Arquivo da tag: Feirão

Feirão online ajuda consumidores a negociar dívidas a partir desta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (6), os consumidores com dívidas atrasadas terão a oportunidade de renegociar seus débitos por meio de um feirão online organizado pela Serasa Experian. As negociações entre empresas e clientes serão realizadas pelo site, até o dia 30 de novembro. Acesse aqui o ‘Feirão Limpa Nome’ da Serasa.

Bancos, lojas e empresas de telefonia e cartões de crédito estão entre as entidades que confirmaram participação no feirão. Serão oferecidas oportunidades exclusivas, com prazos de pagamentos diferenciados ou descontos para a quitação das contas em atraso.

Ao se cadastrar no site do feirão, o consumidor será direcionado a uma página na qual estarão listadas as dívidas que constam na base de dados da Serasa e que podem ser negociadas com as empresas participantes. Também serão apresentados os canais de atendimento (telefones, e-mail, chat) disponibilizados por cada credor e, em alguns casos, ofertas pré-estabelecidas através de boleto bancário ou até mesmo simular, escolher a melhor condição de pagamento e gerar o boleto de forma online.

O site é desenvolvido em ambiente protegido, o que garante a proteção aos dados do consumidor. Assim, quem não tiver internet em casa, pode usar qualquer computador, celular ou tablet para negociar. Na última edição do Feirão Limpa Nome da Serasa, 320 mil consumidores limparam o nome.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Serasa dá dicas para consumidor renegociar dívidas e limpar o nome em feirão

serasaO Super Feirão Limpa Nome da Serasa – que acontece entre os dias 28 de abril e 2 de maio, na versão presencial, e se estende até o dia 8 de maio na internet – tem como proposta aproximar consumidor e credor e facilitar a renegociação de dívidas atrasadas, contribuindo para diminuir a inadimplência e reabilitar o crédito do cidadão.

Para obter uma negociação de sucesso, o consumidor precisa fazer as contas e verificar quais são as sobras mensais que podem ser destinadas à renegociação, tirando os valores empenhados em despesas fixas e em dívidas já assumidas ou previstas. “Muitos clientes esquecem que, ao assinar uma renegociação, estão assumindo um novo débito que terá prazos a ser cumprido. O não pagamento gerará mais transtornos, além de uma nova restrição”, diz o superintendente do SerasaConsumidor, Júlio Leandro.

O consumidor deve ouvir a proposta e, se não estiver de acordo, fazer uma contraproposta, considerando as contas feitas previamente. “O importante é que, depois de renegociada, a dívida caiba no bolso do cidadão”, diz Leandro.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Segue o passo a passo sugerido pelos especialistas do SerasaConsumidor:

1. Não tenha receio de olhar para as dívidas que saíram do controle: quanto você já pagou? Qual o valor devido?

2. No caso do Feirão Limpa Nome em São Paulo, não esqueça de levar seu CPF e um documento de identificação com foto.

3. Tenha clara sua real condição financeira no momento da renegociação: quanto pode ser disponibilizado de seu orçamento para quitar a dívida atrasada? Existe alguma renda extra (venda de algum bem, bonificação salarial etc.) que lhe permita fazer uma proposta à vista?

4. Não assuma uma nova conta, com a qual você não poderá arcar, contando com verba de terceiros, que ainda não está disponível ou com a venda de bens ainda não comercializados.

5. Cumpra os novos prazos de pagamento até o final.

Todas as instituições participantes do Super Feirão Limpa Nome oferecem vantagens exclusivas a seus clientes para a negociação de pendências financeiras.

Nesta edição, o feirão presencial, realizado em São Paulo, oferecerá serviços de cidadania, orientação jurídica e ao cidadão, acesso a vagas de empregos, documentação e outros.

Para isso, estarão presentes no evento: o Centro de Apoio ao Trabalho (CAT), que realizará emissão de carteira de trabalho, inscrição em cursos de capacitação profissional, habilitação ao seguro-desemprego, entre outros; e o Centro de Integração da Cidadania (CIC), que fará a emissão segunda via das certidões de nascimento, casamento e óbito e carteira de trabalho

Ainda no Feirão de São Paulo, o consumidor terá palestras gratuitas: de educação financeira, com dicas e orientações para não se endividar além da capacidade de pagamento, ministradas por voluntários da Serasa, e sobre quando a compra vira doença, ministrada por especialistas do Hospital das Clínicas (HC) de São Paulo.

