Arquivo da tag: fazenda

Empresária suspeita de matar marido a tiros em fazenda da PB é presa e interrogada pela polícia

A empresária suspeita de matar o marido a tiros na tarde da sexta-feira (10), na fazenda Zumbi, em Sapé, foi presa e interrogada pela Polícia Civil, no final da tarde deste sábado (11). Os policiais cumpriram um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra Taciana Ribeiro Coutinho. No entanto, a medida foi convertida em prisão domiciliar. Durante depoimento, ela alegou legítima defesa.

O advogado Genival Veloso França informou que a suspeita se apresentou às 15h na Delegacia de Homicídios de João Pessoa e prestou os esclarecimentos ao ocorrido. Ela estava com a mãe e a equipe dele na ocasião.

A vítima foi morta a tiros, na tarde da sexta-feira (10), na fazenda onde estava isolado com a família, em Sapé, devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O corpo do empresário Helton Pessoa foi enterrado no fim da tarde deste sábado (11), no município de Arara, no Agreste paraibano.

Durante o interrogatório, Taciana disse que o crime ocorreu após uma discussão entre o casal. Apesar de não apresentar ferimentos visíveis, a mulher foi submetida a exames de corpo de delito.

Como a prisão preventiva foi convertida em prisão domiciliar, depois do depoimento ela foi levada para um presídio, onde receberá uma tornozeleira eletrônica. Em seguida, será levada para a residência informada nos autos judiciais.

As investigações do crime vão ficar por conta da equipe do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, que solicitou a prisão preventiva e dará prosseguimento ao inquérito policial.

Ainda de acordo com o advogado de Taciana, ela não poderia se apresentar na sexta-feira por causa do abalo psicológico, sob orientação da defesa. França considera a prisão injusta, pois os fatos ainda estão sendo apurados e ela estaria sendo vitima de violência doméstica há tempos.

Elton Pessoa foi morto a tiros, em Sapé na Paraíba; mulher é suspeita de cometer o crime — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Elton Pessoa foi morto a tiros, em Sapé na Paraíba; mulher é suspeita de cometer o crime — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

O advogado que representa a família de Helton, Daniel Alisson, se pronunciou neste sábado e disse que Taciana pode estar atrapalhando as investigações por fazer parte de uma família tradicional e rica do estado.

“Entre o momento do crime e a notificação das autoridades competentes, passaram-se mais de 4 horas, tempo mais que suficiente para alterar a cena do crime e criar uma narrativa mais favorável à assassina. E, mais grave ainda, tempo em que poderia ter sido prestado socorro e salvado a vida da vítima. Assim, além de atirar no marido, ela o deixou morrer à míngua, sem acionar o Samu ou levá-lo até um hospital, demonstrando a crueldade e a intenção premeditado de ceifar sua vida”, afirmou.

Genival Veloso França, que é advogado de Taciana Ribeiro Coutinho, por sua vez, afirmou que a empresária está com hematomas por ter sido agredida por Helton antes do homicídio. Ele ainda disse que a vítima do crime tinha um histórico de violência doméstica, inclusive com um processo por agredir a ex-mulher.

Segundo a polícia, Taciana fugiu de Sapé, onde o crime aconteceu, e retornou a João Pessoa. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que ainda irá determinar um delegado para o caso. A arma do crime, que era de Elton, está com a perícia.

Empresária suspeita de matar marido é presa pela polícia

Empresária suspeita de matar marido é presa pela polícia

O crime

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na sexta-feira (11), em Sapé, no Brejo do estado. O casal morava em João Pessoa, onde a mulher é empresária, e se isolou em um imóvel na zona rural devido à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Ainda conforme a PM, uma discussão que aconteceu entre o casal por volta das 16h teria motivado o crime. A vítima estava no banheiro quando foi atingida pela suspeita, que usou uma pistola do companheiro para atirar contra ele.

