Arquivo da tag: ex-mulher

Ex-mulher de Hulk fala pela 1ª vez e diz que família está ‘devastada’

Iran Angelo, ex-mulher do jogador Hulk Paraíba, decidiu quebrar o silêncio e se pronunciar pela primeira vez sobre o relacionamento do pai de seus filhos com sua sobrinha, Camila Ângelo. Após contato com a Coluna Leo Dias, Iran disse que a família está devastada após todos os acontecimentos envolvendo o ex e a sobrinha. Por uma nota divulgada por seus advogados, a ex-mulher do jogador disse lamentar a falta de respeito com seus sentimentos após mais de 12 anos de união e a falta de cuidado em preservar o interesse dos três filhos do casal. “Lamenta-se profundamente que o Sr. Hulk, não satisfeito em ter dado causa à derrocada de um casamento de mais de 12 anos, não tenha respeitado a dor daquela que sempre lhe devotou amor, carinho, respeito e consideração, bem como dos filhos menores do extinto casal, cujos supremos interesses deveriam ser pelo pai preservados.”, diz a nota.

No texto, Iran Ângelo também critica o ex-marido por dar detalhes sobre as razões que levaram ao fim do casamento e por divulgar termos do divórcio consensual. Segundo a nota, “Iran jamais poderá compactuar com a exposição midiática dos motivos que culminaram no término do relacionamento e dos termos impostos pelo Sr. Hulk para formalização de uma ‘solução consensual’ das questões correlatas ao divórcio, todas as quais deveriam ter permanecido confinadas no âmbito familiar.” Iran ainda deixa claro que não vai se pronunciar sobre qualquer tema que não seja os que estão sendo discutidos judicialmente e pede respeito e privacidade à família, especialmente dos filhos, neste momento, classificado, como delicado,”porque a dor, não é da separação, e sim, da devastação de uma família.”, diz.

O relacionamento de Hulk com Camila, a sobrinha de Iran, foi noticiado em primeira mão pela Coluna Leo Dias há quatro dias. Desde então, detalhes sobre a relação e sobre a tentativa de um acordo de divórcio amigável vieram à tona. Segundo informações da assessoria do atleta, Hulk transferiu para a ex-mulher 100 milhões de reais e ainda colocou à disposição para que ela escolhesse metade dos 80 imóveis que ele tem, mas ele não teria aceitado o acordo, preferindo decidir a questão judicialmente. Nesta sexta (27), o caso ganhou mais um capítulo com a divulgação de uma carta de Camila à tia pedindo perdão pelo sofrimento que está causando. Nela, a sobrinha diz que é “muito difícil encarar tudo isso”, conta que a situação está doendo muito mais nela que na tia e revela que não imaginava que pudesse se relacionar afetivamente com Hulk. “A gente não manda no coração, ninguém está imune ou isento de viver o maior dos sentimentos”, escreveu Camila, que garante só ter se envolvido com o jogador, após o fim do casamento dele com Iran, embora dê a entender que já havia um sentimento anterior entre os dois. “Nos permitimos viver esse sentimento que vivia incubado dentro nós e despertou agora”, diz ela. Leia na íntegra a nota dos advogados de Iran Angelo, ex-mulher do jogador Hulk Paraíba:

Foi com extremo pesar que a Sra. Iran tomou conhecimento dos termos das notas que seu ex-marido fez por publicar. Lamenta-se profundamente que o Sr. Hulk, não satisfeito em ter dado causa à derrocada de um casamento de mais de 12 anos, não tenha respeitado a dor daquela que sempre lhe devotou amor, carinho, respeito e consideração, bem como dos filhos menores do extinto casal, cujos supremos interesses deveriam ser pelo pai preservados. A Sra. Iran jamais poderá compactuar com a exposição midiática dos motivos que culminaram no término do relacionamento e dos termos impostos pelo Sr. Hulk para formalização de uma ‘solução consensual’ das questões correlatas ao divórcio, todas as questões correlatas ao divórcio, todas as quais deveriam ter permanecido confinadas no âmbito familiar. Justamente por não compactuar com a postura do ex-marido, e, sobretudo, por prezar pela proteção da intimidade de seus filhos, a Sra. Iran esclarece que não comentará qualquer assunto que esteja sendo judicialmente discutido, todos protegidos pelo manto do segredo de justiça. Cumpre consignar, de toda forma, que a suposta “transparência” tão alardeada pelo Sr. Hulk não passa de um véu manchado e talhado, como faz prova o recente episódio por ele protagonizado e que veio a público envolvendo outros membros dessa família.

