Arquivo da tag: filha

‘Paciência, por favor. Minha mãe fez cirurgia’: Filha põe cartazes em caminhonete para justificar lentidão em viagem até SC

Por conta da recente cirurgia da mãe que exigiu uma viagem interestadual, a designer de turismo sensorial Audmara Veronese, de 47 anos, encontrou uma forma criativa para alertar os outros motoristas sobre o motivo para trafegar lentamente pelas rodovias entre Pato Branco (PR) até Xanxerê, no Oeste catarinense.

Com três cartazes colocados na traseira da caminhonete, Audmara fez o apelo: “Paciência, por favor! Minhã mãe fez cirurgia. Tenho que dirigir devagar”.

Cirurgia da mãe

A recém-operada Iolanda Veronese, de 70 anos, passou por uma cirurgia para retirar quatro hérnias da região abdominal no dia 31 de outubro e teve alta no último domingo (3).

Segundo Audmara, a ideia surgiu como resposta após uma recomendação médica. “O médico disse que os solavancos na estrada poderiam comprometer a recuperação da minha mãe depois da cirurgia. Então eu tinha que dirigir bem devagar, principalmente por conta dos buracos. Mas, quem está no trânsito tem suas razões e condições na hora de dirigir. Foi quando pensei nas placas de forma bem prática para explicar a situação”, disse.

Dirigir devagar

Ela lembra que levou quase três horas para percorrer 110 km. “Teve trechos que tinha lombadas e precisei reduzir para 20km/h ou até menos para a minha mãe não sentir tanta dor. Quando eu olhava pelo retrovisor tinha uma fila enorme de veículos. Por incrível que pareça, não tinha ninguém buzinando, foi inacreditável. Todos respeitaram e quando me ultrapassavam as pessoas acenavam”, disse.

A iniciativa foi parar na internet e ganhou grande repercussão nas redes sociais. “Recebi muito retorno de pessoas que eu não conheço e de todo país desejando melhoras para minha mãe, além de outras falando que já tiveram que enfrentar o trânsito com alguém doente”, explica a designer.

No Hospital Thereza Mussi em Pato Branco, antes de Iolanda ir para a cirurgia — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

No Hospital Thereza Mussi em Pato Branco, antes de Iolanda ir para a cirurgia — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

‘Paciência, por favor’

Audmara, que é natural de Caçador e reside em São Paulo (SP), afirmou que está acostumada com o trânsito complicado e que a palavra paciência poderia ser mais aplicada diante de tantos transtornos. A mãe, que também é de Caçador, e reside há cinco anos em Xanxerê terá que retornar até o Paraná para dar andamento no tratamento.

“Vamos usar as placas novamente, uma vez que alguns trechos da rodovia são muito ruins assim como a passagem das lombadas que exige uma velocidade baixa. Ela ainda sente dor e se tiver solavancos será pior, mesmo a caminhonete sendo um veículo grande e pesado, não consegue vencer os buracos e remendos da pista sem trepidar”, afirma.

A designer explica que a experiência também trouxe lições compartilhadas. “Tem muita gente que precisa dirigir com maior lentidão e isso deve repetir diariamente em grandes capitais ou no interior. O que me deixou feliz foi perceber que as pessoas que conseguiram ler as placas estavam se colocando no lugar do outro. O mais importante é que em tempo de tanta intolerância existe empatia e respeito”, finaliza Audmara.

Audmara e a mãe Iolanda  — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

Audmara e a mãe Iolanda — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

 

G1

 

 

Homem é condenado a 23 anos de prisão por estuprar a filha em Areia-PB

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba condenou a pena de 23 anos e quatro meses de prisão, em regime fechado, um homem acusado de estupro de vulnerável contra a própria filha, que tinha 11 anos idade na época do crime. Cabe recurso da decisão.

Conforme o processo, em fevereiro de 2018 o acusado abusou da filha através de atos libidinosos diversos da conjunção carnal.

Em decisão de primeiro grau, a juíza da Vara Única da Comarca de Areia, Alessandra Varandas, condenou acusado a pena de 25 anos de reclusão. Após isso, a defesa recorreu da decisão pedindo absolvição, argumentando de que não existiam provas suficientes para a condenação.

No julgamento do recurso, o relator do processo, desembargador Arnóbio Alves Teodósio, afirmou que houve comprovação dos abusos sexuais e que o crime continuou até a vítima completar 14 anos.

“No presente caso, deve ser aplicada a regra da continuidade delitiva e não do concurso material de crimes, conforme estabelecida na sentença, pois os fatos foram praticados pelo mesmo agente e contra a mesma vítima, em semelhantes condições de lugar, tempo, circunstâncias e modo de execução, período que compreendeu a idade da ofendida dos 11 anos aos 14 anos”, disse o relator, tornando a pena definitiva em 23 anos e quatro meses de reclusão.