G1

 

Advogado e ex-vice-prefeito de Pilõezinhos é atingido por disparos de arma de fogo em sua fazenda no município de Casserengue

O advogado Iraponil Siqueira, e ex-vice-prefeito do município de Pilõezinhos, foi alvo de ação criminosa de marginais praticada na noite desta quarta-feira (11), em uma fazenda de sua propriedade, localizada no município de Casserengue-PB.

Siqueira estava em sua fazenda quando foi invadida por elementos armados. Ele teria reagido a tentativa de assalto e foi atingido por dois disparos de arma de fogo, sendo atingido em um dos braços e no tórax.

Rumores dão conta de que na referida fazenda haviam armas as quais seriam alvo do interesse dos bandidos. Eles fugiram tomando destino ignorado.

 

portalmidia

 

 

Vereador de Bananeiras parabeniza diocese de Guarabira e prefeitura de Solânea pela instalação da Fazenda da Esperança

O Vereador Ramom Moreira parabenizou a Diocese de Guarabira pela iniciativa da instalação de uma unidade da Fazenda da Esperança na região do Brejo paraibano, na área do município de Solânea.

O parlamentar destacou o apoio do município de Solânea, através do prefeito Kayser Rocha e da Câmara de Vereadores, que garantiram a cessão de terreno, numa área 10 (dez) hectares, para que esse equipamento seja prontamente instalado. “É uma iniciativa que merece todos os nossos aplausos e todas as cidades da região devem apoiar e incentivar esse projeto. Tenho certeza que o Prefeito Douglas e todos os vereadores de Bananeiras se associam a esta iniciativa e se dispõem a colaborar no que seja possível”, afirmou Ramom.

A Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica que atua desde 1983 no processo de recuperação de pessoas que buscam a libertação de seus vícios, principalmente do álcool e da droga. Seu método de acolhimento contempla três aspectos determinantes: o Trabalho como processo pedagógico; a Convivência em família; e a Espiritualidade para encontrar o sentido da vida.

O Vereador Ramom Moreira está em seu segundo mandato legislativo e sempre trata de assuntos de interesse regional nas sessões da Câmara de Vereadores de Bananeiras.

 

Assessoria

 

 

Bando invade fazenda, faz moradores reféns, mas acaba preso em flagrante

Moradores de uma fazenda no município de Boa Vista,  no Cariri Paraibano passaram por maus momentos ao serem vítimas de um assalto.

De acordo com a polícia, na noite deste sábado (28), quatro bandidos, fortemente armados, invadiram o local e fizeram várias pessoas reféns.

Numa ação que durou poucos minutos, o bando fugiu levando, além de vários objetos, um veículo Fiat Strada e uma moto Honda. As vítimas conseguiram contatar a Polícia Militar que iniciou as investigações e buscas.

Na madrugada deste domingo (29), os policiais prenderam os assaltantes e recuperaram todos os objetos roubados.

Os bandidos foram e encaminhados à Central de Polícia de Campina Grande-PB.

Paulo Cosme/Flávio Fernandes

 

 

Madeira, garimpo, fazenda e queimadas 

IMAGENS AÉREAS DE REGIÕES DA AMAZÔNIA MOSTRAM SUCESSÕES DE CLAREIRAS QUE FORAM QUEIMADAS APÓS A RETIRADA DA MADEIRA DE LEI, CHAMADA OURO VERDE DEVIDO A SEU IMENSO VALOR COMERCIAL.

Madeireiros, garimpeiros e fazendeiros, são profissões que, aparentemente, nada há de comum em suas atividades.

No mês de agosto, o clima costuma ser muito quente e seco na região centro-oeste e também em algumas áreas da região norte.

É nessa época que a turma do garimpo abre as clareiras nas matas para exploração e coleta de metais e pedras preciosas.

Enquanto o garimpeiro busca o ouro amarelo, os madeireiros estão à procura das madeiras de lei chamadas de ouro verde.

Como a exploração dessas clareiras dura pouco tempo, o fazendeiro com sua insaciável cobiça por mais terras, espera que os madeireiros saiam para ele possa fazer a limpeza das áreas, mediante o uso do fogo.

