Arquivo da tag: fórmula

Massa anuncia aposentadoria da Fórmula 1 após 14 temporadas

Após mais de 14 anos de sua estreia, o brasileiro Felipe Massa anunciou nesta quinta-feira (01) que não correrá na Fórmula 1 a partir da próxima temporada. O piloto de 35 anos confirmou que não renovou contrato com a Williams e que encerrará sua longa história na categoria.

“Eu tenho tantas grandes memórias ao longo dos últimos anos e agradeço a todas as pessoas e a todas as equipes por que passei e me ajudaram a chegar onde estou hoje. Minha carreira foi mais do que eu esperava e estou orgulhoso do que consegui”, disse Massa em comunicado divulgado pela Williams.

Desde a estreia de Massa na Fórmula 1, no GP da Austrália em 2002, já foram 242 participações do piloto brasileiro em corridas, com 11 vitórias e 14 pole positions, em 14 temporadas na Fórmula 1 – ele só ficou de fora de 2003. Até o fim do ano, se participar das oito provas restantes como previsto, ele se despedirá com a marca de 250 GPs na carreira.

Reprodução/Twitter

Massa durante entrevista de despedida

Massa ainda ficou próximo de conquistar o Mundial de Pilotos de 2008, mas acabou com o vice-campeonato. Seu último triunfo na categoria ocorreu na etapa final daquele ano, no GP do Brasil. Para ele, a prova em Interlagos na atual temporada, no dia 13 de novembro, será especial.

“Olhando para o futuro, será especial o meu último Grande Prêmio do Brasil. Eu sei que oficialmente minha última corrida será em Abu Dhabi, mas emocionalmente o fim de semana de São Paulo será a despedida real pelo que significa para o meu coração”, disse Massa em coluna publicada no site “Motorsport”.

Sobre o futuro no automobilismo, Massa deixou em aberto. “A vida nos apresenta muitas escolhas e eu acho que chegou o momento onde eu tenho fazer algo diferente. Talvez você me verá de novo ao volante de um carro de corrida, mas no momento a única certeza que tenho é que eu vou ter um longo tempo para decidir sobre o que fazer no futuro”, explicou Massa na coluna.

Massa disse que a escolha de Monza, palco do GP deste fim de semana da Fórmula, para o anúncio não foi ocasional, Ele optou pelo mesmo lugar que o seu maior mentor na categoria, Michael Schumacher, confirmou a sua primeira aposentadoria em 2006.

“Eu escolhi Monza para anunciar a minha aposentadoria da Fórmula 1 não de forma acidental. Dez anos atrás, em Monza, um piloto anunciou que estava se aposentando também – e ele é um que teve mais influência do que qualquer outro na minha carreira: Michael Schumacher”, disse na mesma coluna no “Motorsport”.

Daniel Ochoa de Olza/AP

Massa e Schumacher na Ferrari: amigos fora das pistas

A chefe de equipe Claire Williams disse que Massa exerceu papel fundamental nestes três anos na equipe. “Tem sido um prazer trabalhar com Felipe nestas últimas três temporadas e vamos todos ficar tristes em vê-lo sair. Felipe chegou em um momento de grande mudança e sua mistura de experiência, talento e entusiasmo foi um fator importante na recuperação da equipe. Qualquer um que conheça Felipe sabe a pessoa calorosa e carinhosa que ele é, com uma personalidade contagiante”, disse.

O companheiro de equipe de Massa, o finlandês Valtteri Bottas, disse que a Fórmula 1 perde um grande piloto. “Ele é um cara muito legal para trabalhar. Ele ainda é rápido, acho que ele é subestimado. Está passando por um período complicado agora, mas o respeito como pessoa e como piloto. Claro que, por ele ser muito experiente, já passou por várias coisas em sua carreira e definitivamente posso aprender com isso, especialmente com as linhas que ele faz nas pistas. Mas acertamos o carro de maneira um pouco diferente, então desse lado não pude aproveitar muito”, disse.

Felipe Massa ainda postou nas redes sociais um vídeo em que faz agradecimentos especiais a todos que tiveram participação na sua carreira a também deixou uma mensagem para a Williams. “É uma equipe que eu tenho um grande carinho. Vou dar meu máximo para fazer uma excelente segunda parte de temporada. Foi uma excelente história que conseguimos juntos, para mim foi como uma vitória chegar ao terceiro lugar no Mundial de Construtores (em 2014 e 2015)”, disse.

