Arquivo da tag: esposa

Após denúncia de vizinhos, pizzaiolo é preso por agredir esposa

Um pizzaiolo de 25 anos foi preso em flagrante nesta segunda-feira (13), por agredir e ameaçar a esposa. Ele estava no interior da casa onde mora, na comunidade Boa Esperança, no bairro do Cristo Redentor, na Zona Oeste de João Pessoa.

Segundo a delegada Josenise Andrade, a vítima foi agredida fisicamente durante a noite desse domingo (12), mas teve medo de pedir ajuda e permaneceu calada ao lado do agressor. Porém, vizinhos perceberam as lesões e avisaram o caso aos familiares da mulher.

“A vítima foi trazida para a delegacia pelos familiares. Ao ser ouvida, ela nos relatou que o agressor fez ameaças de morte e tem histórico criminal. De imediato, determinei que nossos agentes saíssem para prender o agressor”, afirmou a delegada. Os policiais cercaram a casa e não houve resistência.

O pizzaiolo foi conduzido à delegacia onde será autuado por crimes de ameaça e lesão corporal, com base no Código Penal Brasileiro e Lei 11.340/06 (Lei Maria da Penha).

Ele permanecerá preso na carceragem da Central de Polícia até ser apresentado à audiência de custódia, nesta terça-feira (14).

 

portalcorreio

 

 

Homem é suspeito de matar esposa a facadas em João Pessoa

Um homem é suspeito de ter matado a esposa a facadas na noite desta sexta-feira (10), no bairro Ernani Sátiro em João Pessoa.

De acordo com informações da Polícia Militar, o casal estava bebendo na residência quando iniciaram uma discussão. O homem se armou com uma faca e acertou vários golpes na mulher que não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

O suspeito está foragido e o caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

paraiba.com.br

 

 

Marido espanca, estupra esposa e mata sogra a facadas na PB

Um crime bárbaro foi registrado entre a noite desta terça-feira (30) e a madrugada desta quarta-feira (01)  na cidade de Sossego, no curimataú paraibano.

O acusado, um homem identificado por Jaedson Faustino de Oliveira, popularmente conhecido por “Birico”, levou a esposa para um matagal, abusou sexualmente dela e a agrediu violentamente, deixando-a desfigurada.

Segundo as informações do site Rede Mais Notícias e da Rádio 89 FM de Cuité, o caso aconteceu no sítio Timbaúba. zona rural daquele município. Insatisfeito, ao voltar para casa o acusado ainda teria esfaqueado a sogra que acabou não resistindo aos ferimentos vindo a óbito ainda no quintal de casa.

Após cometer os crimes, Birico evadiu-se do local levando alguns pertences.

A polícia do 9° BPM realizou diligências por toda a região mais até o fechamento da matéria o acusado não havia sido localizado.

Segundo populares, o acusado costumava agredir a esposa e a sogra, mas as vítimas nunca haviam procurado as autoridades para denunciá-lo.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

 

Suspeito de matar esposa a facadas é preso em Mangabeira pouco depois do crime

O suspeito de assassinar a própria esposa a facadas foi preso na manhã desta sexta-feira (19) da Paixão no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. A prisão foi resultado de uma ação da Polícia Civil com apoio de policiais militares.

Segundo informações da polícia, familiares e pessoas que moram nas proximidades informaram a localização do suspeito, que havia fugido logo após o crime.

Cleonildo Poncio Leon de Oliveira, de 39 anos, é o principal suspeito de ter assassinado sua esposa, Ana Priscilla do Rego Viana.

No fim da madrugada de hoje, através da Delegacia da Mulher, a Polícia Civil teria sido acionada devido a uma denúncia de que uma mulher estaria sendo espancada pelo companheiro. No entanto, quando os policiais chegaram ao local, já encontraram a mulher morta.

O principal acusado do crime, o companheiro da vítima, já havia fugido do local. A mulher foi assassinada nas proximidades de um terreno baldio, dentro de um prédio onde funcionaria um pequeno comércio.

A própria mulher já havia procurado a Delegacia da Mulher para denunciar seu companheiro por agressões físicas. Além disso, a família dela já havia feito denúncias à polícia sobre o caso.

