Arquivo da tag: espetáculo

Borborema recebe a Rota Cultural Raízes do Brejo e espetáculo “As Lembranças das Marias” promete surpreender o público

Nesta sexta-feira (08) a Rota Cultural Raízes do Brejo chegará em Borborema. A Rota Raízes do Brejo, contempla visitação a engenhos, casarões, estações e linha férreas, museus, oficinas, feiras de gastronomia e artesanato, shows, além de passeios a cachoeiras e trilhas ecológicas.

Começou em 20 de setembro e vai até 1 de dezembro passando por 9 municípios: Belém, Alagoinha, Duas Estradas, Pirpirituba, Lagoa de Dentro, Serra da Raiz, Borborema, Dona Inês e Pilõezinhos. E este final de semana é a vez de Borborema, que terá como tema “Educação: 60 anos de História”.

“Estou muito feliz e realizada em poder contar um pouco sobre a história da educação do nosso município. Trazer esse tema para a abertura da Rota Cultural Raízes do Brejo é de extrema importância para a valorização da educação, da arte e da cultura local. Além do que, deixa um marco no aniversário de 60 anos de Emancipação Política de Borborema, que será no próximo dia 12/11. Estamos ansiosos para assistir ao espetáculo, como também para os demais eventos que acontecerão ao longo do final de semana. Borborema aguarda todos de braços abertos,” comentou a prefeita Gilene Cândido.

A cerimônia de abertura será na Escola José Amâncio Ramalho, a partir das 19:00 horas, e terá além da recepção dos prefeitos que compõem a Rota cultural, a estreia do espetáculo “As Lembranças das Marias”, espetáculo escrito, dirigido e coreografado por Renilson Targino e Jailson Silva, que é uma viagem pelas lembranças de 7 velhinhas, que relembram/contam da escola e do modelo educacional rígido; das professoras; das inúmeras brincadeiras; de suas infâncias e de todos acontecimentos de uma época que éramos felizes com tão pouco.

“Quando recebemos o convite para escrever e dirigir o espetáculo, a proposta foi que falássemos sobre a educação e sobre os professores. Uma espécie de uma retrospectiva- homenagem. Mas pesquisando  mais especificamente a história da Escola José Amâncio Ramalho (a escola mais antiga de Borborema, construída em 1955)  e entrevistando alguns alunos que vivenciaram o modelo educacional de um tempo remoto, vimos que era muita informação para apenas um espetáculo, e que seria necessário um série com várias temporadas para abarcar todo o material coletado, então decidimos que faríamos um espetáculo que tivesse algumas essências das histórias que ouvimos nas entrevistas. Então selecionamos alguns temas que eram presentes em todas as entrevistas: a tabuada; o modelo educacional rígido; a reguada e palmatória; a sopa da escola; as brincadeiras de roda; o desfile cívico; o amor a religião e civilidade; os brinquedos de antigamente e de um tempo em que todo dia era bom. Assim criamos 7 personagens-narradores, que são velhinhas que relembram suas infâncias e amarram todo o espetáculo”, destacou Renilson Targino.

“E quem não lembra da Infância? Da primeira professora? Do tempo da escola? Quando penso na infância, vem  logo na memória a primeira professora; as brincadeiras de rua; os banhos de chuva; o homem do algodão doce ; a sopa da escola; às vezes que tocava a companhia e saía correndo; as mangas com sal; os pirões na casa da vovó; de quando caía e os machucados eram curados com mertiolate que ardia para danar; e de uma época que éramos felizes com tão pouco. As Lembranças são como ondas do Mar, vem e vão. Por instantes, lembramos de uma voz; um cheiro; um som. E quem não tem saudades de quando era criança, daqueles momentos tão simples? Como o tempo passa depressa… mas é incrível como existem coisas que marcam a vida da gente. Assim, temos certeza que o espetáculo fará o público relembrar de uma época que o nosso único medo era do escuro e a nossa única preocupação era com o que ia brincar. Vem se se emocionar com as histórias trazidas pelo espetáculo”, complementou Jailson Silva.