Na Fórmula 1, Felipe Nasr, atualmente na Sauber, pode ser o único brasileiro na próxima temporada, embora não haja certeza sobre a permanência dele na escuderia, que trocou de donos recentemente.

Já a Williams ainda faz mistério sobre o sucessor de Massa e, provável, companheiro do finlandês Valtteri Bottas. Segundo a imprensa europeia, Bottas já assinou renovação de contrato por duas temporadas. Um dos favoritos a assumir o cockpit agora ocupado pelo brasileiro é o mexicano Sérgio Pérez.

Ascensão e título próximo

Massa estreou na Fórmula 1 em 2002 pela Sauber, equipe na qual correu por três temporadas – em 2003 ele não participou do grid. Sua regularidade, com dois quartos lugares nos GPs da Bélgica de 2004 e Canadá de 2005 como melhores resultados, chamou a atenção da Ferrari, que o anunciou como piloto para a temporada de 2006.

Toni Albir/AFP

Massa durante estreia na F1 pela Sauber

Nas oito temporadas que esteve em Maranello, Felipe Massa construiu uma relação próxima a Michael Schumacher em um único ano em que correram como companheiros. O alemão se aposentou ao final de 2006, abrindo espaço para o brasileiro brigar por títulos tendo como parceiro de equipe o finlandês Kimi Raikkonen.

Em 2007, um início forte de Raikkonen. com três pódios nas primeiras três corridas, praticamente selou o finlandês como a principal aposta da Ferrari para o título. Massa teve um papel importante na ajuda ao companheiro e terminou na quarta colocação do Mundial de Pilotos, uma posição abaixo de sua estreia na escuderia no ano anterior.

O ano de 2008 marcou a melhor temporada do brasileiro na categoria. Mais regular do que Raikkonen, Massa logo despontou na briga pelo título e teve ele nas mãos por alguns segundos na prova final em Interlagos. Porém, uma ultrapassagem de Hamilton em cima de Timo Glock pela quinta colocação nas curvas finais selou o campeonato a favor do britânico por um mísero ponto.

Paulo Whitaker/Reuters

Massa com Hamilton: disputa até a última curva

Massa encerrou a temporada com seis vitórias, incluindo a última prova em Interlagos, e consolidou seu nome como potencial candidato a títulos nos anos seguintes apesar do decepcionante vice-campeonato. Porém, 2009 marcou um ponto de virada na carreira do brasileiro.

Acidente e mudança de equipe

Massa teve um começo de ano complicado em 2009 e só conseguiu subir ao pódio na nona etapa, com um terceiro lugar no GP da Alemanha. Já longe da briga pelo título, ele viu a situação piorar mais na prova seguinte, quando foi atingido por uma mola que se desprendeu do carro de Rubens Barrichello na Hungria.

Reuters

Massa após acidente sofrido na Hungria

O acidente tirou o brasileiro do restante da temporada e, mesmo após a volta na temporada seguinte, Massa nunca mais  brigou pelo título mundial. Completou mais quatro temporadas pela Ferrari, mas não venceu mais nenhuma corrida e teve como melhores resultados no Mundial de Pilotos o sexto lugar em 2010 e 2011.

Em 2014, Felipe Massa trocou de equipe pela segunda vez na carreira na Fórmula 1. Na Williams, manteve um desempenho parecido com o visto nos últimos anos, conseguindo cinco pódios e tendo como melhor resultado um segundo lugar no GP de Abu Dhabi de 2014. Muito elogiado por sua postura e por sua ajuda no desenvolvimento da equipe, se despede em 2016 naquele que talvez seja seu ano mais opaco nas pistas, ocupando a 10ª colocação atual na temporada.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Brasília cancela etapa de abertura da temporada da Fórmula Indy

autodromo-brasilia-size-A etapa da Fórmula Indy em Brasília, marcada para 8 de março, foi cancelada. O anúncio foi feito às 19 horas desta quinta-feira, pela Rede Bandeirantes. A emissora informou que a Terracap, agência de desenvolvimento do Distrito Federal, cancelou unilateralmente a corrida, que seria disputada no Autódromo Nelson Piquet.

