Arquivo da tag: explosivos

Polícia encontra 65 kg de maconha e cocaína, armas e explosivos em depósito de Campina Grande

Um depósito que servia para guardar drogas foi descoberto pela Polícia Civil nesta segunda-feira (19), em Campina Grande. No local foram apreendidos 65 quilos de maconha e cocaína, além de armas e explosivos. A apreensão foi feita pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Campina Grande.

A Polícia Civil chegou ao local depois de receber uma denúncia anônima, através da linha 197. O depósito fica no bairro Malvinas. Lá estavam 60 quilos de maconha, 5 quilos de cocaína, uma arma longa e 47 artefatos explosivos. Não foi confirmada a prisão de nenhum suspeito no local.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o local servia como depósito para as drogas que já estavam preparadas para serem fracionadas e consumidas. Ainda segundo a Polícia Civil, a suspeita é de que o local pertence a um presidiário suspeito de roubo de veículos e tráfico de drogas.

 Foto: Ramirez São Pedro/DRE

G1

 

Estado da PB deve pagar mais de R$ 1 milhão a policiais que apreenderam explosivos em Solânea

O Estado da Paraíba deverá pagar R$ 1.1422.000 para policiais militares que participaram de uma operação no Sítio Tanque Preto, na Zona Rural de Solânea, onde apreenderam 200 quilos de explosivos, 192 bananas de dinamite e 500 metros de cordel não elétrico, além de 32 detonadores não elétricos e 24 espoletins. A decisão foi do juiz titular da 6ª Vara da Fazenda Pública de João Pessoa, Aluízio Bezerra, que acolhei um pedido feito em ação dos policiais.

A decisão se deu com base no artigo 6º do decreto que prevê direito a bônus pecuniário, pago de acordo com o potencial lesivo das armas ou dos materiais explosivos apreendidos. Ao todo, 948 unidades de material explosivo se enquadram dentro da lei que institui o bônus.

De acordo com o magistrado, a Procuradoria Jurídica do Comando da Polícia Militar emitiu parecer favorável aos autores, reconhecendo o direito de premiação para os militares que atuaram diretamente na Operação Dynamo II, que resultou na apreensão.

O juiz acrescentou, ainda, que os elementos probatórios atestam a evidência dos fatos. Afirmou que, diante da ausência de qualquer prova de pagamento, há a presunção da inadimplência proclamada.

G1

 

Polícia Militar apreende explosivos em sítio

Um material explosivo foi encontrado no Sítio Camurim, na zona rural do município de Mogeiro, na manhã dessa quarta-feira (31). Ao todo, havia seis bananas de dinamite dentro de uma sacola plástica.

A suspeita é de que o material tenha sido destinado às explosões de agências bancárias e dos correios ocorridas durante a madrugada na cidade.

De acordo com informações da Polícia Militar, eram 10h30 quando  o núcleo de inteligência localizou o material. Além da dinamite, foram encontradas cápsulas de calibre 9mm e calibre 12.

A hipótese da PM é de que, após os crimes, os suspeitos fugiram para o sítio.O material apreendido foi conduzido a delegacia de Mogeiro para as devidas providencias.

 

MaisPB

Em Remígio-PB, polícia apreende carro com explosivos e prende dois homens

(Foto: Marcos Vanconcelos/TV Paraíba)
(Foto: Marcos Vanconcelos/TV Paraíba)

Duas pessoas foram detidas depois que a Polícia Militar apreendeu dinamites, armas, munições, coletes a prova de bala e grampos, em um carro na cidade de Remígio, no Brejo paraibano, na madrugada desta sexta-feira (2). A suspeita da polícia é de que o material seria utilizado para ataque contra agências bancárias ou agência dos Correios na região.

De acordo com as informações do Centro Integrado de Operações da Polícia Militar (Ciop), o flagrante ocorreu por volta das 2h (horário local) e o material estava escondido em um veículo i30 de cor preta.

Um homem que estava próximo ao lado do carro e outro homem que estava próximo em uma moto foram detidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, em Esperança.

Segundo a Polícia Militar, antes mesmo do carro ser revistado, um dos suspeitos informou que havia fuzis e explosivos no veículo, que tinha placas do estado de Pernambuco. Até 6h10 (horário local) desta sexta-feira, os suspeitos seguiam sendo ouvidos na delegacia de Polícia Civil.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Polícia apreende armas, explosivos e fantasias de palhaço no Agreste da PB

 (Foto: Capitã Luciana Firme/Polícia Militar)
(Foto: Capitã Luciana Firme/Polícia Militar)

Uma apreensão de armas, explosivos, munições e fantasias de palhaço foi realizada na madrugada desta sexta-feira (25) nas cidades de Queimadas e Barra de Santana, ambas no Agreste da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, essa seria uma das maiores apreensões de armas da história do estado da Paraíba. Duas pessoas foram presas.

