Arquivo da tag: filha

Homem é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha, diz polícia

Um homem de 36 anos foi preso em João Pessoa, nesta quinta-feira (5), suspeito de estuprar e engravidar a própria filha. De acordo com a Polícia Civil, as relações sexuais forçadas começaram quando a vítima era menor de idade e seguiram acontecendo até a idade adulta.

Segundo a delegada Amindonzelle Oliveira, foi a vítima, que tem 18 anos, que fez a denúncia. Ela relatou que os abusos começaram ainda criança, quando tinha 10 anos de idade, pouco tempo depois da morte da mãe dela.

A delegada informou que já havia um inquérito policial na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, na Zona Sul da capital. Por isso, o homem foi preso por meio de um mandado de prisão e levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, onde deve aguardar audiência de custódia.

G1

 

Em Alagoa Grande, policiais cumprem mandado e prendem acusado de estupro contra filha de 8 anos

Um homem de 48 anos de idade, que já tinha sido condenado por estupro de vulnerável praticado contra uma filha menor e estava em liberdade condicional, foi preso novamente nesta terça-feira (3), na cidade de Alagoa Grande, acusado também de estupro de outra filha, de 8 anos. Contra ele havia sido expedido um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça e que foi cumprido por policiais da 2ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), sob o comando do sargento Amâncio, e policiais civis, que já vinham investigando o caso há mais de dois meses. O acusado, que estava residindo em Mari, foi preso quando estava no Fórum de Alagoa Grande e, em seguida, foi conduzido para a cadeia pública da cidade.

EM BELÉM – Policiais da 3ª Companhia tomaram conhecimento de que contra um homem havia um mandado expedido pela Justiça e efetuaram a prisão. Na residência dele, a irmã forneceu um documento de identificação no qual havia a foto dele, no entanto, os dados eram de outra pessoa. Indagado pelos policiais sobre a origem do documento, ele relatou tê-lo encontrado na cidade de Guarabira. Diante da suspeita de falsidade ideológica, a guarnição comandada pelo capitão Leite conduziu o homem para a delegacia .

Foto: Wagner Varela

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Mãe é presa após agredir a filha de nove anos, na Grande JP

A mãe de uma menina de 9 anos foi presa nesta quinta-feira (25) suspeita de agredir com tapas a filha, uma menina de nove anos. As agressões aconteceram no domingo (21), na casa onde elas moram, no município de Cruz do Espírito Santo, na Grande João Pessoa.

Segundo o major Sidney, comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar em Sapé,  a avó da menina, que é a responsável legal por ela, foi quem denunciou o crime após filmar a suspeita batendo na criança.

Ainda segundo o major, a suspeita estava sendo procurada desde segunda-feira (22) e só foi localizada nessa quarta. Ela foi encaminhada à Delegacia, onde prestou depoimento. Ainda não se sabe se a mulher foi presa ou responderá ao inquérito em liberdade, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

 

clickpb

 

 

Em Belém, homem é preso acusado de estuprar filha e entrada especial

A Polícia Civil da cidade de Belém, agreste paraibano prendeu nesta segunda-feira (10), um homem acusado de estupro contra filha e enteada.

Conforme relato da PC, José Ferreira da Silva cometeu estupro de vulnerável contra sua própria filha de 12 anos e abusou sexualmente de uma filha adotiva portadora de deficiência mental.

Os crimes foram praticados em 2015 e houve a comprovação através de exame sexológico.

 

ROTA DA NOTÍCIA

 

 

Mãe joga filha de 4 anos do quinto andar de prédio e depois se atira

A polícia investiga o caso de uma criança de 4 anos que caiu do quinto andar de um prédio na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, no Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo. A menina sobreviveu, pois, foi amortecida por um carro que estava entrando no edifício.

A Polícia Militar foi chamada por volta da 00h30 e a informação que chegou para os policiais, por meio do serviço 190, era de que a criança tinha sido jogada pela mãe.

Enquanto a menina era socorrida, a mulher estava trancada sozinha no apartamento e os bombeiros tentaram negociar a saída dela. Por volta das 2h30, a mãe colocou fogo nas cortinas da casa. O policial militar Daniel César Garcia disse que, quando os bombeiros tentaram entrar no apartamento para evitar o incêndio, a mulher pulou pela janela.