Brasília iria receber a Indy pela primeira vez — a categoria já correu no Rio e em São Paulo, local de quatro GPs disputados em um circuito de rua montado em torno do Anhembi. Os ingressos para a corrida, com preços entre 70 e 300 reais, estavam à venda desde  8 de janeiro e a expectativa era de público de cerca de 30.000 pessoas. Um setor das arquibancadas já estava com entradas esgotadas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Band, contratada para ser a promotora do evento, vai divulgar nos próximos dias como será feita a devolução do dinheiro a quem comprou ingresso. Ninguém da Terracap atendeu às ligações nesta quinta.

O Distrito Federal passa por grave crise financeira, com atraso no pagamento de salários de funcionários públicos e fornecedores e greves em setores como educação e saúde. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) já havia anunciado a decisão de desistir de organizar a Universíada de 2019. O evento entre atletas universitários é a terceira maior competição poliesportiva do mundo e reuniria mais de 10.000 competidores.

 

Veja

Lewis Hamilton vence GP de Abu Dhabi e é bicampeão da Fórmula 1

LEWISFaz pouco mais de oito meses desde que Lewis Hamilton e Nico Rosberg deram início, na ensolarada tarde de Melbourne, na Austrália, para o que seria uma das mais acirradas disputas de título da história da Fórmula 1. Nesse meio tempo, muitas dobradinhas, pegas e brigas dentro e fora da pista, que abalaram a estrutura de uma amizade cultivada desde as corridas de kart, na adolescência. E neste domingo, no cair da noite de Abu Dhabi, enfim, a “guerra” chegou ao capítulo final. E quem comemorou foi Hamilton, que se sagrou bicampeão mundial, coroando a conquista com uma incontestável vitória, sua 11ª em 2014.

Incontestável também foi o título: ao todo, foram 11 vitórias e 16 pódios nas 19 etapas disputadas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em Yas Marina, no entanto, a batalha da dupla da Mercedes durou apenas alguns metros. Se a regra de pontuação dobrada dava esperanças a Rosberg, aumentado as expectativas para a decisão, Lewis tratou de acabar com a festa do companheiro de equipe logo na largada. Em segundo lugar no grid, partiu melhor e engoliu o alemão, assumindo a liderança. Hamilton ainda teve a vida facilitada, já que Nico enfrentou problemas de perda de potência de motor durante a prova e foi despencando no pelotão. No fim, a Mercedes até falou para ele abandonar. Mas o alemão, como um digno rival preferiu seguir até o fim, cruzando em um amargo 14º lugar, uma volta atrás de Hamilton.

Nico Rosberg sofreu muitos problemas durante todo o GP de Abu Dhabi (Foto: Getty Images)Nico Rosberg sofreu muitos problemas durante todo o GP de Abu Dhabi (Foto: Getty Images)

 

Massa coloca pressão em Hamilton

E se engana quem achou que com Lewis na frente desde a primeira volta e Rosberg se arrastando na pista a corrida perderia em emoção. E o responsável para injetar uma dose de adrenalina na prova foi Felipe Massa. O brasileiro chegou a liderar em duas ocasiões antes de suas paradas nos boxes e nas voltas finais apostou em uma tática diferente para tentar a vitória. No fim, Massa ficou a apenas 2s5 de Hamilton, cruzando a linha de chegada e um honroso segundo lugar, sua melhor colocação desde o GP do Japão de 2012. Seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas terminou em terceiro, colocando dois pilotos do time no pódio pela primeira vez desde o GP de Mônaco de 2005.

Felipe Massa comemora muito o segundo lugar no GP de Abu Dhabi (Foto: Getty Images)Felipe Massa comemora muito o segundo lugar no GP de Abu Dhabi (Foto: Getty Images)

 

Parabéns do Príncipe e beijinho da namorada Nicole

Pelo rádio, Hamilton recebeu os parabéns do Príncipe Harry, quarto na linha sucessória da coroa britânica. “Você é uma lenda”, disse o monarca. E é fato. Com a conquista, o inglês entrou no hall dos bicampeões mundiais, se equiparando a gigantes como Alberto Ascari, Jim Clark, Graham Hill, Emerson Fittipaldi, Mika Hakkinen e Fernando Alonso.

