Arquivo da tag: Faculdade

Primeiro encontro de profissionais e estudantes de gestão de pessoas da Paraíba (EPEGEP-PB) acontece nesta sexta-feira na faculdade IESP

A Faculdade IESP promoverá nesta sexta-feira, dia 03 de Maio, às 19 horas, o Primeiro EPEGEP-PB (Encontro de Profissionais e Estudantes de Gestão de Pessoas da Paraíba), o evento tem como tema “Benchmarking de Práticas de Gestão de Pessoas”.

A iniciativa, que conta com o apoio da ABRH-PB, tem confirmado como palestrantes os representantes das empresas Digna (Josemar Soares), Softcom (Renato Rodrigues) e Armazém Paraíba (Max Felizardo), organizações finalistas do Prêmio Great Place to Work da Paraíba 2018 (Melhores empresas para se trabalhar) e a AeC (Yvete Alves) empresa que integra soluções de inteligência artificial nos processos de RH, que compartilharão com o público presente as suas melhores práticas na área de gestão de pessoas.

O evento também contará com as presenças de Geraldo Rosa, Presidente do CRA-PB (Conselho Regional de Administração da Paraíba), que falará sobre a atuação do conselho na área de Gestão de Pessoas em nosso estado e Maria da Penha, Presidente da ABRH-PB (Associação Brasileira de Recursos Humanos da Paraíba), que além de abordar as ações da instituição, sorteará cortesias para a 29º Edição do Congresso Paraibano de Gestão de Pessoas da Paraíba que acontece no segundo semestre de 2019 em João Pessoa.

O evento é uma realização da Faculdade IESP, que tem como Diretora Geral Erika Marques, em parceria com os setores Núcleo de Carreiras (Ilma Garcia), Coordenações dos Cursos de Recursos Humanos (Marcelle Sodré) e Pós Graduação em Gestão de Pessoas (Odilon Carreiro) do IESP. O I EPEGEP-PB tem como público alvo os estudantes e profissionais da área de Gestão de Pessoas, as inscrições são gratuitas e com vagas limitadas, podendo ser realizadas através de o link a seguir: https://www.even3.com.br/epegeppb/

EPEGEP-PB

Data: 03/05/2019 (Sexta)

Horário: 19h00 às 21h30

Local: IESP – Bloco Central Auditório II. Rodovia BR 230, Km 14, s/n, Morada Nova, Cabedelo – PB.

SITE DA FACULDADE IESP

https://www.iesp.edu.br/

SITES DAS INSTITUIÇÕES ABRH-PB E CRA-PB

https://www.abrhpb.com.br/

http://www.crapb.org.br/

SITE DAS EMPRESAS PARTICIPANTES

http://www.planodigna.com.br/

https://www.aec.com.br/

http://www.softcomtecnologia.com.br/

http://www.armazempb.com.br/

 

 

5 carreiras de sucesso que não precisam de faculdade

Até pouco tempo atrás, para entrar no mercado de trabalho e se destacar, o profissional precisava ter feito um curso superior. Áreas como Direito, Medicina e Administração eram as mais bem-sucedidas.

Agora essa realidade mudou. O sucesso profissional não está condicionado à realização de uma faculdade. Por isso, se uma pessoa deseja mudar de área, não tem problema. Talvez seja possível utilizar as habilidades em outro setor, sem precisar fazer um curso quatro ou cinco anos.

Confira quais são as profissões que mais estão se destacando atualmente e que não requerem diploma superior!

Fotografia

Apesar de existir o curso superior de Fotografia, há excelentes profissionais dessa área que não fizeram a faculdade. Essa área exige mais conhecimento técnico e habilidades do que teoria.

Quem tem uma habilidade nata com a câmera e adora registrar os momentos pode pensar nessa alternativa. Mais importante do que ter um bom equipamento, é encontrar um nicho a seguir. O profissional pode, por exemplo, focar em imagens de casamento, bebês ou até lojas.