 

Assessoria para o FN

 

 

Espetáculo ‘Ei! quem é que te empurra?’ homenageia carnaval recifense no Projeto Interatos de setembro em Alagoa Grande

O carnaval de rua da capital pernambucana serviu de inspiração para as coreografias criadas para o espetáculo ‘Ei! Quem é que te empurra?’, atração de dança do projeto Interatos em setembro. Solo do dançarino Alisson Lima (PE/SP), da Companhia de Dança de Antonio Nóbrega (SP) e professor do Instituto Brincante (SP) será apresentado no sábado (14), às 20h30, no Teatro Santa Ignêz, município de Alagoa Grande. O acesso é gratuito.

Blocos, troças, caboclinhos, maracatus e foliões de todas as idades que arriscam passos e coreografias na folia de Momo se fazem presentes na coreografia. “Pego carona nessas figuras para prestar minha homenagem à festa mais importante brasileira”, revela Alisson.

Parcerias e patrocínio – A Fundação Espaço Cultural da Paraíba, com patrocínio do Bradesco realiza, mensalmente, o projeto Interatos, colocando o estado no roteiro das principais produções de teatro, dança e circo do país. O evento conta, ainda, com apoio da PBGás e Hotel Ambassador e tem parceria com o Grupo Lavoura de Teatro. A edição do mês tem, ainda, apoio da Fundação Nacional de Artes (Funarte), da prefeitura de Alagoa Grande e do teatro Santa Ignêz.

Interatos – Realizado pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba, o ‘Interatos – Mostra e Formação Permanente de Dança’ promove mensalmente apresentações e atividades formativas (oficinas, cursos, debates, rodas de conversa, seminários) com artistas paraibanos, nacionais e internacionais.

Sob gerência de Angela Navarro, o setor de Dança tem programação regular nos equipamentos da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), complexo cultural com uma das maiores áreas construídas na América Latina, lugar central e seguro que possui entre seus equipamentos uma escola de dança, com cerca de 500 alunos. Já a parte de Teatro tem coordenação de Suzy Lopes e mantém um curso anual de formação, além de oficinas e montagens teatrais. A gerência de circo tem à frente Josemberg  Pereira e conta com a Escola Livre de Circo Djalma Buranhêm, onde são realizados cursos de formação regulares e atividades lúdico-educativas para jovens, adultos, crianças e bebês.

Sinopse ‘Ei! Quem é que te empurra?’ – O carnaval de Recife é uma festa inteiramente popular. Não há recanto da cidade onde a folia não se manifeste. Uma vez que temos de nos despedir dos prazeres da carne para nos dedicarmos ao tempo da Quaresma, nada mais oportuno do que a brincadeira, a pândega, a alegria para celebrar a despedida. Uma folgança onde não faltam agremiações como as Troças, Clubes, Blocos, grupos de Caboclinhos, Maracatus e Bois, mas principalmente não falta o folião, a grande figura do carnaval da cidade. Esse folião tanto é o seguidor daquela Troça, como a criança que ensaia os primeiros movimentos, tanto o vendedor de bebidas quanto o gringo que tenta fazer o “passo” ou a senhora idosa que inventa trejeitos e malemolências insuperáveis…A cidade é literalmente do folião! E foi inspirado nessa figura, ou nessas figuras, que Alisson Lima, criou o espetáculo Ei, quem é que te empurra?. Como ele diz: “pego carona nessas figuras para prestar minha homenagem à festa mais importante brasileira”. Nessa carona, pela via do corpo, reunindo todo o imaginário corporal da  festa, o bailarino se torna o grande Mestre de Cerimônias dessa festança – símbolo por excelência do país. Ficha técnica – sinopse: Antonio Nóbrega; orientação cênica: Renan Marangoni; dramaturgia: Eder Soares; cenário: Iva Pinheiro; trilha: Nheengatu Produções Sonoras; figurino: Juliana Najú; luz: Sofia Tapajós; produção: Fervo Produções.

