Arquivo da tag: Filho

Preso filho suspeito de assassinar a mãe a facadas em Cacimba de Dentro

Foi preso na tarde desta quinta-feira (11) um homem de 35 anos suspeito de assassinar a facadas a própria mãe. O caso aconteceu no início da manhã desta quinta no município de Cacimba de Dentro, Agreste paraibano, a 165 quilômetros de João Pessoa.

A informação foi confirmada ao Portal Correio pelo delegado Joacil Moreira, responsável pela investigação do crime. Porém, informações sobre como se deu a prisão não eram de conhecimento do delegado até as 15h10, já que a prisão ocorreu por volta das 15h.

O crime

Segundo a Polícia Militar, o suspeito sofre de transtornos mentais e já foi internado no Hospital Psiquiátrico Juliano Moreira, em João Pessoa. O crime teria ocorrido durante um novo surto do homem.

Ainda de acordo com a PM, o corpo da vítima foi descrito por testemunhas como “mutilado”. A mulher teria sido morta a golpes de arma branca, de tipo ainda não especificado.

portalcorreio

 

 

Tragédia em Cacimba de Dentro: filho com problemas psiquiátricos mata a mãe à facadas

Por volta das 8 horas da manhã desta quinta-feira (11), um filho com problemas psiquiátricos teria matado a própria mãe, em Cacimba de Dentro, no Agreste da Paraíba.

Ainda de acordo com informações de testemunhas, alguns dias atrás o suspeito encontrava-se desaparecido, buscas foram feitas e ele foi encontrado em Barra de Santa Rosa.

O homem teria sido levado até uma unidade hospitalar, onde foi avaliado por uma equipe médica e em seguida entregue à sua mãe. Porém, na data de hoje ele teria cometido o crime.

A polícia foi acionada e ao chegar no local constatou a tragédia. Dezenas de curiosos estão aglomerados em frente da residência da vítima, enquanto se aguarda a chegada da perícia para os procedimentos.

 

portal25horas

 

 

Filho da deputada confessa assassinato e admite ter dado seis tiros no pai

Filho da deputada Flordelis (PSD), Flávio dos Santos, de 38 anos, admitiu ter matado a tiros o pai, o pastor Anderson do Carmo de Souza. Em depoimento à Polícia Civil nesta quinta-feira (20), ele afirmou ter disparado seis vezes – laudo do IML mostrou que a vítima tinha 30 perfurações no corpo.

Flávio dos Santos disse ainda que seu irmão mais novo – Lucas dos Santos, de 18 anos – teria ajudado a comprar a arma usada no crime. A motivação do assassinato e outras circunstâncias do crime ainda são apuradas pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG).

Nesta quinta-feira (20), a Justiça do Rio de Janeiro aceitou o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária de Lucas e Flávio. O pedido foi feito ao Judiciário após os investigadores realizarem uma acareação entre Flávio e Lucas.

Anteriormente, a Polícia Civil informou que Flávio dos Santos teria confirmado apenas que planejou a morte. No entanto, a equipe de reportagem da TV Globo confirmou que ele assumiu ter feito seis disparos. Ainda não está claro se os outros tiros foram disparados pelo irmão.

Lucas e Flávio já estavam detidos desde segunda-feira (17), porque tinham mandados de prisão pendentes por outros crimes. O pedido de prisão temporária, por homicídio qualificado.

Latrocínio é descartado

A polícia descartou hipótese de latrocínio – roubo seguido de morte – no caso do assassinato do pastor. Segundo a polícia, as imagens das câmeras de segurança da casa do pastor não mostram nenhum suspeito entrando ou saindo.

Na tarde desta quarta-feira (19), Flávio, que é filho biológico de Flordelos, prestou novo depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.

Agentes encontraram, na noite anterior, uma pistola em cima de um armário no quarto onde ele dormia. Para a polícia, a arma foi usada no crime.

G1

 

Filho da deputada Flordelis e de pastor morto no Rio é preso em enterro

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói prenderam, no início da tarde desta segunda-feira (17), um dos filhos da deputada Flordelis e do pastor Anderson do Carmo Souza, morto na madrugada deste domingo (16), quando chegava em casa. O corpo do pastor tinha 30 marcas de tiros.

Segundo a polícia, o filho da deputada tinha um mandado de prisão em aberto por violência doméstica. A identidade dele ainda não foi divulgada.

O rapaz foi preso durante o enterro de Anderson no cemitério Memorial Parque Nycteroy, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, no início da tarde. A deputada Flordelis e o pastor têm 55 filhos, a maioria adotados.

Marido da deputada federal Flordelis (PSD) é enterrado

Marido da deputada federal Flordelis (PSD) é enterrado

Investigação da morte do pastor

No fim da manhã desta segunda, o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel disse que uma das suspeitas para o crime é que um dos filhos adotivos do casal tenha cometido o crime.