Ao todo, foram encontrados seis fuzis, uma submetralhadora, cinco pistolas, mais de 1.000 munições, nove coletes à prova de balas, roupas camufladas e fantasias de palhaço. Entre os explosivos, pelo menos 29 dinamites com detonadores estavam nos materiais. Grampos que são usados para serem espalhados em rodovias após as explosões foram achados.

Ainda segundo a PM, o material foi apreendido dentro de casas nos dois municípios. Os suspeitos estariam planejando explodir caixas eletrônicos de agências bancárias da região. A ação da polícia aconteceu por volta de 1h20 (horário local).

Nas propriedades, a PM achou três carros, um deles de luxo, e uma motocicleta. Eles seriam usados nas ações criminosas. Todo o resultado da apreensão e os dois homens presos foram levados para a Delegacia Seccional de Queimadas. De acordo com as investigações da polícia, o material pertencia a um grupo que atuava explodindo bancos em vários estados.

Explosivos que seriam usados em ações contra bancos também foram apreendidas (Foto: Capitã Luciana Firme/Polícia Militar)Explosivos que seriam usados em ações contra bancos também foram apreendidas (Foto: Capitã Luciana Firme/Polícia Militar)

 

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Homem é preso, na PB, com 50kg de explosivos após tentar fugir da PRF

(Foto: Manoel Neto/PRF)
(Foto: Manoel Neto/PRF)

Um homem de identidade não revelada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi preso em flagrante com cerca de 50 quilos de explosivos, cordões detonantes e espoletas, no início da noite desta sexta-feira (18), no Agreste da Paraíba. O suspeito tentou fugir da PRF depois de furar uma barreira policial no posto da BR-230, em Pocinhos. A polícia suspeita que o material seria usado por quadrilhas para explosões em agências bancárias no estado.

De acordo com as informações da PRF, os policiais estavam na pista realizando abordagens de rotina e o suspeito estava em um veículo Uno de cor branca. Ao avistar os policiais, o homem fugiu da barreira e foi perseguido.

Ao passar pela zona rural, o suspeito teria parado o carro e tentado continuar a fuga a pé. Segundo os policiais que realizaram a prisão, ele chegou a correr por um matagal e pular uma cerca, mas acabou sendo detido. O suspeito trafegava com destino a Campina Grande. O veículo tinha placas de Queimadas, na Paraíba, e não tinha restrição de roubo ou furto.

Até as 19h desta sexta-feira, o homem seguia detido no posto da PRF, na BR-230. O veículo também foi apreendido. Segundo a polícia, ele vai ser encaminhado para a delegacia de Polícia Civil da cidade de Pocinhos, na mesma região.

Homem foi flagrado com 50 kg de explosivos (Foto: Manoel Neto/PRF)Homem foi flagrado com 50 kg de explosivos, cordão detonante e espoletas (Foto: Manoel Neto/PRF)

 

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Polícia Federal encontra explosivos em agência da Caixa Econômica na Paraíba

explosivos_na_caixaO Grupo de Ações Táticas Especiais Militares – GATE retirou na tarde desta sexta-feira (28) explosivos que não foram detonados na agência da Caixa Econômica do município de Areia, no Brejo paraibano, após a ação de bandidos na madrugada de hoje.

A agência foi alvo do ataque de um grupo de criminosos, que explodiu o cofre da agência e fez a população refém, durante a ação. De acordo com o Centro Integrado de Operações Policiais de Campina Grande (Ciop), o GATE foi acionado pela Polícia Federal, responsável pelas investigações sobre à explosão ao banco.

De acordo com o Major Valmir, coordenador do Ciop em Campina, os explosivos foram retirados nesta tarde. Segundo a polícia, o explosivo encontrado teria sido dinamite.

A Polícia Federal informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o procedimento no caso de explosivos é acionar o GATE. A PF também informou que ainda não há suspeitos identificados.

A cidade de Areia, foi alvo da ação de bandidos na madrugada desta sexta-feira. Eles trocaram tiros com a Polícia Militar no momento da fuga e espalharam grampos na estrada, para dificultar a perseguição pela polícia.

De acordo com informações da PM, a ação ocorreu por volta da 1h.  Pelo menos 15 pessoas participaram do crime. Segundo testemunhas, o grupo chegou na cidade em uma caminhonete preta e fez moradores que passavam pela rua reféns enquanto invadiam o banco e explodiam especificamente o cofre.

Os criminosos conseguiram levar dinheiro. Logo em seguida, a agência dos Correios, que fica do outro lado da rua, também foi violada.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Grupo invade agência dos Correios na PB e deixa explosivos no local

casos de policiaUm grupo criminoso invadiu a agência dos Correios do município de Areial, na madrugada desta quarta-feira (7), chegou a colocar explosivos no local, mas fugiu sem levar nada e sem detonar as dinamites.