DJ

É apaixonado por música? Já pensou em trabalhar em festas e eventos? Você não precisa de um grande músico ou ter uma banda para isso. Comprando ou alugando os aparelhos certos e fazendo alguns cursos (pode ser on-line), é possível começar a oferecer o serviço de discotecagem.

Para ganhar experiência, você pode se oferecer para tocar em eventos dos amigos e da família. Ter um perfil atraente nas redes sociais também ajuda a conquistar mais contatos.

Detetive particular

Muita gente não sabe, mas a carreira de detetive particular não requer uma formação específica. Muitos dos melhores detetives inclusive nem fizeram faculdade.

Nessa carreira, o que vale é ser uma pessoa discreta, atenta aos detalhes e bastante curiosa. Além do trabalho individual, esses profissionais também podem atuar em investigações policiais, se o cliente autorizar e o delegado permitir.

Personal stylist

Para quem gosta de moda e de se comunicar, uma opção de carreira diferente é a de personal stylist. Nessa área, o profissional ajuda os clientes a identificar o próprio estilo e a escolher peça para cada tipo de evento.

O personal stylist também deve estar atento em toda a composição do visual, incluindo o cabelo e a maquiagem. Fazer cursos de curta duração e ter um blog ou portfólio na internet ajuda a conquistar mais trabalhos.

Vendedor

Embora a profissão de vendedor não seja nova, ela ganhou outros nichos nos últimos anos. Além de roupas, sapatos e eletrodomésticos, o profissional pode se especializar na venda de serviços, cursos e pacotes de viagem.

Falar bem, ter bom poder de persuasão e saber identificar oportunidades são algumas das características que um bom vendedor ou consultor deve ter. Não basta ler o script da descrição do produto. É preciso mostrar para o cliente o porquê aquilo que está sendo oferecido pode fazer a diferença na vida dele.

 


Aline Matos

 

Universitária reage a assalto e é morta perto de faculdade em João Pessoa

(Foto: Phillipe Xavier/Jornal da Paraíba)
(Foto: Phillipe Xavier/Jornal da Paraíba)

Uma universitária de 19 anos foi morta após reagir à abordagem de um assaltante, na noite desta quarta-feira (15), no bairro de Tambiá, em João Pessoa. De acordo com o tenente Ítalo Santana, da Polícia Militar, a jovem estava perto da faculdade particular onde estuda quando foi rendida por dois homens em uma moto. Nervosa, ela resistiu a entregar a bolsa, e um dos assaltantes atirou. O disparo atingiu o ouvido da jovem e ela morreu no local.

O crime aconteceu na esquina da Rua Deputado Barreto Sobrinho com a Avelino Cunha. De acordo com o tenente Santana, ela chegou de Itabaiana, onde mora, e estava indo lanchar com uma amiga antes de assistir à aula. A amiga, no entanto, percebeu a movimentação e conseguiu correr.

A dupla conseguiu levar a bolsa e o celular da universitária. A polícia verificou sinais de que os criminosos também tentaram levar o relógio dela, mas não conseguiram. A universitária cursava o segundo período de biomedicina na faculdade.

Os policiais continuam no local do crime, buscam câmeras que possam ter registrado o crime na região e fazem busca na região para tentar prender o criminoso. Até as 19h30, nenhum suspeito foi encontrado.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Câmara e a faculdade Unesc firmam parceria para moradores de Bananeiras e região

unescA Câmara Municipal de Bananeiras (CMB) através do Excelentíssimo Senhor Douglas Andrade da Costa (PSB), Presidente desta Casa de Leis, firmou parceria com a faculdade União de Ensino Superior de Campina Grande (UNESC) visando ampliar a inserção e acesso cada vez maior do bananeirense e moradores da região ao Ensino Superior.

