Arquivo da tag: famílias

LBV assiste famílias paraibanas com doações durante a pandemia

A Instituição em todo o Brasil já entregou mais de 328 toneladas de doações  

A Campanha LBV — SOS Calamidades, promovida pela Legião da Boa Vontade no Estado da Paraíba e no Brasil, tem auxiliado populações em risco alimentar afetadas pela pandemia do novo coronavírus, oferecendo a elas cestas de alimentos e kits de material de limpeza e higiene, e também máscaras caseiras.

No Estado, a Instituição, ampara mais de oitocentas famílias de Alagoa Grande, Campina Grande, Dona Inês e João Pessoa, para que não passem fome e se previnam da Covid-19. A ação emergencial da LBV já entregou mais de 328 toneladas de doações beneficiando milhares de famílias em 94 cidades nas cinco regiões do país e impactando mais de 40 mil pessoas, sendo 75% em cestas de alimentos, 16,5% em alimentos perecíveis e 8,4% em kits de limpeza e higiene.

Centenas de famílias agradecem o apoio que recebem da Instituição, por meio de seus colaboradores e parceiros, como fez a senhora Goreth Avelino, 57 anos, moradora na comunidade Novo Horizonte em Campina Grande. “Desde quando começou a pandemia, a LBV está ao nosso lado, não desamparou em nenhum momento. Só tenho que agradecer por todo esse apoio, a cesta chega na hora certa”, declara.

A Comunidade Quilombola Cruz de Menina no município de Dona Inês, também recebeu o apoio da LBV, a representante Bianca Cristina, declara a importância da parceria da Instituição com a comunidade. “Agradecemos o apoio da LBV, e todos os seus colaboradores, que acolhem sempre e também nesse momento tão difícil as centenas de famílias de nossa comunidade. Temos muitas famílias necessitadas, as cestas chegam para suprir o que estava faltando na mesa, a alimentação. Gratidão por sua doação”, enfatiza a representante da comunidade.

A Solidariedade não pode parar, continue ajudando. Obtenha informações mais detalhadas no site: www.lbv.org

 

 

LBV assiste centenas de famílias afetadas pela Covid-19 na Paraíba 

A ação assiste mais de 600 famílias de CG, JP, Dona Inês e Alagoa Grande  
Por meio de sua campanha LBV — SOS Calamidades, a Legião da Boa Vontade continua socorrendo às populações mais vulneráveis afetadas pela pandemia do novo coronavírus na Paraíba e no Brasil. Além de amparar as famílias em vulnerabilidade social atendidas em seus serviços e programas socioeducacionais, a LBV também está auxiliando famílias em risco alimentar amparadas por organizações parceiras, oferecendo a elas cestas de alimentos e kits de material de limpeza e de higiene, além de outros itens essenciais à sobrevivência para que não passem fome e se previnam da Covid-19.

Você ajuda, a LBV faz!

A ação emergencial da LBV já entregou mais de 180 toneladas de doações beneficiando milhares de famílias em 69 cidades nas cinco regiões do país.  Solidariedade e compaixão são fundamentais para ajudar as populações mais vulneráveis a enfrentar esse momento desafiador.

Sem poder trabalhar como diarista, receber o amparo da Entidade com cestas verde e de alimentos, tem sido a garantia da segurança alimentar da família de Priscilla Brito, mãe assistida pela LBV em João Pessoa/PB. “Não posso fazer minhas faxinas, e com isso, tudo está difícil. Se não fosse a LBV para estar nos ajudando, não sei o que seria de mim e minha filha de 9 anos, só tenho que agradecer a todos que ajudam a LBV. Gratidão é a minha palavra”, declara.

No Estado da Paraíba, a LBV já assistiu a Comunidade Quilombola Cruz da Menina em Dona Inês e no dia 30 de maio, chega às comunidades rurais do município de Alagoa Grande. A ação assiste mais de 600 famílias de Campina Grande, João Pessoa, Dona Inês e Alagoa Grande com a iniciativa solidária no enfrentamento ao novo coronavírus.