Mulher se joga do quinto andar em prédio no Jaguaré, Zona Oeste de SP — Foto: Reprodução/TV Globo

Mulher se joga do quinto andar em prédio no Jaguaré, Zona Oeste de SP — Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo a PM, mãe e filha foram trazidas para o Hospital das Clínicas (HC). A criança teve ferimentos leves por conta do impacto contra o para-brisa do carro na hora da queda, o quadro dela é estável. A mãe estava inconsciente quando foi resgatada e o HC afirma que o estado dela é grave.

G1

 

Mulher suspeita de prostituir filha de 10 anos vai para presídio em João Pessoa, após audiência

A mulher presa no domingo (19), suspeita de prostituir a filha de 10 anos por R$ 20, teve a prisão mantida e deve ser encaminhada para o Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão, após audiência de custódia realizada no Fórum Criminal de João Pessoa, nesta segunda-feira (20).

De acordo com a diretoria do Fórum, a decisão foi do juiz José Márcio Rocha Galdino. Segundo a Polícia Militar, a mãe, de 28 anos, teria entregue a filha para que ela tivesse relações sexuais com um homem em troca do dinheiro, que seria usado para comprar drogas.

Conforme a PM, o caso aconteceu na noite do sábado (18), no Bairro Costa e Silva, e a menina contou que a mãe teria a obrigado a manter relações sexuais com o homem, dentro de um carro.

Após isso, a criança fugiu e pediu ajuda a uma moradora da região. Ela acionou a polícia, que prendeu a mulher. A suspeita foi encaminhada para a Central de Flagrantes e, depois, levada para a Delegacia da Mulher.

O Conselho Tutelar procurou a família da criança e ela foi entregue ao pai, na cidade de Alhandra. A mulher tem outros três filhos e a polícia investiga se ela também os aliciava.

Foto: Dani Fechine/G1

G1

 

Mulher é presa suspeita de prostituir a filha de dez anos por R$ 20

Uma mulher foi presa neste domingo (19) suspeita de prostituir a filha de 10 anos por R$ 20, no bairro Costa e Silva, em João Pessoa. A Polícia Militar foi chamada por uma moradora, que foi procurada pela criança

Conforme informações da PM, a mãe, de 28 anos, teria entregue a própria filha para que ela tivesse relações sexuais com um homem em troca do dinheiro, que seria usado para comprar drogas.

O fato aconteceu na noite do sábado (18) e, segundo a criança, a mãe teria a obrigado a manter relações sexuais com o homem, por R$ 20, dentro de um carro. Depois disso, a criança fugiu e pediu ajuda a uma moradora, que chamou a polícia e prendeu a mulher. Ela foi levada para a Central de Flagrantes e, em seguida, foi levada para a Delegacia da Mulher. Ela está presa na carceragem da Central de Polícia.

O Conselho Tutelar procurou a família da criança e ela foi entregue ao pai, na cidade de Alhandra. A mulher tem outros três filhos e a polícia investiga se ela também aliciava os outros filhos.

G1

 

Homem é preso suspeito de engravidar a filha de 13 anos, na Paraíba

Um homem de 57 anos foi preso na noite desta segunda-feira (29), suspeito de estuprar e engravidar a própria filha, de 13 anos, em Mamanguape, Litoral Norte da Paraíba. Ele foi preso sob força de um mandado de prisão preventiva e, conforme relato da vítima à polícia, os abusos aconteciam há cerca de dois anos.

De acordo com a Polícia Militar, o homem estava escondido dentro de uma casa abandonada, em uma mata, na região de Camaratuba, distrito de Mamanguape. Ele estava escondido há alguns dias com medo de ser preso ou espancado pela população. Por isso, estava com o corpo bastante debilitado. Ele foi encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e, quando receber alta, será encaminhado para um presídio da região.

De acordo com a esposa do suspeito, também mão da vítima, ela já estava notando um comportamento diferente da filha e percebeu que a barriga dela estava crescendo. Ao levar a adolescente ao médico, descobriu que ela estava grávida do próprio pai há um mês.

Na presença da mãe e de um conselheiro tutelar, na delegacia de Mamanguape, a menina contou que era abusada pelo pai desde os 11 anos de idade. O homem pedia para que ela não contasse, ameaçava a adolescente e dava dinheiro para que ela não o denunciasse.

