Arquivo da tag: Flórida

Trump ataca a imprensa em comício na Flórida

Kevin Lamarque/Reuters
Kevin Lamarque/Reuters

O presidente dos EUA, Donald Trump, voltou a lançar um ataque contra a imprensa do país, desta vez em um “comício pela América” neste sábado (18), em Melbourne, na Flórida.

“Quero falar com vocês sem o filtro das ‘fake news’ [notícias falsas], disse Trump diante de centenas de pessoas. “Eles estão se tornando uma grande parte do problema. Eles são parte de um sistema corrupto.”

“Mas apesar de todas as suas mentiras, suas deturpações e suas falsas histórias, eles não puderam nos derrotar nas primárias ou nas eleições gerais”, acrescentou.

Trump, que completa um mês na Presidência nesta segunda-feira (20), tem tornado a imprensa um de seus alvos favoritos.

Ontem, no Twitter, ele postou que “a mídia das notícias falsas (os fracassados @nytimes, @NBCNews, @ABC, @CBS, @CNN) não é meu inimigo, é inimigo do Povo Americano!”

No dia anterior, em pronunciamento antes de coletivo, ele acusou a imprensa de ser “tão desonesta” e a responsabilizou pelo mau relacionamento com a Rússia.

Imigração

O comício foi aberto pela primeira-dama, Melania Trump. Ela rezou um pai-nosso e falou por alguns minutos, antes de dirigir a palavra ao marido.

“Não sabia que Melania ia começar com uma oração, isso foi bem bonito”, disse Trump.

O presidente usou o comício também para defender suas medidas de imigração.

“O resumo é o seguinte: Nós temos de manter nosso país seguro. Veja o que está acontecendo na Alemanha”, afirmou, em referência à política de portas abertas aos refugiados adotada pelo país europeu.

O governo da chanceler (premiê) alemã corre o risco de perder as eleições federais deste ano, em parte devido a questionamentos dessa política.

“Apagar as fronteiras não deixa o nosso povo mais seguro ou mais próspero. Mina nossa democracia. Veja o Brexit’, disse.

Sobre imigrantes ilegais nos EUA, Trump falou: “Que saiam daqui! Que voltem de onde vieram!”

Spencer Platt/Getty Images/AFP

Manifestantes fazem funeral simbólico pela “Presidência dos EUA” em Nova York

Protesto

Milhares de manifestantes saíram neste sábado às ruas de várias cidades dos Estados Unidos para protestar contra o aumento de batidas e as políticas migratórias de Trump.

Em Los Angeles, cerca de 5.000 pessoas se manifestaram contra as ações executivas de Trump, que amplia os critérios de detenção e deportação por parte do Serviço de Imigração e Alfândegas (ICE, em inglês), assim como em rejeição aos mais de 160 imigrantes ilegais detidos na área este mês.

“Todos os dias Trump está assinando uma ordem executiva, todos os dias esta falando contra os imigrantes, então todos os dias nós vamos sair para as ruas para nos manifestar e armar a resistência”, disse à Agência Efe Pablo Alvarado, diretor da Rede Nacional de Jornaleiros.

A manifestação em Los Angeles, realizada dias depois de uma concentração no centro da cidade, reuniu imigrantes de diversas nacionalidades e idades.

Da mesma maneira, com palavras de ordem, cerca de 2.000 pessoas se manifestaram em Dallas, no Texas, enquanto em Indianápolis, os filhos de imigrantes ilegais defenderam o direito a ter uma família unida.

“Orgulhosa de ser filha de imigrantes”, podia-se ler no cartaz que levava a menor de seis anos de idade Viviana Torres nesta cidade.

As baixas temperaturas não evitaram que perto de mil pessoas saíssem às ruas de Mineápolis, em Minnesota, para se unir ao chamado nacional, enquanto em Nova Orleans um “funeral pelas políticas da administração Trump” percorreu as ruas da cidade.

As ações de protesto continuarão no domingo em cidades como Chicago, Oregon, Washington, Nova York, entre outras.

(Com agências internacionais)

 

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Flamengo confirma participação na Florida Cup 2017; Wolfsburg será adversário

ANDRÉ BORGES/ AGIF/GAZETA PRESS
ANDRÉ BORGES/ AGIF/GAZETA PRESS

A final da temporada 2016 ainda é incerta para o Flamengo, mas o início de 2017 já está definido. Nesta terça-feira, o clube carioca anunciou que disputará o torneio amistoso que tem se tornado tradicional para as equipes brasileiras.