Interatos – dança

Espetáculo ‘Ei! quem é que te empurra?’, com Alisson Lima (PE/SP)

Data: 14/09, às 20h30

Local: Teatro Santa Ignêz, em Alagoa Grande (PB)

Funesc
Assessoria de Comunicação

 

 

Espetáculo da Paixão de Cristo será apresentado nesta sexta (14) em Lagoa de Dentro-PB

paixãoPromovido pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo de Lagoa de Dentro, o Espetáculo da Paixão de Cristo, acontece nesta sexta-feira, 14 de abril, na Cidade de Lagoa de Dentro-PB, a partir das 19h30.

A Paixão de Cristo, realizada em Lagoa de Dentro, vem no seu segundo ano de realização inovando e acrescentando novas cenas ao seu espetáculo, com mais de 100 participantes entre jovens da cidade, Grupo da Boa Idade e convidados. Umas das grandes inovações desse ano é o local onde será apresentada; no calçadão da Lagoa.

Com 15 cenários e uma estrutura de som e luz impecável, os produtores do evento, Rodrigo Guaraná e Reniely Salvina, estão trazendo para a cidade um espetáculo nunca visto nessa dimensão. O público esperado deve superar o público de 2016, que foi de mais de 500 pessoas. “O Público ficará bem acomodado em cadeiras muito bem localizadas na Rua em frente ao calçadão, em uma vista privilegiada para a Lagoa”. Garante Rodrigo Guaraná.

Cenas como; tempestade acalmada, milagre de Lázaro, dentre outras são umas das novidades desse ano. E os seus idealizadores arriscam dizer que este espetáculo será um marco na região. “É vir assistir para conferir”. Convida Reniely.

O Espetáculo tem Texto Adaptado por Reniely Salvina e Direção Geral de Rodrigo Guaraná.

Assessoria para o Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

“É um espetáculo de vergonha”, diz Maranhão sobre atentado à sede do PMDB

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente estadual do PMDB da Paraíba e senador José Maranhão comentou na manhã desta segunda-feira (05), em entrevista ao Portal MaisPB, o atentado à sede do partido nesse domingo (04), durante uma manifestação contra o presidente Michel Temer (PMDB). O senador afirmou que o partido irá tomar providências judicialmente.

“Fica difícil a quem atribuir individualmente. Mas claro que é um espetáculo de vergonha, de intransigência política. Não condiz com a política da Paraíba. Nós temos as imagens das câmeras e vamos processar criminalmente os responsáveis pelo ato”, concluiu.

A sede estadual do PMDB da Paraíba, localizada na avenida José Américo de Almeida, voltou a ser alvo de vandalismo e protesto pela terceira vez, desde o início do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Cia. Artística Fascinart, apresentará espetáculo “Uns causos de um andarilho”, com patrocínio do FIC Augusto dos Anjos  

 

cartazA Cia. Artística Fascinart, estará em cartaz neste sábado, dia 03 de outubro, no Cine Teatro Municipal de Solânea com o seu espetáculo de teatro “Uns Causos de um Andarilho”. A apresentação terá entrada franca e conta com o patrocino do FIC – Fundo de Incentivo à Cultura do Governo de Estado da Paraíba e do Ministério da Cultura do Brasil.

A peça conta a história de Zé Curió, um vivente contador de histórias e causos, que vaga por entre solos dos mais diversos recantos deste chão “nordestinizado” de ser… É cheio de mistérios e traz a sina de ser perseguido pelo Cão Encourado e seu ajudante, o “Pilintra”. Nas suas histórias estão as marcas de um povo que outrora viveu a felicidade nos mais simples gestos da vida.  Sua caminhada objetiva a busca por uma terra perfeita, uma terra que mana leite e mel, a terra de Fascinart.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O projeto Uns Causos de um andarilho foi aprovado no edital 002/2014 do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos e vai circular apresentações em duas cidades da Paraíba: Em Solânea dia 03 de outubro de 2015, às 20h no Cine Teatro Municipal e no Munícipio de Guarabira, no dia 17 de outubro de 2015 no Teatro Municipal Geraldo Alverga. O diretor e também ator do espetáculo Tiago Salvador, mostrou-se muito contente com os resultados da pré-produção e falou da expectativa para as apresentações, “[…] e também de poder proporcionar um momento para as famílias nestas duas cidades, Uns Causos de um Andarilho é um mergulho na nossa cultura e só temos a agradecer o apoio de todos e o patrocínio do FIC” disse. No próximo dia 17 o espetáculo estará no município de Guarabira para mais uma apresentação.