 

(Foto: Reprodução/PM)

clickpb

 

 

Homem mata esposa e depois se mata, em João Pessoa

Um homem matou a esposa a tiros, no fim da manhã desta quinta-feira (18), no bairro da Torre, em João Pessoa, e logo depois se matou com um tiro no ouvido. O crime aconteceu em frente a uma concessionária de veículos. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima do feminicídio, Tâmara de Oliveira Queiroz, chegou a ser socorrida pelo filho do suspeito, mas não resistiu e morreu.

Conforme informações repassadas pelo sargento Edmilson, da Polícia Militar, o casal era dono da concessionária. Os funcionários da empresa informaram à PM que os dois eram casados, mas a mulher queria se separar e, por isso, brigavam muito. Antes de atirar, o suspeito identificado como Marconi Alves Diniz teria discutido com Tâmara.

Uma moradora da região disse que ouviu três disparos e, quando chegou ao local, encontrou o homem morto. Segundo informações da Polícia Militar, Marconi Alves se matou com um tiro no ouvido. A arma foi encontrada embaixo do corpo dele.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

Homem que matou esposa em motel na PB contatou irmão após o crime: ‘Matei Dayse’

O homem que matou a esposa na noite desta segunda-feira (15) em um motel na BR-104, entre a saída de Campina Grande e a cidade de Queimadas, no Agreste paraibano, mandou mensagens no WhatsApp para o irmão dele informando que matou a mulher e que iria se matar em seguida com um revólver.

A conversa foi divulgada à TV Paraíba pelo irmão de Aderlon Bezerra de Souza, de 42 anos, na manhã desta terça-feira (16). As capturas de tela mostram que às 21h02 o homem mandou “Ei, matei Dayse, estou me suicidando agora”. Em seguida ele liga duas vezes para o irmão e continua “Estou no parque motel, suíte 24, agora não tem mais jeito. ‘Xau mano’”. O irmão ainda tenta perguntar “com quem?” e Aderlon responde: “revólver”.

Para a polícia, Aderlon planejou a morte da esposa. Ainda segundo o irmão dele, no dia do crime o homem deu um abraço nele e na mãe, como estivesse se despedindo. O casal deixa duas filhas, uma de 8 anos e outra de 17.

A delegada de homicídios responsável pelo caso, Nercília Dantas, contou que os corpos de Aderlon e de Dayse Ariceia da Silva Alves, de 40 anos, foram encontrados vestidos, um ao lado do outro na cama da suíte 24 do motel.

Segundo a delegada, o homem teria utilizado um revólver calibre 38 para atirar na boca da mulher e, em seguida, deitou ao lado dela e atirou na própria boca. “A perícia cadavérica é que vai afirmar quantos tiros foram exatamente em cada corpo”, disse.

Casal estava separado

De acordo com a polícia, o casal estava separado há 9 dias. Mas, segundo a família, Dayse e Aderlon já não viviam na mesma casa há cerca de um ano, quando o homem decidiu ir morar na casa da mãe dele.

Também em depoimento à TV Paraíba nesta segunda, o irmão de Aderlon contou que o casal se conheceu quando Dayse tinha apenas 15 anos. “Eles foram casados há 21 anos, mas fazia um ano que estavam separados”.

“Desde que ela deixou ele, ele estava em depressão e não aceitava o fim do relacionamento, acompanhava tudo o que ela publicava nas redes sociais. Na sexta-feira (12), foi o aniversário dela e eu fiquei monitorando ele o dia todo, já imaginando que ele poderia fazer algo contra ela”, disse o irmão de Aderlon.

Aderlon e Dayse foram casados durante 21 anos — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Aderlon e Dayse foram casados durante 21 anos — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Mulher fez aniversário na sexta

Dayse Ariceia da Silva Alves completou 40 anos na sexta-feira (12). Amigos e familiares fizeram um aniversário surpresa para ela na manhã desta segunda (15), na Secretaria de Educação do município de Boa Vista, no Cariri paraibano.

A mulher era gerente administrativa da Secretaria de Educação de Boa Vista desde 2015. Segundo o prefeito da cidade, na prática, ela atuava como secretária de educação do município.

Já Aderlon era motorista da prefeitura. O prefeito informou que nesta terça-feira (16) será ponto facultativo para os servidores do município e que decretou luto por três dias.