“A Florida Cup é uma ótima oportunidade para iniciarmos a preparação para a temporada 2017 com o pé direito. Assim como em nosso Centro de Treinamento no Rio de Janeiro, nos Estados Unidos os jogadores terão a tranquilidade e a infraestrutura necessárias para treinamentos adequados e terão duas partidas desafiadoras pela frente”, comentou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

“Além disso, disputar a competição é importante para nossa estratégia de marketing. Nos últimos anos, o Flamengo recuperou seu prestígio, se reestruturou, e hoje pode sonhar com a projeção internacional de sua marca”, seguiu o dirigente do clube.

Além da equipe carioca, o Wolfsburg também foi confirmado. O outro adversário dos flamenguistas ainda não foi definido, mas já se sabe que será uma equipe norte-americana.

Essa será a primeira vez do Flamengo no torneio que foi criado em 2015. Há dois anos, Corinthians e Fluminense foram os representantes brasileiros. Já em 2016, Internacional e Atlético-MG – que levou o título -, viajaram aos Estados Unidos para a disputa.

espn

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Flórida tem casos de transmissão local de zika por mosquito

zikaAutoridades de saúde do estado da Flórida, nos Estados Unidos, reportaram os primeiros casos de transmissão local do vírus da zika por mosquito no território continental do país.

O departamento de saúde da Flórida concluiu que quatro casos de zika que estavam sendo investigados no estadoforam provavelmente transmitidos por mosquito, segundo o governador da Flórida, Rick Scott. Um dos casos envolve uma mulher e os outros três são homens; as infecções foram detectadas em Miami e no condado de Broward.

Comunicado divulgado pelos Centros de Prevenção e Controle de Doença (CDC) dos Estados Unidos afirma que as infecções dos quatro pacientes foi “provavelmente provocada por picadas de mosquitos Aedes aegypti“.

O órgão informou que está monitorando de perto a situação da Flórida. “Autoridades do estado responderam rapidamanete com medidas de controle do mosquito e uma busca na comunidade por casos adicionais de zika”, diz o informe do CDC.

Os Estados Unidos já tinham reportado casos de transmissão sexual de zika no território continental do país, mas esta é a primeira vez que casos de transmissão por picada de mosquito são confirmados.

As autoridades de saúde americanas já tinham advertido que era possível que ocorressem surtos locais do vírus da zika no país com a chegada do verão – quando os mosquitos se proliferam mais intensamente – especialmente após a rápida propagação da infecção na América do Sul e na América Central ao longo dos dois últimos anos.

Transmissão por mosquito X transmissão sexual
O zika é transmitido na maioria das vezes pela picada de mosquitos e, em alguns casos, por contato sexual. Em geral, a doença provoca sintomas brandos, e muitas vezes passa despercebida.

O vírus pode provocar, porém, transtornos neurológicos, como a síndrome de Guillain-Barré, ou malformações congênitas graves e irreversíveis, como a microcefalia, que se caracteriza por um desenvolvimento insuficiente do cérebro, em fetos de mulheres que foram infectadas pelo vírus durante a gravidez.

A Flórida já tinha  registrado 381 casos de zika, todos eles em pessoas que tinham viajado para países ou territórios onde o vírus está em circulação. O país registrou 12 casos de malformação devido ao vírus.

G1

Tiroteio em boate deixa mortos e feridos na Flórida, EUA


Um tiroteio no estacionamento de uma boate em Fort Myers, na Flórida, nos Estados Unidos, deixou ao menos dois mortos e ao  menos 14 feridos nesta segunda-feira (25), segundo informações da rede CNN. Os disparos aconteceram na área externa do Club Blu Bar and Grill, por volta de 0h30 desta segunda.

Uma testemunha disse que ouviu cerca de 30 tiros no local e que acreditava que os disparos tinham vindo de várias armas, de acordo com a Sky News. Porém, polícia ainda não sabe precisar o número de disparos.

Um anúncio feito na página no Facebook da boate anunciava a “Swimsuit Glow Party” no domingo à noite. Como não havia o anúncio de que seria exigida identificação, deduz-se que a festa era aberta para todas as idades, segundo a CNN.

A polícia isolou o local e investiga as motivações do ataque. Três pessoas foram detidas por suspeita de ter alguma relação com o tiroteio. Uma delas foi abordada na Avenida Ortiz, que fica próxima da boate. Os investigadores também analisam se um outro incidente ocorrido na Rua Parkway – onde uma pessoa ficou ferida de raspão- também tem alguma relação com o tiroteio na boate.