Assim, as queimadas são causas e consequências dos desmatamentos para extração de madeira de lei, pedras e metais preciosos.

Há relatos que fazendeiros dão apoio a essas atividades, quando fornecem ajuda durante os arrastões das árvores, usando enormes tratores que puxam cinturões formados por destruidoras correntes de aço.

A crise provocada pelo desflorestamento da Amazônia entrou para as listas de alerta operacional de instituições financeiras, internacionais e avança com mais protestos, e claros sinais de boicotes, aos produtos “Made in Brazil”.  

IMAGENS AÉREAS DE REGIÕES DA AMAZÔNIA MOSTRAM SUCESSÕES DE CLAREIRAS QUE FORAM QUEIMADAS APÓS A RETIRADA DA MADEIRA DE LEI, CHAMADA OURO VERDE DEVIDO A SEU IMENSO VALOR COMERCIAL.

 

 

 

Bandidos invadem fazenda, agridem família e roubam 200 ovelhas de raça no município de Belém

Cerca de oito homens armados invadiram, na madrugada desta quinta-feira(11), a fazenda Riacho da Picada, zona rural do município de Belém, Brejo paraibano, e, além de agredir e amordaçar moradores, roubaram 200 ovelhas da raça White Dorper, de propriedade do pecuarista Danilo Sérgio Lucena de Lima.

Entrevistado por nossa equipe Stúdio Rural, via Rádio Serrana de Araruna, Danilo falou sobre o ocorrido, sobre realidades de invasões enfrentadas pelos proprietários rurais da região com elevado número de saques, roubos e agressões, sobre o prejuízo por ele enfrentado dentre outras informações. “O pessoal rendeu um caseiro que tenho e arrobaram a casa dele, prenderam ele e a mulher dele e furtaram mais de 200 animais, pertences da casa do rapaz, carteira de identidade dele, bateram no rapaz, ameaçaram ele também, foi um caminhão que foi pra buscar os animais, esse pessoal já estava sabendo, é um pessoal já especializado nessa prática que acontece aqui na nossa região”, explica Danilo Sérgio Lima ao dialogar com nosso público ouvinte Serrana de Araruna AM 590 kHz.

Danilo disse acreditar que os meliantes levaram os animais para a região do Rio Grande do Norte com possibilidade de buscar vender o produto em feiras de animais de Novas Cruz, Campestre, Tangará, dentre outros municípios da região Agreste e Trairi do Rio Grande do Norte, garantindo que um boletim de ocorrência foi feito lavrado na delegacia local e que espera providência por parte das autoridades além de colaboração por parte da população. “As pessoas podem também entrar em contato com meu telefone: 83 9 9995 1131”, apela ao contar com nosso público ouvinte na Paraíba e Rio Grande do Norte.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

 

 

Dom Aldemiro recebe prefeito de Solânea e impulsiona projeto de instalação da Fazenda da Esperança

Na manhã desta quarta-feira (13), na cúria diocesana, o bispo diocesano de Guarabira, Dom Aldemiro Sena, manteve audiência com o prefeito de Solânea Kayser Rocha, para tratar da possível cessão de um terreno para a instalação da Fazenda da Esperança no território da Diocese de Guarabira. O vereador de Solânea, Jucian Jad, acompanhou o prefeito.

Segundo o prefeito Kayser, espaço pretendido será doado para os devidos fins assim que obtiver a aprovação da equipe técnica da Fazenda da Esperança. Dom Aldemiro, bispo referencial do Regional Nordeste 2 para a Pastoral da Sobriedade, tem como meta a instalação de uma unidade para tratamento e recuperação de dependentes químicos. “Cada um fazendo sua parte, esse projeto será realidade”, conclamou o bispo.

Com 35 anos de experiência na recuperação de dependentes químicos, a Fazenda da Esperança é uma comunidade terapêutica, a maior obra da América Latina, que regenera vidas e famílias. Ao todo, são 130 unidades espalhadas pelo mundo. Desse montante, 86 estão distribuídas pelo Brasil, enquanto as outras estão espalhadas em 22 países do mundo.

