Arquivo da tag: exonerado

Canuto é exonerado do Desenvolvimento Regional; Rogério Marinho assume

O presidente Jair Bolsonaro exonerou nesta quinta-feira (6) Gustavo Canuto do cargo de ministro do Desenvolvimento Regional. Para o seu lugar, foi nomeado Rogério Marinho, que ocupava a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. As mudanças já constam em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

Ex-deputado federal, Marinho é filiado ao PSDB e foi um dos principais articuladores do governo na aprovação da reforma da Previdência. Ele assume a pasta que comanda os programas de habitação popular, como Minha Casa, Minha e Vida, de infraestrutura urbana e de segurança hídrica do governo federal.

Gustavo Canuto é especialista em políticas públicas e gestão governamental, carreira vinculada ao Ministério da Economia, e formado em engenharia da computação. Ele não tem filiação partidária.

Ao chegar ao Palácio da Alvorada, na tarde desta quinta-feira, Bolsonaro disse que Canuto vai assumir a presidência da DataPrev, a Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência. Minutos depois, veio a confirmação oficial do porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros:

“O presidente da República decidiu, na data de hoje, nomear para a presidência da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (DataPrev), Gustavo Canuto. A DataPrev é uma empresa pública que fornece soluções em tecnologia da informação e comunicação para o aprimoramento e execução de políticas sociais do Estado brasileiro. Ela tem como principal cliente o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Gustavo Canuto é graduado em engenharia da computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e trabalhou por seis anos na IBM. É servidor efetivo do Ministério da Economia há mais de nove anos. Foi selecionado por ser um dos melhores quadros para equlizar tecnicamente os desafios enfrentados atualmente pelo INSS. Em consequência, o senhor presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou Rogério Marinho para o cargo de ministro de Estado do Desenvolvimento Regional”, informou.

É a quinta mudança na equipe ministerial. Desde que assumiu o cargo, Jair Bolsonaro trocou os titulares do Ministério da Educação (Ricardo Velez por Abraham Weintraub), da Secretaria-Geral da Presidência (Gustavo Bebianno por Floriano Peixoto e, em seguida, por Jorge Oliveira) e Secretaria de Governo (Santos Cruz por Luiz Eduardo Ramos).

 

Marcelo Camargo/Agência Brasil

agenciabrasil

 

 

Diretor da Cadeia de Solânea é exonerado após denúncia de regalia a preso

O diretor da Cadeia Pública de Solânea, Fernando Diogo Júnior, foi exonerado do cargo após denúncia de que um estelionatário preso em agosto do ano passado tinha fugiu levando uma pistola do Sistema Penitenciário. Segundo informações repassadas ao Portal Correio, o detento gozava de ‘regalias’ na unidade e teria dito que iria a um motel no dia da fuga.

A exoneração do diretor foi publicada na edição desta terça-feira (28), do Diário Oficial do Estado (DOE).

Em nota, Fernando negou a denúncia e afirmou que o detento apenas prestava serviços junto à unidade para fins de remição de pena.

O caso motivou a abertura de um inquérito pela Polícia Civil de um procedimento administrativo pela própria Secretaria de Administração Penitenciária para apurar possíveis participações de servidores do poder público na fuga.

Substituto é anunciado

O Diário Oficial também trouxe o ato governamental designando o diretor da Cadeia de Alagoinha, Jonny Ville da Silva Brilhante, para responder cumulativamente  pelo cargo.

 

portalcorreio

 

 

Em Cajazeiras (PB), popular morre após saber que seria exonerado da prefeitura

 

O popular Jerri Adriano Noberto, de 43 anos, que era lotado na Secretaria de Saúde do Município de Cajazeiras e prestava serviços ao CAPS, andava meio depressivo nos últimos meses, devido seus vencimentos estarem em atraso constante e na última quinta-feira (18), saiu de sua casa à Rua 4 de Outubro, nesta cidade, dizendo para a senhora sua mãe, a aposentada Alcina Alves Noberto, que ia beber até morrer, pois sabendo da declaração da assessoria jurídica do prefeito Carlos Rafael, da exoneração de todos os servidores contratados. Jerri era um deles.

De acordo com o boletim do SAMU, um popular que passava pela Avenida João Rodrigues Alves, na noite de quinta-feira (18), por volta das 23hs30 encontrou a vítima, caída ao solo bem em frente à Rovecol e, desacorda. O mesmo solicitou uma ambulância que conduziu Jerri ao HRC, para ser atendido.

Informações colhidas no Hospital Regional de Cajazeiras, na manhã dessa terça (23), dão conta, que o paciente deu entrada com sintomas de embriaguez e estava desacordado, porém foi a óbito na noite do dia seguinte, ás 21hs40 da sexta (19), vítima de (Hemorragia Digestiva Alta e Choque Hipovolêmico).

Ainda de acordo com Dona Alcina, Jerri passou a tomar antidepressivos descontroladamente nos últimos dias; “Ele se envolveu na campanha do rapaz que perdeu e os amigos dele diziam a gente vai perder o emprego, ele chegava agitado em casa, no que ele morreu, ele disse mãe eu vou morrer, vou beber até a morte”, desabafou a anciã. Jerri Adriano Noberto era filho do taxista José Noberto, conhecido popularmente por “Cara Curta”, seu sepultamento aconteceu em Caicó/RN, local de nascimento, na tarde do sábado (20).

Fonte: Folha Vip
Focando a Notícia