Este incidente é registrado seis semanas depois de um ataque contra uma boate gay em Orlando, também na Flórida, no qual 50 pessoas morreram, o pior massacre da história recente dos Estados Unidos.

The gun man killed two people in a shooting outside Club Blu before shooting at a house and a car on Parkway Street. The 'person of interest was arrested a short distance away on Ortiz Avenue in Fort Myers, Florida

The victims were attending a Swimsuit Glo Party in Club Blu Bar and Grill in Fort Myers in Florida 

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Mulher “com três seios” é presa por dirigir embriagada na Flórida

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

Mulher que ficou conhecida por afirmar ter implantado um terceiro seio voltou a ser notícia após ter sido presa em Tampa, nos Estados Unidos, ao dirigir embriagada.

De acordo com a ABC News, Alisha Jasmine Hessler, de 21 anos, que é mais conhecida por Jasmine Tridevil, foi encaminhada, nesta segunda-feira (26), para a prisão do Condado de Hillsborough e deve pagar fiança de 500 dólares (cerca de R$ 1.350) para ser solta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No ano passada, Tridevil disse para vários meios de comunicação ter pagado cerca de 20 mil dólares no implante do terceiro seio. O objetivo da cirurgia, segundo a americana, era para se tornar menos atraente para os homens.  A cirurgia, no entanto, se provou uma mentira.

A farsa foi revelada em um episódio corriqueiro, quando ela perdeu uma bagagem no aeroporto Internacional de Tampa, em setembro de 2014. Na época ela alegou que o valor total do conteúdo da mala era de cinco mil dólares. No requerimento entre roupas e objetos pessoais, ela alegava que a mala continha uma prótese mamária.

 

Ig

Surfista de 18 anos sobrevive a ataque de tubarão em praia da Flórida, EUA

(Foto: Reprodução/Youtube)
(Foto: Reprodução/Youtube)

Um jovem de apenas 18 anos foi atacado por um tubarão quando surfava em um mar grande em Boca Raton, cidade de Palm Beach, na Flórida, Estados Unidos. Ryan Shapiro iniciava a sua sessão de surfe, no último final de semana, quando o animal mordeu o seu braço e provocou a ruptura de sete tendões. As suas costas também foram arranhadas e a roupa de de borracha arrancada pela voracidade das mordidas do cação. O adolescente sobreviveu ao ataque e se recupera um hospital. O tempo de recuperação não foi definido, mas os médicos acreditam que ele deve levar alguns meses para recuperar os movimentos do braço.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Eu senti o tubarão me atingir muito forte no braço. Foi tão aterrorizante e tão real. Eu estava gritando e todos perceberam que eu tinha sido mordido – contou o surfista em uma entrevista a rede de notícias “West Palm Beach and Weather”.

Ryam Shapiro ataque tubarão Florida (Foto: Reprodução / Youtube)Ryam Shapiro foi socorrido por surfistas e banhistas até receber ajuda médica (Foto: Reprodução / Youtube)

Embora o tamanho do animal não seja grande, teria em torno de quatro pés, segundo o jovem, a situação poderia ter tido um fim trágico se não fosse pela presença de outros surfistas e banhistas, dentre eles, a sua irmã, que assistiu a tudo na areia. Ryan foi resgatado e o seu sangue foi estancado até a chegada de paramédicos ao local do acidente.

Ryan, que está se recuperando no hospital Lawnwood Regional Medical Center, em Palm Beach, disse que o ataque não o fez ter medo de surfar. Assim que receber alta, ele garantiu que iria voltar à mesma praia.Ele contou que gosta de praticar o esporte para espairecer e relaxar.

Ryam Shapiro ataque tubarão Florida (Foto: Reprodução / Youtube)Mordida rompeu 7 tendões, e recuperação demorar alguns meses (Foto: Reprodução / Youtube)

– Vou voltar lá com certeza – acrescentou Ryan na entrevista.

O surfista conta que não imaginava passar por esta situação, mas garante que estará mais atento aos sinais da natureza da próxima vez. Ele destacou ainda que teve sorte por conseguir escapar do perigo.

– Eu vi muitos peixes na água e isso deve ter atraído o tubarão. Vou prestar mais atenção da próxima vez e reagir mais rápido. Nunca imaginei que isso fosse acontecer comigo. Teve tanta gente na praia me ajudando e tudo mais. Eu tive muita sorte – completou.

