Arquivo da tag: escola

Ex-zelador é condenado por casos de estupro em banheiro de escola, em João Pessoa

O ex-zelador de uma escola particular foi condenado pela Justiça por participar dos casos de estupro praticados contra crianças e adolescentes dentro do banheiro do colégio. O julgamento aconteceu na última segunda-feira (14), em João Pessoa. A condenação foi de 24 anos e seis meses de reclusão em regime fechado.

No dia 11 de março, três adolescentes foram apreendidos em João Pessoa suspeitos de estuprarem uma criança de oito anos dentro de uma escola particular. As apreensões aconteceram em decorrência de mandados judiciais após processo que tramita em segredo de justiça desde maio de 2018. O ex-zelador suspeito de participar nos estupros foi preso no dia 15 de março.

Pelo menos quatro crianças e adolescentes foram tratadas como supostas vítimas do caso. A investigação seguiu em segredo em justiça.

Primeiro caso

A investigação começou em maio de 2018, com a denúncia da primeira vítima, uma criança de 8 anos, que disse ter sido estuprada dentro do banheiro do colégio Geo. O processo começou a tramitar em segredo de justiça desde o primeiro depoimento.

Os abusos vieram à tona após a mãe de uma das vítimas receber um aviso da escola que comunicava que o filho dela estava indo com muita frequência ao banheiro. Além disso, a criança também passou a ter um “comportamento agressivo e também choroso”. “Em conversa com a mãe, a vítima contou sobre os abusos e a investigação foi iniciada”, disse a delegada Joana D’arc Sampaio.

G1

 

Ameaça de ataque em escola assusta pais de alunos em JP

Uma conta anônima no Instagram fazendo ameaças à escola Papa Paulo VI, em Cruz das Armas, assustou pais de alunos em João Pessoa. O caso veio à tona na manhã desta quinta-feira (17), após a mãe de um aluno fazer a denúncia na TV Arapuan.

A mãe, que não quis se identificar, enviou várias capturas de tela que mostravam uma conta chamada “Massacre Papa Paulo 2k19” fazendo ameaças à escola. As imagens foram encaminhadas à produção do Sistema Arapuan.

Na apresentação do perfil diz que na escola “quem erra é o certo e o certo é o errado”. A descrição continua dizendo que há “drogas, bebida e reprovação. só vê os que acham fracos então tudo isso vai ter volta”

O perfil foi apagado, mas as capturas de tela mostram ainda outras ameaças e até a foto de um revólver.

Denúncia

A mãe disse que se preocupa pelo fato de acreditar tratar-se de um aluno que pode entrar armado na escola.”Daqui que a polícia entre já tem morrido muita gente”, disse. A mulher acrescentou ainda que uma rede wi-fi de dentro da escola teve o nome modificado para ‘massacre dia 17’.

A diretor da escola, Tereza Vidal, contou que já procurou a Polícia Militar e a Secretaria de Educação, além da Comissão das Escolas Cidadãs Integrais. Ela foi orientada a fazer um Boletim de Ocorrência e, em seguida, pediu ajuda à polícia para se fazer presente e dar mais segurança.

“Não podemos entrar em pânico diante de ameaças de internet, pode ser alguém de fora, ou da escola, mas não estamos aqui para julgar, mas sim mostrar os fatos como são. O pânico foi causado pelas famílias e comunidade, mas dentro da escola está tudo tranquilo. A PM está nos ajudando e contribuindo para ter aula normal”, disse.

A diretora destacou que na tarde desta quinta-feira (17) às 14h tem reunião com representantes da Segurança Pública, Educação e Conselho Tutelar para tranquilizar os pais.

O início

As ameaças começaram na sexta-feira (11) e na segunda-feira (14) a diretora procurou a polícia. De acordo com professores pode se tratar de um aluno revoltado, já que ele faz menção ao que está certo ou errado, mas estão todos assustados porque temem que aconteça o que já aconteceu em outros estados e fora do país.

Apesar do temor, os professores esperam que tudo não passe de uma brincadeira, mesmo assim, a polícia continua realizando rondas na escola para tentar coibir qualquer ação má intencionada.

A escola Papa Paulo é tradicional no bairro e atende cerca de 500 alunos da comunidade.

Mais um caso

Esta não é a primeira vez que uma ocorrência do tipo acontece. Na semana passada o Ministério Público abriu um Procedimento Administrativo para promover a coleta de informações a respeito de uma possível ocorrência de atentado em uma Escola no bairro Tambiá, em João Pessoa.

Na ocasião, o procedimento visava coletar informações, depoimentos, certidões e demais diligências necessárias para averiguar um texto deixado no banheiro masculino da Escola Estadual Professor Luiz Gonzaga de A. Burity, no dia 06 de maio.

