Arquivo da tag: explica

Doenças de pele podem ser causadas por problemas psicológicos; dermatologista explica

Gabriel Jabur/ Agência Brasília
Imagem Ilustrativa

Alergias, queda de cabelo e acne. Essas podem ser consideradas doenças comuns e muito conhecidas pela população. O que muita gente não sabe é que, por trás desses problemas de pele, podem estar os fatores psicológicos, pois a pele e o sistema nervoso estão diretamente ligados.

“Existe uma ligação desde a vida embrionária. Tanto a pele, como o sistema nervoso se originam do ectoderma, e, com a evolução no decorrer dos meses, eles formam o tubo neural, que origina a pele na parte externa e internamente o sistema nervoso central, daí que vem a ligação. É muito comum escutar os pacientes dizerem que “ficou roxo de raiva”, porque uma vez que você tenha determinados estímulos, isso vai reagir na pele”, disse a dermatologista Carla Marsicano.

Não há estudos que apontem quantos problemas de pele são causados por transtornos mentais, mas um relato publicado pela Sociedade de Psicodermatologia do Reino Unido aponta que 85% dos paciente com problemas de pele consideram que os aspectos psicossociais são os principais componentes da doença.

Assista à reportagem completa abaixo:

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Golpe da habilitação social continua e Detran explica como identificar crime

detran-pbO Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) voltou a alertar a população, nesta terça-feira (14), sobre a continuidade do golpe envolvendo um site falso, supostamente relacionado ao Programa Habilitação Social do Estado.

Segundo o Detran-PB, o site falso utiliza um layout semelhante ao oficial, disponibilizando inclusive a ficha de inscrição para os interessados, mas cobra uma taxa para os exames médico e psicotécnico.

No falso site, ao enviarem a solicitação de inscrição, os usuários recebem um e-mail indicando a necessidade de complementação, sendo direcionados novamente ao site para inserir novos dados no sistema.

Ainda nessa fase, o candidato é informado de que, apesar do processo ser gratuito, será necessário o pagamento de uma taxa única no valor de R$ 248,12, referente aos custos do exame médico e psicotécnico. Após a conclusão do procedimento, o usuário é notificado de que o resultado do processo será enviado por e-mail em até cinco dias úteis.

“O Detran-PB avisa mais uma vez que o site oficial do Programa Habilitação Social (PHS) no Estado da Paraíba é o www.habilitacaosocial.pb.gov.br e as inscrições são gratuitas, sendo feitas exclusivamente neste endereço”, informou o Detran-PB.

Ainda segundo o Detran-PB todo o procedimento do programa Habilitação Social é gratuito. Além disso, o órgão alerta que não envia boleto bancário por correio, e-mail ou mensagem.

“Algumas pessoas já nos procuraram por terem sido prejudicadas por essa prática. Em busca de se beneficiar, os criminosos reproduzem com bastante semelhança o site original, levando o usuário a crer que é um procedimento seguro”, explicou o corregedor do Detran-PB, Valberto Lira.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

A ciência explica a TPM grave – e a causa não está na sua cabeça

tpm-ilustracaoEnquanto a variação de humor que a maioria das mulheres sofre “naquela época do mês” já é motivo de incômodo, de 2%s a 5% das mulheres enfrentam uma forma mais extrema da tensão pré-menstrual (TPM) . Apesar das oscilações no temperamento, cientistas do Instituto Nacional da Saúde Mental (NIH, sigla em inglês), nos Estados Unidos, divulgaram no início da semana um estudo comprovando que a causa para esse distúrbio não está somente no humor da pessoa – e sim no código genético.

Segundo os pesquisadores, uma mutação genética que deixa as células cerebrais desordenadas pode explicar porque essas mulheres são tão sensíveis às mudanças hormonais. Com os estudos, os cientistas esperam aprender mais sobre o papel desse complexo genético e aprimorar os tratamentos para distúrbios de humor relacionados ao sistema endócrino.

Não é só mau humor
Mulheres que apresentam perturbação disfórica pré-menstrual (PMDD, sigla em inglês), como é chamada a forma mais grave da TPM, têm como sintomas principais irritabilidade intensa, tristeza, ansiedade, inchaço e dores no corpo. Ao contrário da TPM comum, na PMDD esses sintomas são tão fortes que frequentemente as mulheres não conseguem realizar tarefas do seu dia a dia normalmente.

 

Os cientistas já sabiam que mulheres com PMDD possuíam níveis normais de hormônios, mas, até agora, não conseguiam explicar por que apresentavam incômodos bem mais intensos. O objetivo do estudo, divulgado na Nature, era desvendar como isso acontece.

