Arquivo da tag: Filho

Homem morre em hospital de JP após ser baleado na frente do filho durante tentativa de assalto

Um homem morreu no Complexo Ortotrauma, o Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa, após ser baleado em uma tentativa de assalto em Conde, no Litoral Sul paraibano. O fato aconteceu na noite deste domingo (28).

O coronel Barros, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), explicou ao ClickPB que o homem estava com o filho quando foi surpreendido por um assaltante e baleado com três tiros.

A Polícia Militar e a Polícia Civil seguem acompanhado o caso.

 

clickpb

 

 

“Problema do filho é o pai que tem que resolver”, diz Julian sobre interferência de Carlos no Governo Bolsonaro

Diante das alfinetadas trocadas entre o filho do presidente da República, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSL) e o vice-presidente da República, o general Amilton Mourão, o deputado federal Julian Lemos, do mesmo partido resolveu se posicionar e classificou as divergências como inúteis.

Para o deputado federal paraibano, a troca de farpas envolvendo o vereador Carlos Bolsonaro e o vice presidente Amilton Mourão precisam, urgentemente, serem resolvidas pelo presidente Jair Bolsonaro. “O problema do filho é o pai quem tem que resolver. O problema da vice-presidência, tem o presidente pra tratar disso. Eu acho que é uma discussão desnecessária, infrutífera e que o povo que produz no Brasil quer ver resultado. Quem elegeu o presidente não tem interesse nisso”, observou o deputado.

Para Julian Lemos, os atritos existentes entre o filho de Bolsonaro e o vice-presidente são inúteis.

Bolsonaro sobre Carlos x Mourão:

O presidente Jair Bolsonaro conversou com um grupo de jornalistas na manhã desta quinta-feira (25), e comentou a relação entre ele, Carlos e Mourão.

A respeito de sua relação com seu vice, Bolsonaro disse que “não tem problemas. A gente continua dormindo junto. O problema é quem vai lavar a louça no final do dia. Sei que meu filho (Carlos) tem um ânimo um pouco exaltado. Esse casamento (com Mourão) é até 2022 no mínimo. Nós nos acostumamos com um presidente poste e ele tem toda liberdade para falar. Ele está muito preparado para me substituir. Vice é sempre uma sombra e às vezes não se guia de acordo com o sol, mas por enquanto está tudo bem. Como um excelente casamento, se todo mundo disser sim não vai dar certo”.

Já sobre o comportamento de seu filho Carlos Bolsonaro, o presidente declarou que conversa com ele e que “nem sempre fico satisfeito (com o que ele escreve). A experiência de governo só quem está sentado na cadeira que tem. Eu tenho conversado com ele. Ele tem o comportamento dele. Ele vai continuar colaborando para as minhas redes sociais. Pode ter certeza que o navio dele está indo para um bom caminho”, avaliou.

 

PB Agora

 

 

Mãe presa por negligência nega ter deixado filho se afogar em piscina na cidade de Mari, PB

A mulher de 21 anos que foi presa suspeita de deixar o filho se afogar em uma piscina negou as acusações. A criança de 3 anos morreu afogada na tarde deste domingo (7), em uma piscina de um clube na cidade de Mari, na Mata Paraibana.

De acordo com o delegado Francisco de Assis Araújo, responsável pelo caso, a mãe presenciou o afogamento do filho e não fez nada para socorrer a criança. A mulher, de 21 anos, foi presa na manhã desta segunda-feira (8) por homicídio culposo – quando não se tem intenção de matar – e negligência.

Em entrevista a TV Cabo Branco, na carceragem da delegacia de Mari, Maria Andreza Pereira Barbosa negou ter deixado o filho se afogar. “Ele tava brincando com o monte de crianças. Sem querer eu tirei a vista dele. Aí ele pegou e foi… Quando eu olhei eu disse: corre que o menino caiu”

Pergunta: Você não saltou na piscina por que não sabia nadar, ou foi por outro motivo?

Resposta: “Por nada. Porque disseram que eu tinha matado o menino. Eu dei foi um grito pra chamar minha mãe”, disse ela.

Segundo o delegado, o caso aconteceu por volta das 17h. “Ao final de um torneio de futebol, que estava acontecendo nesse clube, a mãe chegou com a criança e ficou perto da piscina. Ela presenciou o afogamento do filho e não entrou na piscina, nem pediu ajuda de ninguém”, relatou.