Dayse completou 40 anos na sexta-feira (12) e ganhou festa supresa de amigos na manhã desta segunda (15), na PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Dayse completou 40 anos na sexta-feira (12) e ganhou festa supresa de amigos na manhã desta segunda (15), na PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Investigações da polícia

À princípio, a polícia acredita que Aderlon teria convidado a esposa para comemorar o aniversário dela no motel onde o crime aconteceu. Na manhã desta terça-feira (16), a delegada Nercília Dantas informou ao G1que, pelas circunstâncias do crime, o casal teria entrado no local em comum acordo.

“A gente não tem informações de como ele planejou tudo porque não conseguimos desbloquear o celular dele ainda. Eles foram juntos para o motel no carro dela. No local não havia nenhum sinal de que ela teria entrado forçada”, explicou a delegada.

Ainda conforme Nercília Dantas, na cena do crime tudo estava organizado. “A malinha do trabalho dela estava na cadeira, a bolsa na mesa, os celulares arrumados em outro ponto, então pela forma que o local estava, não tem indícios de que ela entrou lá forçada, entraram em conjunto, mas isso de fato só será comprovado após as investigações serem concluídas”, disse.

Funcionários do motel ouviram disparos

Ainda de acordo com a polícia, o casal deu entrada no motel às 17h30 desta segunda (15). Por volta das 20h, alguns funcionários do local escutaram um barulho como de um tiro. Cerca de uma hora depois, às 21h, quando Aderlon mandou mensagem para o irmão dele, os funcionário ouviram outro disparo.

Crime aconteceu dentro de suíte em motel entre as cidades de Campina Grande e Queimadas, na PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Crime aconteceu dentro de suíte em motel entre as cidades de Campina Grande e Queimadas, na PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Velório e sepultamento

De acordo com o IML, os corpos de Aderlon e Dayse foram liberados na manhã desta terça-feira (16). As famílias informaram que os velórios estão previstos para às 16h no Campo Santo da Paz, em Campina Grande. Já o sepultamento está previsto para esta quarta-feira (17), no mesmo horário.

O que diz o motel

A direção do Parque Motel Campina informou que, para preservar a privacidade dos clientes, solicita apenas documento de identificação na entrada do estabelecimento e não faz revistas nos hóspedes. Por isso, tragédias como essa fogem do controle da administração, segundo a nota.

“O Parque Motel tomou todas as medidas necessárias e salienta que está à disposição dos órgãos responsáveis para sanar quaisquer dúvidas”, diz a nota. “Lamentamos profundamente o ocorrido e nos solidarizamos com os familiares pelas suas perdas”.

G1

 

Homem esfaqueia esposa e é espancado, na PB, diz PM

Uma mulher foi esfaqueada pelo marido na noite deste domingo (23), segundo a Polícia Militar. O crime aconteceu no bairro do Jacaré, em Cabedelo, cidade da Grande João Pessoa, por voltas das 21h30. Revoltados com o caso, moradores do local espancaram o suspeito do crime. Os dois feridos foram encaminhados para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

Segundo o sargento Cardoso Ferreira, o casal estava bebendo em casa quando tiveram uma discussão que resultou na agressão. A mulher de 46 anos foi ferida no rosto, cabeça e nas mãos.

O caso foi registrado pela pela Delegacia de Homicídios de João Pessoa e a Delegacia da Mulher. O suspeito teve alta e foi encaminhado para a Central de Polícia.

A vítima foi transferida para o Complexo Hospitalar de Mangabeira (Trauminha), onde segue internada. Até as 17h30 desta segunda-feira (24) não houve resposta sobre o estado de saúde da mulher.

Vítima foi transferida para o Complexo Hospitalar de Mangabeira, o Trauminha, em João Pessoa — Foto: Dayse Euzéio/Secom-JP/Arquivo

Vítima foi transferida para o Complexo Hospitalar de Mangabeira, o Trauminha, em João Pessoa — Foto: Dayse Euzéio/Secom-JP/Arquivo

G1

Em Araçagi homem é preso suspeito de manter esposa e filho em cárcere privado

Um homem foi preso em flagrante por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) no início da madrugada desta terça-feira (27), no Conjunto Bela Vista, na cidade de Araçagi, acusado de manter a esposa e o filho de seis meses em cárcere privado. A mulher, que tinha sido amarrada por ele, conseguiu se soltar e fugir, chamando a polícia, que se dirigiu até a residência e deu início às negociações para que ele liberasse a criança.