Este trabalho ainda conta com o apoio da prefeitura de Solânea e Guarabira e da Radio Correio da Serra FM 100,3.

 

Sobre o texto Uns Causos de Um Andarilho:

A ingenuidade e a simplicidade da história são apenas alguns pontos do que o autor propõe com o texto Uns Causos de um Andarilho, numa inspiração que vem desde Ariano Suassuna aos Causos de Jessier Quirino, faz uma menção à tradição cultural do nordeste e, também estabelecer uma comunicação a partir da identificação da plateia com os elementos conhecidos da linguagem cômica.

Zé Curió é um personagem Desengonçado, feio, socialmente irrelevante, se sente desafiado pela pouca inteligência e a covardia do cão encourado e do Pelintra a provar sua habilidade em enganá-los para conquistar o respeito e prestigio dos maiorais. O andarilho é destemido e já venceu várias batalhas contra o encourado.
 

Ficha técnica:

Texto: Tiago Salvador;

Elenco: Tiago Salvador, Hidalgo Valentim, Marco Antonio, Alison Duarte, Ester Silva e Fabio Oliveira;

Figurinos e adereços: Valter Antônio Araújo;

Maquiagem: A Cia. FascinART;

Projeto gráfico e fotos: Zé Maria e Eduardo Araújo;

Concepção e direção: Tiago Salvador;

Assistente de Direção: José Francisco de Araújo;

Realização: Cia. Artística Fascinart

 

Serviço:

Espetáculo Teatral “Uns Causos de um Andarilho”;

Local: Cine Teatro de Solânea;

Rua Gov. João Fernandes de Lima S/N

Bairro: Centro, Solânea- PB

Data: 03 de OUTUBRO de 2015

Hora: 20hs

Entrada: Gratuita.

Duração: 45 mim. Classificação livre.

Patrocínio: Fundo de Incentivo à Cultura – FIC Augusto dos Anjos.

Contatos:

E-mail: ciafascinart@gmail.com

Facebook: Cia Fascinart art

Celular:(83)- 99327-2060

Espetáculo Loas e Luas, do Balé popular e Apresentação de Teatro de bonecos, estão na programação do Caminhos do Frio desta quarta (12)

espetaculoA programação do Caminhos do Frio –Rota Cultural – Bananeiras, segue nesta quarta-feira, 12 de agosto, com a continuidade das oficinas de fotografia, Confecção de Bonecos, condução turística e de teatro. Uma outra oficina tem início nesta quarta; é a de dança.

A programação conta com a apresentação de teatro de bonecos “Mestre Maestro”, e com o espetáculo Loas e Luas, do Balé popular.

Sobre o “Loas e Luas”

Loas e Luas” é uma livre adaptação baseada em festejos populares das cidades da Paraíba, uma refinada recriação dos Autos Populares resgatando a simplicidade dos folguedos folclóricos e ou populares unindo a eles técnicas da dança contemporânea, teatro e elementos circenses, criando um universo único, ampliando a importância desses festejos recriando essências através de elementos simbólicos do homem nordestino que dança sua trajetória cheia de crendices e simbologias estampadas em seus folguedos, assim reunindo em um só roteiro as crenças de cura, o Pastoril, o Xaxado e o Maracatu recriamos a estampa viva do que há de memória viva na cultura nordestina.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Programação desta Quarta-feira (12)

8h – Oficina de Fotografia, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro

8h – Oficina de Condução Turística: Bananeiras: Patrimônio histórico, cultural e belezas naturais, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro

9h – Apresentação de Teatro de bonecos Mestre Maestre, no Teatro Ivaldo Lucena

13h – Oficina Confecção de bonecos para animação “Mestre Maestro”, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro

13h – Oficina Teatro, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro

13h – Oficina Dança, no Teatro Ivaldo Lucena

20h – Espetáculo Loas e Luas, do Balé popular, com direção de Maurício Germano, no Teatro Ivaldo Lucena

Veja mais da programação

Quinta-feira (13)
8h – Oficina de Fotografia, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro
8h – Oficina de Condução Turística: Bananeiras: Patrimônio histórico, cultural e belezas naturais, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro
13h – Oficina Confecção de bonecos para animação “Mestre Maestro”, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro
19h – Mostra gastronômica, Espaço Cultural Professor Oscar de Castro

Saiba mais acessando o site institucional da Prefeitura. www.bananeiras.pb.gov.br

 

Assessoria

(Foto:Reprodução/internet)

Programação do Caminhos do Frio em Bananeiras segue nesta terça (11) com Oficinas e Espetáculo Teatral

oficina-fotografiaNesta terça-feira, 11 de agosto, a programação da Rota Cultural Caminhos do Frio, que acontece em Bananeiras até o domingo (16), segue com oficinas e um Espetáculo Teatral.

As oficinas de fotografia, condução turística, confecções de bonecos para animação e de teatro, serão realizadas no Espaço Cultural Oscar de Castro.

Às 08h00 – Oficina I –Fotografia -Sala 1 –

Às 08h00 – Oficina II – Condução Turística: Bananeiras – Sala 2 –

ÀS 13:00 – Oficina III –Confecção de bonecos para animação “Mestre Maestro”

– Sala 1 –

ÀS 13:00 – Oficina IV – Teatro – Sala 2 –

ÀS 20:00 – Espetáculo Teatral: Em Cantos de Maria – Escola Municipal de Artes de Bananeiras -.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Sobre o espetáculo

Já imaginou viver preso em uma gaiola como um passarinho?

O espetáculo “Em Cantos de Maria” – texto de Jucinaldo Pereira e Albanizía Diniz – nos traz essa reflexão. Ele conta a história de Maria, uma jovem que viveu anos isolada em uma casa com a família, porque o pai tinha medo de “soltá-la” no mundo. Quando ele morre, Maria não hesita e foge de casa, para experimentar a tão sonhada liberdade.

A história é contada, ao mesmo tempo, pelas três fases de vida da protagonista. Com isso, o público acompanha a simplicidade com que Maria viveu durante a infância, as descobertas da juventude e as lembranças de uma vida.

“Em Cantos de Maria” é apresentado por 15 alunos-atores da Escola Municipal de Teatro de Bananeiras, que também participaram da criação do roteiro do espetáculo. A direção do professor Jucinaldo Pereira.

O espetáculo traz várias mensagens e o público é quem vai criar essa afinidade. “Acredito que a função do teatro é transformar. O espectador tem que sair da sala de apresentação com algum conteúdo, ele tem que sair pensando. Em cantos de Maria é um espetáculo que vai buscar sua essência na poesia, no tempo, na musicalidade, na forma de ver a vida”, destacou Jucinaldo Pereira.

Assessoria

Espetáculo teatral marca o início do São João Pé de Serra em Bananeiras

são joãoA programação do São João Pé de Serra de Bananeiras, tem como abertura a apresentação do espetáculo teatral; “O auto do São João Menino”. Estreado em 2013 pela EMAB (Escola Municipal de Artes de Bananeiras); “O evento se tornou tão grandioso para o município, que esta já é a III edição e a cada ano se aglomera um número maior de expectador em busca de prestigiar o trabalho”, diz o coordenador e diretor do espetáculo Jucinaldo Pereira.

O Auto do São João Menino é uma livre adaptação do livro Bandeira de São João, de Ronaldo Brito e Assis Lima e conta a história do desaparecimento do sol, que se escondeu deixando a terra triste e escura. O noivo e a noiva precisavam se casar a luz da fogueira, mas se perdem na escuridão. A boneca de milho não amadurece em espiga e os pássaros não cantam mais. Para que tudo se resolva, é necessário achar o sol. 

