Arquivo da tag: Falcão

Falcão critica Pabllo Vittar: “Pior que eu”

O cantor Falcão criticou Pabllo Vittar em seu perfil no Instagram, nesta terça-feira (19).

“Pablo Vitar. Finalmente aparece na gloriosa MPB, depois de tanto tempo, uma criatura pra cantar mais ruim do que eu. Parabéns obrigado de nada!”, escreveu Falcão.

Pabllo Vittar se tornou um dos principais destaques do pop brasileiro neste ano, com sucessos como “Sua Cara”, com Anitta e Major Lazer, “K.O.” e “Corpo Sensual”.

Falcão, cantor cearense de 60 anos, é conhecido por misturar música brega com outros estilos. Entre seus sucessos estão canções que são traduções bem-humoradas de músicas em português, como “I’m not dog no” e “Black People Car”.

 
G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Inter oficializa saída de Falcão após 5 jogos sem vitória no comando do time

(Foto: Ricardo Duarte / Divulgação, Inter)
(Foto: Ricardo Duarte / Divulgação, Inter)

A terceira passagem de Paulo Roberto Falcão no comando do Inter durou apenas cinco jogos – sem nenhuma vitória. O clube anunciou nesta segunda-feira, em seu site oficial a saída do treinador. De acordo com o Colorado, a decisão foi acordada entre o técnico e o presidente Vitorio Piffero nesta segunda-feira.

A passagem relâmpago do ídolo Falcão pelo Colorado durou exatos 27 dias – sequer um mês – entre o “sim” à proposta colorada e a oficialização da saída. O nome do treinador foi o encontrado pela diretoria para reerguer o clube, então com seis jogos sem vencer sob o comando de Argel. Com o agora ex-técnico, foram outras cinco partidas, também sem vitórias: dois empates e três derrotas.

O técnico assumiu o comando do time na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, no Beira-Rio. Desde então, sempre pediu calma para consolidar seu trabalho junto ao elenco, sempre respaldado pelo comandante – o que, de fato, não ocorreu.

A passagem anterior de Falcão pelo cargo ocorreu em abril de 2011, quando foi campeão gaúcho com uma vitória sobre o Grêmio em pleno Olímpico. Porém, desgastado com a direção, comandada então por Giovanni Luigi, saiu três meses depois, em julho, após a eliminação nas oitavas da Libertadores, para o Peñarol. Ao todo, foram 19 jogos, com oito vitórias, quatro empates e sete derrotas. Ele também já havia comandado o Colorado em 1993.

Ídolo colorado, Falcão foi tricampeão brasileiro pelo Inter, em 1975, 1976 e 1979. Ele foi revelado  no Beira-Rio, em 1973, e em 1980 rumou para o Roma, em que é idolatrado como um dos maiores craques da história do clube italiano. Ele disputou as Copas do Mundo de 1982 e 1986.

> Confira a nota divulgada pelo Inter:

Em conversa com o presidente Vitorio Piffero, nesta segunda-feira (08/08), foi decidida a rescisão do contrato do treinador Paulo Roberto Falcão.

O Sport Club Internacional deseja sorte ao ídolo colorado na sequência de sua carreira.

globoesporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Falcão é expulso, Inter busca empate com Flu e chega a 11 jogos sem vitória

interUm time tenso. Esta foi a melhor definição para o Internacional neste domingo (07). Pressionado pela proximidade da zona de rebaixamento, o time gaúcho esteve atrás duas vezes, mas buscou o empate contra o Fluminense em 2 a 2. Reflexo do nervosismo foi a expulsão do técnico Paulo Roberto Falcão, ainda no primeiro tempo. Foi o 11º compromisso sem vitória.
O treinador está ameaçado de perder seu emprego após somente cinco jogos no comando. E os números remam contra ele. Foram três derrotas e dois empates. A direção irá se manifestar nas próximas horas sobre o caso. E a tensão ficou clara no comportamento do ex-comentarista. Ainda no primeiro tempo, ele reclamou muito de um lance, gesticulou contra um auxiliar e acabou expulso.
Não é para menos. O Colorado rompe jogo após jogo recordes negativos e, com 22 pontos, se aproxima da zona de rebaixamento. Já o Fluminense, com 25, ocupa posição intermediária na tabela. Na próxima rodada, os gaúchos encaram a Chapecoense fora de casa. Já o Flu terá pela frente o América-MG, no Espírito Santo.
O time carioca, aliás, é quem pode reclamar do resultado já que teve um gol anulado de forma duvidosa ainda no primeiro tempo e foi melhor durante o jogo inteiro. Além de ter ficado duas vezes na frente no marcador.

