Arquivo da tag: federação

Federação de jornalistas aponta 111 ataques de Bolsonaro à imprensa

O presidente da República Jair Bolsonaro, próximo de completar o primeiro ano de mandato Jair Bolsonaro soma 111 ataques à imprensa em 2019, o levantamento foi realizado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), que analisou o discurso do gestor entre 1º de janeiro e 30 de novembro.

No último mês, por exemplo, foram registradas 12 ocorrências, classificadas como “descredibilização da imprensa”. O presidente realizou um ataque à imprensa a cada três dias no governo, conforme média do levantamento.

A pesquisa leva em consideração discursos e entrevistas oficiais, que constam no site do Planalto, além de publicações postadas no Twitter de Bolsonaro.

A Fenaj classificou 100 que ataque foram feitos com o intuito de tirar a credibilidade da imprensa e os outros 11 dirigidos diretamente a profissionais de imprensa. Uma publicação realizada no mês de novembro pelo Twitter, o presidente disse que “um veículo de imprensa qualquer faz sua análise e divulga suas mentiras”.

MaisPB

 

 

Federação descarta greve de caminhoneiros na Paraíba

A greve de caminhoneiros prevista para acontecer nesta quarta-feira não teve adesão dos profissionais na Paraíba. A informação foi confirmada pelo presidente da Federação dos Caminhoneiros Autônomos, Eduardo Oliveira. Segundo ele, nenhuma orientação da Confederação sobre o assunto foi repassada a ele.

A mobilização que é nacional promete ser um misto de movimento e paralisação nas estradas de todo o Brasil, devido à suspensão do julgamento sobre a constitucionalidade da tabela que prevê pisos mínimos para o frete dos caminhoneiros autônomos por parte do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli.

A categoria optou por bloquear as rodovias federais, em todo o país, neste dia. De acordo com a categoria, o protesto não tem nem data nem hora para conclusão.

O STF ainda não tem previsão para uma nova data de julgamento.

 

clickpb

 

 

Federação impede transmissão online do Atletiba e clubes se negam a jogar

atletibaO clássico entre Atlético-PR e Coritiba, marcado para as 17h (de Brasília) deste domingo (19), teve seu início impedido pela Federação Paranaense de Futebol (FPF). Alegando problemas de credenciamento, a entidade se opôs à transmissão do jogo de forma independente e exclusivamente online pelos canais dos clubes no YouTube. Os clubes se negaram a jogar sem a transmissão e a partida não aconteceu.

Jogadores dos dois times entraram em campo de mãos dadas para se despedir da torcida e voltaram ao vestiário logo depois. A torcida na Arena Baixada gritou “vergonha” e protestou contra a FPF e a Rede Globo.

“Fica o alerta para que os outros clubes sigam o exemplo de Atlético e Coritiba”, disse o presidente do Atlético-PR, Luiz Sallim Emed. “Vamos dizer não. É uma palavra simples. Muitas vezes é isso que a gente tem que fazer: romper com essas coisas. Vamos romper com o status quo“.

Em seu Twitter oficial, o Coritiba falou sobre o impasse. “Funcionários da Federação Paranaense de Futebol solicitam que a arbitragem não permita início do jogo. Motivo: a FPF não permite transmissão do jogo pelos canais de Coritiba e Atlético. A federação pede que o jogo não comece enquanto houver a transmissão online”.

O diretor executivo de marketing do Atlético-PR, Mauro Holzmann, se revoltou com a decisão e disse que o jogo não aconteceria sem a transmissão pela internet.

“Atlético-PR e Coritiba não venderam seus direitos [para a TV] por causa dessa merreca que a RPC e a Globo nos ofereceram. E a Federação Paranaense de Futebol não quer dar continuidade à partida enquanto a imprensa estiver aqui. Temos uma produtora independente aqui. Não temos que acabar com a transmissão”, disse ele ao canal do Atlético no YouTube.

“A federação, de forma arbitrária, quer que tiremos nossa produtora independente. Nós não vendemos o jogo para ninguém, só não aceitamos o que a Federação Paranaense quer fazer. A federação diz que não vai ter o jogo enquanto a transmissão dos canais oficiais não for tirada do ar. Então não vai ter o jogo”, completou.

O vice-presidente do Coritiba, José Fernando Macedo, também se revoltou com a situação.

“A federação mandou uma ordem para a equipe de arbitragem de que não pode ser feita a transmissão porque existe um contrato com a Rede Globo. O Coritiba e o Atlético se sentem no direito de fazer a transmissão pelo YouTube. Os dois times não vão abrir mão de jogar essa partida [com a transmissão online]”, afirmou.