Feirão Limpa Nome Online
Data: de 28 de abril a 08 de maio
Horário: 24 horas
Para participar, basta entrar no http://www.serasaconsumidor.com.br/limpa-nome-online e preencher um simples cadastro.

Catraca Livre

Serasa faz feirão online para limpar nome de consumidor inadimplente

limpar-nome-sujoA partir da última segunda-feira (7) até 17 de abril, o consumidor inadimplente pode negociar suas pendências financeiras diretamente com os credores pela internet, no Feirão Limpa Nome Online. O serviço, oferecido pela Serasa Experian, é gratuito. Para participar é necessário acessar a página:www.serasaconsumidor.com.br/feirao-limpa-nome-online. O consumidor precisa de cadastrar no site do Serasa Consumidor.Confira o passo a passo:
1. O consumidor precisa de cadastrar no site do Serasa Consumidor.

2. Após o cadastro o consumidor será levado a uma página onde estarão relacionadas todas as empresas do Limpa Nome Online com as quais ele possui alguma dívida pendente e que constam na base de dados da Serasa.

3. A partir daí, o consumidor pode entrar em contato diretamente com as empresas para negociar possíveis descontos na dívida. Em alguns casos, é possível até mesmo que o boleto já esteja disponível, a partir de uma proposta feita pela própria empresa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cerca de 90 empresas participam do Feirão. De acordo com o Serasa, entre as empresas que aderiram ao programa, 36 oferecerão condições especiais e diferenciadas nos descontos e parcelamentos. São elas: Anhanguera Educacional, Autotrac, Banco BMG, Banco Cifra, Banco Itaucard, Banco Mercantil, Banco Pan, Banco Bradesco, Bradesco Cartões, Bradescard, Cartões American Express, Bradesco Financiamentos, Cartão Marisa, Casas Bahia, Cepisa, Cifra Crédito Financiamento, CPFL, Credsystem, Escelsa, Financeira Itau CBD, Hipercard, HSBC, Itaú, Itaú Unibanco Financeira, Itaucred, Losango, Luizacred, Omni Financeira, Pernambucanas, Ponto Frio, Porto Seguro Cartões, Recovery, Santander, Santander Financiamentos, Supermaia e Tim Celular.

Cuidados – Para a assessora do Procon-SP Vera Remedi, é preciso ter cuidado ao fazer uma negociação do tipo. “Tem que analisar com muito critério. As pessoas vão a feirões sem ajuda, sem saber o que está incluído no valor oferecido pela empresa. Não sabem se estão incluídos juros, multas e honorários, por exemplo”, disse. “Além disso, se a pessoa tiver cinco credores, cada um vai tentar tirar o máximo”, acrescentou. Por isso, enfatizou Vera, para participar de feirões, é preciso ter certeza de que a proposta de renegociação é realmente boa.

O Portal tentou testar o serviço durante a tarde desta segunda-feira (7), mas o site apresentou problemas pelo excesso de acessos. Uma mesagem informa que há um alto volume de acessos e pede para o consumidor tentar novamente.

Agência Brasil

Deputado sugere que Feirão de Imóveis da CEF se estenda para o Brejo


O deputado estadual Tião Gomes (PSL) sugeriu, na manhã desta terça-feira, a regionalização do Feirão  de Imóveis que a Caixa Econômica Federal realizado no último final de semana, em João Pessoa. Tião entende que o evento, que incluiu imóveis em valores entre R$ 80 mil e R$ 800 mil, pode ampliar seu sucesso se for apresentado em outras regiões do Estado.

“Sei pessoas de outras cidades devem ter adquirido algum imóvel nesse feirão de João Pessoa, mas nem todo mundo teve condições para isso. Teve gente que sequer teve tempo de se deslocar à Capital para fechar um negócio. Com a regionalização, é muito provável que a Caixa amplie as vendas”, afirmou Gomes.

Segundo o deputado, a CEF poderia organizar feirões de imóveis, mesmo que em menores proporções, pelo menos em Campina Grande, no Brejo, no Cariri e no Sertão. “Com certeza, nessas regiões também há pessoas interessadas em adquirir a casa própria, principalmente com as condições privilegiadas que a Caixa Econômica está oferecendo através deste feirão”, sustentou.

Ascom