Arquivo da tag: fábrica

Galpão com fogos de artifício é interditado pela polícia após explosão de fábrica em Solânea

Um galpão que armazenava fogos de artifício foi interditado pela Polícia Civil no começo da noite da terça-feira (8), após a explosão que aconteceu em uma fábrica que produzia os produtos, em Solânea, no Agreste da Paraíba. Segundo o delegado Diógenes Fernandes, responsável pela investigação, os dois estabelecimentos eram vizinhos, pertencem ao mesmo proprietário e funcionavam sem autorização.

No armazém que foi lacrado, todo o material já estava pronto para venda. “É mais um crime para investigar. Inclusive, não consta alvará, pelo menos atualizado, na fábrica de fogos”, contou Diógenes. Ainda de acordo com ele, as causas da explosão só serão identificadas após de 30 dias, com a conclusão de uma perícia feita pela PC.

O proprietário dos locais é um vereador da cidade. Segundo o parlamentar Flávio Evaristo, presidente da Câmara Municipal de Solânea, Josué Pereira dos Santos está no segundo mandato consecutivo.

Após o acidente, o vereador foi encaminhado para o Hospital de Trauma de João Pessoa. De acordo com informações da unidade hospitalar, o estado de saúde dele é estável. Ele sofreu uma fratura no braço e queimaduras.

Já outro homem que também estava no local, encaminhado para a mesma unidade, está em estado grave de saúde. Duas outras vítimas que foram encaminhadas com ferimentos leves para um hospital de Solânea já receberam alta.

Materias explosivos e de fácil combustão também foram encontrados no galpão — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Materias explosivos e de fácil combustão também foram encontrados no galpão — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Explosão

Um adolescente de 15 anos morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas após a explosão de uma fábrica de fogos de artifício, em Solânea, no Agreste da Paraíba. O acidente aconteceu por volta das 15h30 da terça-feira (8). Com o impacto da explosão, o jovem teria sido arremessado a 50 metros de distância.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a fábrica onde o acidente aconteceu ficava localizada em um sítio, na zona rural do município. Parte do local ficou destruído com a explosão.

Fábrica de fogos de artifício explode em Solânea, PB — Foto: Diego Estéfani Carneiro/ Arquivo pessoal

Fábrica de fogos de artifício explode em Solânea, PB — Foto: Diego Estéfani Carneiro/ Arquivo pessoal

Acidente anterior

Segundo o delegado Diógenes Fernandes, titular da Delegacia Seccional de Solânea, um acidente semelhante teria acontecido em 2009, em uma fábrica de fogos de artifício, localizada no Centro de Solânea. O estabelecimento pertencia ao mesmo proprietário do local onde aconteceu a explosão desta terça-feira.

No acidente que aconteceu em 2009, um outro filho do proprietário teria morrido. A vítima também tinha 15 anos de idade. A polícia abriu um inquérito para investigar as causas da explosão.

G1

 

Adolescente foi arremessado a 50 metros pela explosão em fábrica de fogos de artifício, diz Polícia Civil

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as causas do incêndio ocorrido nesta terça-feira (8), em uma fábrica de fogos de artifício, no município de Solânea, no interior da Paraíba. Um adolescente morreu e três pessoas, incluindo o proprietário do imóvel, ficaram feridas.

A Polícia Civil descobriu um galpão escondido no local com grande quantidade de fogos de artifício armazenados. O material foi apreendido e vai passar por perícias.

O inquérito vai apurar se o local tinha autorização para a fabricação de fogos de artifício.

Equipes da Polícia Civil de Solânea se deslocaram ao local assim que o incêndio começou.

De acordo com Diógenes Fernandes, delegado titular da Delegacia Seccional de Solânea, a fábrica é de propriedade de Josué Pereira, vereador no município conhecido como Zué de Solânea.

O filho do vereador, Joalaaf Kaike de Moura, 15 anos, foi arremessado a uma distância de 50 metros e morreu no local.

“O proprietário e um funcionário do local foram socorridos com queimaduras aparentemente leves para um hospital de João Pessoa. Um vizinho teria sido socorrido com ferimento no ouvido, lesão no tímpano”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, outra fábrica de fogos de artifício, também pertecente ao vereador Zué de Solânea, explodiu em 2009. Na ocasião, outro filho do vereador, também com 15 anos, morreu no local.

 

 

clickpb

 

 

Incêndio atinge depósito de fábrica de material reciclável, em Queimadas, no Agreste da PB

Um incêndio atingiu um depósito de uma fábrica de material reciclável por volta das 20h desta segunda-feira (7), no bairro do Ligeiro, em Queimadas, no Agreste da Paraíba. Três equipes do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba foram enviadas para controlar o fogo.

O incêndio atingiu o local e o fogo se alastrou rapidamente tomando grande proporção. Foram necessários mais de 26 mil litros de água para controlar o fogo. O expediente da fábrica foi encerrado às 17h e no momento do incêndio não havia ninguém no local.