A guarnição comandada pelo sargento Arimateia foi informada pela vítima que o acusado teria passado o dia todo perturbado e que, à noite, a amarrou dizendo que pessoas queriam pegá-la. Já do lado de fora da casa, ela pedia para que o marido entregasse o seu filho, mas ele se recusava e também não atendia ao pedido dos policiais para que mostrasse e devolvesse a criança para a mãe.

Em determinado momento, o acusado saiu da residência com a criança no colo e se negou a entregá-la. Em seguida, percorreu algumas ruas do conjunto e quando a guarnição se aproximou dele, ameaçou jogar o filho ao chão. No entanto, com o devido acompanhamento e cautela necessárias e aproveitando-se de um momento de desatenção do acusado, os policiais conseguiram retirar a criança do colo dele com segurança.

O acusado então reagiu à prisão, sendo necessário o uso moderado da força para contê-lo e algemá-lo. Em seguida, ele foi conduzido à delegacia e apresentado à autoridade policial, onde foi autuado por violência doméstica e maus-tratos a criança.

Descumprimento de medida protetiva – Em Belém, no Distrito Rua Nova, nessa segunda-feira (26), policiais da 3ª Companhia prenderam um homem acusado de descumprir a medida protetiva judicial e entrar na residência da vítima. A guarnição comandada pelo tenente Dos Santos esteve no local e, constatada a veracidade da denúncia feita, prenderam o acusado.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem que matou esposa com mais de 20 facadas é achado morto em presídio

Ivanildo postou ameaça à companheira em rede social (Foto: Reprodução)

O detento Ivanildo Júnior foi encontrado morto, na manhã desta sexta-feira (9), na Penitenciária Padrão de Santa Rita, na Grande João Pessoa. Ele era o assassino confesso da esposa, Joseane França de Lima. A mulher foi morta com mais de 20 facadas, no dia 18 de fevereiro.

Segundo o diretor da penitenciária, Cícero Gonçalves, uma corda foi encontrada junto ao corpo de Ivanildo, o que aponta para a hipótese de suicídio. Ainda assim, uma perícia será realizada para confirmar a causa da morte. Ivanildo dividia cela com outros presos – todos enquadrados na Lei Maria da Penha – e estes devem prestar depoimento à polícia.

À TV Correio, o diretor da penitenciária informou ainda que Ivanildo não recebeu visitas de familiares durante o tempo em que esteve sob regime carcerário. Uma filha do suspeito havia concluído recentemente o cadastro para ter direito a encontros com ele.

Homem que matou esposa tinha feito ameaças pelo Facebook

Poucos dias antes do crime, Ivanildo havia postado ameaças a esposa no Facebook. Ao ser preso em flagrante, Ivanildo disse que decidiu assassinar Joseane após descobrir uma traição. Ele foi preso em flagrante, ainda dentro da casa onde aconteceu o crime, em Santa Rita, e com o corpo sujo do sangue da companheira.

O corpo de Ivanildo Júnior foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Campina Grande.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem mata esposa com mais de dez facadas no Sertão

Reprodução
Imagem ilustrativa

Um homem foi preso na tarde de domingo (18) suspeito de assassinar sua companheira, Lindalva Silva Martins, com cerca de doze golpes de faca. O crime aconteceu no sítio Caiçara, região rural da cidade Santana dos Garrotes, Sertão da Paraíba.

De acordo com informações da Polícia Militar, o crime foi descoberto depois que o suspeito, ao pegar uma carona, desabafou alegando que não deveria ter assassinado sua esposa. O motorista do carro em que ele estava era filho do proprietário do terreno em que Sebastião Braz Sales vivia com Lindalva, e ligou para seu pai contando o que o suspeito havia dito.

O dono do terreno então foi até o local onde constatou o homicídio. Ainda segundo a PM, o corpo foi encontrado enrolado em um lençol.

Apesar de Sebastião ter fugido, a Polícia foi acionada e conseguiu localizá-lo na cidade de Olho D´água. Ele foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia do Vale do Piancó. O suspeito nega a autoria do crime, e a Polícia agora investiga a motivação do assassinato.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br