A equipe de pesquisadores analisou dez mulheres com PMDD e comparou a um grupo controle de nove mulheres sem a condição. Na primeira etapa, os cientistas “desligaram” a progesterona e o estrogênio no organismo das participantes, comparando a reação dos dois grupos. Enquanto os sintomas das mulheres com PMDD desapareciam quando os hormônios eram desligados e ressurgiam quando eram reativados, as mulheres do grupo controle não apresentavam nenhuma mudança. Isso demonstrou que, de alguma forma, as células cerebrais reagiam de maneira diferente na PMDD.

A segunda etapa foi, então, compreender os mecanismos moleculares que levavam a isso. Para tanto, os cientistas cultivaram glóbulos vermelhos das participantes – que apresentam genes parecidos com as células cerebrais e são mais fáceis de coletar – com e sem os hormônios sexuais. Analisando os resultados, os pesquisadores encontraram um complexo genético, chamado Extra Sex Combs/Enhancer of Zeste, ou simplesmente ESC/E(Z), que era diferente entre os dois grupos.

O ESC/E(Z) é responsável por controlar quais genes são ligados ou desligados em resposta a certos estímulos, como hormônios e agentes estressantes. Nas células de mulheres com PMDD, alguns genes controlados por esse complexo estão mais expressivos do que o normal, enquanto outros estão menos. Na presença dos hormônios, essa diferença faz com que a via molecular fique desordenada, deixando as mulheres mais sensíveis às oscilações hormonais que acontecem antes do período menstrual.

Apesar de ser um estudo inicial que ainda precisa ser desenvolvido, a pesquisa é a primeira a demonstrar evidências de uma atividade anormal nas células de mulheres com PMDD. Por conta disso, os cientistas estão otimistas em relação aos próximos passos, podendo levar ao desenvolvimento de um tratamento efetivo para a TMP intensa.

“Esse é um grande momento para a saúde da mulher, porque determina que mulheres com PMDD tem uma diferença intrínseca no seu aparato molecular para resposta aos hormônios sexuais – não só comportamentos emocionais que elas controlam voluntariamente”, afirma em comunicado David Goldman, um dos membros da equipe de pesquisadores do NIH que realizou o estudo.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

“Porque fico no Correio”: Em carta, Fabiano Gomes explica razões para continuar no Sistema Correio

????????????????????????????????????

Poucas pessoas tiveram a chance de conhecer o Sistema Correio – por dentro e por fora – como eu.

E lhes garanto: quem conhece se apaixona!

Quem não quer ser fisgado pelos Cavalcanti Ribeiro, dê meia volta e jamais se aproxime. pois se o fizer, estará irremediavelmente conquistado.

Sou, confessamente, apaixonado por esta casa que me deu tudo: tamanho, confiança, régua e compasso.

Pensei – realmente pensei, tolamente – que poderia curar esta paixão.

Mas, no íntimo, sabia que não resistiria a dez minutos de conversa com minha madrinha Beatriz.

Ela parece ter o dom nato de administrar conflitos.

A vida lhe deu, de berço, este PHD que tantos tentam conquistar nas academias da vida.

E sua trajetória fala por ela: desde que assumiu o comando geral desta casa, a Paraíba testemunha a ascensão do Sistema Correio ao topo dos conglomerados de comunicação da Paraíba.

Na conversa que tivemos esta manhã fomos – ambos – às lágrimas.

Não teve barganha. Não teve incremento de um mísero centavo ao que já me é pago, regiamente, por esta empresa.

Teve, isto sim, a amplitude da confiança que já nutrimos. O estreitamento dos laços afetivos que nos unem.

Uma afeição que se estende ao senador Roberto Cavalcanti, de quem mereci um dos gestos mais fraternos que se pode ter numa vida que, desde cedo, fiquei órfão de pai vivo: o zelo, o cuidado, a proteção.

Jamais esquecerei que ele largou tudo, todos os compromissos e responsabilidades, para me prestar socorro – me levando até o Sírio Libanês, em São Paulo, para que eu tivesse acesso ao melhor tratamento disponível neste País. E do meu lado não se apartou um só instante até meu restabelecimento.

Gestos como esse não se pagam – até porque o mundo monetário não tem moeda suficiente para quitar a doação e a abnegação; o carinho e o cuidado.

Só se agradece.

E se tem uma frase que quero morrer grifada em letras maiúsculas no meu coração é que gratidão se paga com gratidão.

Ao empresário João Gregório, meu mais profundo e sincero obrigado pela oferta generosa. E pela confiança que mais uma vez manifestou em mim, ao me estender a superintendência executiva de suas empresas – um cargo que sequer existia e que foi concebido para me acomodar confortável e prestigiosamente dentro da Arapuan.

João, digo de público que é uma honra e um conforto ter sua confiança desde os meus 16 anos, quando me abriu as portas de uma emissora de rádio em Cajazeiras, forjando ali o homem e o comunicador que sou hoje.