A preocupação e os cuidados permanentes do Presidente Douglas Bubú quanto a busca do conhecimento por parte dos jovens e cidadãos bananeirenses têm sido demonstrados desde a sua Legislatura anterior, quando disponibilizava para esse público os Aulões de Revisões dos conteúdos programáticos abordados nos Processos Seletivos de acesso ao Ensino Superior e ainda do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Ao ampliar os horizontes e sabendo da importância que o acesso a Educação de qualidade pode proporcionar para a população, através dessa parceria, a CMB disponibilizará a entrega de Declaração ao interessado, que sendo aprovado  no Vestibular 2017.1 da Instituição (leia mais) ou possuindo nota suficiente no ENEM será contemplado com descontos de 20% na matrícula e 20% em todas as mensalidades durante o curso.

A UNESC divulgou o calendário acadêmico 2017.1 e o início do ano letivo está previsto para o dia 06 de fevereiro de 2017. A faculdade oferece os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Fisioterapia, Gestão Comercial e Marketing.

O cidadão que concluiu o Ensino Médio e estiver devidamente aprovado em uma das seleções para ingresso na UNESC pode comparecer para pegar a Declaração na Casa Odon Bezerra, localizada na Praça Antônio Gracino – S/N, Centro – Bananeiras/PB, nos horários das 8h às 12h e das 13h às 17h, portando assim um comprovante de residência.

Dessa maneira, através do ensino e das atividades inerentes ao Ensino Superior, a CMB almeja que cada vez mais os bananeirenses adquiram conhecimentos, competências e habilidades para a inserção no mercado de trabalho e sobretudo para o desenvolvimento da nossa sociedade.

cmbananeiras

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Bandidos invadem Faculdade de CG e fazem arrastão entre professores e alunos

sireneUma faculdade localizada no Centro de Campina Grande foi invadida por dois bandidos na noite desta sexta-feira (02). A dupla se passou por alunos para entrar na instituição e fez um arrastão entre servidores, professores e estudantes e em seguida fugiu no sentido da feira central.

Foram roubados vários aparelhos de telefone celular, outros objetos pesoais e aproximadamente R$ 2 mil em dinheiro.

A ação dos bandidos foi registrada por uma câmera de monitoramento da faculdade.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Sem FIES estudantes estão com medo de ter de trancar a faculdade

universitario-apreensivoDesde o dia 23 de fevereiro, quando abriram as inscrições para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), a estudante cearense Alice Mello, 19, dorme tarde e acorda cedo tentando concluir sua inscrição no programa.

“Às 5h da manhã, antes de ir para a faculdade, tento me inscrever. Na faculdade, uso o wi-fi e também no trabalho passo o dia atualizando o site”, conta.

Ela esbarra na etapa 3, quando aparece o código M321 e o aviso: “Limite de vagas para esse Campus/IES esgotado”. “Entrei em contato com a faculdade e me informaram para continuar tentando, pois havia vagas”, disse.

Ela guarda dois boletos no valor de R$1.158 já enviados pela universidade referentes à mensalidade do curso de engenharia de produção, iniciado em fevereiro.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para se inscrever no Fies, o aluno deve estar matriculado na instituição de ensino onde pretende conseguir o financiamento.

“O Fies era a minha esperança. Se até o vencimento da segunda mensalidade [9 de abril] não der certo, vou trocar o banco da faculdade pelo banco do cursinho preparatório”, lamenta.

O caso dela é parecido com o de milhares de estudantes em todo o Brasil. O grupo “Fies 2015” no Facebook reúne mais de 12.000 usuários, muitos usam a página para reclamar do erro “M321”.

Maratona

A maranhense Bruna Cutrim, 22, de São Luiz, que cursa medicina em período integral na Uniceuma, afirma que chegou a ficar oito horas seguidas tentando fazer o contrato do Fies pela internet, em um domingo.

“Se não conseguir o Fies, não vou ter outra opção a não ser desistir”, diz a estudante que também já recebeu dois boletos, no valor de R$6.690, cada.

A reportagem constatou, pouco mais de meia noite desta quarta-feira (10), que a página de inscrição do Fies não estava mais disponível.