Conforme o delegado, a criança foi socorrida após o irmão, de 9 anos, ver a situação e pedir socorro a um policial que estava no local. “A mãe estava o tempo todo ao lado da piscina. Mas foi um policial que entrou no local pra tirar a criança após pedido de socorro do irmão dela”, disse.

O menino de 3 anos foi socorrido e levado para um hospital da cidade, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde. Ainda de acordo com o delegado, pelas circunstâncias e pelo depoimento da mãe prestado ainda na tarde do domingo, a polícia investiga se a mulher teria empurrado a criança dentro da piscina.

G1

 

Homem é preso suspeito de esfaquear companheira e filho bebê

Um homem foi preso no início da madrugada deste domingo (17), em João Pessoa, suspeito de esfaquear a companheira e um filho deles, um bebê de um ano e cinco meses de idade, na noite desse sábado (16), no bairro de Cruz das Armas, na Zona Oeste da Capital.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, a corporação recebeu um chamado por volta das 23h30 informando que uma mulher de 30 anos tinha sido ferida a faca.

“Chegando ao local, ela estava com dois ferimentos na cabeça e braço. A vítima contou que o autor foi o companheiro dela, que fugiu do local levando o filho. Quando atendia a ocorrência, a PM foi informada que na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro tinha acabado de chegar um homem em uma moto, com uma criança com corte no braço. Chegando lá, tratava-se do acusado, que foi preso e apresentado na Delegacia da Mulher”, relatou a assessoria.

As circunstâncias que levaram às agressões não foram informadas pela polícia.

A mulher e a criança foram socorridas para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. O estado de saúde das vítimas não foi divulgado até o fechamento desta matéria.

 

portalcorreio

 

 

Mãe de atirador de 17 anos diz que filho sofria bullying

A mãe do jovem Guilherme Taucci de Monteiro, de 17 anos, um dos assassinos no ataque a uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, contou em entrevista exclusiva à Band que o filho parou de estudar porque sofria bullying.

Visivelmente constrangida, a mãe de Guilherme afirmou que apesar disso não entende a postura do filho. “Não sei, também estou querendo saber. Ele era um ótimo filho.”

Segundo a reportagem do programa ‘Brasil Urgente’, da Band, a mãe de Guilherme é usuária de drogas. O jovem foi criado pelos avós e, há cerca de um mês, a avó dele faleceu.

Questionada se o videogame poderia ter motivado o ataque do filho, ela afirmou que não. “Ele jogava no computador. Isso é coisa de criança, gente. Ele era uma criança.”

 

istoe

 

 

Pai e filho morrem baleados na chegada à igreja em Mangabeira, na Capital

Pai e filho foram assassinados no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, após estacionarem o veículo no qual estavam. O fato aconteceu na noite deste domingo (30) enquanto as vítimas chegavam à igreja onde assistiriam a um culto.

O pai identificado como Gouveia morreu na hora, com o corpo estirado no chão. O filho identificado como Cristiano foi levado até a ambulância do Samu, onde morreu após os primeiros socorros.

O caso foi registrado perto de um PSF em Mangabeira. Os autores que chegaram em um carro de cor branca e o motivo do crime não foram identificados. Nenhum suspeito do atentado foi detido durante as buscas feitas pela Polícia Militar.

O Samu confirmou ao ClickPB que enviou duas ambulâncias, sendo uma de suporte básico e outra de suporte avançado, para casos mais graves.

ClickPB

Foto: Reprodução/WhatsApp

Filho de Bolsonaro divulga foto com simulação de tortura

Um dos filhos do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), o vereador Carlos Bolsonaro publicou em suas redes sociais uma foto em referência ao movimento #Elenão, criado por mulheres contrárias ao presidenciável, com uma simulação de tortura. A foto foi publicada nos stories do vereador no Instagram na noite de terça-feira, 25. Stories são mensagens com duração de 24 horas que podem ser deletadas.

A “brincadeira” mostra um homem amarrado, com o rosto ensanguentado e a cabeça dentro de um saco plástico, e no peito está escrito #EleNão. A imagem tem ainda uma frase “sobre pais que choram no chuveiro”, em uma referência de pais que sentem vergonha de seus filhos por serem homossexuais. Na sequência, a foto publicada é uma de seu pai com a hashtag #EleSim.