Mas tudo na vida tem seu tempo. E meu tempo no Sistema Correio ainda não terminou.

A paixão por esta casa, e pelos moradores que nela habitam, quebranta meu coração.

Nem sai e já estou de volta para assumir neste 2017 que está batendo na nossa porta outras importantes missões dentro do Sistema Correio, acumulando com a direção de radiojornalismo a diretoria geral de marketing e direção das plataformas das redes sociais.

Fecho 2016 me sentindo um homem feliz – como só é possível ser quando se é tão querido pelos que se quer tanto bem.

Feliz 2017. Paz, saúde e bem.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Energisa explica apagão em partes da Paraíba

energisa-equipeA Energisa divulgou nota a imprensa, explicando que o início da tarde desta sexta-feira, 30, detectou a interrupção no abastecimento das subestações que atendem a região Oeste e parte do centro da Paraíba.

O problema teria origem na linha de transmissão da Chesf que faz a interligação entre as regiões Norte e Nordeste do Brasil.

A partir das 13h13, com o restabelecimento do fornecimento pela Chesf, a Energisa voltou, gradativamente, a abastecer as regiões afetadas concluindo o trabalho às 13h50.

“A Energisa aguarda um posicionamento do Operador Nacional do Sistema (ONS) sobre as causas da interrupção no fornecimento”, diz a nota.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Estudo explica por que cães costumam ‘inclinar’ a cabeça para o lado

cachorroDonos de cachorros com certeza já perceberam que em certos momentos os animais costumam inclinar a cabeça para o lado. Mas por que eles fazem isso? Segundo uma pesquisa coordenada pela revista Mental Floss, o gesto significa que os cães querem mostrar empatia.

O gesto é semelhante quando uma pessoa está contando uma história triste para outro e o ouvinte balança a cabeça como se disesse: “sim, estou ouvindo e me importo com sua história”.

Cães não são capazes de entender exatamente o que está errado, mas conseguem ‘captar’ a infelicidade de seus donos. O estudo diz que cachorros que fazem frequentemente esse tipo de gesto são ‘especialmente empatéticos’.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Uma segunda razão proposta pela Mental Floss é de que inclinar a cabeça melhora a audição dos animais. A audição dos cães é ótima, mas às vezes eles são incapazes de determinar a origem do som. Especialistas acreditam que inclinar a cabeça ‘ajusta’ seus ouvidos.

 

 

redetv

Secretário de Governo explica que crise prejudica municípios, mas gestão faz o possível para manter ações no Estado

waldsonO Secretário do Desenvolvimento e Articulação Municipal, Waldson Souza explicou para o PB Agora sobre as dificuldades que o governo estadual está tendo, diante do período de crise econômica que o país está vivendo.

Para o auxiliar do governador Ricardo Coutinho (PSB), a redução ou até mesmo, falta de repasses de recursos federais estão prejudicando os municípios em diversas áreas de prestação de serviço e pagamento de folha de servidores, mas as ações do governo estadual estão mantidas, apesar dos problemas.

“Nós estamos continuando a execução dos convênios, mesmo com as dificuldades financeiras evidentes e aparentes, mas estamos fazendo nossas liberações para continuar as ações. Os governos municipais estão passando por dificuldades seríssimas, mais de 40 cidades estão com repasse zerado e outros, bastante reduzidos”, explicou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Waldson lembrou ainda a busca pela criação de novas fontes de recursos já que ano que vem, vai persistir uma tendência de queda em arrecadação e consequentemente de repasses para os municípios.

“É preciso ter pé no chão na hora de administrar as cidades, já que há uma tendência de redução de arrecadação e repasses federais. Estamos lutando para demonstrar a necessidade de novas fontes de recursos, mas no momento, é preciso fazer cortes e ajustes não somentes na administração dos municípios, mas essa dificuldade é também do Governo Estadual e é o que estamos fazendo”, justificou o secretário.

Imagem: divulgação

Vanessa de Melo com informações de Henrique Lima

PB Agora

É possível estar menstruada e grávida ao mesmo tempo? Médica explica

menstruada-e-gravidaMulheres que desconfiam de uma gravidez e que mesmo assim menstruam: parece estranho, mas isso acontece frequentemente. No entanto, é importante ressaltar que o sangue expelido pelo corpo não é menstruação, e sim, um sangramento comum no início da gestação, denominado ameaça de aborto. Ou ainda, um pequeno sangramento de implantação, que acontece entre dez e quatorze dias depois da fecundação e não dura mais que dois ou três dias.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Pode ser aborto?

Segundo a ginecologista e obstetra Dra. Daniela Gouveia, apesar do nome envolvendo a palavra aborto, a condição não significa que a mulher está abortando: “Pode ser um deslocamento de placenta, um sangramento do colo do útero, alguma feridinha ou infecção, que tratando direitinho pode parar”. No entanto, a médica alerta que é preciso se consultar com o especialista caso haja sangramento durante a gravidez, para fazer exames e identificar de onde vem o problema.