Quem decidiu: Scarpa comanda Flu e faz golaço

Foi Gustavo Scarpa o protagonista do jogo. O meia-atacante fez um golaço com dois minutos do primeiro tempo e ainda marcou o segundo, de fora da área.

Quem decepcionou: Arthur falha repetidamente

O lateral esquerdo Arthur errou praticamente todos os lances que tentou desde o começo do jogo. No lance do segundo gol, deu espaço para Scarpa marcar. Acabou vaiado.

Na corda bamba, Falcão perde a cabeça e é expulso

O técnico Paulo Roberto Falcão sabia, desde antes do jogo, que sua manutenção no comando do Internacional dependeria do rendimento do time contra o Fluminense. E logo aos dois minutos de jogo viu sua estratégia ameaçada. O Flu saiu na frente e o comandante perdeu a cabeça. Aos 35, gesticulou e falou muito em direção ao auxiliar Bruno Boschillia. Foi expulso e não estava na beira do campo na hora do empate.

Inter cria pouco e joga ‘na base da garra’

O Internacional queria mostrar, no começo do jogo, que estava disposto a sair da crise. Não contava com sofrer um gol aos 2 minutos de jogo. Qualquer estratégia de pressão foi alterada a partir do feito por Gustavo Scarpa. Com duas linhas de quatro jogadores e uma dupla de ataque formada por Valdívia e Nico López, faltou criação ou mesmo posse de bola. A cada minuto, a tensão ficou mais clara. Até mesmo o controlado técnico Paulo Roberto Falcão acabou perdendo a cabeça. Xingou um auxiliar e foi expulso. Mas na base ‘da garra’ o time conseguiu o empate com chute de longe de Seijas. No segundo tempo, o Inter abandonou qualquer organização e virou ‘só coração’. Tanto tentou que conseguiu empatar, com Fernando Bob, aos 30.

Fluminense domina e reclama gol anulado

O Fluminense estava disposto a explorar o contra-ataque. E teve o jogo se oferecendo a tal estratégia com gol cedo. Montado no 4-2-3-1, o time de Levir Culpi foi mais consciente do que o rival e na hora de retrair-se mostrou capacidade ímpar. Em raros momentos foi ameaçado e na frente ainda fez o segundo, aos 18 da etapa inicial, mas o lance foi mal anulado pela arbitragem. Na etapa final, aproveitou-se do desespero do Inter para fazer o segundo.

Falcão tenta dar sequência a sua ideia de jogo

A principal ideia implantada por Falcão no Internacional até agora é seu sistema de jogo. O ideal, na avaliação do ex-volante, é o time compactado com duas linhas de quatro jogadores, sem a figura do ‘camisa 10’ e com dois atacantes. Foi assim que montou o Inter. Após sua expulsão, a principal alteração foi a inversão de Sasha e Seijas, mas não houve mudança tática.
Marinho Saldanha/UOL

Levir Culpi usa velocidade dos pontas

Levir Culpi queria um time veloz e atacando pelos lados. As costas de Arthur e Ernando – que atuou improvisado – foram os caminhos explorados pelo treinador, que abriu Marcos Júnior e Scarpa. Levou vantagem na maioria dos lances. No segundo tempo, manteve o expediente com Danilinho, também rápido e habilidoso.