Feitos os devidos esclarecimentos, pede-se respeito ao sofrimento dessa família, assegurando-se a privacidade da Sra. Iran e de seus filhos nesse momento tão delicado. Porque a dor, não é da separação, e sim, da devastação de uma família.”

TV e Famosos

 

 

Jogador Hulk engata relacionamento com a sobrinha da ex-mulher

Nesta segunda-feira, 23, o colunista Léo Dias noticiou que o jogador Hulk, atualmente no Shangai SIPG, está vivendo um romance com a sobrinha da ex-esposa, Iran Ângelo de Souza, de quem se separou em agosto, após 12 anos juntos.

A eleita do jogador se chama Camila e já recebeu, em setembro deste ano, uma declaração de Iran no Instagram. Os dois estão juntos deste outubro.

“O próprio Hulk, no último sábado, chamou os pais e o irmão da Camila. Ele falou a verdade e comunicou à família. Foi o próprio Hulk que tornou pública a informação pois não precisa se esconder. Sua posição é transparente. Para evitar mentiras e comentários maldosos. Lembrando que o casamento de Hulk terminou em julho. A Camila também já está separada há muitos meses. No mesmo sábado, ele comunicou sua família e seus filhos”, informou a assessoria do atleta ao colunista Leo Dias.

Hulk e Iran tiveram três filhos no tempo em que ainda estavam juntos: Ian, Tiago e Alice.

O SportBuzz entrou em contato com Hulk, mas até agora o atacante não se pronunciou sobre o assunto.

Hulk, que joga há 17 anos fora de sua terra natal, manifestou, ao Globo Esporte, que deseja retornar ao Brasil e jogar pelo seu clube de coração. Apesar disso, o atacante não descartou que está disposto a ouvir outras propostas.

“Todo mundo sabe que eu tenho um carinho especial pelo Palmeiras. Sempre brinco que eu era o único revoltado em casa: todo mundo era corintiano, mas só eu palmeirense. E ficava sempre zoando meu pai e minhas irmãs. Já externei algumas vezes que tinha o desejo de jogar um Brasileiro com a camisa do Palmeiras. Seria um duplo sonho, mas deixando bem claro que sou um profissional: se tiver que jogar em qualquer time, darei o meu melhor, sempre respeitando o próximo. Tenho um carinho especial pelo Palmeiras, mas, se surgir uma proposta de outro time e se achar que para o momento seria bom esse time, pode tem certeza que darei o meu melhor”, afirmou.

O contrato do paraibano, que iniciou sua carreira no Vitória e, agora, defende a camisa do Shanghai SIPG se encerra no final de 2020. Sabendo disso, outros clubes não perderam a oportunidade e o jogador revelou que sondagens, aqui do Brasil, já foram feitas.

“Saí muito cedo. Só fiz dois jogos como jogador profissional. Então tenho essa vontade de disputar um Brasileiro. Especulação tem muitas, tem alguns clubes que vieram atrás, mas nesse momento tenho contrato com o Shangai SIPG, da China, e estou muito feliz lá. No momento vou me manter na China. Procuro sempre me cuidar ao máximo, estou me cuidando muito mais agora do que há cinco anos. Hoje eu olho minha parte física, estou muito bem, vou procurar me cuidar para jogar o máximo que puder. Quando eu vir que não posso mais jogar no mais alto nível, eu aposento as chuteiras”, concluiu o atacante.

Fonte: SportBuzz

 

Homem agride e joga ex-mulher com bebê no chão, em padaria, em JP

Mais uma agressão contra uma mulher e criança, foi registrada ontem (24), na capital paraibana. Quando um homem atacou sua ex-companheira de 20 anos, quando a mesma estava uma bebê nos braços, na Avenida Rui Carneiro, nas imediações do Bairro São José.