Os estudantes reclamam da falta de informações claras sobre o problema por parte do MEC.

“Se eu soubesse que teria que disputar o financiamento, eu nem teria entrado”, reclama o estudante Pedro Victor, de Fortaleza, que já cursava o terceiro semestre de matemática na Universidade Estadual do Ceará, e entrou para o curso de engenharia civil, para o qual tenta o financiamento das parcelas de R$1.277,55.

Sheryda Nogueira, 24, também da capital cearense, corre risco de desistir da faculdade, após cursar dois semestres de psicologia. Ela afirma que ter enfrentado problemas para renovar o financiamento do curso e acredita que o problema seja o reajuste da mensalidade.

“Quando ingressei, no início de 2014, foi bastante fácil e sem burocracia, mas neste ano teve aumento nos valores e no número de disciplinas, por isso está tão difícil”, diz.

Novas regras

O sistema do Fies estava fechado para novos contratos desde o final do ano passado, quando o MEC mudou as regras do financiamento. As novas portarias alteraram o fluxo de pagamentos do programa às instituições e definiram um mínimo de 450 pontos no Enem para novos contratos. Também ficou definido, que cursos com reajustes na mensalidade acima de 6,4% não teriam financiamento autorizado.

O MEC definiu ainda que cursos com nota 5 (indicador máximo de qualidade) continuam com “atendimento pleno”, enquanto aqueles com nota 3 ou 4 estão sujeitos a “alguns aspectos regionais”. No início deste mês, o FNDE afirmou que o Fies 2015 estaria priorizando o atendimento para as regiões que historicamente tiveram menor atendimento.

À reportagem, o MEC nega que os problemas enfrentados pelos estudantes tenham relação com as novas regras e informou, por meio de nota, que tem trabalhado em conjunto com o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), órgão vinculado ao Ministério, para garantir estabilidade ao Sistema Informatizado do Fies (SisFies), tanto para aditamentos de contratos quanto para novas inscrições.

“Pedimos paciência aos estudantes e que tentem acessar o sistema em horários alternativos”, diz a nota. “É importante esclarecer que as requisições, atualmente, são liberadas por instituição de ensino e por curso, em ordem cronológica, ressalvados os critérios de qualidade, distribuição regional e disponibilidade de recursos”, diz o MEC.

No início deste mês, instituições privadas divulgaram nota, assinada por quatro instituições, com críticas ao MEC, sob o argumento de que faltam “respostas objetivas sobre critérios, prazos e justificativas para as mudanças”.

Na última semana, dirigentes e associações do setor afirmaram que o MEC atrasou pagamento a faculdades privadas com alunos no Fies. A queixa é de que o último pagamento, previsto para fevereiro, não foi feito. O FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), informou à reportagem que os pagamentos referentes ao Fies foram regularizados nesta terça-feira (10).

As inscrições para o Fies vão até 30 de abril.

Uol

Sisu reúne vagas em instituições públicas; é hora de pesquisar curso e faculdade

sisutecQuando o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) iniciar o período de inscrições para mais de cem mil vagas em instituições públicas em janeiro, os 6 milhões de estudantes que fizeram as provas do Enem 2014 terão menos de uma semana para escolher em quais dois cursos de ensino superior querem disputar vagas.

Diante de opções em todos os Estados do País e com a nota do Enem como único critério de seleção, os vestibulandos correm o risco de se perder entre a escolha pelo curso dos sonhos e a decisão pela vaga naquela carreira desconhecida fora de seu Estado para o qual sua nota do Enem é suficiente para garantir a vaga.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para não se perder na escolha do curso, professores de cursinho indicam que o candidato aproveite o momento antes do início do Sisu para decidir o curso, pesquisar as instituições, descobrir os custos envolvidos e os possíveis benefícios e escolher de cinco a seis opções de cursos e instituições para mirar no Sisu.