Como se não bastasse adaptar o livro, foi necessário fazer pesquisa com nossos alunos para inserir personagens e lendas de nossa cidade, como é o caso de Vó Tereza, que homenageia a contadora de história, moradora de Goiamunduba, Dona Terezinha e o pássaro Sou Eu, que povoa na mata de Bananeiras”, explica o coordenador e diretor.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A encenação é feita por crianças e adolescentes da escola de artes e envolve mais de 150 integrantes que variam de 6 a 18 anos de idade. O requisito para participar dos espetáculos promovidos pela prefeitura, é o de estar devidamente matriculado em escola regular e frequentar assiduamente sua instituição. Os alunos participam de oficinas de teatro, danças, música e cenografia nos finais de semana e se envolvem em pelo menos dois grandes espetáculos no ano.

Além do teatro, o espetáculo conta com danças folclóricas e coreografias que resgatam as brincadeiras de crianças e quem assina as coreografias são as professoras Mércia Maria e Ioana Carolina. O figurino e cenografia “busca resgatar o poder das cores fortes, vivas e alegres de nossas festividades juninas”, afirma Valter Araújo, figurinista e cenógrafo do espetáculo.

O espetáculo acontecerá no sábado, 20 de Junho, às 20h, no Colégio Emília de Oliveira Neves e mais uma vez fará a abertura oficial do melhor São João Pé de Serra do mundo.

A programação segue até a terça (23), com shows de Cezinha, os Gonzagas e Waldonys, entre outros, e pode ser conferida no www.bananeiras.pb.gov.br

Assessoria

Bananeiras: Terceiro dia de Caminhos do Frio segue com amostra gastronômica, espetáculo infantil e musical em igreja

teatroNesta terça-feira, 12 de Agosto, a programação do Caminhos do Frio contou com o espetáculo, “O Seminarista”. A peça teatral, encenada por alunos da Escola Municipal de Teatro de Bananeiras, conta a história duas crianças que foram criadas juntas em uma fazenda e que se apaixonaram. Os pais do garoto Eugênio, decidem que ele será Padre. O garoto passa a estudar para realizar os desejos dos pais e a garota segue sua vida com a família. Ao terminar os estudos, Eugênio decide voltar a sua cidade natal, quando é chamado para confessar uma jovem que está morrendo. Eugênio se surpreende ao descobrir que a jovem enferma é sua grande paixão e ao chegar à residência, já a encontra sem vida. O espetáculo, que é um experimento para os estudantes de teatro, é baseado na obra de Bernardo Guimarães.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Após apresentações de teatro de boneco, espetáculo com alunos da Escola Municipal de Teatro, início das oficinas culturais de Técnicas Circenses, contação de história, danças populares e expressão corporal, a programação segue nesta quarta-feira, 13 de Julho, com a apresentação do espetáculo infantil, “Baú de Histórias”, dirigido pelo Everaldo Vasconcelos, a partir das 15h00, e a mostra de gastronomia, a partir das 19h00. Os eventos serão realizados no Espaço Cultural Oscar de Castro. À noite também haverá um musical/instrumental na 1ª Igreja Batista de Bananeiras, a partir das 19h30.

A Programação continua na quinta (14) com o espetáculo, “No Reino da Imaginação”, apresentado no Espaço Cultural, a partir das 15h00, Por-do-sol com a orquestra Lira dos Artistas, em frente ao Colégio Emília Neves, às 16h00 e Lançamento do Livro do Livro “A Botija de Camucá”, de autoria de Ramalho Leite. O lançamento será no Espaço Cultural Oscar de Castro às 19h30.