O fogo atingiu parte da fábrica onde o material reciclável era separado e, por se tratar de produtos inflamáveis, tudo foi queimado. Outras duas empresas que ficam ao lado da fábrica estavam com chamas ao entorno quando os bombeiros chegaram, mas não foram atingidas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, apesar da situação estar controlada, o clarão do fogo e a fumaça duraram a madrugada inteira. As equipes do Bombeiros trabalharam por cerca de 10 horas ininterruptas em um trabalho de resfriamento e revirada dos entulhos para o cessar do fogo.

O trabalho dos bombeiros terminou por volta das 6h30 desta terça-feira (8). As causas do incêndio estão sendo investigas. Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba deve fazer uma perícia no local atingido pelo fogo quando não houver mais fumaça.

Corpo de Bombeiros trabalhou no combate das chamas na fábrica de material reciclável até às 6h30 desta terça-feira (8) — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Corpo de Bombeiros trabalhou no combate das chamas na fábrica de material reciclável até às 6h30 desta terça-feira (8) — Foto: Reprodução/TV Paraíba

 

G1

 

 

Em Pombal: homem morre após sofrer descarga elétrica em fábrica

Um homem, identificado como José Arimateia Pereira, de 32 anos, morreu nesta sexta-feira (14)  vítima de uma descarga elétrica, em uma fabrica de redes, localizada no bairro Nova Vida, na cidade de Pombal, Sertão da Paraíba.

De acordo com informações, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas apenas constatou o óbito.

O acidente aconteceu quando vítima teria encostado em uma parte da máquina de tear.

O corpo de Dedé, como era conhecida a vítima, foi encaminhado ao Instituto de Polícia Cientifica (IPC) na cidade de Patos, onde será submetido a exames cadavéricos para posteriormente ser entregue aos familiares para velório e sepultamento. As informações são do HW Comunicação.

 

 

pbagora

 

 

Explosão em fábrica na Rússia deixa pelo menos 80 feridos

Uma explosão deixou ao menos 80 feridos na Rússia neste sábado (1º) O incidente ocorreu em uma fábrica de explosivos na cidade de Dzerzhinsk, região central do país.

De acordo com a agência France Presse, 27 pessoas pediram assistência médica segundo um representante do ministério da Saúde local. “São ferimentos leves ou moderados”, disse.

Informações de fontes de notícias locais indicam que 2 pessoas estão desaparecidas.

Explosão em Dzerzhinsk, a 400 quilômetros de Moscou, deixou feridos neste sábado (1) — Foto: Alina Yegorova/AP

Explosão em Dzerzhinsk, a 400 quilômetros de Moscou, deixou feridos neste sábado (1) — Foto: Alina Yegorova/AP

A explosão quebrou as janelas de cerca de 180 edifícios residenciais perto da usina, informou a agência de notícias estatal Tass, citando autoridades municipais.

Ainda segundo a agência, a explosão foi seguida por um incêndio de 100 metros quadrados. Representantes da fábrica afirmaram que havia cinco pessoas trabalhando no local no momento da explosão e foram retiradas de modo seguro.

G1

 

Em Belém, bandidos assaltam fábrica 03 de Maio

Um assalto foi registrado na tarde desta quinta-feira (18) na cidade de Belém, agreste Paraibano.

De acordo com as informações, três bandidos armados assaltaram a fábrica 03 Maio. As imagens do circuito interno de segurança mostram os criminosos rendendo os funcionários adentram a parte administrativa da fábrica e em seguida saem correndo, em um dos criminosos percebe que esqueceu uma bolsa volta para pegar e segue em fuga.

A polícia foi acionada e usa as imagens para localizar os envolvidos na ação criminosa. No vídeo aparecem três, mas a suspeita é que outros estariam dando cobertura, os indivíduos levaram uma quantia em dinheiro.

 

blogdofelipesilva

 

 

Caixas eletrônicos são explodidos em fábrica de Campina Grande

sireneAlguns funcionários foram feitos reféns durante o ataque a caixas eletrônicos de uma fábrica de calçados no bairro do Distrito Industrial, em Campina Grande, na madrugada desta quarta-feira (21). De acordo com a Polícia Militar, dois equipamentos foram explodidios, mas ainda não se sabe quanto em dinheiro foi levado.

A PM foi acionada por volta das 3h40 (horário local). Ao chegar no local, os policiais receberam as informações de um segurança de uma empresa de valores. Ele relatou que quatro homens usando máscaras entraram na empresa cortando uma cerca que dá acesso ao local.

Ainda conforme o segurança, os funcionários foram rendidos enquanto o grupo, fortemente armado, instalava os explosivos e detonavam os caixas. Logo em seguida, os criminosos fugiram em dois carros, um Chevrolet Cruze de cor preta e outro veículo de cor preta e que não foi identificado.

Após isolar o local do crime, a Polícia Militar iniciou buscas em diversas rotas de fuga indicada por testemunhas, mas nenhum suspeito havia sido localizado até as 6h (horário local), segundo o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop).