FPF diz que problema é no credenciamento

Em contato com o UOL Esporte, Hélio Cury, o presidente da federação paranaense, disse que não haveria jogo enquanto os profissionais não saíssem de dentro de campo. Segundo ele, o credenciamento dos profissionais deveria ter sido feito 48 horas antes da partida, o que não teria acontecido.

“Enquanto os profissionais não credenciados estiverem dentro do campo não vai haver jogo”, disse ele. “Deveria ser feito um credenciamento 48 horas antes da partida. O nosso posicionamento está bem claro: está proibido”.

Os clubes disseram ter sugerido que os profissionais que transmitem o jogo de dentro do campo poderiam ir para as arquibancadas. Questionado sobre isso, Cury disse que não poderia fazer nada para impedir o jogo nesse caso.

“A federação só cuida do que acontece dentro do campo, fora nós não temos nada a ver com isso. Se eles tirarem tudo do campo e colocarem na arquibancada não podemos fazer nada.

Diante do impasse, Cury afirmou que uma entrevista coletiva de imprensa deve ser marcada para segunda-feira para tratar do tema. “Vamos analisar com o nosso jurídico quais serão as consequências jurídicas disso”.

* Colaborou Adriano Wilkson, de São Paulo

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Um em cada dois adultos com diabetes não está diagnosticado, alerta federação

Arquivo/Agência Brasil
Arquivo/Agência Brasil

No Dia Mundial do Diabetes, lembrado hoje (14), a Federação Internacional do Diabetes faz um alerta: um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado e, portanto, não tem ciência de sua condição e não toma os devidos cuidados.

O tema da campanha este ano é De olho no diabetes, com foco em promover a importância do rastreamento e garantir o diagnóstico precoce, o tratamento e a redução do risco de complicações mais sérias – sobretudo em casos de diabetes tipo 2.

Dados da entidade mostram que a doença segue crescendo em todo o mundo: ao todo, 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta.

“Muitas pessoas vivem com diabetes tipo 2 por muito tempo sem que tenham ciência de sua condição. Quando recebem o diagnóstico, as complicações provocadas pela doença podem já estar presentes”, destaca a federação.

Os números mostram ainda que até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidos por meio da adoção de hábitos mais saudáveis. A quantia deve representar cerca de 160 milhões de pacientes até 2040.

“Diante de índices crescentes de subnutrição e de baixa atividade física entre crianças de diversos países, o diabetes tipo 2 na infância tem potencial para se tornar um problema de saúde pública global, provocando sérias consequências”, acrescenta a entidade.

Em diversas localidades do mundo, o diabetes figura como a principal causa de cegueira, doenças cardiovasculares, falência renal e amputação de membros inferiores.

Sinais e sintomas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, o desencadeamento do diabetes tipo 1 é geralmente repentino e dramático e pode incluir sintomas como:

– sede excessiva;

– rápida perda de peso;

– fome exagerada;

– cansaço inexplicável;

– muita vontade de urinar;

– má cicatrização;

– visão embaçada;

– falta de interesse e de concentração;

– vômitos e dores estomacais, frequentemente diagnosticados como gripe.

Ainda segundo a entidade, os mesmos sinais podem ser observados em pessoas com diabetes tipo 2, mas, geralmente, eles se apresentam de forma menos evidente. Em crianças com diabetes tipo 2, os sintomas podem ser moderados ou até mesmo ausentes.

Programação no Brasil

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia preparou uma série de atividades em alusão à data. Estão previstos shows e atividades educativas em diversas cidades do país para chamar a atenção da população para a detecção precoce do diabetes.

A programação completa pode ser acessada por meio do site http://diamundialdodiabetes.org.br/.

A data

O Dia Mundial do Diabetes foi criado em 1991 pela Federação Internacional do Diabetes em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em resposta às preocupações sobre os crescentes números de diagnóstico no mundo.

A data tornou-se oficial pela Organização das Nações Unidas (ONU) a partir de 2007, com a aprovação da Resolução das Nações Unidas 61/225. O dia 14 de novembro foi escolhido por marcar o aniversário de Frederick Banting que, junto com Charles Best, concebeu a ideia que levou à descoberta da insulina em 1921.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Juíza substitui atual junta governativa da Federação Paraibana de Futebol

juizaA Justiça decidiu afastar dois dos três membros da atual Junta Administrativa da Federação Paraibana de Futebol (FPF): Ariano Wanderley e João Máximo Malheiros. Por decisão da juíza Renata Câmara, da 8ª Vara Cível da Capital, eles foram substituídos pelos senhores Nadir Leopoldo Valendo e Eugênio Gonçalves da Nóbrega, que passam a integrar a Junta, ao lado de Eduardo Faustino Diniz.