A menina que estava nos braços da mãe, de um ano de idade, acabou caindo no chão durante a agressão. As duas foram socorridas por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, onde seguem em observação.

Segundo a Polícia Militar, a vítima foi abordada pelo homem após sair de uma padaria. Os dois começaram a discutir e a agressão ocorreu. Ainda segundo a PM, o suspeito tem 24 anos e é foragido da justiça. Ele deixou de comparecer a uma audiência sobre as agressões contra a mulher.

pbagora

 

 

Suspeito de divulgar fotos íntimas e ameaçar a ex-mulher grávida é preso, em João Pessoa

Um homem de 24 anos foi preso em flagrante nesta terça-feira (1º), no bairro do Grotão, zona sul de João Pessoa, suspeito de ameaçar de morte a ex-companheira, grávida de três meses, e de compartilhar fotos íntimas da mesma.

De acordo com a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, o suspeito não aceitava o fim do relacionamento e queria reatá-lo. A vítima denunciou o suspeito que além de ter confessado as ameaças, assumiu que perseguiu a ex-companheira, que destruiu a câmera de segurança do trabalho da vítima e que furou os pneus da motocicleta dela.

Além das ameaças, o suspeito deve responder também por ter compartilhado foto de calcinha da vítima em redes sociais, com o intuito de humilhá-la. O homem ficará na carceragem da Delegacia da Mulher até audiência de custódia, que deve acontecer nesta quarta-feira (2).

G1

 

Cantor de forró agride ex-mulher na frente do filho de 6 anos em Natal

Câmeras de segurança flagraram o momento em que Francisco Luciano dos Santos, vocalista da banda Brilhantes do Forró, agrediu a ex-esposa na frente do filho de 6 anos, nesta segunda-feira (20), em Natal. As imagens mostram as agressões no corredor e no elevador do condomínio onde mora o cantor e sanfoneiro.

A vítima denunciou o caso à Polícia Civil e prestou depoimento na manhã desta terça-feira (21) à delegada Renata Costa, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Parnamirim, região metropolitana da capital. A delegada vai pedir à Justiça medidas protetivas contra o homem.

O vídeo mostra o homem empurrando e batendo na mulher, que tenta reagir. A atual companheira do músico tenta afastar ele da ex-mulher, mas não consegue. Além do menino de 6 anos, outra criança, uma menina, também assiste ao ataque.

Francisco Luciano foi procurado pelo G1 para comentar o caso, mas não atendeu às ligações. Na noite desta segunda-feira (20), no perfil do Instagram da banda, ele publicou a seguinte mensagem: “Gente estou bem graças a Deus quem me conhece sabe do meu coração, o pai o filho, amigo e profissional que eu sou o resto Deus e justiça resolvem” (sic).

Duas crianças viram o cantor agredindo a ex-mulher (Foto: Reprodução )

Duas crianças viram o cantor agredindo a ex-mulher (Foto: Reprodução )

A doceira Ana Augusta Josuá, de 24 anos, está separada do cantor há 3 anos. De acordo com seu depoimento à Polícia Civil, ela foi levar o filho deles, que tem 6 anos de idade, ao condomínio do pai, para os dois passarem o dia juntos. No local, aproveitou para questionar sobre o pagamento da pensão do filho, que estava atrasada desde o dia 15.

Ainda de acordo com a vítima, ela foi atendida pela atual companheira do cantor, que a convidou a entrar no apartamento, mas ela não aceitou. A mulher, então, foi chamar o cantor, que estava dormindo. Segundo a ex-esposa, o homem saiu do quarto xingando e começou a agredi-la, mandando sair de sua casa e empurrando-a para o elevador.

“Ele saiu de cueca e de camisa e já começou a me agredir. O pior de tudo foi meu filho presenciar. É muita coisa pra cabecinha dele”, declarou. “Ele me agrediu o casamento inteiro, inclusive na gravidez, mas eu era nova, tinha medo. Até que depois de cinco anos resolvi me separar”, disse a mulher, pelas redes sociais, a amigos.

Ao G1, ela confirmou a história e disse que só reagiu às investidas do homem, que a empurrava para o elevador, para tentar pegar o filho. “Ele não quer ver mais o pai”, disse.

