Arquivo da tag: Família

Pelo menos 25 mil famílias da Paraíba serão incluídas no Bolsa Família em abril, diz secretário

Pelo menos 25 mil famílias paraibanas de baixa renda serão incluídas no programa Bolsa Família a partir do mês de abril, conforme o secretário especial do Desenvolvimento Social, Sérgio Queiroz. A ampliação do benefício é uma das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus no país.

O estado tem 494.822 famílias cadastradas no Bolsa Família, segundo dados do Governo Federal. Mais pessoas serão beneficiadas por meio de uma Medida Provisória (MP) para liberação de crédito extraordinário de mais de R$ 3 bilhões direcionados ao programa.

A decisão de ampliar o número de beneficiados foi anunciada, em nota, na sexta-feira (20) pelo Ministério da Cidadania, quando o órgão divulgou a previsão de incluir 1,2 milhão de famílias no programa.

O anúncio foi feito após governadores de sete estados do Nordeste entrarem com uma ação judicial que pedia a suspensão dos bloqueios feitos no benefício. Fizeram o pedido os governos de Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

A solicitação foi acatada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), na última segunda-feira (23). A decisão liminar (provisória), segundo o ministro, ultrapassa esses estados e tem validade para todo o país.

Em nota, o Ministério da Cidadania informou também que uma portaria publicada na última sexta (20) que suspendeu os bloqueios e cancelamentos dos benefícios por 120 dias.

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que atua em três eixos: complemento de renda, acesso a direitos – como educação, saúde e assistência social – e articulação com outras ações para garantir o desenvolvimento das famílias beneficiárias.

G1

 

João e demais governadores do NE pedem suspensão de cortes no Bolsa Família e solicitam reunião com ministros

O governador João Azevêdo participou, nesta sexta-feira (20), de videoconferência com os demais governadores do Nordeste, oportunidade em que foram discutidas medidas conjuntas entre os Estados de enfrentamento ao novo coronavírus. A reunião on-line também contou com a participação do vice-presidente da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa.

Na reunião, os gestores nordestinos aprovaram um documento que será encaminhado ao Governo Federal, solicitando a imediata suspensão dos cortes do programa Bolsa Família na região e cobraram reuniões com os ministros da Saúde e da Economia, Luiz Mandetta e Paulo Guedes, respectivamente, para tratar de auxílio aos Estados nas respectivas áreas.

Na ocasião, ainda ficou definido que os governos estaduais farão compras coletivas de equipamentos e insumos necessários para o enfrentamento à Covid-19. Medidas de isolamento para conter a disseminação do novo vírus também foi alvo de discussão entre os governadores.

O governador João Azevêdo ressaltou a importância da união de esforços e da troca de experiências para dar as respostas necessárias à população em relação ao combate ao novo coronavírus. “Esse momento pede a uniformização de medidas econômicas, por exemplo. Além disso, devemos focar em ações para restringir a circulação de pessoas porque o isolamento é decisivo no controle da propagação do coronavírus”, pontuou.

 

pbagora

 

 

Família de homem com caso suspeito de coronavírus está em quarentena, na PB

A família do homem de 59 anos que está sendo investigado como o primeiro caso suspeito de coronavírus na Paraíba está em quarentena por 14 dias. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a medida foi necessária para evitar uma possível contaminação de outras pessoas e para quebrar a cadeia de transmissão, caso fique comprovado que o paciente foi infectado pelo vírus durante viagem à Itália.

Além da esposa do homem, de 55 anos, que viajou com ele, e está sem sintomas da doença, também estão em quarentena o filho, de 27 anos, e a nora, de 25 anos. Todos estão em quarentena em sua residência, orientados a não receberem visitas e não saírem de casa para fins de controle epidemiológicos. Uma equipe da vigilância epidemiológica mantém contato diário com eles para monitorar o quadro de saúde do grupo.

Já o homem está internado no Complexo Hospitalar Clementino Fraga desde a noite da última terça-feira (25). A expectativa da SES é que o resultado do primeiro exame seja divulgado nesta sexta-feira (28), mas ainda será feito um outro exame mais conclusivo.

Ele esteve em viagem à Itália entre os dias 14 e 23 de fevereiro, chegando ao Brasil na segunda-feira (24), em voo internacional com destino a Recife. Ele buscou o atendimento médico por conta própria, acompanhado por familiares.

Ao hospital, o paciente relatou que apresentou no dia 10 de fevereiro um resfriado e que já viajou apresentando tosse seca, mas sem relato de febre neste período. Ainda durante a viagem, o homem, que reside em João Pessoa, apresentou sintomas como tosse, febre e coriza.

O Complexo de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, onde o paciente está internado, é uma unidade preparada para atender casos suspeitos de coronavírus, conforme plano estadual para notificação e assistência divulgado pela SES em janeiro. Qualquer caso que se encaixe no perfil deve ser transferido para o hospital.