 

Globoesporte.com

Menina morre após ser atingida por avião em praia da Flórida

aviao2A menina Oceana Irizarry, de apenas nove anos, que foi tragicamente atingida por um avião que fazia um pouso de emergência em uma praia da Flórida, nos Estados Unidos, morreu em Sarasota County nesta terça-feira, segundo autoridades. A família passava férias no local para celebrar o nono aniversário da menina.

Oceana foi levada com vida ao hospital após o acidente em Venice Beach neste domingo, mas esteve em condições cíticas desde então. A menina caminhava ao lado do pai na praia quando o avião atingiu os dois. O sargento militar Ommy Irizarry, de 36 anos, morreu na hora.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Neste domingo, o piloto do avião avisou ao aeroporto de Venice que estava com problemas e teria que fazer uma aterrissagem emergencial. A polícia foi notificada e foram enviadas equipes especiais para a praia local. O piloto, Karl Kokomoor, de 57 anos, e o passageiro David Theen, de 60, não sofreram ferimentos.

 

Criança não resistiu aos ferimentos e morreu em hospitalFoto:  Reprodução Internet

 

O Dia Online

Mulher é atacada por tubarão enquanto nadava de boia na Flórida

Uma mulher que nadava em uma boia no mar com amigos foi atacada por um tubarão no último domingo, em Fort Lauderdale, na Flórida, Estados Unidos. O grupo fazia um passeio de barco pelo Intracoastal Waterway — conjunto de rios e canais que escoam no Oceano Atlântico, cujas águas calmas são destino frequente de passeios do tipo. Por volta de 14h, Jessica Vaughn sentiu alguma coisa agarrar sua perna e recebeu uma batida de barbatana na cabeça, de acordo com o jornal britânico Daily Mail.

 

A jovem já passa bem
A jovem já passa bem Foto: Reprodução / Twitter / Everyjoedotcom

 

Sem entender o que estava acontecendo, a jovem deu um grito de dor e os amigos a puxaram de volta para o barco (sua boia estava amarrada à embarcação). Um dos amigos disse à polícia que, mais cedo, eles haviam visto um tubarão-de-cabeça-chata na redondezas. Segundo o jornal, animais do tipo não são comuns na região, embora já tenham sido vistos por ali.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Atenção, imagens fortes!

 

Jessica não entendeu o que estava acontecendo até ver o ferimento
Jessica não entendeu o que estava acontecendo até ver o ferimento Foto: Reprodução / Twitter / Everyjoedotcom

 

 

O grupo já tinha avistado um tubarão no mar naquele dia
O grupo já tinha avistado um tubarão no mar naquele dia Foto: Reprodução / Twitter / Everyjoedotcom

 

“Nós estávamos brincando com a boia, eu estava na água há uns 25 minutos e ela quis entrar”, contou Peter Hodge, namorado de Jessica, à emissora local WSVN. “Nós paramos, ela vestiu um colete salva-vidas e entrou no mar com uma amiga, quando começamos a puxar a boia, aconteceu”, resumiu. Quando ela conseguiu voltar ao barco, disse que tinha se cortado com alguma coisa. Quando eles viram a extensão do ferimento entenderam o que tinha ocorrido.

Jessica foi levada à pressas ao Hospital Geral de Broward, onde passou por uma cirurgia para reparar o dano. Ela já passa bem. “Ela encarou tudo como uma campeã. Praticamente não estava assustada”, disse o amigo Nick Russo à emissora.

 

Extra

Após tiroteio ouvido em casa na Flórida, família de 5 é achada morta

Um tiroteio ocorrido no interior de uma casa situada em Port St. John, na costa leste da Flórida, deixou cinco pessoas mortas nesta terça-feira (15), informou o escritório do xerife do condado de Brevard.

Após serem alertados, soldados de uma equipe do corpo de elite Swat entraram na casa por volta das 7h locais (8h de Brasília). Policiais do condado de Brevard disseram que uma mulher chamada Tanya Thomas, de 33 anos, disparou contra seus quatro filhos, de idades entre 12 e 17 anos, logo antes de tirar a própria vida.

“A investigação está em andamento”, informou em comunicado o xerife John Mellick. O oficial acrescentou que não foram detectadas outras ameaças para a comunidade.

Carros policiais são vistos em frente à casa onde ocorreu o tiroteio em Port St. John nesta terça (15) (Foto: AP/Tim Shortt/Florida Today)Carros policiais são vistos em frente à casa onde ocorreu o tiroteio em Port St. John nesta terça (15) (Foto: AP/Tim Shortt/Florida Today)
G1