O sucesso da Fazenda da Esperança, se deve ao programa de recuperação, o qual se baseia em processos pedagógicos que elevam a autoestima e resgatam a dignidade dos seus acolhidos, que em 2017 assistiu em média três mil jovens e suas famílias. Esse programa de recuperação é baseado em um tripé que consiste basicamente no trabalho, na espiritualidade e na convivência. Tanto que todos os acolhidos vivem numa irmandade que de tão unida é capaz de devolver aos acolhidos o real sentido da vida, do amor a si e ao próximo, bem como da importância da comunhão.

Além disso, a Fazenda da Esperança também trabalha junto à família, pois ela é uma das peças fundamentais para o sucesso da recuperação do jovem acolhido, através do Grupo Esperança Viva (GEV). O objetivo da ação é estruturar a família, mas mesmo quando ela não atende a esse convite – que não tem caráter obrigatório – o tratamento continua e o jovem recuperado tem a oportunidade de amar a sua gente como ela é.

Como resultado, a Fazenda da Esperança é responsável pela recuperação de centenas de milhares de pessoas, que em sua grande maioria se voluntariam para ajudar outros que necessitem de ajuda. A verdade é que a Fazenda da Esperança é maior do que si mesma, tanto que em 2007, durante uma visita a sede em Guaratinguetá-SP, o então Papa Bento XVI destacou a importância e a missão das Fazendas da Esperança – Levar a esperança, que é Jesus Cristo, ao maior número de pessoas possível.

Foto: Eraldo Luis

Pascom – Pastoral da Comunicação

 

 

Meirelles anuncia renúncia do ministério da Fazenda para viabilizar candidatura à Presidência

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, decidiu renunciar ao cargo para se filiar ao MDB e tentar viabilizar sua candidatura para o Palácio do Planalto. Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o ministro bateu o martelo em conversa com o presidente Michel Temer na última sexta-feira (23).

Meirelles vai migrar para o partido de Temer mesmo sem a garantia de que será o nome da sigla ao Planalto. Na conversa com o presidente, de acordo com aliados, o ministro disse saber que não tem a preferência dentro do MDB para a candidatura, mas que quer tentar se viabilizar até a decisão final do inquilino do Palácio do Jaburu, em junho.

Caso a candidatura não decole, Meirelles também cogita fazer parte da chapa encabeçada por Temer como candidato a vice. Quem ecoa a tese de uma chapa puro sangue no MDB admite que hoje não há outro nome que queira compor com Temer e sua baixíssima popularidade, de 6%. Em entrevista à revista “IstoÉ”, neste fim de semana, o presidente reforçou sua disposição de concorrer em outubro para, segundo ele, defender o legado de seu governo.

Meirelles ainda indicou como possíveis nomes para sua sucessão os secretários da pasta Mansueto Almeida (Acompanhamento Fiscal) e Eduardo Guardia (Secretaria-Executiva). Guardia tem mais simpatia da equipe econômica e é o favorito para o cargo.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios

A revisão das tarifas ainda depende de aprovação pelo Ministério das Comunicações (Foto: Reprodução)

O Ministério da Fazenda autorizou, pela segunda vez este ano, o aumento das tarifas cobradas pelos Correios. Na edição de hoje (18) do Diário Oficial da União, o governo autoriza o reajuste “sob forma de recomposição” das tarifas dos serviços postais e telégraficos nacionais e internacionais. O reajuste ocorre em duas parcelas: a primeira de 6,121% será por prazo indeterminado e a segunda, de 4,094% vai vigorar por 64 meses.

A revisão das tarifas ainda depende de publicação de aprovação pelo Ministério das Comunicações, de acordo com o Diário Oficial. Com o aumento, a carta comercial de até 20 gramas passará a custar R$ 1,83. Anteriormente, o valor era R$ 1,23.