A responsável por este caso é a promotora de Justiça de João Pessoa Gardênia Cirne de Almeida.

paraiba.com.br

 

 

Jovem derruba portão de escola com carro após discussão com namorada, em João Pessoa

Um jovem derrubou o portão de uma escola pública com um carro, na manhã desta quarta-feira (9), no bairro de Tambiá, em João Pessoa. O caso aconteceu depois de uma discussão com a namorada dele, que é aluna da Escola Estadual Maria Geny.

De acordo com as informações da Polícia Militar, após a aluna entrar na escola, o namorado bateu o carro no portão, chegando a derrubá-lo. Depois ele foi embora ameaçando as pessoas da escola. Uma funcionária da escola contou que a aluna teve uma discussão com o namorado ainda no carro, antes de entrar na escola.

A Secretaria de Estado da Educação informou que o caso foi um incidente isolado e que a escola tomou as providências cabíveis no momento do ocorrido. “A polícia vai garantir a segurança na escola, inclusive nas imediações”, informou a assessoria de comunicação da Secretaria.

O portão foi colocado no lugar, mas quando a Polícia Militar chegou ao local o jovem já havia ido embora e a aluna dele não estava mais na escola. Os alunos foram liberados e as aulas foram suspensas. O jovem ainda não foi encontrado pela polícia até as 14h10.

G1

 

Menino suspeito de planejar ataque a escola no Sertão da Paraíba é ouvido pela polícia

A Polícia Civil ouviu em depoimento um menino suspeito de ameaçar atacar uma escola particular em Cajazeiras, no Sertão paraibano, nesta quarta-feira (11). A informação foi repassada ao ClickPB pela assessoria de comunicação da Polícia Militar da Paraíba.

O assunto teria viralizado no WhatsApp e chamado atenção das autoridades policiais e da população do Sertão.

O delegado Glauber Fontes, que comanda a 24º Área Integrada de Segurança Pública (AISP), informou ao ClickPB que o diretor da escola esteve na delegacia de Cajazeiras para falar sobre o caso.

As primeiras informações são de que a instituição suspendeu as aulas de hoje. Os pais do menino teriam sido chamados à escola para conversar sobre a situação.

 

 

clickpb

 

 

Boa escola fertiliza verdades eternas

AS ESCOLAS PARA O SÉCULO 21 NÃO DEVEM ATROPELAR CONHECIMENTOS DO SÉCULO 19! SEM O PRÉVIO DOMÍNIO DO RIGOR LÓGICO, A IMAGINAÇÃO É SOMENTE DEVANEIOS!

As investigações educacionais afirmam que a escola brasileira perdeu o bonde da história ou pegou o trem errado. No Brasil, a escola pública foi desenhada para atender a revolução industrial, quando se queria obediências e respostas certas.

Tal escola, não promove os voos da imaginação requeridos no século 21. É preciso ultrapassar a situação indesejável para criar o futuro desejado.

É necessário e urgente a adoção de medidas que sejam capazes de ultrapassar a fase atual e criar a realidade desejada, livre do falso ensino baseado em avaliações de falso ou verdadeiro, pois este sistema robotiza o estudante.

Quando Einstein proclamou as virtudes da imaginação, já possuía um doutorado em Física pela admirada e famosa Universidade de Zurique, na Suíça.

Ele jamais subestimou a relevância do rigor científico, e até hoje o cotidiano realista das ciências apoia-se no Princípio da Causa e Consequência.

Pensamos com palavras. Quem não souber usá-las com rigor, não saberá pensar proativamente. As respostas certas e únicas fazem parte do processo que ajuda aprender a usar as palavras.

Da tabuada, até os algoritmos de programação mais avançados, existem regras que não admitem subjetivismos, pois sabemos que algo pode estar certo ou errado, porque nada poderá estar certo e errado, simultaneamente.

AS ESCOLAS PARA O SÉCULO 21 NÃO DEVEM ATROPELAR CONHECIMENTOS DO SÉCULO 19 SEM O PRÉVIO DOMÍNIO DO RIGOR LÓGICO, A IMAGINAÇÃO É SOMENTE DEVANEIOS.

 

 

 

Adolescente suspeito de agredir funcionário de escola com faca é apreendido em Guarabira

Um adolescente suspeito de ato infracional semelhante à lesão corporal que teria agredido com uma faca um inspetor da escola onde estuda, na cidade de Pilõezinhos, foi apreendido por policiais militares e civis na tarde desta quarta-feira (21), no Alto da Boa Vista, em Guarabira. A guarnição do comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), juntamente com o GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Policia Civil, recebeu uma informação de que o adolescente que teria agredido o funcionário da escola, localizada no Sítio Amarelinha, estaria em Guarabira. Os policiais foram até o endereço informado e conseguiram localizar o adolescente, que foi apreendido e conduzido à delegacia.

