Arquivo da tag: espancada

Travesti é espancada e corpo é encontrado em Mangabeira

Moradores encontraram neste domingo (7) o corpo de uma travesti com sinais de espancamento. A vítima foi encontrada na calçada da Farmácia Globo, nas proximidades do Complexo Ortotrauma de Mangabeira, o Trauminha. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada ao local e prestou os primeiros socorros a vítima.

Segundo informações preliminares que foram encaminhadas por uma das testemunhas à polícia, o travesti  estava com vários hematomas, o que leva a pensar em espancamento. Já no Trauma, a vítima foi identificada como Francisco Átila Barbosa, 34 anos. Ele permanece na área laranja do Trauma, ainda com desorientação. O estado é estável.

 

clickpb

 

 

Mulher é espancada pelo companheiro durante quatro horas, em Campina Grande

Um homem foi preso nesta quarta-feira (16) suspeito de espancar a companheira por cerca de quatro horas, em Campina Grande. Conforme a Polícia Civil, a mãe da vítima acionou a polícia porque, após as agressões todos ficaram em silêncio dentro da casa.

O homem, primeiramente, levou a companheiro para um terreno baldio. A mãe dela tentou defender a filha, mas também foi agredida. Depois, o suspeito levou a companheira de volta para casa e a espancou por quatro horas.

Quando a mãe da vítima não ouviu mais a voz da filha, se preocupou e chamou a polícia. Quando as equipes chegaram na casa, localizada no bairro da Catingueira, o homem não quis abrir a porta. Quando a polícia conseguiu entrar, a mulher explicou que havia desmaiado.

José Macedo dos Santos, de 30 anos, está preso na Central de Polícia de Campina Grande. A mulher agredida foi atendida em uma unidade de saúde e liberada. A filha dela está internado no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. O estado de saúde dela é considerado estável.

G1

 

Jovem é espancada e esfaqueada ao tentar fugir de assaltantes em Santa Rita, PB

Uma jovem de 18 anos foi espancada e esfaqueada por assaltantes ao tentar fugir de um assalto na noite de quarta-feira (18) no Alto das Populares, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. De acordo com a mãe da vítima, ela foi abordada por cinco homens, por volta das 21h quando retornava para casa, tentou correr, mas foi rendida e agredida.

Os assaltantes espancaram a jovem e desferiram uma facada na cabeça da vítima. Ainda de acordo com relato da mãe da vítima, os suspeitos fugiram levando a bolsa dela. A jovem foi socorrida e encaminhada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Santa Rita.

Por volta das 21h30 de quarta, a vítima foi transferida para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde passou por procedimentos médicos de emergência. De acordo com boletim médico divulgado na manhã desta quinta-feira (19), a jovem segue internada em estado de saúde regular.

A Polícia Militar foi acionada e realizou buscas pelos bairros, mas até as 8h20 desta quinta-feira nenhum dos suspeitos tinha sido localizado.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Por dívida de R$ 30, mulher é espancada e ameaçada de morte em Serraria

Uma mulher foi espancada e ameaçada de morte na cidade de Serraria, Agreste do estado, a 89 km de João Pessoa, por conta de uma dívida no valor de R$ 30. O caso foi denunciado à Polícia Militar por volta das 18h da última segunda-feira (12). O suspeito foi preso.

Segundo o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), com base no relato da vítima, o suspeito estava armado com uma faca peixeira e fez diversas ameaças de morte à mulher, chegando a encostar a ponta da arma no pescoço dela. O suspeito ainda espancou a vítima com socos e pontapés. Segundo apuração dos militares, o homem teria cometido o crime porque a vítima lhe devia R$ 30.

Moradores da cidade presenciaram o crime e socorreram a vítima. A mulher foi levada para um hospital de Serraria, pois apresentava sangramento no nariz e estava com estado de consciência alterado.

A PM foi acionada, mas, ao chegar ao local da agressão, o suspeito já tinha fugido. Equipes então fizeram buscas e conseguiram localizar o suspeito, que foi levado para a delegacia de Polícia Civil em Bananeiras.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Mulher grávida de cinco meses perde bebê ao ser espancada durante assalto em João Pessoa

sireneUma mulher grávida de cinco meses perdeu o bebê ao ser espancada durante um assalto ocorrido neste final de semana em João Pessoa. O fato aconteceu no conjunto Castelo Branco.

De acordo com a polícia, a mulher estava a caminho de casa quando foi abordada por um homem que, simulando está armado com um revólver, anunciou o assalto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A vítima não esboçou qualquer reação e de imediato entregou a sua bolsa onde estavam vários pertences. Mesmo assim, o assaltante passou a lhe espancar e deu vários chutes na barriga dela.