Para arrombar a agência os criminosos utilizaram um carro e na fuga efetuaram vários disparos para o alto. De acordo com a Polícia Militar o carro usado para praticar o crime havia sido roubado na noite anterior, no município de São Sebastião de Lagoa de Roça. Até o momento nenhum suspeito foi detido.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Operação do Exército apreende 21 toneladas de explosivos em todo o país

exercitoBalanço divulgado pelo Exército Brasileiro, nesta quarta-feira (7), aponta que a Operação Dínamo II apreendeu 21 toneladas de explosivos em todo o país.

Segundo o Exército, essa foi a maior operação de fiscalização de explosivos e produtos correlatos do país. O órgão informou ainda que as atividades “estão ligadas às diretrizes do Ministério da Defesa para a Copa do Mundo e se encaixam em ações de defesa no Eixo 10: Fiscalização de Explosivos e Produtos Correlatos”.

Foram apreendidos, além dos explosivos, 50 mil espoletas, 190 mil metros de cordel detonante e 5,8 toneladas de pólvora.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Participaram da ação 1.188 militares do Exército e 1.102 agentes de órgãos de segurança pública estaduais, secretarias de Fazenda e das polícias Rodoviária Federal e Federal, entre outros.

A ação aconteceu entre os dias 28 e 30 de abril, quando equipes de todos os Estados realizaram vistorias em empresas e pessoas, cadastradas ou não no Exército, que exercem atividades com esse tipo de material.

Objetivo

A fiscalização verificou as atividades de fabricação, comércio, utilização e armazenamento de explosivos, além de itens como acondicionamento, adequação aos requisitos de segurança, a conferência de documentação e quantidades existentes.

Além disso, durante ação, foram montados postos de fiscalização em rodovias federais para evitar o transporte ilícito de explosivos.

A Operação Dínamo II faz parte de um conjunto de medidas das Forças Armadas para intensificar a fiscalização sobre o exercício de atividades com explosivos.

O Estado de Minas Gerais –responsável por 53% da produção de minerais metálicos do Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Mineração– teve 56 empresas fiscalizadas e 3,2 toneladas de explosivos. O material apreendido foi destruído com o apoio do Grupo de Ações Táticas Especiais da Polícia Militar de Minas Gerais.

O uso de explosivos é uma das principais preocupações das autoridades de seguranças do país devido aos ataques à caixas eletrônicos no país.

Somente no Nordeste, até o meio de março, foram registrados 155 casos de ataques a bancos.

Uol

Bandidos exageram nos explosivos, destroem agência bancária e não levam dinheiro

Fernando Galindo
Fernando Galindo

Agência do Bradesco da cidade de Junco do Seridó (na região da Borborema) ficou completamente destruída após sofrer uma tentativa de assalto, na madrugada desta quarta-feira (20), conforme informou o tenente da Polícia Militar Fernando Galindo.

Segundo o policial, por volta das 02h30, quatro homens em duas motocicletas chegaram no estabelecimento bancário montaram os explosivos e acionaram as bananas de dinamites.

“Os criminosos exageraram na dose. Usaram muitas dinamites e o prédio do banco ficou completamente destruído. Ao lado fica a Câmara Municipal da cidade e a estrutura foi prejudicada”, comentou o policial.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O tenente disse que devido a forte explosão, o telhado e as paredes da agência desabaram. O terminal eletrônico ficou embaixo dos destroços impossibilitando a retirada das cédulas. “Pela situação que encontramos o local, acredito que eles não levaram o dinheiro porque nem o caixa dava pra ver. O poder de fogo dos bandidos foi grande”.

Agência destruída em Junco Foto: Agência destruída em Junco
Créditos: Fernando Galindo

Após a ação, o quarteto fugiu efetuando tiros para o alto na tentativa de intimidar os moradores. Eles não colocaram grampos na estrada. Os criminosos fugiram com destino as cidades de Parelas e Equador no Rio Grande do Norte. Policiais da Paraíba e RN fizeram rondas, mas não obtiveram êxito.

 

Na última segunda-feira (18), o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e a Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social, cumpriram na última segunda-feira (18), três mandados de busca e apreensão para combater o comércio irregular de explosivos nos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte. Os mandados de busca e apreensão na Paraíba foram cumpridos no Junco do Seridó (na região da Borborema) e em Lagoa de Dentro (Agreste paraibano),

De acordo com o promotor de Justiça Octávio Paulo Neto, coordenador do Gaeco, duas pessoas já estão detidas e 25 quilos de explosivos (nitron, utilizado para fabricar dinamite artesanal), espoletas usadas para detonar os explosivos e duas espingardas foram apreendidos. Conforme as investigações, o material estava sendo vendido em mineradoras e garimpos para grupos criminosos especializados em explosões de agências bancárias.

 

 

Hyldo Pereira, Portalcorreio