Em 2014, Ana chegou a registrar um boletim de ocorrência, mas logo depois retirou a queixa. Ela diz que se arrepende por ter passado tanto tempo sem denunciar.

“Eu passei tanto tempo calada. Agora eu quero justiça”.

Ana Augusta Josuá, de 24 anos, prestou depoimento após denunciar agressão do cantor Francisco Luciano, da banda Brilhantes do Forró, em Natal (Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi)

Ana Augusta Josuá, de 24 anos, prestou depoimento após denunciar agressão do cantor Francisco Luciano, da banda Brilhantes do Forró, em Natal (Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi)

Investigação

A delegada Renata Costa afirmou que ainda vai ouvir outras testemunhas do caso. O próprio Francisco Luciano, por exemplo, ainda não foi chamado para depor. Ainda assim, nesta terça-feira (21), a Delegacia Especializada solicitou à Justiça adoção de medidas protetivas contra o cantor.

Aos autos, deverá ser anexado o laudo do exame de corpo de delito feito pelo Instituto Técnico-Científica de Perícia (Itep) em Ana Augusta, após a denúncia.

“Ele bateu a minha cabeça no elevador, meu ouvido sangrou, porque ele bateu muito do meu lado direito do rosto. Fiquei com muitos hamatomas no braço, perto da boca, no olho, na nuca. Não consigo nem mexer”.

A delegada Renata Costa reafirmou a importância das mulheres denunciarem casos de agressão.

“As mulheres precisam quebrar o ciclo de violência senão isso pode resultar até em morte”.

Cantor de forró agride ex-mulher na frente do filho em Natal (Foto: Reprodução )

Cantor de forró agride ex-mulher na frente do filho em Natal (Foto: Reprodução )

G1

Bolsonaro empregou ex-mulher e parentes dela, diz ‘O Globo’

O deputado federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus filhos empregaram, nos últimos 20 anos, uma ex-mulher do parlamentar e dois parentes dela em cargos públicos em seus gabinetes. Ana Cristina Valle, ex de Bolsonaro e mãe de Jair Renan, o quarto filho do presidenciável; a irmã dela, Andrea, e o pai das duas, José Cândido Procópio, ocuparam as vagas a partir de 1998, ano de nascimento de Jair Renan. Ana Cristina e José Cândido não estão mais nos gabinetes da família, mas Andrea continua no do deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho do presidenciável.

Embora esteja lotada no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), ela não trabalha no local. O GLOBO a procurou duas vezes no gabinete nos últimos dias, e os funcionários disseram desconhecê-la. A ex-mulher de Bolsonaro, Ana Cristina, alegou que a irmã, assim como o pai, sempre trabalhou em Resende, uma das bases eleitorais de Bolsonaro. O trabalho de assessores nas bases dos parlamentares é permitido.

Apesar dos quase 20 anos de nomeações, os casos não podem ser tecnicamente enquadrados como nepotismo. A contratação de parentes foi normatizada por uma súmula do Supremo Tribunal Federal, em 2008. Os casos da família Bolsonaro ocorreram antes disso. Andrea, pelo grau de parentesco com Flávio Bolsonaro, não se enquadra na proibição expressa na súmula do STF.

O cargo com Flávio não é o primeiro de Andrea perto do presidenciável. Sua trajetória junto à família Bolsonaro começou após o nascimento de seu sobrinho Jair Renan, em 1998. Naquele ano, Jair Bolsonaro a nomeou como assessora na Câmara.

Andrea ficou lotada ali até novembro de 2006, quando deixou o cargo. Em 2008, uma semana depois da publicação da súmula antinepotismo pelo STF, foi nomeada no gabinete do deputado estadual Flávio Bolsonaro e de lá não mais saiu. Pela folha salarial de setembro, ela recebe R$ 7,3 mil entre salário e gratificações, além de R$ 1,1 mil em auxílio escolar. O valor líquido recebido por Andrea, depois do desconto de Imposto de Renda e Previdência, foi de R$ 6,5 mil.