 

portalcorreio

 

 

Homem é preso suspeito de agredir companheira na frente da filha de 5 anos, em João Pessoa

Um homem foi preso na manhã desta segunda-feira (21) suspeito de agredir a companheira na frente da filha de cinco anos, dentro de um carro, próximo ao Viaduto do Geisel, em João Pessoa. O casal teria discutido por ciúmes.

A polícia chegou até o local porque uma pessoa que passava na rua viu a cena e fez uma denúncia na delegacia. De acordo com a delegada Amim Oliveira, uma equipe foi até o local, confirmou as agressões e encaminhou a vítima e o suspeito até a delegacia.

Everaldo Epaminondas, de 38 anos, foi preso em flagrante. As primeiras informações da Polícia Civil são de que o casal estava brigando por ciúmes. A vítima, de 23 anos, teria flagrado o companheiro com outra mulher na madrugada desta segunda. A criança está sob a guarda da mãe, que também prestou depoimento na delegacia.

G1

 

Pai e filha ficam feridos em acidente de carro na PB-075

Um homem de 50 anos, e a filha de 18 anos, ficaram feridos após um acidente de carro na PB-075, entre Guarabira e Cuitegi, na Paraíba, nesta quinta-feira (3). O fato aconteceu de 12h, próximo ao Motel Passione.

José Fernandes Miranda e Ednajad Virgínio Miranda trafegavam pela rodovia em um veículo Celta quando sofreram o acidente. Segundo informações, eles fazem esse mesmo percurso de motocicleta porém, hoje o fizeram de carro.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os ocupantes estavam usando sinto de segurança no momento do ocorrido. O motorista ficou preso nas ferragens. Ele relatou que teria cochilado vindo a perder o controle do automóvel.

O carro saiu da pista e atingiu uma árvore. Há relatos de populares que o homem tentou realizar uma ultrapassagem. “As causas do acidente serão investigadas para termos a certeza do acontecido”, relatou a Polícia Militar.

As vítimas que são de Cuitegi (PB) receberam os primeiros atendimentos da equipe do Corpo de Bombeiros e foram encaminhadas para o hospital regional de Guarabira. “Apesar do susto, as vítimas não correm risco de morte”, relatou o Bombeiro Militar.

Blog do Pedro Júnior

Colaborou: Repórter Rodrigo Souza

 

 

Homem agride mulher e filha e é preso suspeito de violência doméstica em Pilões

Um homem foi preso por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) suspeito de violência doméstica depois de agredir fisicamente a companheira e a filha do casal, de 10 anos de idade. O caso aconteceu no Sítio Queimadas, zona rural do município de Pilões, na noite dessa quinta-feira (26). A guarnição do Destacamento comandada pelo cabo Ricardo foi até o local indicado pela vítima e prendeu o acusado, que foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

Em Guarabira, no Bairro Santa Terezinha, o Copom recebeu uma denúncia informando que dois homens estariam em vias de fato em um bar. A guarnição da Força Tática
comandada pelo Sargento Ruan, com o apoio da guarnição da Rádio Patrulha, encontrou um dos envolvidos de posse de um cano de PVC revestido com concreto em uma das pontas, que seria utilizado para agredir o outro homem. O outro também foi preso e os dois foram contidos e conduzidos à delegacia.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Vigilante é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 16 anos, Sertão da PB

Um vigilante foi preso na quinta-feira (26) suspeito de estuprar e engravidar a filha dele, em Pombal, no Sertão da Paraíba. De acordo com o delegado Clenaldo Queiroz, que acompanha o caso, o homem, de 50 anos, é suspeito de estuprar a filha desde que a menina tinha 12 anos. A vítima, que hoje está com 16 anos, engravidou e teve um filho do homem. O suspeito foi preso após um mandado de prisão expedido pela Justiça.

Conforme o delegado, os abusos sofridos pela adolescente foram descobertos após a menina engravidar. “Após o nascimento do bebê dela, foi feito um exame de DNA e ficou constatado que a criança era filha do pai da vítima, ou seja, o suspeito era pai e avô da criança. Foi então que a menina relatou que sofria os abusos desde que tinha 12 anos de idade”, contou o delegado.

Ainda segundo Clenaldo Queiroz, o pai da adolescente é separado da mãe dela. O homem visitava a filha e, de acordo com o relato da adolescente à polícia, ele cometia os abusos nesses encontros. “Ele visitava a filha nos fins de semana e aproveitava para abusar da menina”, frisou.

O homem foi preso e encaminhado para a Cadeia Pública de Pombal, onde permanece à disposição da Justiça. “Ao ser detido, ele não demonstrou nenhuma surpresa, já sabia porque estava sendo preso”, afirmou o delegado. Já a adolescente de 16 anos está sendo acompanhada por uma equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Creas) da cidade.