E para alegria da Família Real, Hamilton comemorou a conquista empunhando uma bandeira do Reino Unido. Em seguida, deu “zerinhos”. Ao voltar aos boxes, subiu no carro e, ainda de capacete, ganhou um beijo da namorada, a cantora Nicole Scherzinger. Depois, recebeu os cumprimentos do pai Anthony, do irmão Nicolas e dos membros da Mercedes. A noite vai ser longa nos Emirados Árabes.

 

Dia de despedidas para Vettel e Alonso

Além do bicampeonato de Hamilton, a corrida marcou as despedidas de Sebastian Vettel da RBR e de Fernando Alonso da Ferrari. Os dois, por acaso, chegaram a duelar nas voltas finais. O alemão tetracampeão, mesmo largando dos boxes em razão da desclassificação dos carros da RBR terminou em oitavo, logo à frente do espanhol bicampeão.

A prova pode ter representando também outro adeus, só que da Fórmula 1, de Jenson Button. O campeão de 2009, que pode perder lugar para Alonso na McLaren, foi um dos destaques da corrida, fechando em quinto, logo atrás do australiano Daniel Ricciardo, da RBR.

A CORRIDA

Hamilton passa Rosberg na largada

A largada era o momento crucial da disputa pela taça. E foi nela que Hamilton fez a diferença. Tracionou melhor que o pole Rosberg e tomou a ponta. Um revés inesperado para o alemão, que pretendia usar a pole para segurar o concorrente e deixar os rivais entrarem na briga. Massa também largou bem e subiu de quarto para terceiro. Bottas, por outro lado, partiu muito mal e despencou para oitavo. Com isso, Button aparecia em quarto, seguido de Raikkonen, Alonso e Kvyat.

 

Na dianteira, Lewis logo abriu uma folgada distância de 1s5 para Nico nas primeiras voltas. Um pouco mais atrás, Alonso passava Kimi para assumir o quinto lugar, levando Kvyat junto com ele. Partindo dos boxes em razão da desclassificação no treino por irregularidades na RBR, Ricciardo e Vettel tinham dificuldades para superar os carros mais lentos no estreito circuito de Yas Marina.

Após dez voltas, Hamilton liderava a prova com 2s7 de vantagem sobre Rosberg. Em terceiro, Massa acompanhava a dupla das Flechas de Prata de perto e aparecia como o mais veloz da pista no momento. A pressão do brasileiro fez a Mercedes chamar o inglês para os boxes para trocar os pneus. O alemão fez seu pit stop na volta seguinte e retornou praticamente com a mesma distância para o concorrente. Sem ter parado ainda, Massa assumiu a liderança provisória. Depois do pit stop, Felipe voltou em terceiro, a 5s de Rosberg.

Na 15ª volta, Kvyat, que fazia boa prova, teve uma pane em sua STR e ficou atravessado na pista. Os fiscais agiram rápido e empurram o carro para uma área de escape, evitando a entrada de um safety car. Sem conseguir alcançar Hamilton, Rosberg foi orientado pelos engenheiros a procurar manter a distância para o companheiro e retardar a segunda parada nos boxes para tentar dar o “pulo do gato” através da estratégia.

Rosberg começa a enfrentar problemas

Porém, o alemão acabou se complicando ainda mais ao travar as rodas na volta 24 e deixar Lewis abrir 4s. Para piorar, pouco depois, Nico começou a perder potência no motor, mais precisamente em razão de um problema no sistema de recuperação de energia (ERS). Com isso, Massa começou a se aproximar. E na 27ª volta, o brasileiro engoliu o alemão na reta principal para assumir a segunda colocação.Nesse meio tempo, a Lotus de Maldonado ardia em chamas, sendo o venezuelano mais um a abandonar a prova.