Festa por fim da crise

A torcida do Internacional tratou de apoiar. Depois de protestar muito, os aficionados entenderam que é hora de unirem-se ao time para acabar com a crise. Antes do jogo, fizeram a festa que normalmente antecede decisões, conhecida como ‘Ruas de Fogo’.
INTERNACIONAL 2 X 2 FLUMINENSE
Data: 07/08/2016 (Domingo)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Rafael Tarci (PR)
Auxiliares: Bruno Boschillia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR)
Renda: R$ 483.375,00
Público: 22. 505 (torcedores)
Cartões amarelos: Arthur (INT), Alan Costa (INT), Paulão (INT); Marcos Júnior (FLU), Wellington (FLU);
Gols: Gustavo Scarpa, do Fluminense, aos 2 minutos do primeiro tempo; Seijas, do Inter, aos 46 minutos do primeiro tempo; Gustavo Scarpa, do Fluminense, aos 18 minutos do segundo tempo; Fernando Bob, do Inter, aos 32 minutos do segundo tempo;
INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Ernando (Anderson), Alan Costa, Paulão e Arthur; Fernando Bob, Fabinho, Seijas e Valdívia (Ariel); Sasha (Gustavo Ferrareis) e Nico López.
Técnico: Paulo Roberto Falcão
FLUMINENSE
Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Scarpa, Wellington (Marquinho) e Marcos Júnior (Danilinho); Dourado (Samuel).
Técnico: Levir Culpi
Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Falcão critica confederação, abandona seleção brasileira e promete debandada

Falcao-e-a-principal-estrela-da-selecao-brasileira-para-o-Mundial-na-Tailandia-size-598Falcão, de 36 anos, afirmou que não vai mais defender a seleção brasileira de futsal – Cesar Greco/ Fotoarena

Eleito duas vezes o melhor jogador de futsal do mundo, o ala Falcão, de 36 anos, anunciou nesta quinta-feira que está abandonando a seleção brasileira. Ele fez duras críticas à atual gestão da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) e prometeu que boa parte dos atletas que disputaram os dois últimos Mundiais também deixarão a seleção. “Depois de 16 anos, estou me retirando da seleção. Saio de cabeça erguida, porque me entreguei de verdade ao esporte e ao meu país. Muitas vitórias, algumas derrotas, mas a coisa mais preciosa que se pode conquistar é respeito. E isso a CBFS nunca fez questão de ter nem comigo nem com nenhum dos meus companheiros de seleção. Somos descartáveis, inúteis em todos os sentidos”, escreveu Falcão, em seu site.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O problema de Falcão é principalmente com o diretor de seleções, Edson Nogueira, que assumiu o cargo em janeiro de 2013. Foi ele o responsável por demitir o supervisor Reinaldo Simões e o massoterapeuta Maurício Leandro. Em solidariedade, o técnico Marcos Sorato, o Pipoca, pediu demissão após ser campeão mundial. Toda a comissão técnica foi mudada.

“O momento e a administração atual da CBFS é triste, pífia e deprimente. Chegando ao ponto de dar poder a um novo ‘diretor de futsal’ que simplesmente ‘limpou’ do treinador ao cozinheiro campeões do mundo”, disse Falcão.

Depois, em entrevista ao SporTV, ele foi mais fundo às críticas. “Nosso massagista, que organizou o Mundial Feminino em Fortaleza, foi mandado embora sem direito a nada. O que vemos são absurdos com pessoas que nos cercam e precisam disso. As pessoas lá de trás, o massagista, o cozinheiro, foram mandados embora porque eram de outra direção. Eu não aceito mexer com quem está lá embaixo.”

Os problemas, porém, não são apenas fora da quadra, segundo Falcão. “Sempre que a comissão técnica faz uma convocação, já são colocados na mesa seis ou sete nomes que não podem ser convocados. Ele (o técnico Ney Pereira) presta serviço à CBFS e aceita. Tem lista de nomes que não podem ser convocados. Tem sido assim com a Vanessa, que é a melhor jogadora do mundo e desabafou na internet.”