Saiba mais da programação

Sexta-feira – 15 de Agosto

15h00 – Lançamento dos Livros;

História do Patronato ao Colégio Agrícola nos Seus 90 Anos

Autor: Manoel Luiz Silva

Reencontro com Deus

Autora: Maria Alice de Carvalho Correia

Local – Espaço Cultural Oscar de Castro

 

19h30 – Espetáculo “As Mãos de Eurídice

Direção – Roberto Cartaxo

Local – Espaço Cultural Oscar de Castro

20h30 – Grupo de Danças Folclóricas Serra de Bananeiras com apresentação do Xaxado

Local – Praça Castro Pinto

 

21h00 – Grupo de Danças Folclórico Raízes da Borborema

Local – Praça Castro Pinto

 

Shows musicais – A partir das 22h00

Gitana Pimentel

Flávio Leandro

Os Três

Local – Praça Castro Pinto

 

Sábado – 16 de Agosto

Programação esportiva

08h00 – Trilha Ecológica Bica dos Cocos e Mijônia

Concentração na Praça Epitácio Pessoa

Inscrição – Casa do Turista Ou José Pedro (83) 9146-2989

 

20h30 – Grupo de Xaxado Armado de Lampião (Serraria-PB)

Local – Praça Castro Pinto

 

Programação religiosa

19h30 – Apresentação – Camerata Oitiva

Local – Igreja Matriz N. Senhora do Livramento

 

Shows musicais – A partir das 22h00

Abra dos Zoio

Nando Cordel

Banda Antares

Local – Praça Castro Pinto

 

Domingo – 17 de Agosto

Programação esportiva

08h00 – 2º Pedal do Frio Banana Biker

Concentração na Praça Epitácio Pessoa

Contato: Fernando Amaral (83) 9924-6670

 

19h00 – Lançamento do CD “Em Simples Melodia

Gilvanisa Maia

Local – Espaço Cultural Oscar de Castro

 

CODECOM-Prefeitura de Bananeiras/PB

Prefeitura de Bananeiras apresenta o espetáculo “O Auto do São João Menino”

FRENTEA Prefeitura Municipal de Bananeiras apresentará no próximo dia 19 de Junho, dentro das festividades juninas, o espetáculo O Auto do São João Menino. O espetáculo que é desenvolvido pelos alunos da Escola Municipal de Teatro, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e do SCFV, acontecerá nas dependências da Escola Emília de Oliveiras Neves, as 19 horas.

O espetáculo é apresentado por mais de 100 crianças e adolescentes da cidade e da zona rural, envolvidas na Escola Municipal de teatro, que foi inaugurada em Agosto de 2013. Os alunos da escola tiveram nesse primeiro semestre disciplinas como Expressão Corporal, Técnica Vocal e processo Coreográfico, disciplinas essas, que trabalham a coordenação motora e sensorial, bem como desenvolvem o poder interpretativo e vocal de cada um. A cenografia e figurino também foi elaborado por alunos das disciplinas de Desenho cenográfico e figurino, que integra a Escola Municipal de Teatro, sob a orientação de Valter Araújo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Para o coordenador da Escola de Teatro, Jucinaldo Pereira, o espetáculo O AUTO DO SÃO JOÃO MENINO “é o resultado de uma equipe de professores empenhados e de uma administração que acredita que, onde tem cultura tem desenvolvimento”.

A montagem do espetáculo vai além de uma peça de teatro, é um processo criativo, divertida e cheia de sabedoria, que encantará a platéia com sua história e brincadeiras populares.

Sobre o espetáculo

 

O espetáculo conta a história do desaparecimento do sol, que se escondeu deixando a terra escura e triste. O noivo e a noiva iam se casar, mas se perdem, a boneca de milho não amadurece em espiga e o pássaro, sou eu, não canta mais.  Só há uma maneira de trazer a alegria de volta, realizar o casamento e dançar uma quadrilha: achando o Sol. A história é narrada por uma lendária e conhecida contadora de história de Bananeiras, Dona Terezinha, que com seu jeito único de narrar histórias, termina resgatando as tradições juninas como adivinhações, poesias, brincadeiras e cantigas.

 

Ficha técnica

Texto original: Ronaldo de Brito e Assis Lima

Adaptação e Direção: Jucinaldo Pereira

Iluminação: Marinalva Rodrigues

Cenografia e figurino: Valter Araújo

Processo de Coreográfico: Priscila Cardoso e Valter Araújo

Coordenador do SCFV: Jivago Fialho

Coordenador da Escola de Teatro: Jucinaldo Pereira

CODECOM-Prefeitura de Bananeiras-PB