Como diferenciar o sangramento da menstruação?

O sangramento da mulher grávida é menos intenso e dura menos dias do que a menstruação

De acordo com a ginecologista, o sangramento do início da gravidez vem em uma pequena quantidade, sendo muito menos intenso do que o da menstruação. Além disso, a característica do sangue, que não costuma ser percebido pelas mulheres, é sua cor, uma vez que ele é mais aguado.

A médica recomenda que redobre a atenção caso o sangramento tenha sido anormal, pois muitas mulheres acreditam que pode ser apenas uma menstruação incomum, quando na verdade já estão grávidas. “Se a menstruação foi ‘estranha’ e a mulher tiver outros sintomas, recomenda-se que ela faça o teste de gravidez”, sugere a especialista, que alerta ser essencial consultar um médico e informá-lo sobre qualquer anormalidade.

É possível sentir cólica na gravidez?

A mulher pode estar grávida e confundir a dor com a cólica menstrual

Algumas mulheres podem sentir cólica e estarem grávidas, segundo a ginecologista. Isso porque o útero fica destendido, dilatado e pode causar as dores. “A mulher pode confundir essa cólica com a cólica menstrual. Ela pode sentir nas duas ou três primeiras semanas da gestação”, explica.

Dra. Daniela ressalta que é possível que a mulher não perceba que está gestante por causa desses sinais, mas só até os três primeiros meses, onde ela não percebe o crescimento da barriga. Mas a partir do quarto mês já é mais perceptível.

itodas

Deputado quer antecipar feriados para segundas-feiras e explica: “Muita gente acaba por não aproveitar”

deputado-caio-robertoO deputado estadual Caio Roberto (PR) apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa que transfere para as segundas-feiras os feriados que caírem entre terças e sextas-feiras.

O projeto do parlamentar prevê também que as semanas que tiverem mais de um feriado, o segundo será comemorado na semana seguinte.

Ainda de acordo com a matéria que tramita no Poder Legislativo, apenas os feriados do dia 1º de janeiro, carnaval, sexta-feira santa, 7 de setembro e 25 de dezembro não sofrerão alterações.

O deputado afirmou que sua propositura visa otimizar o serviço público e evitar imprensados. “Muita gente acaba por não aproveitar um feriado, deixa de programar uma viagem, visitar parentes, porque ele cai justamente no meio da semana e o dia seguinte é útil”, justificou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

projeto-caio

blogdogordinho

Secretaria de Saúde confirma surto de doença misteriosa na Paraíba, explica sintomas e alerta unidades

Funcionário da TV Arapuan ficou doente
Funcionário da TV Arapuan ficou doente

Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmaram ontem o surto da doença cujos sintomas, manchas vermelhas pelo corpo acompanhadas ou não de febre, vêm assustando os paraibanos.

A Gerência de Vigilância e Saúde afirmou que enviou notas técnicas para todas as Unidades de Saúde do Estado visando alertar profissionais de saúde para que notifiquem os novos casos da doença, que atinge a Paraíba e outros Estados do Nordeste.

“A gente esclarece a população que a doença tem uma evolução benigna e de curta duração, sendo que depois de uma semana, no máximo duas, as manchas desaparecem. Pedimos ainda o apoio de procurarem as Unidades de Saúde da Família (USFs) para que os casos sejam registrados e o tratamento seja feito de acordo com os sintomas, uma vez que não existe tratamento específico para a doença”, comentou a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega, acrescentando que os casos vêm sendo enquadrados como ‘exantema.

Até agora, em todos os casos identificados, a doença apresentou curso benigno, ou seja, não ofereceu risco de morte ou sequelas para os doentes.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Já sobre a descoberta divulgada na última quarta-feira por pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que classificaram a doença como um vírus chamado Zika Vírus, Renata ressaltou que não existe confirmação nem por parte da SES nem do Ministério da Saúde (MS).

“Até o momento é tudo investigação. De fato, ocorreu essa pesquisa, como circula nas redes sociais, colocando o Zika como uma doença transmitida pelo mesmo vetor da dengue, do chikungunya”, frisou, garantindo que os órgãos continuarão trabalhando para resolver a questão.

“A responsabilidade (de combater a doença) não é só dos órgão oficiais, é da população, que precisa ajudar a combater o vetor. A única forma de prevenir a dengue e, possivelmente, a Zika, caso chegue à Paraíba e seja comprovado, é eliminando os criadouros do mosquito, como locais de acúmulo de água nas casas”, finalizou Renata. A Secretaria disponibilizou dois telefones de contato para quem tiver dúvidas sobre o procedimento diante da doença: (83) 3218-73310800- 281-0023.

 

 

 

Secom-PB