Filho de Bolsonaro divulga foto com simulação de tortura em rede social
Filho de Bolsonaro divulga foto com simulação de tortura em rede social

Foto: Instagram / Reprodução

Originalmente, a publicação da “tortura” é do perfil no Instagram @direitapvh, que traz postagens críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e homenagem ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A reportagem ainda não conseguiu contato com o vereador. Em seu Twitter, ele se posicionou oficialmente no início da tarde: “Novamente inventam como se eu tivesse divulgado uma foto dizendo que quem escreve a hashtag #elenao mereceria alguma maldade. Não, canalhas! Foi apenas a replicação da foto de alguém que considera isso uma arte. Me agradeçam por divulgar e não mintam como sempre”, disse.

Ver imagem no Twitter

Carlos Bolsonaro

@CarlosBolsonaro

Novamente inventam como se eu tivesse divulgado uma foto dizendo que quem escreve a hashtag mereceria alguma maldade. Não, canalhas! Foi apenas a replicação da foto de alguém que considera isso uma arte. Me agradeçam por divulgar e não mintam como sempre! Segue a verdade:

Estadão

Cantor de forró agride ex-mulher na frente do filho de 6 anos em Natal

Câmeras de segurança flagraram o momento em que Francisco Luciano dos Santos, vocalista da banda Brilhantes do Forró, agrediu a ex-esposa na frente do filho de 6 anos, nesta segunda-feira (20), em Natal. As imagens mostram as agressões no corredor e no elevador do condomínio onde mora o cantor e sanfoneiro.

A vítima denunciou o caso à Polícia Civil e prestou depoimento na manhã desta terça-feira (21) à delegada Renata Costa, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Parnamirim, região metropolitana da capital. A delegada vai pedir à Justiça medidas protetivas contra o homem.

O vídeo mostra o homem empurrando e batendo na mulher, que tenta reagir. A atual companheira do músico tenta afastar ele da ex-mulher, mas não consegue. Além do menino de 6 anos, outra criança, uma menina, também assiste ao ataque.

Francisco Luciano foi procurado pelo G1 para comentar o caso, mas não atendeu às ligações. Na noite desta segunda-feira (20), no perfil do Instagram da banda, ele publicou a seguinte mensagem: “Gente estou bem graças a Deus quem me conhece sabe do meu coração, o pai o filho, amigo e profissional que eu sou o resto Deus e justiça resolvem” (sic).

Duas crianças viram o cantor agredindo a ex-mulher (Foto: Reprodução )

Duas crianças viram o cantor agredindo a ex-mulher (Foto: Reprodução )

A doceira Ana Augusta Josuá, de 24 anos, está separada do cantor há 3 anos. De acordo com seu depoimento à Polícia Civil, ela foi levar o filho deles, que tem 6 anos de idade, ao condomínio do pai, para os dois passarem o dia juntos. No local, aproveitou para questionar sobre o pagamento da pensão do filho, que estava atrasada desde o dia 15.

Ainda de acordo com a vítima, ela foi atendida pela atual companheira do cantor, que a convidou a entrar no apartamento, mas ela não aceitou. A mulher, então, foi chamar o cantor, que estava dormindo. Segundo a ex-esposa, o homem saiu do quarto xingando e começou a agredi-la, mandando sair de sua casa e empurrando-a para o elevador.

“Ele saiu de cueca e de camisa e já começou a me agredir. O pior de tudo foi meu filho presenciar. É muita coisa pra cabecinha dele”, declarou. “Ele me agrediu o casamento inteiro, inclusive na gravidez, mas eu era nova, tinha medo. Até que depois de cinco anos resolvi me separar”, disse a mulher, pelas redes sociais, a amigos.

Ao G1, ela confirmou a história e disse que só reagiu às investidas do homem, que a empurrava para o elevador, para tentar pegar o filho. “Ele não quer ver mais o pai”, disse.

Em 2014, Ana chegou a registrar um boletim de ocorrência, mas logo depois retirou a queixa. Ela diz que se arrepende por ter passado tanto tempo sem denunciar.

“Eu passei tanto tempo calada. Agora eu quero justiça”.