Segundo Falcão, outro jogador que está sendo boicotado é o goleiro Tiago. “O Tiago é o melhor goleiro do mundo, foi bicampeão mundial. Ele questionou o trabalho do preparador de goleiros, mas é um amigo do Edson. O Tiago foi e questionou: ‘Tem muita gente nos clubes, gente que quer trabalhar’. Foi numa boa. Eu ouvi o questionamento do Tiago, não foi nada demais.”

Falcão tomou a dianteira no protesto que, segundo ele, vem sendo organizado há algum tempo. “O vôlei nos encorajou muito, chegou o momento. Eu tenho 16 anos de seleção, me deixei a disposição para ajudar. Eu o Vinicius (ex-capitão da seleção) começamos a conversar, juntamos muitos jogadores dos últimos dois Mundiais. Estamos em comum acordo para fazer uma mudança no futsal.” Mas o jogador também admite que pode voltar a jogar pela seleção se houver mudanças na CBFS.

Veja

 

Ministro Falcão assina termo para dar celeridade ao julgamento dos crimes dolosos na Paraíba

Jornal Correio da Paraíba
Jornal Correio da Paraíba

O ministro Francisco Falcão, corregedor Nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Fátima Bezerra Cavalcanti e o governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB) assinaram nesta quinta-feira (21), em solenidade no Salão Nobre do Tribunal de Justiça da Paraíba, um Termo de Cooperação Técnica para a realização do Mutirão do Júri no Estado, com o objetivo de dar maior celeridade ao julgamento dos crimes dolosos contra a vida e combater a impunidade e violência.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
O termo também foi assinado pelo procurador geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho; pelo secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Coelho Lima; pelo defensor público geral do Estado, Vanildo Oliveira Brito e pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional da Paraíba (OAB-PB), Odon Bezerra.
A presidente do Tribunal de Justiça destacou a importância da celebração do acordo, que possibilitará uma ação conjunta de todos os órgãos envolvidos para estabelecer a ordem e a harmonia social. Segundo ela, a cooperação de todos garantirá maior celeridade aos julgamentos dos processos relativos a homicídios dolosos e atenderá aos reclames da sociedade, que clama por justiça.

O governador Ricardo Coutinho falou da satisfação em firmar a parceria com o Poder Judiciário, como forma de contribuir com o fim da impunidade e reduzir ainda mais o índice de homicídios no Estado. O ministro Francisco Falcão também falou sobre a importância da parceria firmada para realização do Mutirão do Júri, que terá início no próximo dia 10 de março. Ele ressaltou que tal iniciativa de extrema importância, porque o mundo inteiro está clamando por segurança, clamando por justiça.
O mutirão, que terá início no próximo dia 10, abrangerá inicialmente as Comarcas de Campina Grande e as que compõem a Região Metropolitana da Capital (João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita e Bayeux). De acordo com o Termo de Cooperação Técnica, os objetivos do acordo são a celeridade na condução de inquéritos policiais, a instrução e julgamento dos processos judiciais de competência do Tribunal do Júri e a promoção, com data e periodicidade a serem definidas pelo TJPB, de reuniões para o estabelecimento de cronograma de trabalho e avaliar a adoção de medidas de aperfeiçoamento e eficácia do acordo.

O desembargador José Aurélio da Cruz, que está coordenando os preparativos para a atuação conjunta dos Poderes e instituições, informou será feito o levantamento da quantidade de processos que deverão ser apreciados durante o mutirão, previsto para ser encerrado em 19 de dezembro deste ano.

Adriana Rodrigues do Jornal Correio da Paraíba

Rui Falcão anuncia apoio oficial do PT nacional a Tatiana Medeiros em CG

O Presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores – PT veio à Paraíba nesta quarta-feira (17) para anunciar o apoio oficial do partido à candidatura de Tatiana Medeiros (PMDB), da Coligação Campina Segue em Frente, à Prefeitura de Campina Grande. Ele foi recebido no Aeroporto Castro Pinto, em João Pessoa, por Tatiana, o atual Prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, pela Deputada Federal Nilda Gondim (PMDB-PB) e lideranças do PT e do PMDB.