Consulte grade horária e converse com alunos 

A primeira coisa que o aluno tem que decidir é o curso em que quer se graduar. “A escolha do curso é algo que ele tem que amadurecer ao longo do ensino médio e de todo o ano de vestibular. Pensar em quais são as suas competências, o que gosta de fazer, como são as carreiras, o que a família acha”, indica Alessandra Venturi, orientadora educacional do Cursinho da Poli.

Carreira escolhida, é hora de buscar as opções de faculdade. “Os cursos mudam seu foco conforme a universidade, por isso é importante olhar a grade curricular e procurar professores e alunos para conversar. Eles vão poder dizer como é o curso e qual é a inserção no mercado de trabalho”, indica o coordenador do cursinho Etapa, Marcelo Carvalho.

  • 171.401

    vagas ofertadas pelo Sisu no 1° semestre de 2014

  • 4.723

    cursos ofereciam cadeiras

  • 115

    instituições de ensino superior aderiram ao Sisu 2014.1

Na hora de pesquisar as instituições, rankings e índices de qualidade, como o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), também ajudam a guiar na escolha.

Mas isso não é suficiente. “Não adianta ele fazer Enem, ter uma pontuação bacana e não saber como vai se manter no local [que escolheu fazer sua graduação]”, alerta Alessandra, do Cursinho da Poli. “Se ele vai precisar de ajuda para se manter em outra cidade, é importante que o aluno comece a pesquisar, por exemplo, a política de permanência de cada universidade.”

As instituições públicas de ensino costumam oferecer benefícios como auxílio-moradia, restaurante universitário com preço subsidiado, bolsa-alimentação e bolsas para estudantes que fazem iniciação científica ou que prestam algum serviço dentro da universidade, como monitoria em bibliotecas. No entanto, a quantidade de beneficiados e a estrutura depende de cada instituição.

“O estudante tem que ver se a universidade tem algum tipo de bolsa, se oferece moradia. Precisa saber o que tem ao redor da universidade, se ela está em uma região que dá para trabalhar, que tem vaga de estágio”, lista Fábio Aviles Gouveia, consultor do Sistema Anglo de Ensino.

RANKING CWUR – Posição no País: 1ª) Universidade de São Paulo (USP). Foto: Cecília Bastos/Divulgação USP

Sisu aberto, e agora?

O ideal é que o aluno tenha encontrado cinco ou seis opções de cursos e instituições de interesse, indica Gouveia. “Assim ele pode focar e monitorar essas carreiras no Sisu e fazer sua escolha conforme a nota de corte.”

Na hora da inscrição, o candidato tem que escolher um curso como primeira opção e outro curso (que pode ser em outra instituição) como segunda opção. Uma dica é “nunca colocar na segunda opção um curso que seja mais concorrido que o da primeira opção”, explica o professor Marcelo Carvalho, do Etapa.

E se a nota não der para o curso que quero?

Divulgadas as notas de corte, nem sempre ficar abaixo da linha é sinal de que a vaga não será conquistada. “Muita gente está inscrita ali e em outros vestibulares, então é comum que a nota de corte esteja alta e depois caia com a desistência”, aponta Carvalho.

Para o professor, se a posição do estudante for menor que duas vezes a quantidade de vagas  – ou seja, se ele estiver entre os 60 primeiros concorrentes para um curso de 30 vagas –, há grandes chances de ser chamado na lista de espera.

“As listas rodam muito por causa das estaduais. Vale a pena ele insistir na lista de espera”, sugere o professor do Etapa.

IG

 

Devido a erro no processo seletivo, 44 alunos são expulsos de faculdade após um mês de aulas

Estudante chora após perder prova do Enem. Desespero e insegurança são constantes na fase de pré-vestibular. Imagem: R7
Estudante chora após perder prova do Enem. Desespero e insegurança são constantes na fase de pré-vestibular. Imagem: R7

Quarenta e quatro calouros da  ESCS (Escola Superior de Ciências da Saúde)  de Brasília  foram surpreendidos nesta quinta-feira (20), com a notícia de que sua aprovação no vestibular foi cancelada.