Além do Clementino Fraga, o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), também em João Pessoa, está apto para atender casos suspeitos exclusivamente em pacientes da pediatria.

Foto: Kleide Teixeira / Jornal da Paraíba

G1

 

Família é surpreendida com incêndio em residência; carregador teria sido a causa

Uma casa foi destruída por um incêndio, no bairro do Sesi, em Bayeux, na noite desta quarta-feira (23). No local moram quatro pessoas, entre elas duas crianças, mas não havia ninguém no momento do acidente.

A dona da casa estava em um curso e o esposo havia ido buscá-la, as duas crianças de dois e sete anos estavam na casa de parentes. A família acredita que um curto circuito gerou o incêndio, pois depois que as chamas foram apagadas, um carregador foi encontrado conectado à tomada. A mulher trabalha como manicure e tinha uma pequena esmalteria em casa, ela perdeu tudo.

Uma senhora que é mãe da dona da casa, e mora em frente ao local, passou mal por conta do pânico gerado e precisou ser socorrida pelo Samu.

Casas vizinhas também foram atingidas, mas sem gravidade. Já do imóvel restou apenas as paredes.

Marília Domingues / Flávio Fernandes

 

 

Adolescente de 14 anos é agredida por não fazer almoço do companheiro, na PB, diz família

Uma adolescente de 14 anos foi agredida, na tarde de quarta-feira (15), em Campina Grande. O suspeito é o pelo companheiro dela, de 24 anos, conforme relato da família à polícia. De acordo com a mãe da vítima, o companheiro da menina a agrediu por ela não ter feito o almoço dele. O casal estava junto há quase 2 anos e tem uma filha de 8 meses.

Segundo o relato da mãe da vítima à polícia, o crime aconteceu após o suspeito chegar em casa e ficar nervoso por não encontrar o seu almoço pronto. Ele teria agredido a jovem verbalmente, jogado ovos nela e a arrastado pelos cabelos para fora da residência.

Ainda conforme a mãe da adolescente, o companheiro é usuário de drogas e só parou com as agressões quando um vizinho se aproximou e o impediu.

Após o crime, a família compareceu à Central de Polícia para registrar um Boletim de Ocorrência. Segundo a polícia, a família da vítima solicitou medida protetivas de urgência. O pedido foi encaminhado ao juiz nesta quinta-feira. O suspeito ainda não foi localizado.

G1

 

Acidente mata três pessoas de mesma família e deixa duas feridas

Duas mulheres e um bebê morreram na noite da terça-feira (7) após a caminhonete em que estavam colidir em um caminhão, na BR-412, em São João do Cariri, no Cariri da Paraíba. Segundo informações da Polícia Civil, outra criança que estava no veículo ficou ferida e foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Trauma de Campina Grande.

De acordo com a polícia, a caminhonete colidiu com o caminhão do tipo caçamba. Estavam no veículo um homem, duas mulheres, uma criança e um bebê todos da mesma família. As duas mulheres, que eram mãe e filha, morreram logo após o acidente.

A criança, de 5 anos, e o bebê, de um ano, foram socorridos para o Hospital Geral de Serra Branca. De acordo com a unidade hospitalar, o bebê morreu no hospital. Já a criança foi reanimada e transferida para o Hospital de Trauma de Campina Grande, onde permanece internado na UTI em estado de saúde considerado grave.

Ainda estava no veículo o motorista, que era o pai das crianças e esposo de uma das mulheres. Ele teve apenas ferimentos leves. A Polícia Civil ainda não sabe o que teria causado o acidente e confirmou que as vítimas eram da cidade de Sertânia, Pernambuco.

G1

 

Jovem de Serra Da Raiz desaparece e família busca ajuda

Uma jovem por nome Raynara Silva, residente em Serra da Raiz, agreste Paraibano, está desaparecida e familiares começaram a compartilhar pedidos de ajuda.

De acordo com as informações, a jovem teria dito a família que iria encontrar um homem na cidade de Jacaraú-PB no último dia 30 de dezembro, mas de lá pra cá não deu notícias aos parentes.

A mesma tem três filhos, mas moram com os avós.

Qualquer notícia pode ser levada diretamente para Polícia através do 190.