Do Aeroporto, Rui Falcão e comitiva seguiram para o Hotel Xênius, na orla da Praia de Cabo Branco, onde houve o ato de anúncio oficial do PT à candidatura de Tatiana. Antes da solenidade, Rui Falcão, Tatiana, Veneziano e Nilda Gondim concederam entrevistas aos jornalistas que acompanharam o ato.

Rui Falcão disse que estava na Paraíba em missão oficial do PT Nacional. “Venho aqui para comunicar oficialmente, com muita alegria, que a Doutora Tatiana é a nossa candidata, a candidata do PT à Prefeitura de Campina Grande”. Ele também elogiou o atual Prefeito de Campina, fazendo projeções futuras, ao dizer que Veneziano “é um prefeito dinâmico, que vai alçar novos voos em 2014”.

Rui Falcão aproveitou para criticar, de forma indireta, a postura dos candidatos do PSDB em todo o Brasil, maior adversário político do PT na atualidade, através do símbolo do partido, que é o tucano. “Os tucanos andam sempre em bando, pulam de galho em galho e comem os ovos dos outros ninhos”, disse.

Rui também elogiou o histórico de Tatiana, na luta dos caras pintadas, e por ter sido eleitora de Lula desde a primeira eleição que disputou para Presidente. “Agora vamos juntos, em Campina, as militâncias do PT e do PMDB, nas ruas, nestes últimos 11 dias de campanha no segundo turno. O lema é: se foi bom, agora vai ser melhor”.

“Conta o inimigo do Planalto” – Veneziano agradeceu o apoio do PT e a vinda de Rui Falcão à Paraíba para formalizá-lo oficialmente. “Temos uma parceria com o PT desde 2005, que é bastante exitosa. Agora, Campina Grande vai decidir se quer um Prefeito próximo do Planalto, que já tem portas abertas na Presidência da República, ou o PSDB, para que se estabeleça uma relação com o maior e mais radical antagonista do governo”.

Segundo ele, a relação entre PMDB e PT em Campina Grande, desde 2005, é “de laços harmoniosos, recíproca, na qual nem um nem outro tem nada a cobrar”. O Presidente do PT de João Pessoa, Antônio Barbosa, também destacou a importância do apoio. “Nós do PT de João Pessoa vamos fazer de tudo para que Tatiana seja uma grande Prefeita”.

Aliança Recíproca – O Senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), que não pôde participar do ato em virtude de ter que presidir mais uma sessão da CPI do Cachoeira em Brasília, mandou sua mensagem pela Deputada Nilda Gondim. “Essa aliança, que é nacional, demonstra a maturidade nas relações do PT e do PMDB neste segundo turno. Sempre que é possível, o PT avança nas cidades, como em Campina, o que vale também para João Pessoa, no apoio do PMDB ao PT. É uma relação recíproca”.

Reconhecimento ao PT de Campina – Tatiana também agradeceu o apoio do PT. “Estou muito feliz com o apoio formal do PT, que começou através do PT em Campina, logo após o primeiro turno, e se complementa com a oficialização do PT Nacional”. Ela aproveitou para criticar a união do PSDB com o governador Ricardo Coutinho, em Campina Grande, para derrotar o projeto do PMDB que, agora, conta com o apoio oficial do PT Nacional.

“Estamos lutando contra um governo ditador, que deu as costas para Campina Grande”, disse Tatiana. A candidata também afirmou que, com muita satisfação, faz parte de um governo de parcerias importantes com o PT e com o governo da Presidente Dilma. “Trata-se de uma parceria que irá ser fundamental para reeleger a Presidente Dilma e eleger Veneziano Governador em 2014”.

Fonte: assessoria

Ratinho e SBT terão que indenizar ex-jogador Falcão por danos morais

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a decisão que condena o apresentador Ratinho e o SBT a pagarem indenização de 500 salários mínimos por dano moral ao ex-jogador de futebol Paulo Roberto Falcão, informou o site so STJ.