Os moradores escutaram os gritos de socorro da mulher e quando chegaram na rua viram a mulher sendo espancada. Assustado o homem saiu correndo e a polícia foi acionada.

Policiais do Batalhão Ambiental foram acionados, entraram no mangue e conseguiram prender o acusado.

A mulher foi socorrida para a maternidade Cândida Vargas onde recebeu atendimento médico, mas o bebê acabou falecendo.

Paulo Cosme

Vídeo de mulher espancada a pauladas choca internautas

Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Um vídeo de pouco mais de 30 segundos, divulgado no Facebook no último sábado (15), mostra momentos de horror vividos por uma mulher. Ela aparece sendo agredida por um homem com um pedaço de pau.

A identidade das pessoas que aparecem e nem o local onde a agressão aconteceu são desconhecidos. O vídeo já foi assistido mais de 1,2 milhão de vezes e havia sido compartilhado por quase 50 mil internautas até esta segunda-feira (17).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

É possível ouvir um bebê chorando durante as agressões. Ao final, outras pessoas dizem para o homem parar. Pelas imagens, o cabelo dela parece ter sido raspado momentos antes do espancamento.

R7

Professora é espancada por mãe de aluno na frente da diretora de escola

espancadaUma professora de Educação Física foi agredida pela mãe de uma aluna nesta terça-feira (7) em uma escola em São Vicente, no litoral de São Paulo. A vítima, que prefere não se identificar, diz que deu uma bronca nos estudantes da 4ª série após eles terem se machucado durante uma partida de handebol. A jovem, filha da agressora, começou a discutir com a docente, que a colocou para fora da aula. Minutos mais tarde, a mãe da aluna fez ameaças pelo Facebook, foi até a unidade e a agrediu na frente da diretora da escola.

De acordo com a professora, minutos após ela discutir com a estudante, uma postagem feita pela mãe da menina surgiu em sua página no Facebook. Na internet, a agressora dizia que a docente teria praticado bullying contra a menina. “Ela falava que eu tinha xingado a filha dela de ‘gorda e maldita’ e que não ia deixar isso barato. Fiz um ‘print’ da página e fui avisar a minha diretora sobre a postagem. Quando entrei na sala da direção, a mãe já estava lá, falando com as diretoras. Aproveitei e fui me apresentar para a mãe, até para esclarecer tudo. Nessa hora, ela começou a me agredir, pegou um porta-lápis e bateu na minha cabeça. Eu fiquei zonza e caí no chão, então ela começou a me bater e me chutar”, afirma.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Professora agredida diz que não consegue mexer os dedos (Foto: LG Rodrigues / G1)
Professora agredida diz que não consegue mexer
os dedos (Foto: LG Rodrigues/G1)

Após as agressões começarem, as diretoras tentaram separar as duas. “Depois disso, os funcionários colocaram ela para fora. Ela ainda pegou uma pedra e tentou entrar na escola novamente, mas foi embora me xingando e fazendo ameaças. Acredito que a menina possa ter dito para ela que eu a xinguei, logo após tê-la expulsado da aula, mas é um absurdo, professor nenhum pode falar isso”, diz.

A professora trabalha na instituição desde janeiro. Ela diz que ensina Educação Física desde 2006 em cidades da Baixada Santista e que a aluna não era problemática. “A menina é um amor, não dá trabalho, só foi infeliz em querer bater boca comigo, por isso a coloquei para fora da sala de aula”, explica.

A professora chorou ao relembrar a agressão e diz que não sabe se voltará a dar aulas. Ela teve que tomar pontos na cabeça, devido às pancadas que recebeu com o porta-lápis. Também sofreu arranhões nos dois braços, além de não conseguir mexer os dedos da mão direita. Ela irá se apresentar no Instituto Médico Legal (IML) de Santos nesta quarta-feira (8). O caso foi registrado na Delegacia da Mulher de São Vicente, que investigará o crime. Uma manifestação, em defesa da professora agredida, será realizada por alunos da escola.

Mãe de aluna arranhou o braço de professora em São Vicente (Foto: LG Rodrigues / G1)Mãe de aluna arranhou o braço de professora em São Vicente (Foto: LG Rodrigues/G1)

G1

Família é espancada e feita refém dentro de casa durante assalto na Paraíba

Casos de policiaSeis homens armados invadiram uma residência na zona rural de Matinhas, a 140 km de João Pessoa, e espancaram toda a família presente no local. O crime aconteceu na tarde desta quarta-feira (1).  Os homens fugiram levando cerca de R$ 3.100 e uma motocicleta.

