Arquivo da tag: exclusivas

Renan agora diz que vai instalar duas CPIs exclusivas da Petrobras; é a marcha da irracionalidade. E a questão do medo

Aloysio Nunes: governo está com medo porque, na CPI, as línguas se destravam

Aloysio Nunes: governo está com medo porque, na CPI, as línguas se destravam

Em vez de uma, podem ser instaladas duas CPIs da Petrobras. Eis um sintoma da mais absoluta irracionalidade que tomou conta das hostes governistas. Vamos pensar um tantinho e pôr um pouco de lógica nessa conversa. Os defensores da CPI mista conseguiram o número necessário de assinaturas no Senado e na Câmara, que é um terço em cada Casa. Nesta última, aliás, houve a adesão de 230 deputados — bastavam 171. Há 30 senadores — bastavam 27. Ora, deixar de instalar, então, a comissão conjunta por quê?

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A crispação era tal entre os deputados que muitos, e não só os formalmente ligados à oposição, ameaçavam recorrer ao Ministério Público e ao Conselho de Ética do Senado contra Renan. Há mais: a decisão de Rosa Weber, do STF — em favor da CPI exclusiva da Petrobras — não determinou a sua instalação nesta ou naquela Casa. A ministra se pronunciou sobre a essência e a natureza do processo de investigação como um direito fundamental da minoria — logo, alcança também uma comissão mista.

Em entrevista concedida nesta terça à noite ao programa “Os Pingos nos Is”, da Jovem Pan, o senador Aloysio Nunes Ferreira, líder do PSDB,  afirmou que a oposição indicaria, sim, os nomes da CPI do Senado, mas que não havia aberto mão, de jeito nenhum!, da comissão mista, também com os deputados. E, como ele observou, é claro que esta é preferível àquela. Mas, se for o caso, afirmou Nunes, que se façam, então, duas comissões.

O governo quer agora restringir a investigação apenas ao Senado porque considera ter mais controle sobre essa Casa Legislativa do que sobre a Câmara — coisa, aliás, que deveria deixar os senadores irritados porque passam a ser tratados como capachos do Executivo.

No fim da noite desta terça, Renan convocou líderes da oposição e afirmou que vai instalar, na próxima terça-feira, as duas CPIs exclusivas da Petrobras: uma só com senadores e outra mista. Faz sentido? Nenhum! Se o governo não queria CPI nenhuma e, depois, acabou concordando com a do Senado ao menos, em que esta comissão mudaria o conteúdo da mista?

Pior: o homem que anunciou a disposição de instalar as duas comissões anunciou que não desistiu de apelar ao Supremo para impedir as CPIs só da Petrobras. Ele quer porque quer aquela comissão X-Tudo…

Na entrevista ao programa “Os Pingos nos Is”, Aloysio Nunes resumiu: “O governo não queria de jeito nenhum a CPI da Petrobras. Está apavorado com essa história. A CPI é um catalisador de informações que já estão vindo de todo lado. Dentro da Petrobras, você tem muita gente, técnicos qualificados, que não se conformam com aquilo que aconteceu, que vem acontecendo na Petrobras. Então, muitas línguas vão se destravar”.

Tomara! E só para concluir: ter duas CPIs é um troço de tal sorte irracional que me parece que o mais provável é que se instale mesmo a CPI mista!

Por Reinaldo Azevedo

Idosos terão pacotes de viagem com desconto e vantagens exclusivas

Entre as opções estão os festejos natalinos em Gramado, cruzeiro pelos rios do Amazonas e férias em Fortaleza

 

Divulgação/Viaja MaisPacote para o natal mais tradicional do país: Gramado, na pousada Vovó Carolina, que inclui passeios pelas cidades de Gramado e Canela

  • Pacote para o natal mais tradicional do país: Gramado, na pousada Vovó Carolina, que inclui passeios pelas cidades de Gramado e Canela

As ofertas especiais de lançamento da segunda edição do Viaja Mais Melhor Idade já podem ser consultadas pelo site do programa, com validade até 14 de setembro. O programa foi estendido e, nesta edição, traz ofertas de 54 destinos turísticos e saídas de 39 cidades de 12 estados brasileiros. Na primeira edição do Viaja Mais (2007-2010) os pacotes levavam a 40 destinos turísticos e saíam de 28 cidades brasileiras.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Há pacotes que incluem passagem aérea, refeições e hospedagens. Outros oferecem apenas a hospedagem e passeios avulsos. Os destinos variam de acordo com a vocação da cidade escolhida. Há cruzeiros pelos rios da Floresta Amazônica, incluindo safári fotográfico, um passeio de contemplação de botos e visita a um povoado indígena, com desconto de 20% para o público da terceira idade.

Divulgação/Viaja MaisPacotes para 5 noites em Fortaleza com 40% de desconto para público da terceira idade.

  • Pacotes para 5 noites em Fortaleza com 40% de desconto para público da terceira idade.