 

FN com ROTA DA NOTÍCIA

 

 

Ex-mulher de Hulk fala pela 1ª vez e diz que família está ‘devastada’

Iran Angelo, ex-mulher do jogador Hulk Paraíba, decidiu quebrar o silêncio e se pronunciar pela primeira vez sobre o relacionamento do pai de seus filhos com sua sobrinha, Camila Ângelo. Após contato com a Coluna Leo Dias, Iran disse que a família está devastada após todos os acontecimentos envolvendo o ex e a sobrinha. Por uma nota divulgada por seus advogados, a ex-mulher do jogador disse lamentar a falta de respeito com seus sentimentos após mais de 12 anos de união e a falta de cuidado em preservar o interesse dos três filhos do casal. “Lamenta-se profundamente que o Sr. Hulk, não satisfeito em ter dado causa à derrocada de um casamento de mais de 12 anos, não tenha respeitado a dor daquela que sempre lhe devotou amor, carinho, respeito e consideração, bem como dos filhos menores do extinto casal, cujos supremos interesses deveriam ser pelo pai preservados.”, diz a nota.

No texto, Iran Ângelo também critica o ex-marido por dar detalhes sobre as razões que levaram ao fim do casamento e por divulgar termos do divórcio consensual. Segundo a nota, “Iran jamais poderá compactuar com a exposição midiática dos motivos que culminaram no término do relacionamento e dos termos impostos pelo Sr. Hulk para formalização de uma ‘solução consensual’ das questões correlatas ao divórcio, todas as quais deveriam ter permanecido confinadas no âmbito familiar.” Iran ainda deixa claro que não vai se pronunciar sobre qualquer tema que não seja os que estão sendo discutidos judicialmente e pede respeito e privacidade à família, especialmente dos filhos, neste momento, classificado, como delicado,”porque a dor, não é da separação, e sim, da devastação de uma família.”, diz.

O relacionamento de Hulk com Camila, a sobrinha de Iran, foi noticiado em primeira mão pela Coluna Leo Dias há quatro dias. Desde então, detalhes sobre a relação e sobre a tentativa de um acordo de divórcio amigável vieram à tona. Segundo informações da assessoria do atleta, Hulk transferiu para a ex-mulher 100 milhões de reais e ainda colocou à disposição para que ela escolhesse metade dos 80 imóveis que ele tem, mas ele não teria aceitado o acordo, preferindo decidir a questão judicialmente. Nesta sexta (27), o caso ganhou mais um capítulo com a divulgação de uma carta de Camila à tia pedindo perdão pelo sofrimento que está causando. Nela, a sobrinha diz que é “muito difícil encarar tudo isso”, conta que a situação está doendo muito mais nela que na tia e revela que não imaginava que pudesse se relacionar afetivamente com Hulk. “A gente não manda no coração, ninguém está imune ou isento de viver o maior dos sentimentos”, escreveu Camila, que garante só ter se envolvido com o jogador, após o fim do casamento dele com Iran, embora dê a entender que já havia um sentimento anterior entre os dois. “Nos permitimos viver esse sentimento que vivia incubado dentro nós e despertou agora”, diz ela. Leia na íntegra a nota dos advogados de Iran Angelo, ex-mulher do jogador Hulk Paraíba:

Foi com extremo pesar que a Sra. Iran tomou conhecimento dos termos das notas que seu ex-marido fez por publicar. Lamenta-se profundamente que o Sr. Hulk, não satisfeito em ter dado causa à derrocada de um casamento de mais de 12 anos, não tenha respeitado a dor daquela que sempre lhe devotou amor, carinho, respeito e consideração, bem como dos filhos menores do extinto casal, cujos supremos interesses deveriam ser pelo pai preservados. A Sra. Iran jamais poderá compactuar com a exposição midiática dos motivos que culminaram no término do relacionamento e dos termos impostos pelo Sr. Hulk para formalização de uma ‘solução consensual’ das questões correlatas ao divórcio, todas as questões correlatas ao divórcio, todas as quais deveriam ter permanecido confinadas no âmbito familiar. Justamente por não compactuar com a postura do ex-marido, e, sobretudo, por prezar pela proteção da intimidade de seus filhos, a Sra. Iran esclarece que não comentará qualquer assunto que esteja sendo judicialmente discutido, todos protegidos pelo manto do segredo de justiça. Cumpre consignar, de toda forma, que a suposta “transparência” tão alardeada pelo Sr. Hulk não passa de um véu manchado e talhado, como faz prova o recente episódio por ele protagonizado e que veio a público envolvendo outros membros dessa família.

Feitos os devidos esclarecimentos, pede-se respeito ao sofrimento dessa família, assegurando-se a privacidade da Sra. Iran e de seus filhos nesse momento tão delicado. Porque a dor, não é da separação, e sim, da devastação de uma família.”

TV e Famosos

 

 

Família denuncia que objeto foi esquecido em gestante na Cândida Vargas

Um grupo composto por familiares e amigos de Kelyane Neri do Nascimento, de 28 anos, realizaram um protesto na manhã de hoje em frente à Maternidade Cândida Vargas, no Centro de João Pessoa, denunciando suposto erro médico no parto da moça, realizado no dia 11 de setembro deste ano. Kelyane deu a luz um menino saudável, recebeu alta e foi para casa, mas passou a se sentir mal, com febre e dores abdominais, quadro que a levou de volta à Cândida Vargas, onde está internada em estado grave. A família afirma que um objeto metálico teria sido esquecido no corpo da paciente.

