Arquivo da tag: espeto

Juiz denuncia abandono do prédio da Promotoria de Justiça de Bananeiras e diz: “casa de ferreiro, espeto de pau”

promotoriaJuiz da Comarca de Bananeiras, Dr. Antônio Gomes de Oliveira, fez críticas ao Ministério Público da Paraíba, em sua página pessoal no facebook, dizendo que o Órgão tem exigido a reforma de prédios públicos municipais e estaduais, enquanto que o próprio prédio da Promotoria de Justiça de Bananeiras está abandonado, com telhado caindo e energia elétrica cortada.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Leia o texto na íntegra: 

FAÇA O QUE EU MANDO MAS…

Só devemos jogar pedra na vitrine dos outros, quando as nossas estão protegidas, porque, se assim não for, poderemos ser atingidos pelos vizinhos. É o que vem ocorrendo nesta cidade [Bananeiras], com relação ao prédio da Promotoria de Justiça.

Zelosos com a má gestão pública, notadamente, com relação aos administradores municipais, o Ministério Público, tem se transformado num verdadeiro paladino, num terror contra os chefes dos executivos Estaduais e Municipais, exigindo a conclusão de obras inacabadas e reforma e utilização de próprios públicos. Aqui mesmo em Bananeiras, exigiu-se via TAC, que o Prefeito Municipal recuperasse em prazo curto, o prédio onde funciona o Conselho Tutelar, recuperando-o e dotando do necessário para o seu bom e útil funcionamento. Assim também, via Ação Civil Pública, aciona-se o Governo do Estado, para recuperar o prédio da cadeia pública local.

Louvável o trabalho do Órgão. Mas, para que tudo não seja visto como positivo, e cumprindo o ditado popular “Em casa de ferreiro, espeto de pau”, o Ministério Público, não tem tido o mesmo zelo com sua sede na cidade de Bananeiras, forçando a representante do órgão na Comarca, a funcionar, por empréstimo, numa pequena sala do Fórum local, porque o prédio das Curadorias, está totalmente imprestável e sem condições de funcionabilidade. Telhado caindo, energia elétrica cortada e, ultimamente, caíram a Placa indicativa da Instituição (CURADORIAS) e pasmem, se encontram abandonados na rua, um aparelho de ar Split, que caiu do seu local, há mais de dois meses.

promotoria de BananeirasPrédio do Ministério Público da Comarca de Bananeiras

Não se entende como um Órgão que fiscaliza e obriga os outros a recuperar e por em funcionamento obras pública, deixe o que é seu, que também é uma obra pública, cair e acabar-se, sem qualquer providência. A falta de zelo com o que é do povo também constitui improbidade administrativa.

Por tudo isso, entendo o que dizem a boa pequena na cidade, com relação ao Órgão. “FAÇA O QUE EU MANDO, MAS NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO”.

Vale ressaltar, que desde a remoção do promotor titular da Comarca de Bananeiras, Dr. Onéssimo Cézar, em 06 de junho de 2011, que a população de Bananeiras continua sem promotor titular.

 

Bananeiras Online