Em uma operação conjunta também envolvendo os policiais militares e civis, um homem com mandado de prisão em aberto por associação ao tráfico foi preso na sua residência, localizada no centro da cidade de Belém. Após levantamentos feitos, os policiais chegaram até o acusado, que foi localizado e preso, em seguida, conduzido à delegacia.

DURANTE A MADRUGADA – Os policiais foram acionados para atender a uma ocorrência na qual a solicitante informou haver um indivíduo muito agressivo na UPA de Guarabira. De imediato, a guarnição foi até o local e, ao chegar, se deparou com o suspeito, que estava gritando e causando tumulto. Mesmo a esposa estando sendo atendida, ele continuava bastante alterado, querendo agredir o segurança. Diante disso, as partes envolvidas foram conduzidas à delegacia.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Adolescente ataca alunos com golpes de machado em escola no Rio Grande do Sul

Um jovem invadiu com uma machadinha o Instituto Estadual Educacional Assis Chateubriand, em Charqueadas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, e deixou cinco alunos e uma professora feridos, no começo da tarde desta quarta-feira (21). Um jovem de 16 anos está sendo identificado com autor do atentado. Segundo a polícia, ele entrou na escola portando gasolina e uma “machadinha”, ameaçando alunos e funcionários. Uma professora ficou ferida e dois alunos. Todos encaminhados para o Hospital de Charqueadas e não correm risco.

Segundo a Brigada Militar, o homem fugiu e está sendo procurado. Não se sabe ainda, ao certo, qual a idade dele.

A BM acrescentou que os estudantes não tiveram ferimentos graves e foram encaminhamos para o Hospital de Charqueadas. A instituição informou que eles não correm riscos.

A Secretaria Estadual de Educação informou que está se deslocando para a escola. Segundo a pasta, a direção do colégio informou que um adolescente, que não seria aluno da instituição, jogou um coquetel molotov dentro do pátio. Eles não têm informações de feridos.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), informou que o vice, Ranolfo Vieira Júnior, está se deslocando para a escola.

 

clickpb

 

 

Escola é interditada em Araruna, PB, após vistoria dos Bombeiros e Ministério Público

Uma escola municipal na cidade de Araruna, cidade a 220 km de João Pessoa, foi interditada por falta condições estruturais e risco à integridade dos alunos. A interdição ocorreu na quarta-feira (17) após fiscalização do Corpo de Bombeiros e do Ministério Público da Paraíba. Após a interdição, a promotoria solicitou a realocação dos alunos, que têm entre quatro a 11 anos, para a escola mais próxima.

A escola municipal Nossa Senhora da Luz fica localizada na zona rural de Araruna. Entre os problemas encontrados na visita, estavam a falta de vigia no local e a presença de cisternas sem tampas, oferecendo risco de acidentes aos estudantes. A fiscalização aconteceu após uma denúncia firmada pelos pais dos alunos junto à promotora de Justiça de Araruna, Gláucia Maria de Carvalho Xavier.

De acordo com a promotora, a maior parte das crianças estudavam em uma outra escola mais próxima da localidade onde moram, mas foram transferidas para escola Senhora da Luz, que fica a 3 quilômetros do local em que vivem, após uma decisão tomada pela secretaria de educação de Araruna.

O secretário de educação de Araruna, Francisco Santos, explicou ao Ministério Público que a transferência dos alunos foi decidida junto com os pais no início do ano e que o transporte escolar é ofertado a todos os estudantes da escola vistoriada. Ainda de acordo com a prefeitura, as providências em relação à cisterna aberta estão sendo tomadas.

Ainda de acordo com o laudo técnico emitido pelo Corpo de Bombeiros, além dos problemas iniciais, foi constatado que calçada de entrada da escola está muito danificada, a presença de maribondos nos telhados de salas de aula, a falta de extintores de incêndio, saídas de emergência e problemas na instalação elétrica.

“Em virtude dessas pendências, faz-se necessário que as atividades escolares fiquem suspensas até que as irregularidades sejam sanadas”, informou a promotora Gláucia Maria de Carvalho Xavier.

A Promotoria também determinou que o município providencie, no prazo de 30 dias, as medidas cabíveis para adquirir uma unidade extintora para a escola e afixar no local indicado; para adequar a entrada da unidade de ensino interditada, de forma a garantir a acessibilidade ao prédio e para isolar e demolir o acesso às cisternas existentes na escola, de acordo com o laudo técnico emitido pelo Corpo de Bombeiros, sob pena de adoção das medidas administrativas, cíveis e criminais cabíveis.