O Ministério Público da Paraíba denunciou o homem por estupro de vulnerável. O G1 não conseguiu contato com o Hospital de Trauma para saber o estado de saúde do homem e se já recebeu alta.

G1

 

Servidor público é preso suspeito de estuprar sobrinhas e tentar abusar da própria filha em Bayeux

Um funcionário público foi preso em flagrante suspeito de estuprar duas sobrinhas e tentar abusar sexualmente da própria filha de 15 anos. A prisão aconteceu na última terça-feira, mas só foi divulgada pela Polícia Civil nesta quarta-feira (17).

Segundo a delegada Maria da Conceição Casado, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher de Bayeux (Deam), as declarações de uma das vítimas e depoimentos de testemunhas apontaram para abusos contra as menores há pelo menos oito anos.

“Após denúncia do Conselho Tutelar no início deste mês nossa equipe de investigadores caiu em campo para averiguar a veracidade dos fatos. Também intimamos testemunhas e na tarde de ontem conseguimos prender o suspeito. Ele abusou pela segunda vez da sobrinha de sua esposa, uma menina de apenas 7 anos de idade, na última quinta-feira”, informou.

Ainda segundo a delegada Conceição Casado, a menina foi levada para fazer os exames de praxe e ficou confirmado o abuso sexual. “Severino Gomes colocava a criança no colo e praticava os atos libidinosos, enquanto a mãe da criança dava aulas de reforço escolar próximo à casa do suspeito”.

Uma outra vítima de Severino seria a irmã da primeira. Ela tem 17 anos, mas começou a ser abusada pelo suspeito quando tinha apenas 9 anos de idade. Durante três anos Severino abusou da adolescente.

Além disso, pesa contra o suspeito a tentativa de estupro da própria filha, fato que teria acontecido no final do ano passado. A prisão de Severino Gomes de Oliveira deixou sua esposa surpresa, pois a mesma informou que não desconfiava de nada e ficou sabendo dos fatos apenas quando houve a denúncia do Conselho Tutelar à Delegacia da Mulher de Bayeux.

 

 

Da Redação
Portal WSCOM

 

 

Preso suspeito de manter mulher e filha por cinco anos em cárcere privado

A Polícia Civil da cidade de São Bento, no Sertão paraibano, a 375 km de João Pessoa, prendeu em flagrante, na tarde desta terça-feira (20), um homem de 58 anos suspeito de cometer o crime de cárcere privado, praticado por cinco anos contra a mulher, uma pedagoga de 29 anos, e a filha do casal, uma criança de dois anos.

A polícia descobriu o caso por meio de uma ligação feita pela própria vítima. A mulher teve acesso a um aparelho celular que foi jogado por uma vizinha para o quintal da casa quando o suspeito não estava em casa. A vizinha decidiu fazer isto porque, segundo ela, ouvia muitos barulhos e choros de criança e, como a residência sempre estava fechada, ela desconfiou que algo errado estava acontecendo.

Quando os policiais chegaram à casa, encontraram a pedagoga e a filha trancadas e sem comida. A mulher disse que a criança nasceu durante o cárcere privado e, por isso, não foi registrada. Ela revelou que as duas sofriam frequentes agressões físicas praticadas pelo marido. Ele também não comprava comida para as vítimas e, nas raras vezes que elas saíram de casa para ir ao médico, estavam cobertas por lençóis e acompanhadas pelo suspeito.

O exame de corpo de delito comprovou as agressões sofridas pela mulher e pela filha. “Durante o depoimento, a pedagoga disse que não podia ter contato com a família dela, que vive em Pernambuco, e que quando o investigado saía de casa cortava a energia e ameaçava matá-la se contasse o que estava acontecendo para alguém. Alguns vizinhos que moram na localidade há três anos informaram que nunca viram as vítimas fora de casa”, falou o delegado responsável pela investigação, Sheldon Andrius.

Depois de ser ouvida, a pedagoga foi liberada. Já o suspeito foi encaminhado para a carceragem da delegacia e será apresentado ao juiz, que vai determinar se a prisão em flagrante será transformada em preventiva e o investigado levado para Cadeia Pública de São Bento.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br