Se a ideia for passar as férias na praia com sol garantido, o Viaja Mais oferece pacotes para Fortaleza, com hospedagem, city tour e passeio a praia de Cumbuco, próximas à capital cearense. O desconto é de 40% para o pacote com 5 noites de hospedagem.

Por meio de parceria com os bancos do Brasil e Caixa Econômica Federal, os pacotes poderão ser parcelados pelo público em até 48 vezes com juros reduzidos. Para participar do programa, as operadoras precisam estar inscritas regularmente no Cadastur (cadastur.turismo.gov.br) e oferecer benefícios ou vantagens exclusivas para o público da terceira idade.

O objetivo do programa é movimentar o mercado brasileiro de turismo especialmente nos períodos de baixa temporada. De acordo com o IBGE, o Brasil tem 23,5 milhões de pessoas acima de 60 anos, o que corresponde a 12,1% da população brasileira.

Nesta primeira fase do programa, os pacotes serão oferecidos por operadoras de turismo. Em uma segunda etapa, o MTur amplia seus parceiros e passa a incluir agências de viagem, receptivos locais, parques temáticos, companhias aéreas, meios de hospedagem e locadoras de veículos.

 

Viaja Mais Melhor Idade

O Viaja Mais Melhor Idade é uma iniciativa do Ministério do Turismo cujo objetivo é facilitar e estimular os brasileiros com 60 anos ou mais a viajar pelo País. O programa oferece pacotes para viagens em grupos com origens e destinos específicos e serviços diferenciados, além de ofertas de meios de hospedagem em todo o Brasil. Além de promover a inclusão social dos idosos, o Viaja Mais Melhor Idade fortalece o turismo interno e gera benefícios por todo o País.

 

Fonte:

Ministério do Turismo

Viaja Mais Melhor Idade

Durante seminário, STTP lança campanha de respeito às vagas exclusivas de estacionamento

 

O artigo 41 do Estatuto do Idoso, de 2003, exige a reserva de 5% das vagas de estacionamentos públicos e privados para idosos. A Lei nº 10.098, de 2000, prevê a reserva de 2% para portadores de deficiência. Porém, não basta apenas ser aposentado ou idoso para fazer uso da vaga. É preciso ter a credencial que autoriza a utilização e que é concedida pela STTP, mediante cadastramento prévio.

Porém, apesar da existência das vagas públicas, não se pode dizer o mesmo dos estabelecimentos privados. De acordo com Alex Marcolino, gerente operações de trânsito da STTP, muitas vezes as empresas fazem o desenho no chão e “lavam as mãos”, como se só isso bastasse para o cumprimento da lei. Segundo ele, os estabelecimentos comerciais têm a obrigação de fornecer as vagas e fiscalizar para ver se as regras estão sendo cumpridas.
Seminário – Para sensibilizar a população e garantir que os direitos a pessoa idosa ou portadores de sejam cumpridos, a Prefeitura de Campina Grande, através da STTP, realizará na próxima terça-feira, 02, o Seminário Respeito às Vagas Exclusivas.  A ação, coordenada pelo DET – Departamento de Educação de Trânsito da STTP em conjunto com entidades representativas, ocorrerá a partir das 09hs, no auditório da sede da OAB, na Rua Vigário Calixto 945 – Catolé. O objetivo do seminário é conscientizar os motoristas sobre a importância de respeitar as vagas destinadas para estacionamento exclusivo de veículos utilizados por idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.
Também será feita uma explanação de todas as informações para a retirada e utilização do cartão que dá direito a essas vagas exclusivas. O uso da credencial é obrigatório tanto em áreas privadas – como hospitais, shoppings, supermercados e universidades, por exemplo – quanto em vagas exclusivas do estacionamento regulamentado (Zona Azul).
O Superintendente da STTP, Vicente Rocha, lembra que o idoso e o portador de necessidade especial têm direito ao estacionamento, mas também têm o dever de fazer o cadastro e respeitar a lei. Ele conta que já soube de casos de idosos e deficientes que foram multados por estacionarem nas vagas preferenciais sem ter o cartão. “É preciso lembrar que, ao estacionar, deve-se deixar o cartão credencial de autorização visível no painel para eventual conferência pelo agente de trânsito. Além disso, é necessário ter ciência de que a reserva de vagas não desobriga o idoso a pagar a tarifa da Zona Azul”, disse Vicente.
O Seminário Respeito às Vagas Exclusivas será aberto pelo prefeito Romero Rodrigues, o superintendente da STTP, Vicente Rocha, e toda sua equipe de educação de trânsito, além de outras autoridades já convidadas, como vereadores e empresários.
Campanha – Durante a realização do seminário será lançada a campanha “Essa vaga não é sua nem por um minuto”, que será focada em orientar a população sobre o respeito às vagas exclusivas nos estacionamentos públicos e privados. Coordenada pela STTP, a campanha recebe a adesão de entidades como a ASDEPB (Associação de Deficientes do Estado da Paraíba), FCD, RNP+, UCES, Associação dos Aposentados, Pastoral da Pessoa Idosa, Conselho Municipal do Idoso, Centro de Convivência do IPSEM, SEMAS e outras.
Para a propagação da campanha serão distribuídos folhetos, cartazes, banneres, camisetas e adesivos em áreas de grande circulação, como supermercados, shoppings e estacionamentos. A entrega dos materiais será realizada com apoio de educadores de trânsito, operadores da Zona Azul e de representantes dos conselhos do Idoso e da Pessoa com Deficiência.
Rodrigo Leite, um dos coordenadores da ASDEPB, destaca a necessidade de envolvimento de toda a população na ação educativa. “Cada um de nós tem de fazer sua parte, pois só assim construiremos uma cidade com consciência e que respeita as pessoas com deficiência”, comentou Rodrigo. Representando a Pastoral do Idoso, da Diocese de Campina Grande, Aparecida Souza disse que é importante que as entidades e a sociedade civil entrem de fato nessa campanha. “Não podemos achar que basta cobrar ações somente do poder público, dos comerciantes e dos empresários”, disse Aparecida.