Segundo informações do relatório da Polícia Militar desta quinta-feira (2), os suspeitos invadiram a residência armados com espingardas calibre 12 e pistolas e começaram o espancamento. O dono da residência, um senhor de 90 anos, também foi espancado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os homens fugiram levando uma quantia de R$ 3.100 e uma motocicleta. As vítimas foram conduzidas à delegacia onde prestaram depoimento. Durante rondas foi encontrada uma motocicleta abandonada pelos suspeitos no momento da fuga. Até o momento ninguém foi preso.

 

portalcorreio

Estudante espancada em escola passará por cirurgia

Reprodução/Aldo V. Silva
Reprodução/Aldo V. Silva

A estudante de 13 anos espancada na tarde de ontem em frente à escola por outra garota será submetida por uma cirurgia na noite desta quarta-feira. A intervenção, segundo a mãe da vítima, é para reparar lesões na boca, provocada por socos e chutes por parte da agressora. Após avaliação médica, ficou constatado um possível deslocamento do maxilar e afundamento da arcada dentária. A adolescente ainda perdeu vários dentes e ainda sofre com dores pelo corpo.

Em entrevista por telefone, a mãe da menina contou que a filha foi encontrada pelo pai, caída no interior da escola E. E. Hélio Del Cístia, no Jardim São Guilherme, desmaiada após ser empurrada de uma escada.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A vítima foi espancada quando saía da escola, no início da tarde. De acordo com o pai da estudante, a agressora contou com a ajuda de outros adolescentes, que impediram a aproximação de pessoas que tentavam intervir e socorrer sua filha.

As agressões, segundo a mãe, teriam começado do fora da unidade. Para tentar evitar a aproximação das meninas, a diretora teria fechado o portão da unidade, posteriormente aberto pela acusada, de 16 anos, que foi ao encontro da outra menina.

Por meio de nota, a Diretoria Regional de Ensino de Sorocaba informou que a direção da unidade conta com a atuação da Ronda Escolar. Ainda assim, ao tomar conhecimento dos fatos pela própria aluna, que retornou à escola, a direção acionou os pais da adolescente e orientou os responsáveis a registrarem um boletim de ocorrência. Divulgou também que a unidade desenvolve ações de prevenção e combate a conflitos e considera “fundamental que todos os esforços encontrem eco nas comunidades escolares”. A nota informa ainda que a direção da escola e a diretoria regional de ensino estão à disposição dos pais.

 

cruzeirodosul

Jornalista é espancada após criticar ministro na Ucrânia

Rosto de Tetyana Chernovil ficou desfigurado após agressão (Foto: Twitter / Reprodução)
Rosto de Tetyana Chernovil ficou desfigurado após agressão (Foto: Twitter / Reprodução)

Uma proeminente ativista e jornalista foi brutalmente agredida nessa quarta-feira em Kiev, capital da Ucrânia, no último ataque de uma série contra manifestantes e membros da oposição em meio a semanas de protestos pedindo a saída do presidente Viktor Yanukovych e de seu gabinete, de acordo com informações da agência AP.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Centenas de colegas jornalistas e oposicionistas se reuniram perto do Ministério do Interior depois do ataque a Tetyana Chernovil exigindo a renúncia do ministro Vitali Zakharchenko. Alguns seguravam retratos de Chernovil, uma das líderes das grandes manifestações que têm acontecido em Kiev há mais de um mês, desde que o presidente Yanukovych decidiu recusar um acordo de associação política e de livre comércio com a União Europeia para se aliar aos russos.

Tetyana Chernovil, 34 anos, foi atacada quando dirigia até sua casa. Seu carro foi encurralado por outro e, ao tentar fugir, teria sido agredida por vários homens. A jornalista teve uma concussão, além de fraturas no nariz e rosto, de acordo com seu marido, Mykola Berezovy. O incidente aconteceu horas depois de Chernovil publicar um artigo sobre uma residência que estaria sendo construída para o ministro Zakharchenko.

O presidente Yanukovych condenou o incidente e ordenou uma investigação completa. O campeão mundial de boxe e líder oposicionista, Vitali Klitschko, acusou as autoridades de tentar intimidar ativistas e pediu um boicote nacional sobre o governo. “Eles querem paralisar as pessoas com medo. Isso não vai acontecer”, disse Klitschko.

“Nós expressamos nossa preocupação com uma série de eventos similares nas últimas semanas, tendo como alvos indivíduos, propriedade e atividade política”, afirmou em nota a embaixada dos Estados Unidos no país europeu.

Terra