A decisão foi tomada na tarde desta quarta-feira, dia 3 de dezembro de 2014 e deu maior transparência ao atual processo eleitoral para escolha da nova diretoria da entidade, conforme explicou a juíza Renata Câmara.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com a deflagração do processo eleitoral, que culminará no próximo dia 12, ocasião em que os associados irão escolher a nova diretoria da entidade, Ariano Wanderley e João Máximo tiveram suas candidaturas impugnadas e manifestaram intenção de não participar da Comissão Eleitoral a ser formada para conduzir o pleito na FPF.

Diante da realidade dos dois membros da Junta, a juíza Renata Câmara, ao tempo em que agradeceu o trabalho desenvolvido por Ariano Wanderley e João Máximo Malheiros, entendeu seria mais prudente substituí-los, evitando a formação de uma Comissão eleitoral paralela à Junta Administrativa. “A decisão ocorre, principalmente, no sentido de garantir transparência ao processo eleitoral, que vai eleger no próximo dia 12 o novo presidente da Federação Paraibana de Futebol e garantir fluência na gestão da FPF”, declarou a magistrada.

Leia, na íntegra, o despacho da juíza:

PROCESSO Nº. 000.6338-22.2014.815.2001

Vistos, etc.

Em resposta ao Ofício n. 50/2014, informo a Vossa Senhoria que esta magistrada já havia se manifestado sobre a possibilidade de permanência dos Srs. Ariano Wanderley e João Máximo como membros da Junta Administrativa, mesmo sendo pré-candidatos à Presidência da FPF nas próximas eleições.

Ocorre que, no presente expediente, Vossa Senhoria comunica a este juízo o interesse dos próprios Ariano e João em se afastarem do processo eleitoral.

Inicialmente, há de se ressaltar que o Estatuto é omisso quanto à formação de Comissão Eleitoral e, portanto, é possível que a administração da FPF, atualmente sob responsabilidade da Junta Administrativa, delibere sobre a sua constituição.

Não obstante a salutar posição dos referidos membros e a possibilidade de constituição de uma Comissão Eleitoral, tem-se que os referidos membros João Máximo Malheiros e Ariano Wanderley foram indicados originalmente por essa magistrada para compor a Junta Administrativa ante a necessidade de pessoas que fossem atreladas ao futebol, tudo no intuito de que a Federação não sofressem solução de continuidade nos seus trabalhos, já que a decisão atingiria a entidade em pleno campeonato paraibano e nacional. Um magistrado, acredito, não deve se preocupar tão somente com o aspecto jurídico-formal de sua decisão, mas também com os reflexos desta. Neste norte, foi formada a Junta Administrativa.

Ocorre que, neste momento de processo eleitoral da FPF, de impugnação de candidatura de dois dos três membros da Junta e, acima de tudo, considerando que os referidos membros estão a frente da FPF como longa manus do Poder Judiciário, acredito que a continuidade dos Srs. João Máximo e Ariano Wanderley como integrantes da Junta Administrativa não mais se mostra necessária ao bom desenvolvimento dos trabalhos da Federação como um todo, já que em pouco menos de 01 mês a nova Mesa Diretora tomará posse na entidade.

Assim, ao tempo em que agradeço formalmente a colaboração que os referidos membros trouxeram à administração da FPF, e sempre no intuito de zelar pelo nome do Poder Judiciário e respeitabilidade das instituições, nestas incluída obviamente a Federação Paraibana de Futebol, afasto os Srs. João Máximo Malheiros Feliciano e Ariano Wanderley da Nóbrega Cabral de Vasconcelos, substituindo-os pelos Srs. NADIR LEOPOLDO VALENGO e EUGÊNIO GONÇALVES DA NÓBREGA como novos membros da Junta Administrativa, ao lado do Sr. EDUARDO FAUSTINO DINIZ.

Por fim, considerando que o Sr. Nadir Leopoldo Valengo é o atual advogado contratado pela FPF, ressalto que o encargo ora assumido não inviabiliza a sua atuação paralela como advogado, cujo exercício deve ser garantido em sua amplitude, inclusive perante a FPF.

Por fim, considerando o exíguo prazo para atuação da Junta Administrativa pelos novos membros, fica indicado e autorizado o Sr. Eduardo Faustino como responsável pelos pagamentos através de cheques, a fim de evitar outros entraves burocráticos, inclusive bancários.

P. I. Demais diligências necessárias, inclusive com expedição de Ofício ao TJD, na pessoa do MD. Presidente e mandado de imissão de posse com urgência.