Foto: Breitner da Silva/Polícia Civil

G1

 

Suspeito de agredir companheira, enteada e filha é liberado após audiência de custódia, na PB

O homem preso na noite desta quinta-feira (19), suspeito de agredir, ofender e ameaçar a companheira, a enteada e a filha, foi solto e será monitorado eletronicamente, conforme estabelecido em audiência de custódia realizada no Fórum Criminal de João Pessoa, nesta sexta-feira (20).

De acordo com a Diretoria do Fórum, a decisão de conceder o alvará de soltura ao homem de 40 anos, mediante o uso de tornozeleira eletrônica, foi da juíza Isa Mônia.

A denúncia contra o homem foi feita pela enteada dele, uma adolescente de 16 anos, que gravou um vídeo das agressões contra a mãe e publicou em um aplicativo particular de apoio às mulheres, segundo a Polícia Civil.

Quando a Delegacia da Mulher recebeu o vídeo, enviou uma equipe até a casa e prendeu o suspeito em flagrante. A delegada Cláudia Germano informou que a mãe era agredida fisicamente pelo suspeito há 11 anos e que a enteada era vítima desde os cinco anos de idade. Uma criança, filha do casal, também era vítima das agressões.

Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

G1

 

Suspeito de estuprar e engravidar filha em João Pessoa vai para o presídio PB1

O homem de 36 anos preso suspeito de estuprar e engravidar a filha foi encaminhado para o presídio PB1, em João Pessoa. Segundo a diretoria do Fórum Criminal da capital, ele passou por uma audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (6) e foi detido após cumprimento de um mandado de prisão.

O homem foi preso na quinta-feira (5). Segundo a delegada Amindonzelle Oliveira, foi a vítima, que tem 18 anos, quem fez a denúncia. Ela relatou que os abusos começaram ainda criança, quando tinha 10 anos de idade, pouco tempo depois da morte da mãe dela. O suspeito justificou os abusos para a jovem dizendo que ela se parecia com a mãe.

Quando a vítima engravidou, aos 15 anos, a família da mãe dela desconfiou da situação e a tirou da casa do suspeito. O homem foi submetido ao exame de DNA. A criança, filha dele com a vítima, também passará pelo exame. De acordo com a delegada, o resultado do laudo deve ser a maior prova de que o crime tenha acontecido.

A delegada informou que já havia um inquérito policial na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, na Zona Sul da capital. Por isso, o homem foi preso por meio de um mandado de prisão e levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, onde aguardou pela audiência de custódia.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

Homem é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha, diz polícia

Um homem de 36 anos foi preso em João Pessoa, nesta quinta-feira (5), suspeito de estuprar e engravidar a própria filha. De acordo com a Polícia Civil, as relações sexuais forçadas começaram quando a vítima era menor de idade e seguiram acontecendo até a idade adulta.

Segundo a delegada Amindonzelle Oliveira, foi a vítima, que tem 18 anos, que fez a denúncia. Ela relatou que os abusos começaram ainda criança, quando tinha 10 anos de idade, pouco tempo depois da morte da mãe dela.

A delegada informou que já havia um inquérito policial na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, na Zona Sul da capital. Por isso, o homem foi preso por meio de um mandado de prisão e levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, onde deve aguardar audiência de custódia.

G1

 

Em Alagoa Grande, policiais cumprem mandado e prendem acusado de estupro contra filha de 8 anos

Um homem de 48 anos de idade, que já tinha sido condenado por estupro de vulnerável praticado contra uma filha menor e estava em liberdade condicional, foi preso novamente nesta terça-feira (3), na cidade de Alagoa Grande, acusado também de estupro de outra filha, de 8 anos. Contra ele havia sido expedido um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça e que foi cumprido por policiais da 2ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), sob o comando do sargento Amâncio, e policiais civis, que já vinham investigando o caso há mais de dois meses. O acusado, que estava residindo em Mari, foi preso quando estava no Fórum de Alagoa Grande e, em seguida, foi conduzido para a cadeia pública da cidade.

EM BELÉM – Policiais da 3ª Companhia tomaram conhecimento de que contra um homem havia um mandado expedido pela Justiça e efetuaram a prisão. Na residência dele, a irmã forneceu um documento de identificação no qual havia a foto dele, no entanto, os dados eram de outra pessoa. Indagado pelos policiais sobre a origem do documento, ele relatou tê-lo encontrado na cidade de Guarabira. Diante da suspeita de falsidade ideológica, a guarnição comandada pelo capitão Leite conduziu o homem para a delegacia .

Foto: Wagner Varela

 

Assessoria 4º BPM