“O secretário da Polícia Civil esteve comigo e me disse que havia a suspeita de que um dos filhos adotados, formal ou informalmente, teria praticado o crime. Agora está nessa linha de investigação. Nós entendemos que é um fato lamentável, e espero que tudo seja resolvido rapidamente. Estou acompanhando as investigações”, emendou.

No enterro do corpo do pastor, Flordelis rechaçou a hipótese de que um de seus filhos adotivos seja o autor do crime. “Isso é ridículo, acusar alguém sem provas”, garantiu a parlamentar.

Durante a perícia realizada na residência do casal, a Delegacia de Homicídios de Niterói colheu material dos cães da casa da deputada e enviou o material para exame toxicológico.

O objetivo do exame – cujo resultado deve ser concluído nesta terça-feira (18) – é determinar se os cães foram dopados, uma vez que os animais não reagiram à presença do responsável ou responsáveis pelo homicídio.

Diante da ausência de reação dos animais, a polícia começou a trabalhar com a possibilidade do crime ter sido praticado por alguém conhecido ou próximo à família.

Os policiais também analisaram imagens das câmeras de segurança da vizinhança para saber quantas pessoas participaram do crime. Sabe-se, porém, que o assassinato foi cometido com pistola nove milímetros – todos os disparos feitos contra Anderson eram desse calibre.

Flordelis e o marido, pastor Anderson Carmo — Foto: Reprodução/ Facebook

Flordelis e o marido, pastor Anderson Carmo — Foto: Reprodução/ Facebook

O pastor trocava de roupa em um closet que fica ao lado da garagem da casa no momento do crime.

Diante da quantidade de tiros – a vítima foi atingida por pelo menos vários disparos -, a hipótese de latrocínio já é quase que totalmente descartada.

Ao longo desta segunda-feira, policiais deverão tomar o depoimento de outros integrantes da família e outras de testemunhas.

G1

 

Mulher é presa suspeita de esconder droga dentro da bolsa do filho de 1 ano, na PB

Uma mulher foi presa neste domingo (9)m suspeita de esconder cocaína dentro da bolsa do filho, de um ano e seis meses, em Mamanguape, Litoral Norte da Paraíba. A mulher foi presa durante a abordagem, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), a um carro que seguia de Natal para João Pessoa.

Dentro da mochila da criança, a polícia encontrou 715 gramas de cocaína. A droga pertencia a mulher de 24 anos, que já respondia em liberdade por tráfico de drogas.

No sábado (8), uma outra mulher também foi presa fazendo tráfico de cocaína de Natal Para João Pessoa. A abordagem foi feito a um carro com cinco pessoas. A polícia verificou os pertences dos passageiros e encontrou dois tabletes de cocaína, com dois quilos da droga, na bolsa de uma das passageiras.

A mulher tem 21 anos e está grávido de cinco meses. No momento da prisão, ela estava com o filho de quatro anos. Ela já responde, em liberdade, por tráfico de drogas.

Nas duas prisões, as mulheres foram detidas e encaminhadas à Polícia Civil de Mamanguape. As crianças foram levadas para o Conselho Tutelar.

G1

 

Homem morre em hospital de JP após ser baleado na frente do filho durante tentativa de assalto

Um homem morreu no Complexo Ortotrauma, o Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa, após ser baleado em uma tentativa de assalto em Conde, no Litoral Sul paraibano. O fato aconteceu na noite deste domingo (28).

O coronel Barros, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), explicou ao ClickPB que o homem estava com o filho quando foi surpreendido por um assaltante e baleado com três tiros.

A Polícia Militar e a Polícia Civil seguem acompanhado o caso.

 

clickpb

 

 

“Problema do filho é o pai que tem que resolver”, diz Julian sobre interferência de Carlos no Governo Bolsonaro

Diante das alfinetadas trocadas entre o filho do presidente da República, o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSL) e o vice-presidente da República, o general Amilton Mourão, o deputado federal Julian Lemos, do mesmo partido resolveu se posicionar e classificou as divergências como inúteis.

Para o deputado federal paraibano, a troca de farpas envolvendo o vereador Carlos Bolsonaro e o vice presidente Amilton Mourão precisam, urgentemente, serem resolvidas pelo presidente Jair Bolsonaro. “O problema do filho é o pai quem tem que resolver. O problema da vice-presidência, tem o presidente pra tratar disso. Eu acho que é uma discussão desnecessária, infrutífera e que o povo que produz no Brasil quer ver resultado. Quem elegeu o presidente não tem interesse nisso”, observou o deputado.

Para Julian Lemos, os atritos existentes entre o filho de Bolsonaro e o vice-presidente são inúteis.

Bolsonaro sobre Carlos x Mourão:

O presidente Jair Bolsonaro conversou com um grupo de jornalistas na manhã desta quinta-feira (25), e comentou a relação entre ele, Carlos e Mourão.