A entrada de Andrea no gabinete de Flávio Bolsonaro se deu no mesmo dia em que o pai dela e de Ana Cristina, José Cândido Procópio Valle, foi exonerado. Ele estava lotado no gabinete do deputado estadual desde fevereiro de 2003, quando Flávio assumiu seu primeiro mandato. Mas, segundo regra editada pelo STF sobre nepotismo, o vínculo familiar entre Procópio e Flávio Bolsonaro é um grau mais próximo que o de Andrea. O trabalho na Alerj, no entanto, não foi o primeiro do patriarca dos Valle no clã Bolsonaro. Ele já havia sido contratado em novembro de 1998 para o gabinete de Jair, então seu genro, onde ficou até abril de 2000.

Já Ana Cristina trabalhou no gabinete de Carlos Bolsonaro, o primeiro filho de Jair a entrar para a política, eleito vereador aos 17 anos, em 2000. A Câmara do Rio não informou o período em que ela atuou na casa. Embora ressalte que não se lembra do período exato trabalhado, Ana Cristina afirma ter deixado a Câmara em 2006, quando terminou a relação com Jair Bolsonaro.

• José Candido Procópio, pai de Ana Cristina, é contratado no gabinete
de Jair Bolsonaro, onde fica até 2000
• Andrea Valle, irmã de Ana Cristina, é contratada pelo gabinete de Jair Bolsonaro, onde permanece até 2006
• Ana Cristina é contratada pela liderança do PPB, partido pelo qual Jair Bolsonaro se reelegeu deputado naquele ano
2002
Ana Cristina é contratada pelo
gabinete de Carlos Bolsonaro, na Câmara do Rio, onde fica até 2006
2003
Em 1º de fevereiro, José Candido Procópio é nomeado no gabinete de Flávio Bolsonaro, na Alerj
2008
Em 29 de agosto é publicada a Súmula do STF que normatiza contratação de parentes, a chamada “Lei do Nepotismo”
No dia 4 de setembro, José Candido Procópio é exonerado do gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj. Andrea Valle é contratada pelo gabinete de Flávio Bolsonaro, onde permanece lotada até hoje, trabalhando em
Resende.

Antes, Ana Cristina ocupou outros cargos no serviço público. Ela começou a trabalhar na Câmara em abril de 1992, no gabinete do deputado Mendonça Neto (PDT-AL), onde ficou até agosto do mesmo ano. Quatro meses depois, assumiu cargo na liderança do PDC, partido pelo qual Jair Bolsonaro cumpria seu primeiro mandato de deputado. Entre agosto de 1993 e maio de 1994, atuou como secretária parlamentar com o deputado Jonival Lucas (BA), que foi correligionário de Bolsonaro no PDC e migrou para o PSD.

A partir de 1995, ela passou a trabalhar no Executivo — na Casa Civil e na Integração Regional —, e só voltou à Câmara no fim de 1998, quando seu filho não tinha ainda completado um ano, e foi lotada no gabinete da liderança do PPB, partido pelo qual Bolsonaro acabara de ser reeleito. Ana Cristina foi nomeada para o cargo menos de dez dias depois de seu pai assumir um posto de assessoria no gabinete de Bolsonaro, e dois meses após a irmã fazer o mesmo. Ou seja, os três estavam empregados em cargos ligados ao clã.

Em abril de 2005, durante uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Bolsonaro defendeu a contratação dos parentes e citou a situação do filho Eduardo, hoje deputado federal por São Paulo. Ele foi funcionário da liderança do PTB entre 2003 e 2004, quando o hoje presidenciável estava no partido.

— Já tive um filho empregado nesta casa e não nego isso. É um garoto que atualmente está concluindo a Federal do Rio de Janeiro, uma faculdade, fala inglês fluentemente, é um excelente garoto. Agora, se ele fosse um imbecil, logicamente estaria preocupado com o nepotismo, ou se minha esposa fosse uma jumenta eu estaria preocupado com nepotismo também — justificou.

O relacionamento entre Jair e Ana Cristina durou dez anos, de acordo com declaração do deputado em um processo judicial, em 2011, sobre a guarda do filho Jair Renan. Atualmente, a ex-mulher de Bolsonaro é chefe de gabinete do vereador Renan Marassi (PPS), em Resende. Em outubro, o salário de Ana Cristina foi de R$ 5,8 mil. No dia 14 de novembro, o vereador foi recebido por Jair para divulgar a apresentação, pelo deputado, de duas emendas para o município.