Para contribuir, basta acessar o site www.lbv.org e doe quantas cestas e quantos kits você puder. A doação é simples, rápida e segura. Caso prefira, faça uma doação em nome da Legião da Boa Vontade (CNPJ 33.915.604/0001-17), via conta bancária: Bradesco (Agência: 0292-5 — C/C: 92830-5); Itaú (Agência: 0237 — C/C: 73700-2); Banco do Brasil (Agência: 3344-8 — C/C: 205010-2); Caixa Econômica Federal (Agência: 1231 — operação: 003 — C/C: 100-0); ou Santander (Agência: 0239 — C/C: 13.002754-6).

A LBV agradece a todos que estão colaborando!

 

Com “Ação Alimenta em Casa” Secretaria de Ação Social entregou 200 cestas de alimentos às famílias de usuários do SCFV

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania de Solânea realizou a “Ação Alimenta em Casa” e entregou 200 cestas de alimentos e máscaras de tecido para as famílias de crianças e adolescentes usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) do município.

Desde a última terça (05) as cestas de alimentos foram entregues de casa em casa pelas equipes de trabalho. A Secretária de Ação Social, Márcia Belísio, explicou que essa foi mais uma medida adotada pela secretaria diante da necessidade do isolamento social. “Nossas crianças e adolescentes estão sendo cuidados, protegidos e alimentados. Precisamos estimular a solidariedade de todos nesse momento”, disse.  Segundo ela, a Secretaria tem trabalhado em várias frentes nesse momento de crise sanitária do país e mantido o acompanhamento das famílias. “Estamos realizando ações educativas diariamente, distribuindo máscaras, realizando campanhas de distribuição de alimentos, atendimentos em relação ao acesso de benefícios. E de forma incansável, estamos sempre atentos às necessidades que surgem diariamente porque é uma situação nova para todos”, explicou.

Sobre o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) funciona no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) e realiza durante todo o ano um trabalho da proteção social, complementando o trabalho social com usuários adolescentes, crianças, jovens, adultos, gestantes e idosos.  Através de atividades artísticas, culturais, de lazer, esportivas, dentre outras – de acordo com a idade dos usuários – o serviço busca a defesa e afirmação de direitos, fortalecer as relações familiares e comunitárias, e promover a integração e socialização dos participantes.

Assessoria de Comunicação

 

Paraíba tem 3º maior percentual do Brasil de famílias que recebem Bolsa Família, diz IBGE

A Paraíba registrou em 2019 o 3º maior percentual do Brasil de famílias que recebem Bolsa Família, cerca de 30,2%, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), divulgados pelo Instituto Brasileiro de geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (6). Dos 1.312.000 domicílios existentes no estado, pelo menos 396 mil são beneficiados com o programa.

O indicador foi menor apenas do que os registrados no Maranhão, de 35,2%, e no Piauí, de 33,9%. O índice também está acima da média da região Nordeste, de 27,6%, e do Brasil, de 13,5%. Apesar disso, o número caiu cinco pontos percentuais em comparação com o ano de 2012, quando era de 35,2%.

Dos domicílios em que algum morador recebeu benefício do Bolsa Família em 2019, 66% tinham abastecimento de água de rede geral; 35,3% tinham esgotamento sanitário com rede geral, pluvial ou fossa; 74,4% contavam com coleta de lixo; e 99,8% com iluminação elétrica.

Na categoria posse de bens, 96,8% tinham geladeira; 20,2% possuíam máquina de lavar roupa; 95,3% tinham televisão; e 10,1% microcomputador.

G1

 

Campanha emergencial da LBV no enfrentamento a covid-19 em prol de famílias pobres

Saiba como ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus na Paraíba

A Legião da Boa Vontade (LBV) arrecada doações para famílias afetadas pelo novo coronavírus na Paraíba, para que elas possam enfrentar esse desafio em melhores condições. Para isso, solicita a sociedade a colaborar ainda mais com o seu trabalho.

Com a Solidariedade e a União de todos podemos ajudar mais pessoas para que se previnam desse vírus e tenham condições de o enfrentarem com força e saúde.