 

E Massa começou a reduzir significativamente também a diferença para Hamilton. O brasileiro tirava de um a dois segundos por volta. Mas o britânico estava tranquilo, apenas administrando a potência do motor. Hamilton fez seu segundo pit stop na 32ª volta e retornou logo atrás de Rosberg, que só havia parado uma vez. E logo deixou o companheiro, que seguia sofrendo com problemas, para trás. Pouco depois, Nico ainda perderia o terceiro lugar para Bottas. Nesse momento, com um pit stop a menos, Massa voltava a aparecer na liderança.

E, definitivamente, nada dava certo para Rosberg. Em seu segundo pit stop, os mecânicos demoraram a fixar uma de suas rodas, e o fizeram perder ainda mais tempo nos boxes. Além disso, Nico ficava cada vez mais lento e via o título ficar cada vez mais longe. Sua última esperança era se segurar em quinto e torcer para que o Hamilton abandonasse. Mas na 40ª volta ele já se encontrava em sétimo, resultado que não lhe dava a taça nem com uma quebra do rival.

Massa ameaça vitória de Hamilton

Achando que Massa poderia surpreender e não parar mais até o fim, o inglês pediu autorização à equipe para acelerar novamente para buscar a vitória. O brasileiro, porém, foi para os boxes pouco depois, a 11 voltas do fim. Felipe colocou pneus supermacios e retornou 10s atrás de Hamilton. Com um ritmo forte, o piloto da Williams começou a tirar 1s por volta, ameaçando estragar a combinação perfeita de título com vitória para o britânico.

 

Enquanto isso, virando dez segundos mais lento que todos os demais pilotos, Nico já aparecia em 13º nas voltas finais. A Mercedes chegou a falar para o alemão recolher para os boxes, mas Rosberg pediu para pelo menos completar a corrida.

Lá na frente, Massa se aproximava cada vez mais do líder Hamilton. No fim, o britânico conseguiu administrar a vantagem e garantiu a vitória e o título. O brasileiro cruzou a linha de chegada a apenas 2s5 do vencedor. Bottas, Ricciardo, Button, Hulkenberg, Pérez, Vettel, Alonso e Raikkonen completaram os dez primeiros. Rosberg terminou apenas em 14º.

RESULTADO

Resultado final - GP de Abu Dhabi (Foto: GloboEsporte.com)

 

globoesporte

Ricardo afirma que não usará nenhuma fórmula mágica para governar; ‘ vou apenas adequar o novo governo’, disse

ricardo-coutinhoO governador Ricardo Coutinho afirmou que não irá usar nenhuma fórmula mágica para governar no seu novo mandato. “ Tenho a  ideia e a compreensão  muito clara  de que ninguém inventa nada  é importante fazer, qualificar melhor  Não tenho nenhuma fórmula mágica para o dia primeiro de Janeiro.   Tenho sim  um processo que está em curso e vou adequar ao  novo governo”, disse o governador.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ele deixou claro que  irá anunciar um novo governo, mas que irá  fazer as mudanças que julgar importante  ‘”para qualificar mais a gestão e ao mesmo quero que a Paraíba possa construir os grandes planos estratégicos”, justificou.

Ricardo Coutinho disse grandes obras  na área de infra-estrutura hídricas estão em andamento  e espera concluí-las com ajuda da presidente Dilma Roussef  principalmente no diz respeito a normalização do repasse dos recursos, “ que com certeza  ela fará um governo muito melhor do que o primeiro”, afirmou o governador.

Ele disse também que o  Turismo é um ponto fundamental para a Paraíba e precisa ser cuidado de  forma profissionalizada. Para isso o governador anunciou que irá lançar um edital de gestão compartilhada, de terceirização do Centro de Convenções com objetivo de atrair eventos.