O QUE DIZ JAIR BOLSONARO

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro afirma que sempre agiu dentro da lei, respeitando a súmula vinculante editada pelo STF, em 2008, que normatizou a contratação de parentes. Bolsonaro reconhece que sugeriu o nome de sua ex-mulher Ana Cristina Valle para trabalhar como assessora de um de seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro, na Câmara Municipal do Rio, e que contratou em seu gabinete o pai e a irmã de Ana Cristina, mas ressalta que essas indicações e contratações ocorreram antes da decisão do Supremo.

O deputado enviou nota ao GLOBO, que segue na íntegra:

“1. Mantive, do final de 1997 até o início de 2007, união estável com a Sra. Ana Cristina Siqueira Valle que já havia exercido atividades de assessoramento a 2 parlamentares e Comissões da Câmara dos Deputados, ressaltando que nunca foi comissionada em meu Gabinete;

2. Considerando a experiência adquirida no exercício de atividades anteriormente desempenhadas em assessoramento a parlamentares, aliado ao fato de sua formação escolar, sendo atualmente advogada, sugeri o nome da Sra Ana Cristina para assessorar o Vereador Carlos Bolsonaro, em seu primeiro mandato, tendo sido demitida há cerca de 10 anos.

3. O Sr. José Procópio e a Sra. Andrea Valle estiveram algum tempo comissionados em meu Gabinete, exercendo funções de assessoramento parlamentar no Estado do Rio de Janeiro. Posteriormente o Sr José Procópio foi comissionados no Gab do Deputado Flavio Bolsonaro, exercendo funções de assessoramento parlamentar. A Sra Andre Valle foi demitida em 2006 e o Sr. José Procópio, em 2008.

4. Até o ano de 2008, antes da edição da Súmula Vinculante nº 13, do STF, não havia vedação de comissionar parentes em cargos temporários e indiquei, para gabinetes no Estado do Rio de Janeiro, onde residiam, alguns parentes da Sra Ana Cristina para exercício de funções relacionadas a assessoramento de atividades parlamentares, sendo que após esse período não houve mais nomeação de parentes até o 3º grau em meu Gabinete.;

5. Recebi em meu Gabinete, no corrente ano, o Vereador Renan Marassi, de Resende-RJ, que acompanhava o Prefeito daquela Cidade, assim como recebi centenas de outros prefeitos e vereadores, não só neste, mas também em outros anos, que no interesse de seus municípios buscam recursos orçamentários via Emendas de Parlamentares e desde 2005, com frequência, destaco recursos para aquele Munícipio, independente do partido político a que pertença seu Chefe do Executivo.

6. Não fiz indicação do nome da Sra Ana Cristina e de nenhum outro a qualquer político visando nomeação para cargo de confiança.”

O QUE DIZEM FLÁVIO E CARLOS BOLSONARO

O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC-RJ) disse que Andrea trabalha para seu gabinete em Resende, organizando reuniões e fazendo divulgação e panfletagem das atividades parlamentares na cidade, além de fazer a triagem de pessoas que querem entrar em contato com o deputado. Em contato com o GLOBO por telefone na última quinta-feira, Flávio Bolsonaro

– Ela está lotada no meu gabinete, mas é trabalho parlamentar, ela organiza uma série de coisas para mim em Resende. Ela tem um trabalho que não tem de estar aqui no gabinete batendo ponto, mas é um trabalho importantíssimo. Tanto é que lá em Resende é o município onde tive, proporcionalmente, minha segunda maior votação no estado. Sou natural de lá, tenho família e amigos lá. Ela me dá ótimo retorno. (Sua contratação) Não tem nada a ver com a questão familiar. Ela entrou no meu gabinete em 2008, quando meu pai já nem estava mais casado com a Cristina.