Serviço:

Campanha SOS Calamidades da LBV

O que doar:

Cestas de alimentos não perecíveis;

arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, macarrão, farinha de mandioca, fubá, extrato de tomate e sal;

Itens do kit de limpeza:

sabão, água sanitária, desinfetante, detergente, álcool 70 e limpador multiuso.

Em João Pessoa/PB, as doações poderão ser entregues diretamente no Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, localizado à Rua das trincheiras, 703 – Bairro de Jaguaribe – Telefone: (83) 3198.1500.

Já em Campina Grande/PB, a unidade socioassistencial, está situada à Rua Bráulio Araújo de Gusmão, 402 – Bairro Distrito Industrial – Telefone: (83) 3341.1426.

A entidade também oferece em buscar as doações. Mais Informações no site www.lbv.org e faça a sua doação.

Assessoria LBV

 

 

Governo de Solânea distribuiu oito toneladas de Peixe para a ceia de quatro mil famílias

Em Solânea o Governo Municipal distribuiu oito toneladas de peixe, quatro toneladas de arroz e quatro toneladas de cuscuz para a população. Este ano, a entrega ocorreu no Mercado Público e foi descentralizada para outras áreas do município beneficiando cerca de 4.000 famílias.

A tradicional entrega do peixe para a ceia de Semana Santa também ocorreu no Distrito de Santa Fé e em comunidades rurais. “Apesar do momento que estamos passando de dificuldades devido à pandemia que enfrentamos, temos esse compromisso com as famílias do nosso município. É gratificante estarmos juntos em uma Semana tão importante para a humanidade, que nos ensina sobre servir e amor ao próximo.” disse o prefeito Kayser Rocha, que explicou também que para evitar aglomeração de pessoas a distribuição no Mercado Público foi realizada com cordões de isolamento e rapidez. “Algumas pessoas que ficaram do lado de fora e estavam sem fichas, foram logo atendidas para dispersar.”, contou. O atendimento ao público iniciou as 04h00 e encerrou as 07h30.

 

Com Assessoria de Comunicação

 

 

Prefeitura de Araruna começa a distribuir cestas básicas e kits de higiene para famílias carentes

Por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, a Prefeitura de Araruna começou a distribuir, nesta sexta-feira (03/04), TRÊS MIL Cestas Básicas e Kits de Higiene comprados com recursos próprios do município. A iniciativa visa amenizar as dificuldades enfrentadas pela sociedade ararunense, em função da necessidade de isolamento social diante da pandemia do Coronavírus (Covid-19).

A distribuição das cestas e dos kits está sendo realizada por funcionários da Secretaria Municipal de Assistência Social, sob a coordenação do secretário André Medeiros, devidamente protegidos, como orienta o Decreto e, é feito na casa dos beneficiados, selecionados de acordo com o perfil social.

O prefeito Vital Costa destacou que o trabalho vai durar toda a semana, até ser concluída a distribuição. “É um esforço de logística e, agradecemos aos esforços de todos os funcionários da Secretaria de Assistência Social que estão aqui participando desta tarefa, arriscando sair de suas casas para auxiliar as famílias cadastradas no CADÚnico e que estão em situação de vulnerabilidade social e cumprem isolamento social em suas casas. Estamos aqui cumprindo um compromisso com vocês”, destacou o prefeito Vital Costa.

“Eu fico feliz em receber essa ajuda, nesse momento de crise eu estava preocupada como iria fazer para conseguir comprar alimentos, porque não tenho como trabalhar”, – afirmou uma dona de casa contemplada com a cesta básica.

 


ASCOM PMA

 

 

Mais de 25 mil famílias não pagarão por água na PB até junho

Os usuários da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) que estão inseridos na categoria Tarifa Social terão a cobrança de suas faturas suspensas. A medida foi anunciada nesta quinta-feira (2) pelo governador João Azevedo (Cidadania) e beneficia mais de 25 mil famílias paraibanas. O objetivo do Governo do Estado é garantir maior tranquilidade financeira ao orçamento de famílias no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, causador da doença Covid-19.

O presidente da Cagepa, Marcus Vinícius Fernandes Neves, explica que o Governo do Estado vai arcar com o pagamento dessas contas durante 90 dias e a companhia já está se preparando para este período.