Arrombamento
Uma agência dos Correios do município de Gurjão, no Cariri paraibano, foi arrombada também na madrugada desta quarta-feira. As primeiras informações da Polícia Militar dão conta que vários homens violaram o estabelecimento e tentaram levar o cofre, mas não conseguiram e fugiram espalhando grampos em estradas. Ninguém foi preso.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Operário morre após ser atingido por máquina em fábrica de João Pessoa

samuUm funcionário de uma fábrica de tecidos morreu após um maquinário cair em cima dele durante o serviço na manhã desta segunda-feira (8) no Distrito Industrial, em João Pessoa. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds), a Polícia Militar recebeu o chamado por volta das 10h. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser chamado, mas o homem não resistiu e morreu no local.

Ainda segundo a Seds, uma equipe da Polícia Civil e do Instituto de Polícia Científica (IPC) estavam no local por volta das 11h30 para realizar uma perícia. O G1 tentou entrar em contato com a fábrica, mas as ligações não foram atendidas até as 11h45.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Quadrilha presa em operação na PB usava fábrica para lavar dinheiro

Coletiva em Campina Grande explicou os detalhes da Operação Fanes (Foto: João Paulo Medeiros/ TV Paraíba)
Coletiva em Campina Grande explicou os detalhes da Operação Fanes (Foto: João Paulo Medeiros/ TV Paraíba)

Os presos durante uma operação de combate a fraudes na concessão de benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, usavam uma fábrica em Cajazeiras, Sertão da Paraíba, para “lavar” o dinheiro desviado. Essas informações e outros detalhes da Operação Fanes, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (9), foram dados em uma entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, em Campina Grande. De acordo com a polícia, os suspeitos se usavam de uma fábrica de sabão para camuflar a origem ilícita do dinheiro adqurido.

“O que eles conseguiram ganhar fraudando o INSS, eles estavam investindo nessa fábrica de sabão. O lucro das vendas retornava licitamente para eles. A fábrica estava montada para inciar o trabalho em Cajazeiras e o depósito era em Campina Grande”, explicou o delegado Raony Aguiar, da delegacia de combate ao crime organizado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A Operação Fanes aconteceu em sete cidades paraibanas e em Recife, Pernambuco, numa parceria entre PF, Ministério Público Federal e Ministério da Previdência Social. Estima-se que o prejuízo aos cofres públicos já chegue a R$ 3 milhões desde outubro de 2014, podendo atingir o valor de R$ 100 milhões levando em conta a expectativa de vida dos beneficiários.

Ao todo, 28 pessoas foram presas durante a operação. O delegado Raony Aguiar explicou como funcionava a fraude.

“Pessoas eram incubidas de aliciar terceiros e esses terceiros, com documentos próprios ou falsos, procuravam um servidor do INSS. Então era concedido fraudulentamente o benefício. Concedido o benefício, a quadrilha fazia com que a pessoa que passou a ser titular do benefício irregularmente pedisse um ou dois emprestimos consignados e o valor desses empréstimos eram entregues à quadrilha como forma de recompensa pelo benefício previdenciário concedido”, explicou.

Um total de 17 mandados de prisão preventiva, 11 de prisão temporária e 30 de busca e apreensão foram expedidos e começaram a ser cumpridos no início da manhã desta quarta-feira por 140 policiais e 16 servidores da Previdência Social nas cidades de Campina Grande, João Pessoa, Cajazeiras, Patos, Puxinanã, Mogeiro, Caturité e Recife.

O termo “Fanes” significa criação na língua grega e foi atribuída à operação porque a quadrilha criava beneficiárias para acessarem aposentadorias e pensões. De acordo com as investigações da PF, documentações eram fraudadas para comprovarem exercício de atividade rural. Algumas vezes, segundo a Polícia Federal, os funcionários da Previdência Social autorizavam o benefício com base apenas na entrevista, sem apresentação de documentos.

G1

Vítimas de explosão em fábrica passam por cirurgia plástica e estão em estado grave

traumaO Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena confirmou, na manhã desta terça-feira (7), que é grave o estado de saúde das vítimas da explosão em uma fábrica na cidade de Sousa (Sertão do estado, a 427 km de João Pessoa) transferidas para a Capital.

De acordo com boletim médico, as vítimas de queimadura passaram por cirurgia plástica e permanecem internadas na unidade de saúde. Três trabalhadores da fábrica, homens de 50, 38 e 36 anos, estão em estado grave. A quarta vítima transferida para João Pessoa, um homem de 35 anos, tem quadro clínico considerado gravíssimo pela equipe médica.

A explosão em uma caldeira da fábrica de gênero alimentício Vó Ita Frios aconteceu na manhã dessa segunda-feira (7) e duas pessoas morreram ainda no local. “Devido à força da explosão, os funcionários foram arremessados e morreram na hora. Parte de estrutura da fábrica foi destruída”, informou o sargento Damião Bernardo, do 6º Batalhão de Bombeiros Militar, ao Portal Correio.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Estima-se que pelo menos outras 19 pessoas tenham ficado feridas. Os quatro feridos em maior gravidade tiveram que ser transferidos para o Trauma de João Pessoa, enquanto os outros foram atendidos no Hospital Regional de Sousa.

 

Portal Correio