A respeito de sua relação com seu vice, Bolsonaro disse que “não tem problemas. A gente continua dormindo junto. O problema é quem vai lavar a louça no final do dia. Sei que meu filho (Carlos) tem um ânimo um pouco exaltado. Esse casamento (com Mourão) é até 2022 no mínimo. Nós nos acostumamos com um presidente poste e ele tem toda liberdade para falar. Ele está muito preparado para me substituir. Vice é sempre uma sombra e às vezes não se guia de acordo com o sol, mas por enquanto está tudo bem. Como um excelente casamento, se todo mundo disser sim não vai dar certo”.

Já sobre o comportamento de seu filho Carlos Bolsonaro, o presidente declarou que conversa com ele e que “nem sempre fico satisfeito (com o que ele escreve). A experiência de governo só quem está sentado na cadeira que tem. Eu tenho conversado com ele. Ele tem o comportamento dele. Ele vai continuar colaborando para as minhas redes sociais. Pode ter certeza que o navio dele está indo para um bom caminho”, avaliou.

 

PB Agora

 

 

Mãe presa por negligência nega ter deixado filho se afogar em piscina na cidade de Mari, PB

A mulher de 21 anos que foi presa suspeita de deixar o filho se afogar em uma piscina negou as acusações. A criança de 3 anos morreu afogada na tarde deste domingo (7), em uma piscina de um clube na cidade de Mari, na Mata Paraibana.

De acordo com o delegado Francisco de Assis Araújo, responsável pelo caso, a mãe presenciou o afogamento do filho e não fez nada para socorrer a criança. A mulher, de 21 anos, foi presa na manhã desta segunda-feira (8) por homicídio culposo – quando não se tem intenção de matar – e negligência.

Em entrevista a TV Cabo Branco, na carceragem da delegacia de Mari, Maria Andreza Pereira Barbosa negou ter deixado o filho se afogar. “Ele tava brincando com o monte de crianças. Sem querer eu tirei a vista dele. Aí ele pegou e foi… Quando eu olhei eu disse: corre que o menino caiu”

Pergunta: Você não saltou na piscina por que não sabia nadar, ou foi por outro motivo?

Resposta: “Por nada. Porque disseram que eu tinha matado o menino. Eu dei foi um grito pra chamar minha mãe”, disse ela.

Segundo o delegado, o caso aconteceu por volta das 17h. “Ao final de um torneio de futebol, que estava acontecendo nesse clube, a mãe chegou com a criança e ficou perto da piscina. Ela presenciou o afogamento do filho e não entrou na piscina, nem pediu ajuda de ninguém”, relatou.

Conforme o delegado, a criança foi socorrida após o irmão, de 9 anos, ver a situação e pedir socorro a um policial que estava no local. “A mãe estava o tempo todo ao lado da piscina. Mas foi um policial que entrou no local pra tirar a criança após pedido de socorro do irmão dela”, disse.

O menino de 3 anos foi socorrido e levado para um hospital da cidade, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde. Ainda de acordo com o delegado, pelas circunstâncias e pelo depoimento da mãe prestado ainda na tarde do domingo, a polícia investiga se a mulher teria empurrado a criança dentro da piscina.

G1

 

Homem é preso suspeito de esfaquear companheira e filho bebê

Um homem foi preso no início da madrugada deste domingo (17), em João Pessoa, suspeito de esfaquear a companheira e um filho deles, um bebê de um ano e cinco meses de idade, na noite desse sábado (16), no bairro de Cruz das Armas, na Zona Oeste da Capital.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, a corporação recebeu um chamado por volta das 23h30 informando que uma mulher de 30 anos tinha sido ferida a faca.

“Chegando ao local, ela estava com dois ferimentos na cabeça e braço. A vítima contou que o autor foi o companheiro dela, que fugiu do local levando o filho. Quando atendia a ocorrência, a PM foi informada que na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro tinha acabado de chegar um homem em uma moto, com uma criança com corte no braço. Chegando lá, tratava-se do acusado, que foi preso e apresentado na Delegacia da Mulher”, relatou a assessoria.

As circunstâncias que levaram às agressões não foram informadas pela polícia.

A mulher e a criança foram socorridas para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. O estado de saúde das vítimas não foi divulgado até o fechamento desta matéria.

 

portalcorreio

 

 

Mãe de atirador de 17 anos diz que filho sofria bullying

A mãe do jovem Guilherme Taucci de Monteiro, de 17 anos, um dos assassinos no ataque a uma escola de Suzano, na Grande São Paulo, contou em entrevista exclusiva à Band que o filho parou de estudar porque sofria bullying.

Visivelmente constrangida, a mãe de Guilherme afirmou que apesar disso não entende a postura do filho. “Não sei, também estou querendo saber. Ele era um ótimo filho.”

Segundo a reportagem do programa ‘Brasil Urgente’, da Band, a mãe de Guilherme é usuária de drogas. O jovem foi criado pelos avós e, há cerca de um mês, a avó dele faleceu.

Questionada se o videogame poderia ter motivado o ataque do filho, ela afirmou que não. “Ele jogava no computador. Isso é coisa de criança, gente. Ele era uma criança.”

 

istoe