“A Cagepa já começa a  emitir as faturas desta categoria sem o código de barras e com a informação de que a conta já está quitada pelo Governo do Estado até o mês de junho deste ano. Como gestor da companhia, eu parabenizo mais uma vez a postura do governador João Azevedo em não fugir da responsabilidade em prestar assistência à população mais carente nesse período de pandemia. A Cagepa – como integrante desse time – também está aberta para fazer parte dessa corrente pelo bem estar coletivo”, afirmou.

Marcus Vinícius também destacou que os clientes que já receberam tarifas referentes ao mês de abril e efetuaram o pagamento podem procurar a companhia pelos canais de atendimento – 115, agência virtual ou aplicativo Cagepa – para que os valores sejam devolvidos.

O chefe do Executivo também garantiu a manutenção do abastecimento de água para os clientes residenciais que, eventualmente, diante de alguma crise financeira neste período de pandemia, atrasem o pagamento das suas contas de água. “Além de ajudar a população garantindo a continuidade no abastecimento da água, que é um bem extremamente importante na prevenção contra a Covid-19, a medida estimula o uso racional. Os clientes que conseguirem se manter nessa faixa de consumo terão o abastecimento assegurado até junho”, esclareceu o presidente da Cagepa.

As famílias paraibanas com renda de até um salário mínimo por pessoa recebem desconto nas contas de água. A Tarifa Social existe desde 2004, e beneficia 26 mil imóveis. Os clientes que pagam a tarifa normal para ter acesso a até 10m³ de água tratada e à rede de esgotos desembolsam R$ 68,24. Já os beneficiários da Tarifa Social pagam R$11,62 pelos dois serviços, ou seja, há um desconto de 83% em relação ao valor original. O último reajuste para os clientes desta categoria foi realizado no ano de 2011.

 

portalcorreio

 

 

Vereador Minininho acompanha prefeito e destina parte do salário para auxílio das famílias carentes de Solânea

O vereador Minininho anunciou nesta segunda-feira (30) que acompanha a decisão do prefeito Kayser rocha de destinar 30% do seu salário para auxiliar as famílias mais atingidas pelo impacto social e econômico causado pela pandemia do novo coronavírus.

“Foi uma decisão mais que acertada do prefeito Kayser, e também sensível a esse momento é o mínimo que podemos fazer, por isso sigo o prefeito realizando também a doação de parte do meu salário”, comentou o vereador Minininho.

 

Redação FN

 

 

Pelo menos 25 mil famílias da Paraíba serão incluídas no Bolsa Família em abril, diz secretário

Pelo menos 25 mil famílias paraibanas de baixa renda serão incluídas no programa Bolsa Família a partir do mês de abril, conforme o secretário especial do Desenvolvimento Social, Sérgio Queiroz. A ampliação do benefício é uma das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus no país.

O estado tem 494.822 famílias cadastradas no Bolsa Família, segundo dados do Governo Federal. Mais pessoas serão beneficiadas por meio de uma Medida Provisória (MP) para liberação de crédito extraordinário de mais de R$ 3 bilhões direcionados ao programa.

A decisão de ampliar o número de beneficiados foi anunciada, em nota, na sexta-feira (20) pelo Ministério da Cidadania, quando o órgão divulgou a previsão de incluir 1,2 milhão de famílias no programa.

O anúncio foi feito após governadores de sete estados do Nordeste entrarem com uma ação judicial que pedia a suspensão dos bloqueios feitos no benefício. Fizeram o pedido os governos de Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

A solicitação foi acatada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), na última segunda-feira (23). A decisão liminar (provisória), segundo o ministro, ultrapassa esses estados e tem validade para todo o país.

Em nota, o Ministério da Cidadania informou também que uma portaria publicada na última sexta (20) que suspendeu os bloqueios e cancelamentos dos benefícios por 120 dias.

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que atua em três eixos: complemento de renda, acesso a direitos – como educação, saúde e assistência social – e articulação com outras ações para garantir o desenvolvimento das famílias beneficiárias.

G1