João Pessoa, 03 de dezembro de 2014.

Renata da Câmara Pires Belmont

Juíza de Direito

Assessoria

 

Federação Paraibana de Futebol já tem quatro pré-candidatos à presidência

federação paraibanaOs interventores da Federação Paraibana de Futebol (FPF) começaram a semana prometendo verificar a documentação entregue pelos clubes durante o período de recadastramento, que terminou na última sexta-feira.

E nos próximos dias a entidade deve convocar os clubes para a eleição do novo presidente, agendada para dezembro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O período de recadastramento das agremiações terminou na última sexta-feira. Através da sua assessoria de imprensa, a FPF informou que nos próximos 10 dias vai divulgar a lista de clubes aptos a votar e também o edital de convocação.

A eleição para a nova diretoria executiva será realizada no mês de dezembro.

Um dos interventores da Junta Administrativa que hoje gere a Federação, o ex-vice-presidente do Botafogo-PB Ariano Wanderley afirmou que pretende se candidatar ao cargo de presidente da FPF.

Outros postulantes

Mandatário do CSP, o empresário Josivaldo Alves foi outro que demonstrou interesse em concorrer ao pleito.

Desde que a Junta assumiu a FPF por decisão judicial no primeiro semestre deste ano, o presidente do Conselho Deliberativo e dirigente responsável pelo Tigre, ao lado dos representantes de Treze e Campinense, se mostrou contra a saída de Rosilene Gomes do comando da entidade.

O presidente do Cruzeiro de Itaporanga, Nosman Barreiro, também demonstrou interesse em disputar a eleição para a diretoria executiva da FPF.

Outro que sinalizou interesse em ser o novo mandatário da FPF foi o ex-presidente do Campinense Rômulo Leal, que ano passado, assim como em 2011, desistiu de última hora de concorrer à diretoria da Raposa.

Primeiro cadastramento

Logo que assumiu a direção da FPF, a junta administrativa afirmou que não encontrou a documentação dos clubes na sede da entidade e chamou os afiliados para um recadastramento. Como nem todas as agremiações aderiram ao primeiro recadastramento, a junta chamou este último.

*Com Globoesporte.com

Camarões não embarca para a Copa; federação garante que time chega nesta segunda

camarõesA seleção de Camarões não embarcou para o Brasil na manhã deste domingo. A delegação tinha voo fretado para deixar Yaoundé às 9h (horário local) e chegar ao Rio de Janeiro no início da tarde, mas os jogadores se recusaram a viajar, em virtude de divergências em relação ao prêmio que será pago ao elenco para disputar a Copa do Mundo.

Em contato por telefone com o ESPN.com.br, a assessoria de imprensa da Fecafoot – Federação Camaronesa de Futebol – garantiu que o elenco chegará ao país sede do Mundial nesta segunda-feira, quatro dias antes da sua primeira partida no torneio, sexta que vem, contra o México, em Natal.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O regulamento da Fifa exige que cada time chegue no país-sede pelo menos cinco dias antes do primeiro jogo.

Segundo informações do site ‘Camfoot’, o impasse se dá porque os jogadores não abrem mão de receber a premiação prometida pela federação antes de embarcar para o Brasil. Os valores são outro ponto de divergência entre os dirigentes e o elenco, que ameaça boicotar o Mundial de 2014.

Na última semana, a Fecafoot havia anunciado que aumentaria a premiação dos atletas, mas, ainda assim, não conseguiu diminuir a insatisfação do elenco, em situação similar à acontecida em 2002, antes da Copa na Coreia do Sul e Japão, quando os jogadores não deixaram o hotel em que estavam concentrados, pelo mesmo impasse.

A proposta mais recente da Fecafoot oferecia repasse de 6% do valor líquido pago pela Fifa para cada seleção aos jogadores somente para a primeira fase. Caso a seleção avançasse à segunda fase, o percentual subiria para 20% e avançaria progressivamente até uma eventual final – 30% para quartas, 40% para semi e 50% para a decisão.

No sábado, Camarões entrou em campo para seu último amistoso de preparação para o Mundial e venceu a Moldávia, por 1 a 0. Titulares da seleção, como Choupo-Moting, Itandje e Eto’o não entraram em campo e, ainda que a justificativa tenha sido a condição física, especula-se que os atletas se recusaram a entrar em campo em protesto.

A despedida da seleção de Camarões ainda previa uma cerimônia entre jogadores e o primeiro-ministro do país, Philémon Yang, que entregaria uma bandeira do país para a delegação. Os atletas não compareceram ao evento e obrigaram o técnico alemão Volker Finke a receber o símbolo nacional das mãos das autoridades.