O material de divulgação da campanha também será veiculado em outros meios de comunicação, como, rádio e mobiliários urbanos. Haverá ainda cartazes e displays espalhados por garagens e nos portões de entrada de empreendimentos particulares e públicos.

Nova termologia = Durante séculos, as pessoas com deficiência foram chamadas de inválidas, de incapacitadas, defeituosas, deficientes e excepcionais. Depois, pessoas  deficientes; pessoas portadoras de deficiência; pessoas com necessidades especiais e pessoas especiais. Mais recentemente, passaram a ser denominadas de pessoas com deficiência, termo utilizado de 1990 até os dias de hoje. (SASSAKI, 2006)

 

Não obstante, o status de pessoa, recentemente adquirido, não impediu as pessoas com deficiência de continuarem a sofrer com as várias formas de barreiras atitudinais, comunicacionais, de acessibilidade, entre outras.

 

http://www.mobilidadeonline.com.br/noticias/1364563291.html

 

 

Astrogildo para o Focando a Notícia

Imagens exclusivas da criança que ficou queimada durante incêndio em Guarabira

A família da criança que se envolveu em um incêndio numa residência do Conjunto Nossa Senhora Aparecida autorizou a cessão de imagens da criança que está no Hospital de Trauma na Capital.

As imagens chegaram à nossa reportagem através do repórter José Roberto, da Rádio Constelação FM, e mostra o pequenino totalmente enfaixado em razão das queimaduras de 2º e 3º graus.
Incêndio atinge criança no Conj. Nossa Senhora Aparecida, em Guarabira.
De acordo com as últimas informações, a criança estaria respirando através de aparelhos por ter parte do sistema respiratório comprometido devido ao incêndio.
A família pede encarecidamente a todos para que façam orações pela criança, que passa por um momento muito delicado.
portalindependente

Operação Lei Seca vai contar com viaturas exclusivas para blitz nas principais cidades da PB

O superintendente do DETRAN /PB, Rodrigo Carvalho, comentou que a operação Lei Seca que foi lançada nesta sexta (21) vai atuar em duas frentes a de prevenção e outra na repressão nas principais cidades do Estado e no trabalho de conscientização, Carvalho apontou que vai mostrar na TV uma história real que perdeu um parente.

Carvalho explicou, durante entrevista ao programa Rede Verdade da TV Arapuan desta sexta (21) que já vem sendo realizadas ações integradas entre o DETRAN e o Batalhão de Policiamento de Trânsito desde 2011 e comentou que a partir de hoje a operação ganha outros parceiros como a Secretaria de Comunicação e outros órgãos.

O superintendente destacou a criação de uma logomarca, uma nominação para a operação que é ‘Lei Seca, nossa luta é pela vida’ e ainda a integração com órgãos e equipes atuando uniformemente para que se espalhe pelo estado cada vez mais agregando parceiros. Ele destacou ainda o sindicato dos taxistas e a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) em conjunto com a sociedade civil.

“Vamos partir por duas frentes, uma na parte de prevenção e conscientização com educadores de trânsito e equipes que estamos montando e a partir de hoje já vão fazer visitas nos bares e restaurantes de João Pessoa”, conta. O superintendente destacou também que vai ter programação para Campina Grande, Patos, Sousa, Cajazeiras e as principais cidades do Estado, principalmente em períodos que tenham eventos festivos, onde aumenta o consumo de álcool.

Na TV a campanha vai trazer uma história real de um família que perdeu um parente vítima da mistura de álcool e direção e é voltada para atingir vários públicos. Além disso, o superintendente explicou que hoje o governador está entregando mais 3 viaturas destinadas exclusivamente à Operação Lei Seca.

Carvalho destacou que a meta é a longo prazo e que para começar estão focando em locais onde acontecem mais acidentes, já que a equipe é pequena e não pode abranger todas as cidades. “Temos feito um levantamento de locais, horário e dia da semana, para que possamos fazer abordagem de blitz”, explica. Em João Pessoa, essas regiões são os bairros de Manaíra, Mangabeira, proximidades da Praça da Paz e rodovias onde as pessoas retornam das praias.

Marília Domingues