Arquivo da tag: Escovar

Por que é importante escovar a língua diariamente?

Os hábitos de higiene pessoal estão cada vez mais incorporados no nosso dia a dia, isso porque sabemos dos benefícios que eles proporcionam para saúde e bem-estar do corpo.

Atualmente, não existem mais dúvidas da importância da escovação dos dentes e uso regular do fio dental. Porém, muitas pessoas ainda se questionam sobre a escovação da língua, e por isso acabam deixando a prática de lado por não entenderem a necessidade.

A boca é uma região extremamente contaminada por bactérias e a higiene dessa região faz com possamos manter as bactérias em quantidades que não sejam suficientes para nos causar mal. Ou seja, nunca conseguiremos acabar com as bactérias da boca, mas com a higiene, conseguimos mantê-las em uma quantidade que não nos afete.

Da mesma forma que ficam ao redor de todos os dentes, presas através do biofilme bucal, que é como se fosse uma massinha que vai se formando nos dentes, com fácil remoção com escovação constante – mas que pode ficar mais difícil de ser removida se a escovação não for bem feita – essa bactérias também se fixam a língua, que é uma superfície áspera e aderente.

Quanto mais sulcos apresentar a língua, mas resíduos e bactérias ficarão presos a ela. Muitas vezes, a língua fica com uma camada mais esbranquiçada de células descamadas sobre ela, que chamamos de saburra lingual. Isso deve ser removido, melhor ainda, não devemos permitir que se forme. Além disso, a falta de escovação na língua pode causar mau hábito.

Se você está buscando por benefícios de manter a escovação diária da língua, veja abaixo algumas vantagens:

  • Ajuda manter o fluxo salivar, o que muito bom principalmente em idosos que costuma ter uma baixa salivação
  • Livre de bactérias e saburra conseguimos deixar as papilas gustativas aptas para sentir de forma melhor o sabor dos alimentos
  • A língua estando saudável manteremos a sua cor mais rosada.

 

por Milton Sabino

 

 

 

Existe uma maneira correta de escovar os dentes, saiba qual é

EscovarQual a maneira certa de escovar?
Uma escovação adequada deve durar, no mínimo, dois minutos, isto é, 120 segundos! A maioria dos adultos não chegam nem próximos a este tempo. Para ter uma idéia do tempo necessário para uma boa escovação, use um relógio na próxima vez que escovar os dentes.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Escove-os com movimentos suaves e curtos, com especial atenção para a margem gengival, para os dentes posteriores, difíceis de alcançar e para as áreas situadas ao redor de restaurações e coroas. Concentre-se na limpeza de cada setor da boca, da seguinte maneira:

– Escove as superfícies voltadas para a bochecha dos dentes superiores e, depois, dos inferiores.
– Escove as superfícies internas dos dentes superiores e, depois, dos inferiores.
– Em seguida, escove as superfícies de mastigação.
– Para ter hálito puro, escove também a língua, local onde muitas bactérias ficam alojadas.

Que tipo de escova dental devo usar?
A maioria dos dentistas concorda que a escova dental de cerdas macias é a melhor para a remoção da placa bacteriana e dos resíduos de alimentos. As escovas com cabeças menores também são mais adequadas, porque alcançam melhor todas regiões da boca, como, por exemplo, os dentes posteriores, mais difíceis de alcançar. Muitos escolhem a escova elétrica como a melhor alternativa, pois ela limpa com maior facilidade e é particularmente indicada para pessoas que têm dificuldade para higiene bucal ou tem menor destreza manual. Para encontrar a escova Colgate correta para você, clique aqui.

Qual a importância do creme dental na escovação?
É importante que você use o creme dental mais adequado para você. Atualmente existe uma grande variedade de produtos feitos especialmente para combater cáries, gengivite, tártaro, manchas e sensibilidade. Pergunte ao seu dentista qual o tipo de creme dental mais adequado. Para encontrar o creme dental Colgate correto para você, clique aqui.

Quando devo trocar minha escova dental?
Troque sua escova de dentes a cada três meses ou quando perceber que ela começa a ficar desgastada. Além disso, é muito importante trocar de escova depois de uma gripe ou resfriado para diminuir o risco de nova infecção por meio dos germes que aderem às cerdas

 

 

 

Conteúdo oferecido pela © 2012 Colgate-Palmolive Company. Todos os direitos reservados.
Terra

Escovar muito o cabelo antes de dormir não faz bem

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

É provável que você já tenha ouvido de alguém falar (ou até mesmo feito isso) que escovar o cabelo cem vezes antes de dormir é bom para os fios. Esse é um dos grandes mitos sobre cuidados com as madeixas que circulam como se fossem verdades absolutas.

 

De acordo com a terapeuta capilar, Sheila Bellotti, especialista em tratamentos de cabelos danificados, a técnica da escovação repetitiva é uma grande bobagem. “Essa história de cem escovadas foi inventada por alguém, é um mito”, garante. Ou seja, sentar diante do espelho com a escova na mão pode até ser um grande exercício de meditação, mas para as madeixas faz pouco
efeito.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sheila, diretora do centro capilar que leva seu nome, no Rio de Janeiro, garante que esse exagero pode, inclusive, ser nocivo aos fios. “Esse exercício pode até mesmo fragilizar os fios pelo atrito repetitivo”, explica. O que é recomendado pela especialista é pentear os cabelos normalmente e
desembaraça-los antes de dormir para não embolar.

 

Antes de dormir
Há ainda outras precauções que se deve tomar antes de deitar. Uma delas é bastante conhecida: não dormir com os cabelos molhados. “Você tem normalmente fungos e bactérias no couro cabeludo. Ao dormir com os fios molhados, o contato com o travesseiro aquece essa região e esse aquecimento acaba aumentando a proliferação (fungos e bactérias). Outro problema em ir para cama assim é estético, pois a tendência é acordar com as madeixas desgrenhadas e talvez seja necessário lavar novamente para que elas voltem para o lugar.

 

Quem tem cabelos muito longos pode precisar prendê-los para dormir, mas isso também não é recomendado. Presilhas, por exemplo, podem ocasionar lesões no couro cabeludo quando usadas durante o sono. Se usar um elástico próprio para prender os cabelos, ele poderá ficar marcado pelo longo tempo em que é usado.

 

E se necessário prender, não se deve amarrar com muita força. “Quando você puxa o cabelo, a linha frontal se desprende”, explica. Isso acarreta a queda de cabelos. Evite ainda materiais não específicos, como atilhos, que causam sérios danos em qualquer situação.

 

 

 

Canarinho Press
Terra