no município de Sapé, no qual o deputado não foi condenado em 1996.

Os juiz eleitorais  Eduardo Carvalho e João Alves se manifestaram  contrários a liberação do registro da candidatura  de Anastácio, mas foram votos vencidos.

 

clickpb

Frei Anastácio e padre Luiz Couto podem se unir para arrebanhar PT para Ricardo

frei e coutoA união dos religiosos deputados petistas para a disputa interna pela presidência do Partido dos Trabalhadores da Paraíba está assustando os aliados do prefeito Luciano Cartaxo (PT), do presidente do partido Rodrigo Soares e do deputado estadual Anísio Maia. Acontece que a doutrina a ser pregada pelo deputado estadual Frei Anastácio e o federal padre Luiz Couto seria a aliança com o governador Ricardo Coutinho em 2014, caso consigam o comando partidário.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Um petista, ligado a administração de João Pessoa, confidenciou a preocupação aos que fazem oposição ao governo socialista: “Se Luiz Couto e Anastácio se unirem eles ganham o PED”, argumentou o petista sobre a união dos deputados os tornando imbatíveis no Processo de Escolha do Diretório na Paraíba.

A senha já foi passada pelo deputado Frei Anastácio para Luiz Couto. Ele avisou que vai procurar o deputado federal para discutir a aliança na disputa petista.

Aliados do governo do estado já entraram em ação para convencer Frei Anastácio que pode se aliar a bancada governista na Assembléia Legislativa. Anastácio pode indicar nos próximos dias o secretário de Agricultura Familiar do Estado.

O ponto culminante para a decisão do deputado estadual seria a insatisfação que ele está com a falta de prestigio recebida na Prefeitura de João Pessoa e por ter ficado sem nomeações na administração municipal.

Com diferentes alas partidárias, o PT tem aliados do governador Ricardo Coutinho e ferrenhos oposicionistas, mas o Frei pode se converter nos próximos dias, segundo projetam os últimos acontecimentos de bastidores

MaisPB

‘Quanto mais candidatos no 1º turno, melhor’, defende Frei Anastácio sobre disputa contra RC em 2014

frei anastacioO deputado Frei Anastácio (PT) defendeu nesta terça-feira, 30, unidade dos partidos de oposição ao governo Ricardo Coutinho (PSB) na disputa pelo Palácio da Redenção, em 2014.

“Os partidos de oposição precisam de unidade nas eleições de 2014, mas no segundo turno”, declarou Anastácio.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo ele, quanto mais candidatos disputarem o 1º turno das eleições de 2014, melhor. E que o PT terá nomes para compor a chapa majoritária. “Ainda é cedo, mas o PT tem nomes para uma composição na majoritária”, afirmou Anastácio.

João Costa

Frei Anastácio vai disputar presidência do PT na Paraíba

frei anastacioO deputado Frei Anastácio (PT) disse hoje que é candidato para presidir o diretório estadual do partido nas próximas eleições. Segundo o parlamentar, sua experiência de gestão anterior o qualifica para voltar a comandar a legenda para o pleito de 2014.

– Dentro da força a qual pertenço dentro do PT nós temos candidatura. Temos quatro nomes, incluindo o meu e vamos fazer esse debate no estado com as outras forças. Mas teremos candidatura. Eu administrei o PT por dois anos e o encontrei desarrumado, mas tive minhas contas aprovadas e deixei o PT organizado. Então não tenho medo de ir para a campanha.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O deputado disse ainda que, caso venha a comandar o PT, vai lutar pela candidatura própria do partido em 2014, alegando que isso é benéfico para o partido em toda a Paraíba.

– Estamos discutindo, mas uma de minhas prioridades é o diretório do PT deste ano. Temos nomes para a canditarua a governador do estado.

 

 

parlamentopb

Frei Anastácio registra elogio de revista francesa ao programa Minha Casa Minha Vida

frei anastacioO deputado estadual Frei Anastácio (PT) aproveitou a repercussão da visita da presidente Dilma Rousseff à Paraíba para registrar nesta terça, (5) na Assembleia Legislativa, uma matéria especial que a revista francesa Le Monde fez sobre o programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal. “A revista reconhece que o programa é um grande sucesso”, disse o deputado.

Segundo o parlamentar, “é o Mundo elogiando o programa Minha Casa, Minha Vida. A matéria também ressalta a alegria das pessoas que saem de moradias precárias, feitas de papelão ou palafitas, e entram nas suas casas de alvenaria. A matéria define que é um programa para atender os pobre e diminuir o abismo do déficit habitacional”, ressaltou Frei Anastácio, relatando que a reportagem foi publicada no dia 23 de dezembro de 2012.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O petista destaca ainda que em três anos, o programa somou 934 mil moradias entregues. Esses dados são referentes ao final de 2012. Esse total representa 48% de 1,96 milhão de unidades residenciais que tiveram o financiamento contratado por meio do programa habitacional.

“A meta do governo é contratar 2,4 milhões de residências até 2014, com uma estimativa de investimentos de R$ 150 bilhões. Minha Casa, Minha Vida atende a famílias de três faixas de renda – até R$ 1,6 mil ao mês, entre R$ 1,6 mil e R$ 3,1 mil ao mês e de R$ 3,1 mil a R$ 5 mil. Nunca se viu isso na história do País” detalhou o deputado.É um programa para atender os pobre e diminuir o abismo do déficit habitacional”, afirma.

O parlamentar ressaltou ainda que até 2014, a presidenta Dilma afirma que serão construídas 2,4 milhões de unidades habitacionais. Esse é apenas um dos programas de governo do PT que visam o bem estar do nosso povo. “Por tanto, quero deixar registrado nos anais da Assembleia a matéria da revista Le Monde, que trago em anexo ao meu pronunciamento”, disse o deputado.

*Empréstimo da Cagepa* Durante sessão especial que debateu o pedido de empréstimo  da Cagep, Frei Anastácio ressaltou que um montante de mais de R$ 150 milhões  tem de ser realmente muito debatido. “O que se pede num é um empréstimo, mas que o governo do estado seja avalista da Cagepa para que a companhia possa fazer esse empréstimo. Hoje, a empresa de água da Paraíba conseguiu reverter o prejuízo para um lucro de cerca de R$ 700 mil reais. Será que uma boa gestão não tiraria, definitivamente, a empresa do vermelho”, questionou.

Frei Anastácio anunciou ainda que já tem um requerimento com o número de assinaturas mais que suficientes para abrir a CPI da Cagepa. O documento está com a assessoria jurídica da Assembleia. “Temos que encontrar onde está a sangria da empresa para conter esse prejuízo. Além do mais, o que estamos vendo com as poucas ações do presidente da Cagepa é que a empresa tem condições de se reestrutura sem precisar de empréstimo”, afirmou Frei Anastácio.

Assessoria