Foto: Divulgação/Ministério Público da Paraíba

G1

 

Prorrogadas as inscrições dos Prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT) prorrogou até o dia 19 de julho as inscrições para os prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor. O objetivo é possibilitar a participação do maior número de professores e gestores. A prorrogação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) no dia 13/07/2019.

As inscrições, que iniciaram no dia 29 de junho, poderão ser feitas exclusivamente no endereço eletrônico: http://www.see.pb.gov.br/premios. Podem participar professores e gestores em exercício na rede pública estadual da Educação Básica.

Os professores devem ter carga horária de sala de aula registrada no Sistema de Acompanhamento Pessoal (SAP) e estarem lotados em escolas da rede pública estadual da Educação Básica.

A inscrição será exclusivamente por meio de preenchimento de formulário eletrônico, sendo obrigatório que o professor e o gestor escolar informem o e-mail que utiliza no Sistema SABER.

Através do formulário o candidato envia o seu projeto como professor, no caso do Mestres da Educação, e o Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP), no caso do Escola de Valor, elaborados para o ano de 2019, em consonância com os requisitos estabelecidos no item 4 do Edital. Este procedimento é condição indispensável para a emissão do comprovante com número que identifica e confirma a inscrição do professor no Prêmio Mestres da Educação e da escola no Escola de Valor.

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia disponibiliza guia de orientação para elaboração dos documentos exigidos nos editais que regem os Prêmios. O guia está disponível no novo site dos prêmios, ou pode ser acessado diretamente através do link: http://www.see.pb.gov.br/premios/guia.

A homologação da inscrição dos professores e das escolas públicas nos prêmios ocorrerá no dia 19 de julho de 2019, no endereço eletrônico: http://www.see.pb.gov.br/premios e dar-se-á após confirmado o envio do projeto do professor e do PIP da escola no ato da inscrição.

Os prêmios são uma iniciativa do Governo do Estado que consistem no fomento, seleção, valorização e premiação das experiências administrativas e práticas pedagógicas exitosas, resultantes de ações integradas e executadas por profissionais de educação em exercício e lotados nas escolas públicas estaduais de Educação Básica, e que, comprovadamente, estejam tendo sucesso no enfrentamento dos desafios no processo de ensino e de aprendizagem.

Em 2019, os prêmios farão alusão ao Ano Cultural Jackson do Pandeiro. Em 2018, 212 professores receberam as duas premiações que garantiram o 14º e 15º salários.

As demais orientações estão nos editais, que podem ser acessados no endereço eletrônico dos Prêmios ou através dos links: Mestres: http://www.see.pb.gov.br/premios/edital-mestres-da-educacao, Escola: http://www.see.pb.gov.br/premios/edital-escola-de-valor.

PB Agora

 

 

Abertas inscrições para Prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor

As inscrições para os Prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor 2019 da Rede Estadual de Ensino da Paraíba estão abertas e vão até o dia 12 de julho de 2019 no site responsável. Podem participar professores e gestores em exercício na rede pública estadual da Educação Básica.

Os professores devem ter carga horária de sala de aula registrada no Sistema de Acompanhamento Pessoal (SAP) e estar lotados em escolas da rede pública estadual da Educação Básica. A inscrição será exclusivamente por meio de preenchimento de formulário eletrônico, sendo obrigatório que o professor e o gestor escolar informem o e-mail que utiliza no Sistema Saber.

Por meio do formulário, o candidato envia o seu projeto como professor, no caso do Mestres da Educação, e o Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP), no caso do Escola de Valor, elaborados para o ano de 2019, em consonância com os requisitos estabelecidos no item 4 do Edital. Este procedimento é condição indispensável para a emissão do comprovante com número que identifica e confirma a inscrição do professor nos  Prêmios Mestres da Educação e da escola no Escola de Valor.

A Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia disponibiliza guia de orientação para elaboração dos documentos exigidos nos editais que regem os Prêmios. O guia está disponível no novo site dos prêmios, ou pode ser acessado diretamente por meio do link.

A homologação da inscrição dos professores e das escolas públicas nos prêmios ocorrerá no dia 19 de julho de 2019, no endereço eletrônico, após confirmado o envio do projeto do professor e do PIP da escola no ato da inscrição.

Os prêmios são uma iniciativa do Governo do Estado que consistem no fomento, seleção, valorização e premiação das experiências administrativas e práticas pedagógicas exitosas, resultantes de ações integradas e executadas por profissionais de educação em exercício e lotados nas escolas públicas estaduais de Educação Básica, e que, comprovadamente, estejam tendo sucesso no enfrentamento dos desafios no processo de ensino e de aprendizagem.

Neste ano, os prêmios fazem alusão ao Ano Cultural Jackson do Pandeiro. Em 2018, 212 professores receberam as duas premiações que garantiram o 14º e 15º salários.

 

 

portalcorreio