Ana Augusta Josuá, de 24 anos, prestou depoimento após denunciar agressão do cantor Francisco Luciano, da banda Brilhantes do Forró, em Natal (Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi)

Ana Augusta Josuá, de 24 anos, prestou depoimento após denunciar agressão do cantor Francisco Luciano, da banda Brilhantes do Forró, em Natal (Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi)

Investigação

A delegada Renata Costa afirmou que ainda vai ouvir outras testemunhas do caso. O próprio Francisco Luciano, por exemplo, ainda não foi chamado para depor. Ainda assim, nesta terça-feira (21), a Delegacia Especializada solicitou à Justiça adoção de medidas protetivas contra o cantor.

Aos autos, deverá ser anexado o laudo do exame de corpo de delito feito pelo Instituto Técnico-Científica de Perícia (Itep) em Ana Augusta, após a denúncia.

“Ele bateu a minha cabeça no elevador, meu ouvido sangrou, porque ele bateu muito do meu lado direito do rosto. Fiquei com muitos hamatomas no braço, perto da boca, no olho, na nuca. Não consigo nem mexer”.

A delegada Renata Costa reafirmou a importância das mulheres denunciarem casos de agressão.

“As mulheres precisam quebrar o ciclo de violência senão isso pode resultar até em morte”.

Cantor de forró agride ex-mulher na frente do filho em Natal (Foto: Reprodução )

Cantor de forró agride ex-mulher na frente do filho em Natal (Foto: Reprodução )

G1

Mulher faz bingo de carneiro para pagar o funeral do filho em Mulungu

Uma mulher está organizando o bingo de um carneiro em Mulungu, cidade no Brejo da Paraíba, para pagar os serviços funerários do filho. Humberto Nascimento da Silva estava internado no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. Ele morreu aos 29 anos de idade, no sábado (11), vítima de leucemia.

Segundo a mãe, as cartelas começam ser vendidas na tarde desta segunda-feira (13) e custam R$ 3 cada uma. O bingo será realizado no próximo sábado (18).

O carneiro foi doado para a dona de casa Maria de Lourdes Nascimento da Silva. O marido dela está desempregado e por isso a família não possui condições para custear os serviços funerários.

“Eu não tenho dinheiro nenhum no momento. A sorte foi que a funerária deixou que a gente pagasse depois”, afirmou Maria de Lourdes.

Com o bingo, a mãe quer reunir a quantia de R$ 1,5 mil para quitar a dívida com uma funerária da cidade de Alagoinha, que permitiu que o pagamento fosse feito em parcelas.

Maria de Lourdes contou que a renda da família é de R$ 630 mensais. A mulher disse ainda que Humberto deixou dois filhos, um de dois e outro de quatro anos de idade que devem ficar sob responsabilidade dela.

G1

Homem teria agredido vendedor para proteger filho autista

(Foto: Portal Correio)

Uma moradora entrou no ar no programa Correio Debate, da Rede Correio Sat, desta quarta-feira (2), em defesa do vizinho suspeito de agredir o vendedor ambulante Severino Ferreira, na tarde dessa terça-feira (1º), em João Pessoa.

Ela informou que o suspeito tem um filho autista, com sensibilidade para ouvir barulho, e há quase dois anos ele descia o prédio, constantemente, para pedir ao vendedor que não gritasse por causa do problema do menino.

Ela também afirma que a criança tinha crises de pânico quando ouvia os gritos do vendedor. A confusão ocorreu porque o pai teria pedido várias vezes a ele que evitasse gritar naquelas imediações, mas o vendedor não teria acatado. O suspeito não foi localizado para comentar a polêmica.

De acordo com a vítima, ele foi agredido quando estava vendendo seus produtos como faz há mais de 10 anos, seguindo o mesmo trajeto, pelos bairros de Altiplano até Jardim Oceania, passando por Miramar, Tambaú e Manaíra, onde aconteceu a agressão. Segundo a vítima, um morador de um dos prédios desceu e começou a reclamar com Severino pelo fato dele estar gritando para anunciar seus produtos. Foi nesse momento que as agressões começaram.

Tanto o morador quanto o comerciante foram até a 12ª Delegacia Distrital de João Pessoa para prestar esclarecimentos. Severino registrou um boletim de ocorrência por crime de agressão. Já o homem que o agrediu foi ouvido e em seguida liberado, e até o momento não quis se pronunciar sobre o assunto.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br