“Pegaram minha filha, mandaram para casa. Um mês depois, ela começou a ter dores e febre. Aqui no Cândida Vargas, deram antibiótico e disseram que era uma bactéria. Falaram para minha irmã que tinha uma peça de metal e gaze na minha filha, além de terem tirado uma parte do intestino da minha filha, que pesava 1,1 kg”, denunciou Maria das Dores Lima, mãe de Kelyane.

O secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, participou do Jornal da Manhã da Rádio Jovem Pan e comentou o caso:

“Estamos dando toda a assistência à paciente que fez uma cesárea em setembro, depois teve uma complicação e voltou, fez duas cirurgias por causa de dores pélvicas e está tendo todo o atendimento protocolar. Obviamente que o estado dela é grave. Toda a documentação e prontuário que segue estão à disposição da família. Aliás, o prontuário da paciente é propriedade da família. Eu vou determinar à Cândida Vargas que faça uma apuração do que aconteceu, mas fazer juízo de valor não leva a nada. A família tem todo direito de estar indignada, mas temos que investigar o que foi que aconteceu e assumimos publicamente que isso será feito”, disse Fulgêncio.

 

Parlamentopb

 

 

Menina de 11 anos tira família de casa de taipa escrevendo livros a mão em Remígio, PB

Rita de Cássia tem apenas 11 anos e uma vontade de gente grande para ajudar a família a ter uma vida melhor na zona rural da cidade de Remígio, a 157 km de João Pessoa. A menina escreve livros com histórias infantis com a própria letra e vendem para conseguir reformar a casa em que moram. A história de Rita de Cássia ficou conhecida após ela gravar um vídeo promovendo suas obras.

A casa onde ela, a mãe e a irmã moravam era feita de taipa e barro. A mãe de Rita de Cássia, Jacimary Carvalho, explicou que o teto era forrado com plástico, um material insuficiente para evitar que molhasse dentro de casa quando chovia. “Eu tinha que ir com um balde, retirar a água do plástico e às vezes dormia até com uma bacia em cima da cama”, comentou.

A menina vendo a mãe em uma situação financeira precária, decidiu montar com os materiais que tinha à disposição histórias em livretos para vender. As folhas de papel e as canetinhas, material necessário para produzir os livros foram doados a Rita de Cássia. Os livros também contam com desenhos feitas pela menina.

A criatividade da estudante fez com que ela escrevesse mais de 80 livrinhos com histórias infantis. No início, a mãe não acreditou muito nas vendas, mas resolveu fazer o vídeo com Rita de Cássia promovendo suas obras.

Livros de Rita de Cássia são feitos com materiais doados por amigos — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Livros de Rita de Cássia são feitos com materiais doados por amigos — Foto: Reprodução/TV Paraíba

“Ela sempre escrevia, aí depois que ela viu a situação da gente, ela resolveu que queria ajudar. Chorava, falava que era inútil, que não podia fazer nada. Mas eu falava que não era inútil, era criança e que tinha que estudar. Que ela só poderia ajudar a mãe dela quando crescesse”, relatou a mãe.

Mesmo após a mãe rejeitar a ajuda, Rita e sua irmão começaram a fazer frases de auto-ajuda e vender para vizinhos. “Foi então que, para acalmar o coração delas, decidimos colocar no Facebook”, comentou a mãe. E foi a partir do vídeo em que Rita de Cássia aparece oferecendo os livros escritos a mão que veio a ajuda.

A gravação viralizou nas redes sociais e um grupo formado por cerca de 15 pessoas se reuniram para ajudar a levantar uma nova casa para Rita de Cássia e sua família. Pedro Lima, empresário, foi um dos que se sensibilizaram com o vídeo e doou materiais de construção para a nova casa, que vai ser construída no lugar na casa de taipa, que foi derrubada.

Rita de Cássia escreveu mais de 80 histórias infatins para ajudar a família — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Rita de Cássia escreveu mais de 80 histórias infatins para ajudar a família — Foto: Reprodução/TV Paraíba

“Vários doaram cimento, um doou a madeira do telhado, outro doou tijolo, outro a louça do banheiro, outro doou caixa d’água e por aí vai. As doações continuam chegando”, explicou Pedro.

A obra da nova casa ainda está na fase de alicerce, mas a expectativa é de que em cerca de 60 dias uma casa novinha esteja pronta. Enquanto a casa não é construída, Rita de Cássia, sua mãe e irmã seguem morando na casa de uma prima, onde segue produzindo suas histórias, escrevendo seu próprio mundo e transformando a própria realidade.

G1