A decisão foi tomada porque o STJ entendeu que o “Programa do Ratinho” veiculou uma matéria sobre questões familiares da vítima de forma “vexatória e sensacionalista, causando constrangimento público”.
Crédito:Divulgação
Falcão receberá 500 salários mínimos de indenização por dano moral
Ratinho e o SBT recorreram da decisão. O apresentador chegou a alegar que, na sua condição, não poderia ser acionado judicialmente por causa da reportagem exibida. Para ele, a ação deveria ser dirigida à quem explora o veículo de comunicação e ao autor das ofensas. Ratinho considerou que a entrevistada é quem deveria responder pela reparação do dano.
No entanto, a ministra Nancy Andrighi considerou que as alegações de Ratinho não são procedentes. “Ainda que programas de rádio e televisão sejam produzidos e dirigidos por uma equipe, é evidente que os rumos de uma entrevista também dependem de como ela é conduzida pelo entrevistador, que pode influenciar de forma decisiva a manifestação do entrevistado”, afirmou Nancy.
Portal IMPRENSA

Petista de João Pessoa comenta decisão do Diretório Municipal de enviar carta aberta a Lula e Rui Falcão

 

A população paraibana sabe que a atual Direção Estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, comandada pelo ex-deputado Rodrigo Soares, vendeu a idéia de que a legenda teria candidatura própria espalhadas por todo o Estado em 2012. Na verdade isso era um blefe simplesmente para derrubar a possibilidade de aliança do PT com o PSB em João Pessoa.

Se fizermos um giro pelo interior, logo vamos perceber que até nas cidades onde o grupo havia anunciado alguns nomes de candidatura do PT à idéia foi enterrada e o que estamos vendo é a consolidação de alianças. Não há um município que o PMDB tenha candidatura e o PT também tenha ou seja apoiado pelo próprio PMDB.

Isso prova que era falsa a intenção da tese de candidatura própria tão falada e anunciada pela Direção Estadual do PT. Li matéria onde o próprio secretário de organização da legenda se diz descontente com a forma como Rodrigo Soares leva o partido, considerando apenas seus interesses pessoais.

O fato é que só em João Pessoa o grupo quis candidatura própria. Você pensa que isso está realmente definido? Leia a surpresa: na noite da quinta-feira (24/05), no Hotel JR, na Capital, o Diretório Municipal de João Pessoa realizou reunião cuja pauta foi o Encontro Municipal, o qual pelo estatuto do partido tem que debater programa de governo, alianças e candidaturas proporcionais.

Quando a presidência leu a pauta, alegou que o pré-candidato Luciano Cartaxo ainda não tem o programa de governo, as candidaturas a vereadores são insertas, pois o partido não sabe com quem se coligar, logo, não tem sentido o Encontro de Delegados marcado para esse domingo (27). O fato é que não tem pauta e sem pauta não haverá encontro. O presidente da legenda, Antônio Barbosa, levou o adiamento do encontro à votação e a aceitação foi quase unânime. Foram apenas dois votos contra e uma abstinência.

Mas a reviravolta, que pode mudar o quadro de candidatura própria em João Pessoa, veio logo em seguida quando o assunto foi uma carta aberta ao ex-presidente Lula e o atual presidente do PT Nacional – Rui Falcão. O texto, formulado por diretorianos ligados ao deputado Luiz Couto e demais aliados, parabeniza as articulações e entendimentos que Lula vem construindo nacionalmente junto ao PSB do governador Ricardo Coutinho, denuncia a farsa do Diretório Estadual do PT que mentiu anunciando candidaturas próprias e está construindo apenas coligações, fazendo acirradas perseguições ao PSB na Paraíba.

Barbosa levou o assunto para votação e o Diretório Municipal aprovou o documento com uma votação esmagadora de 18 a 9 votos, firmando que o partido continua dividido e colocando em dúvida a candidatura própria posta pelo grupo liderado por Rodrigo. Se Cartaxo é mesmo candidato, como vai contar com o Diretório que aprova tese contrária?

Por Moreira Silva (DRT-2995)

Focando a Notícia