Paulo Cosme

Fórmula para bumbum perfeito inclui até pés de galinha no menu

bumbumVocê acha que é fácil ser finalista de um concurso de beleza de bumbum? Ao contrário das celebridades, que juram que basta beber bastante água para ser deslumbrante, as finalistas do Miss Bumbum Brasil 2013 entregam o ouro. Para ter um bumbum irretocável é preciso muita dedicação.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Analisando as respostas das concorrentes, que foram entrevistadas na última semana pelo Delas, a conclusão que chegamos é que não adianta malhar se a alimentação não for regrada. E não adianta seguir a dieta à risca se os “agachamentos”, “quatro apoios” e outros exercícios não forem rotina. E para completar, depois de tanto esforço, os tratamentos estéticos dão o polimento final.Quer seguir a dieta das candidatas a Miss Bumbum? O primeiro item da lista de compras tem de ser batata-doce. O tubérculo é unanimidade no prato das meninas, que se beneficiam dos antioxidantes e do baixo índice glicêmico do alimento. Além da batata-doce, as meninas não dispensam frango, atum e ovos. A candidata Rô Fraga, que representa o Piauí, defende os benefícios do pé de galinha. Isso mesmo: segundo ela, as patinhas da ave são ricas em colágeno. “Pouca gente sabe, mas faz muito bem”, afirma Rô.Na hora de malhar, dois exercícios são os campeões: quatro apoios e agachamento . O objetivo é trabalhar, além dos glúteos, o que está em volta: coxas, cintura, quadril. As meninas ainda fazem abdominais e exercícios aeróbicos. Nem pensar em ganhar peso, ainda mais nesta fase antes da final: uma candidata já foi eliminada por dar uma engordadinha. Aline Bernardes, finalista pelo Mato Grosso do Sul, ressalta a importância de fazer os exercícios corretamente: “Desta forma, todos são benéficos para a forma física”.O polimento final, depois de tanta dedicação, vem com os tratamentos estéticos . Drenagem linfática é um hit: elimina o excesso de líquidos e melhora muito a aparência da celulite. Massagem modeladora e aparelhos como Vela Shape e Manthus também são queridinhos.

Thaina Alves, candidata do Alagoas.

Delani Rissi, candidata do Amazonas.

Cida Alves, candidata da Bahia

Sheyla Mell, candidata do Ceará.

Juliana Guerin, candidata do Distrito Federal

Fernanda Lemes, candidata do Espírito Santo.

Dai Macedo, candidata de Goiás

Janaína Bueno, candidata do Maranhão

Christiane Guimma, candidata do Mato Grosso

Aline Bernardes, candidata do Mato Grosso do Sul

Fonte: Paraíba Urgente

Felipão pensa em ‘fórmula’ para aproximar a Seleção do povo

O técnico Luiz Felipe Scolari revelou neste sábado, logo após o sorteio da Copa das Confederações, que a comissão técnica, juntamente com os jogadores, tentará criar uma “fórmula” para aproximar a seleção brasileira do povo.

– Os atletas são os portadores desse ambiente. Eles podem ajudar para que nós tenhamos um ambiente mais alegre, de confraternização, entre a Seleção e a população. Vamos estudar algumas fórmulas.

No evento realizado no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo, o Brasil conheceu os três adversários da competição: Japão, no dia 15 de junho, em Brasília; México, no dia 19, em Fortaleza; e Itália, no dia 22, em Salvador. Para Felipão, a intenção é ter o torcedor mais próximo no torneio em 2013.

– O resgate popular é uma situação que vamos trabalhar com a comissão técnica de uma forma que a gente possa fazer com que a população esteja mais envolvida, acreditando mais, estando mais presente nos estádios, até com um pouco mais de carinho, que também será dado por nós – afirmou o treinador.

Na coletiva, Felipão falou ainda da ordem dos jogos do Grupo A, do confronto contra o México, que tem dado trabalho para a Seleção nos últimos anos, e das mudanças na maneira de trabalhar de 2002 para 2012.

Confira abaixo os principais trechos da coletiva de Felipão:

Análise dos adversários

Neste momento, eu não tenho como dialogar com vocês sobre equipes, jogadores e uma série de detalhes. Estou no cargo há apenas três dias. Tanto eu quanto o Parreira (coordenador técnico) não tivemos tempo para montar uma equipe de trabalho em cima de nomes. Portanto, a partir da próxima semana nós vamos ficar bem à vontade para definirmos algumas situações visando a Copa das Confederações.

Felipão ,sorteio copa das Confederações (Foto: Agência AFP)Felipão durante a entrevista coletiva após o sorteio dos grupos de 2013 (Foto: Agência AFP)

Duelo com o México

Representa para nós uma possibilidade de jogar e ver onde estamos errando contra esse adversário. É importante em relação à classificação para as semifinais. E, claro, já temos um certo desconforto em relação a eles.