 

O caso veio a tona  depois que a Cespe (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília),  banca organizadora do vestibular, corrigiu novamente a redação e mudou a classificação dos aprovados porque detectou uma troca nas notas dos alunos.
Do total de estudantes que perderam as vagas, 30 tinham sido aprovados no curso de medicina e 14 no de enfermagem. Revoltados com a decisão da faculdade, os estudantes já estão se organizando para tentar revogar a decisão na Justiça.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Larissa Sena Farias da Silva, 19, que já estava cursando enfermagem conta que soube da sua desclassificação e da mudança na lista de aprovados quando estava na biblioteca. Ela recebeu uma mensagem com a notícia que foi enviada por um colega.
— Estou muito triste. A sensação de perda é enorme. Estava assistindo às aulas há mais de um mês. Tinha até feito uma prova do primeiro módulo do curso, contou.
O pai de uma outra estudante desclassificada no curso de enfermagem contou que encontrou sua filha aos prantos depois que ela recebeu a notícia.
— Acho um absurdo a Cespe fazer isso com o sonho das pessoas. Nós temos uma reunião com um promotor de Brasília amanhã cedo e vamos decidir o que fazer. Temos certeza que vamos processar a Cespe, mas ainda não decidimos como proceder em relação a faculdade, contou Cleiton da Silva.
Bruna Fernandes Ferreira, 18, que perdeu a vaga ao cair da 34º para a 52º na classificação do vestibular de enfermagem, contou que os alunos estão perdidos e  ainda não sabem o que vão fazer.
— Estou me sentindo muito mal. Essa situação é humilhante porque eu tinha passado no vestibular e depois descobri que fui desclassificada, desabafou.
Tanto a Cespe quanto a ESCS se manifestaram sobre o assunto em nota.
Veja nota divulgada no site da ESCS
Diante do erro sistêmico detectado no processo seletivo do vestibular da ESCS Escola Superior de Ciência da Saúde de 2014 e consequente alteração pelo Cespe da relação dos aprovados para os cursos de medicina e enfermagem, a ESCS decidiu suspender as atividades acadêmicas da primeira série dos crusos, para que sejam adotadas medidas saneadoras reestabelecendo o direito dos candidatos aprovados à matrícula.
Informamos que oportunamente será divulgado edital de convocação dos aprovados para matrícula. A ESCS lamenta profundamente os transtornos decorrentes do erro do Cespe e se coloca à disposição dos interessados apra esclarecimento pelo telefone (61) 3326-9300.
Leia na íntegra a nota divulgada pela Cespe
Nota de esclarecimento sobre o Vestibular da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS)
O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CespeUnB), com relação à retificação das notas das provas de redação e da nota final do vestibular de 2014 da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), divulgada por meio do Edital nº 3, de 20 de março de 2014, esclarece o que se segue.
Antes de iniciar a avaliação das referidas provas de redação, e para garantir a segurança e a isonomia na avaliação, realizou-se um processo de mascaramento, em que cada texto foi associado a um código identificador, e, em seguida, eliminou-se da folha de texto definitivo qualquer identificação do autor. Após o mascaramento, as provas foram passadas para as bancas avaliadoras realizarem o trabalho de avaliação com os textos desidentificados, ou seja, no momento da avaliação, a banca não é capaz de associar o texto ao autor. Concluída a avaliação, ocorreu o processo de desmascaramento, e as notas dadas pelas bancas avaliadoras foram associadas aos autores dos textos por meio do código identificador.
Tanto o processo de mascaramento quanto o de desmascaramento dos textos demandam programação, a qual é feita especificamente para cada evento. No caso em comento, ocorreu erro de programação no processo de desmascaramento, de modo que a nota de cada texto não foi associada corretamente ao respectivo autor. Essa falha foi detectada por meio de reclamação de participantes do vestibular apresentada judicialmente a este Centro.
Constatado o erro, o CespeUnB, como órgão da Administração Pública, de forma a garantir justiça, precisão, correção e lisura ao processo de seleção, princípios e valores estes que norteiam o seu trabalho, corrigiu imediatamente a falha, garantindo, portanto, a credibilidade do sistema de seleção.
Este Centro lamenta profundamente o erro cometido, informa que já tomou todas as providências administrativas necessárias e coloca-se à disposição para esclarecimentos adicionais.
Atenciosamente,
CespeUnB