O deputado estadual diz que respeita a legislação vigente:

— Tem que separar os casos, né? Tem gente que fazia isso e o pessoal não trabalhava. Com base na competência, para fazer aquele trabalho, não via problema nenhum. Mas, a lei é para todo mundo, a gente respeita a lei. Se eu fosse governador do Rio de Janeiro, meu secretário de segurança, eu queria que fosse Jair Bolsonaro. Alguém ia discutir que ele tem a competência e o perfil? Então, cada caso é um caso, tem que estar sempre dentro da lei.

Sobre a contratação em seu gabinete, entre 2003 e 2008, de José Candido Procópio, pai de Ana Cristina e Andrea, o deputado estadual comentou:

— Tudo que falei da Andreia pode transcrever para ele. Ele é uma pessoa bem relacionada lá (em Resende), fincou raízes na cidade, é de confiança nossa, e trabalhou para o gabinete lá.

O vereador Carlos Bolsonaro afirmou, por meio de seu gabinete, que contratou Ana Cristina Valle por seu currículo e qualidades profissionais, e que ela deixou o trabalho porque ganharia mais como advogada.

O Globo 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Policiais do 4º BPM prendem em Pilões acusado de praticar violência doméstica contra a ex-mulher

Um homem foi preso por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) na noite desta quinta-feira (20), na cidade de Pilões, acusado de praticar violência doméstica contra a ex-mulher. De acordo com a vítima, ele a teria ameaçado de morte por não aceitar o fim do relacionamento e o fato dela estar residindo com a mãe.

Nesta quinta-feira, de acordo com as denúncias feitas anonimamente para a linha direta da guarnição, o homem estava tentando invadir a residência onde a ex-mulher estava, no Conjunto Petrônio Cunha.

A guarnição comandada pelo Cb Genuíno foi até o local e, constatada a veracidade da denúncia, prendeu o acusado. Ele foi conduzido à delegacia, onde foi autuado em flagrante delito pelo crime de violência doméstica.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Idoso é suspeito de matar ex-mulher a facadas na frente dos filhos na Paraíba

sireneUma mulher de 33 anos foi morta com pelo menos 16 facadas pelo ex-companheiro no domingo (19), na zona rural de Várzea, na cidade de Várzea, no Sertão paraibano. De acordo com informações da Polícia Militar, o suspeito, um idoso de 65 anos, não aceitava o fim do relacionamento. A vítima foi assassinada na frente dos filhos.

Ainda conforme informações repassadas pela PM, o idoso chegou a casa da vítima por volta de meio-dia. Pouco tempo depois, os dois discutiram e ele esfaqueou a ex-mulher. Ela morreu no local do crime. Em seguida, o homem fugiu por um matagal.

Os moradores do sítio onde aconteceu o crime se mobilizaram e encontraram a vítima cerca de duas horas depois da ocorrência. A Polícia Militar foi acionada e prendeu o suspeito antes que os moradores do sítio o linchassem.

O homem foi encaminhado para a Delegacia para prestar depoimento e, em seguida, levado para a Cadeia Pública de Santa Luzia. A Polícia Civil está investigando o caso. O corpo da mulher foi encaminhado para o Núcleo de Odontologia e Medicina Legal (Numol) de Patos, também no Sertão paraibano.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Homem suspeito de matar ex-mulher é agredido por vizinhos e preso na PB

 (Foto: Walter Paparazzo/G1)
(Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um homem foi preso na noite de domingo (26) suspeito de matar a ex-mulher a facadas na comunidade do Timbó, no bairro dos Bancários em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito foi espancado por moradores da comunidade. A polícia acionou o Samu, que prestou socorro. O homem foi encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa sob custódia.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito foi encontrado caído em um campo de futebol com ferimentos na cabeça. Segundo relatos de vizinhos repassados à polícia, a mulher sofria ameaças desde o fim do relacionamento com o suspeito. De acordo com informações da Polícia Militar, o suspeito trabalhava como agente de coleta de material reciclável.

O suspeito de esfaquear a vítima foi levado ao Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e, até as 9h desta segunda-feira (27) a unidade ainda não tinha publicado informações sobre o estado de saúde do homem.

Homem foi encontrado espancado em campo de futebol em comunidade de João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)Homem foi encontrado espancado em campo de futebol em comunidade de João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)
G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br