Conquistar o povo

O resgate popular é uma situação que nós, neste momento, vamos trabalhar junto com a comissão. Fazer com que a população esteja mais envolvida, acreditando mais, presente nos estádios, até com um pouco mais carinho. Vamos estudar para que possamos ter um ambiente de alegria para confraternizar torcida e jogadores.

Tabela do Grupo A

A ordem dos jogos não muda nada para nós. São equipes fortes de qualquer jeito. Não tem essa de grupo da morte. É um grupo forte, do jeito que queremos. Se passamos a vocês e à população que queremos partidas difíceis, com adversários que nos coloquem em xeque, é importante ter competidores nessas condições.

Base da Seleção

Venho falando sobre experiência e jovialidade. Então, todos os atletas jovens e mais experientes têm chance à medida que montarmos a comissão técnica.

Felipão de 2002 x Felipão de 2012

Não tem muita diferença, embora naturalmente, depois de 2002, eu tenha passado alguns anos na Europa, com passagem por Portugal, Chelsea… Então, eu acredito que tenha um pouco mais de experiência, de vivência internacional. Isso também é importante para que façamos um bom trabalho na Seleção.

Globoesporte.com

Paraibano 2013 tem fórmula de disputa definida

Na segunda e última reunião do Conselho Arbitral, que ocorreu na tarde dessa sexta-feira, na sede da Federação Paraibana de Futebol (FPF), em João Pessoa, ficou decidido que o Campeonato Paraibano de 2013 será disputado em dois turnos e um cruzamento olímpico, tendo início agendado para o dia 6 de janeiro.

Em um primeiro momento, oito equipes (Botafogo, Auto Esporte, CSP, Treze, Nacional de Patos, Cruzeiro de Itaporanga, Atlético e Paraíba de Cajazeiras) jogarão em partidas de ida e volta, classificando os dois melhores, sendo rebaixadas as duas piores equipes para a Segundona/2014.

A segunda fase será disputada com os seis clubes melhores colocados do turno anterior, além da participação de Campinense e Sousa – que ficarão de fora do inicio do Estadual, já que estarão disputando a Copa do Nordeste/2013, que acontecerá de 20 de janeiro a 17 de março.

Novamente todos jogam contra todos em confrontos de ida e volta. Os dois melhores clubes se classificam para a fase final.

Na etapa final, que contará com os dois primeiros colocados de turno e returno, as equipes classificadas disputarão um cruzamento olímpico, em jogos de ida e volta, para se conhecer o campeão da temporada, que conquistará o direito de disputar o Campeonato Brasileiro da Série D 2013, Copa do Nordeste e Copa do Brasil/2014.

O detalhe é que coincidindo os dois vencedores do primeiro turno no returno, terceiro e quarto colocados do segundo octagonal serão “convidados” para o cruzamento olímpico (última fase).

Por exempo: Treze e Botafogo-PB vencem o 1º turno. Botafogo-PB e Treze chegam na frente também no 2º turno, com Sousa e Campinense na sequência da classificação. Nesse caso, Dinossauro e Raposa seriam “classificados” para as finais.

Na última fase, os dois primeiros colocados do 1º turno levam vantagem de jogar por dois empates e decidir a partida de volta em casa.

Com essa fórmula de disputa, os representantes paraibanos na Copa do Nordeste 2013, Campinense e Sousa, não correm o risco de rebaixamento, já que não disputam a primeira fase.

Contando com as 28 rodadas dos dois turnos, mais duas das semi finais e duas da finalíssima, o Paraibano 2013 vai ser disputado em 32 rodadas.

Os dirigentes dos clubes participantes estiveram presentes ao encontro, onde aprovaram a nova fórmula de disputa do Paraibano, que terá início no dia 6 de janeiro. Exceção feita ao Botafogo-PB, que representado pelo presidente Nelson Lira, votou pela primeira fórmula elaborada no dia 11.

O regulamento e a tabela deverão ser divulgados pela FPF na próxima semana, como determina o Estatuto do Torcedor.

A premiação também está definida: campeão e vice receberão um automóvel 0 km cada. Mais dois carros 0 km serão sorteados, sendo um com os torcedores do litoral/brejo e outro com os torcedores do sertão.

Paraibaonline