Esportes MSN

Nova derrota na justiça mantém Rosilene Gomes fora da Federação Paraibana de Futebol

rosileneA terceira tentativa de Rosilene Gomes em voltar para a Federação Paraibana de Futebol foi frustrada. O desembargador Abraham Lincoln negou, na noite dessa terça-feira (27), mais um recurso impetrado na justiça pela ex-presidente e a manteve fora da entidade. No despacho, Lincoln não deu seguimento ao recurso por entender que a defesa perdeu o prazo legal previsto no Código de Processo Civil. O advogado de Rosilene, George Ramalho Júnior, entretanto, discorda da decisão do desembargador e diz que vai recorrer.

Segundo o relator, o prazo da ex-presidente começou a contar desde em que as partes tomaram ciência, ou seja, no dia 4 de abril, mesmo que a defesa de Rosilene (tida como terceiro prejudicado no processo) tenha sido notificada apenas no último dia 14. Sendo assim, ele se apega ao artigo 242 do CPC, que diz que o prazo para recorrer é de 10 dias, para julgar o recurso como intempestivo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

George Ramalho, contudo, diz que o entendimento do relator é equivocado e que o prazo tem que ser contado apenas no momento em que recebeu a intimação. Ele, inclusive, promete estar tomando as medidas judiciais cabíveis, sem adiantar quais seriam, e que até esta quarta-feira deve ingressar com mais outro recurso no Tribunal de Justiça da Paraíba.

Blog do Gordinho com Globo Esporte

Luiz Couto prestigia assembleia de fundação da Federação dos Agricultores Familiares da PB

Arara - 1O deputado federal Luiz Couto (PT) prestigiou, no último sábado (17), a assembleia geral que marcou a fundação da Federação dos Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais da Paraíba (FAFAER/PB), ocorrida em Arara, município da microrregião do Curimataú Ocidental.

 

Além de trabalhadores e representações de Sindicatos de Agricultores Familiares e Empreendedores Rurais de várias cidades, participaram do evento Evanilton Almeida Barreto (presidente da Força Sindical/PB); Lucas Leandro (diretor jurídico da Confederação Nacional dos Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais – Conafer); Givaldo Pereira da Copafab (Bananeiras); prefeito Eraldo Pereira (Arara); vereadores, a exemplo de Inácio Falcão (PT do B), de Campina Grande; entre outras autoridades.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com parte da agenda, Luiz Couto visitou a rádio comunitária ‘Arara FM’, oportunidade em que concedeu entrevista ao advogado e radialista Hamilton Medeiros, e a sede do Conselho Tutelar, onde cumprimentou os conselheiros Djalma, Andréia, Severino e Flaviana.

 

Assim como Areial, Bayeux, Belém, Boqueirão, Campina Grande, Catolé do Rocha, Cuitegi, Duas Estradas, Esperança, Gurjão, Lucena, Mari, Patos, Pedras de Fogo, Queimadas, Riachão do Poço, Santa Inês, São Francisco, São João do Cariri, São Sebastião de Lagoa de Roça, Sumé e Tavares, Arara foi contemplada com a indicação e emenda de Luiz Couto, junto à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), para receber o Kit Conselho Tutelar – um automóvel zero quilômetro, cinco computadores, uma impressora multifuncional, um refrigerador e um bebedouro.

 

 

 

Ascom do Dep. Luiz Couto

Federação transfere jogo entre CSP e Bota-PB do domingo para a sexta

ParaibanoA Federação Paraibana de Futebol (FPP) transferiu a partida entre CSP e Botafogo-PB para esta sexta-feira, às 20h15, no Estádio da Graça, em João Pessoa. Inicialmente, o confronto seria realizado no domingo, às 16h, no mesmo local. A mudança, segundo o diretor-técnico José Araújo, acontece por solicitação da Polícia Militar, que vai preciar reforçar o policiamento na orla durante o desfile do bloco Virgens de Tambaú, que faz parte da prévia carnavalesca da cidade.

– A Polícia Militar vai ter que mandar o efetivo do jogo para o policiamento do bloco. Então decidimos trocar a data para que tudo ocorra na maior tranquilidade possível – afirmou. Esta é a segunda vez no Campeonato Paraibano de 2013 que CSP e Botafogo vão se encontrar no Estádio da Graça. No primeiro confronto, o Belo venceu o Tigre por 1 a 0 na primeira rodada.

Nesta sexta, o Belo quer manter a liderança e a invencibilidade da competição. Pelo lado do CSP, o time tenta diminuir a grande vantagem que o separa do G-2, hoje em oito pontos. A partida será válida pela oitava rodada do Estadual.

G1