R7

Aluno de Medicina é expulso de faculdade paraibana após fraude em vestibular

FraudeA Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba cancelou a matrícula de um estudante de 22 anos porque, segundo a instituição de ensino superior, ele teria sido aprovado no vestibular por meio de fraudes. O estudante recorreu ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), mas teve o provimento negado nessa quinta-feira (6).

A faculdade constatou, por meio de confronto papiloscópico e comparação de fotografias, que uma terceira pessoa teria realizado as provas no lugar do rapaz. A Terceira Turma do TRF5, por unanimidade, entendeu que ele teve tempo de oferecer defesa, mas disse no mandado de segurança que não sabia o motivo de ter sido desligado da faculdade.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Vale salientar que, mesmo que o Aviso de Recebimento não tenha sido recebido pelo impetrante, como alegado na sua apelação, constata-se que foi remetido para o endereço correto e que se verifica que o recibo de entrega foi assinado por uma pessoa que pelo sobrenome, denota ser parente do impetrante/apelante, o que afasta a alegação de que o telegrama havia sido recebido por terceiro desconhecido, ocasionando o cerceamento de defesa”, afirmou o relator, desembargador federal Geraldo Apoliano.

O jovem estava matriculado no curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba, visto que havia sido aprovado no vestibular daquela instituição, realizado em junho de 2012.

Em 18/09/2012, o aluno foi impedido de adentrar na Faculdade de Medicina e de ter acesso ao sistema acadêmico do curso. Depois, foi desligado da instituição. Inconformado, o estudante ajuizou mandado de segurança contra o ato proibitivo do diretor geral do Centro Nordestino de Ensino Superior.

Convocada para prestar informações, a Faculdade de Medicina comprovou nos autos que ele teria sido aprovado no vestibular por meios fraudulentos. Segundo os laudos periciais realizados, as impressões digitais colhidas na ocasião do processo seletivo não apresentavam pontos característicos idênticos e coincidentes.

Além disso, os registros fotográficos entregues na inscrição do vestibular eram completamente diferentes dos apresentados quando da inscrição na biblioteca da faculdade.

 

portalcorreio

Estudantes universitárias são assaltadas em frente a faculdade; uma desmaia

casos-de-policiaDuas estudantes universitárias foram assaltadas em frente a uma faculdade particular na BR-230, em Cabedelo, região metropolitana de João Pessoa, na noite desta terça-feira (17), por dois homens em uma motocicleta. De acordo com a polícia, uma das vítimas desmaiou ao ser assaltada.

Segundo o major Pablo Cunha, comandante da 6ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), as estudantes estavam em frente à faculdade quando foram abordadas por dois jovens em uma motocicleta POP. Eles tomaram duas bolsas das jovens e fugiram.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Na hora do ocorrido, uma das estudantes ficou em estado de choque e desmaiou. Porém, um motorista passava no local e ao presenciar o assalto, ele jogou o carro por cima da moto dos bandidos. Os criminosos jogaram as bolsas das garotas e fugiram, sem ferimentos – comentou o major.

O policial militar revelou que os bandidos fugiram em direção ao bairro São José, na Capital. “A dupla fugiu em direção ao São José. Como é na área do Disp, repassamos para os policiais da área as informações. Uma das estudantes conseguiu anotar a placa da moto”.

Diligências foram feitas no bairro São José, mas os bandidos não foram presos até às 19h40.

 

portalcorreio