Em abril, o Ministério da Fazenda havia autorizado aumento de 7,485% nas tarifas dos serviços postais e telegráficos prestados pelos Correios. Na época, a empresa explicou que os serviços da estatal são reajustados todos os anos, com base na recomposição dos custos, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados. As tarifas são atualizadas com base no Índice de Serviços Postais, indicador formado a partir de uma cesta de índices, como INPC, IPCA, e IGP-M.

Por Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Avião com 500 quilos de cocaína decolou de fazenda de Maggi

O piloto do avião interceptado no início da tarde deste domingo (25), pela Força Aérea Brasileira (FAB), no município de Jussara (GO), disse que decolou da Fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis (MT), segundo nota da Aeronáutica divulgada hoje (26). A fazenda é de propriedade do grupo Amaggi, da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Avião interceptado pela FAB em Goiás tinha mais de 600 quilos de cocaína, informou PM
Avião interceptado pela FAB em Goiás tinha mais de 600 quilos de cocaína, informou PM

Foto: Agência Brasil

De acordo com a Aeronáutica, o local exato da decolagem será investigado.

“O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica esclarece que as informações sobre o local de decolagem da aeronave, matrícula PT-IIJ, interceptada no domingo (25/06), foram fornecidas pelo próprio piloto durante a aplicação das medidas de policiamento do espaço aéreo. A confirmação do local exato da decolagem fará parte da investigação conduzida pela autoridade policial”, diz comunicado da FAB.

Em nota, o grupo Amaggi disse que o “local exato da decolagem da aeronave interceptada ainda será objeto da devida investigação, uma vez que a procedência divulgada até então foi apenas declarada pelo piloto durante abordagem do policiamento áereo”. A empresa nega qualquer ligação com a aeronave e não emitiu autorização para pouso ou decolagem em uma das duas pistas.

A Fazenda Itamarati tem 11 pistas, conforme o grupo, autorizadas para pousos eventuais, usadas para operação de aviões agrícolas, e que não demandam vigilância permanente. De acordo com o grupo, a região de Campo Novo do Parecis “tem sido vulnerável à ação de grupos do tráfico internacional de drogas, dada a dua proximidade com a fronteira do Estado de Mato Grosso com a Bolívia”. Em abril deste ano, a empresa informou ter cooperado com a Polícia Federal quando uma aeronave clandestina tentou pousar com cerca de 400 quilos de drogas em uma das pistas auxiliares.

O bimotor foi interceptado por um avião A-29 Super Tucano da FAB, como parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto Polícia Federal e órgãos de segurança pública. De acordo com nota divulgada neste domingo pela Aeronáutica, o avião tinha como destino a cidade de Santo Antonio Leverger (MT). Ninguém foi preso até o momento.

A Polícia Militar (PM) de Goiás informou que o avião interceptado  levava 653,1 quilos de cocaína. A informação inicial era de cerca de 500 quilos de cocaína. Segundo a corporação, foi a maior apreensão da droga no estado. O volume foi avaliado em R$ 13 milhões e, após o refino, poderia quintuplicar a quantidade inicial.

A PM também não informou quem é o dono do avião e a origem da droga.

O piloto da FAB comandou a mudança de rota e o pouso obrigatório no aeródromo de Aragarças (GO). Inicialmente, a aeronave interceptada seguiu as instruções da defesa aérea, mas ao invés de pousar no aeródromo indicado, arremeteu. O piloto da FAB novamente ordenou a mudança de rota e solicitou o pouso, porém o avião não respondeu, sendo classificado como hostil.

O A-29 da FAB executou um tiro de aviso para forçar o piloto a cumprir as determinações e voltou a comandar o pouso obrigatório. O bimotor novamente não respondeu e pousou na zona rural do município de Jussara, interior de Goiás.

Um helicóptero da Polícia Militar de Goiás foi acionado e fez buscas no local. O avião interceptado será removido para o quartel da Polícia Militar de Goiás em Jussara. Ninguém foi preso. A droga apreendida irá para a Polícia Federal em Goiânia, que vai conduzir as investigações.

Desde o início do ano, a polícia goiana apreendeu 13,5 toneladas de entorpecentes.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br