Arquivo da tag: erros

Erros de arbitragem ajudam, e São Paulo goleia o Santo André

são pauloEm uma tarde de arbitragem polêmica no Morumbi, o São Paulo manteve o conforto na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista. Beneficiado pelo erro do trio comandado por Luiz Flávio de Oliveira em dois gols, o time comandado por Rogério Ceni goleou o Santo André pelo placar de 4 a 1, com gols de Cícero, Cueva, Luiz Araújo e Gilberto.

Os erros da arbitragem ocorreram no primeiro e terceiro gols da equipe tricolor. Cícero abriu o placar, com apenas 5min de jogo, em posição irregular (2,13m adiantado, mais precisamente). Na etapa complementar, aos 30min, a bola desviou no braço de Luiz Araújo antes de balançar as redes.

Além dos dois gols irregulares, o São Paulo, que dominou completamente a primeira etapa e acordou novamente na parte final do jogo após as entradas de Thiago Mendes e Wellington Nem, contou com mais uma boa exibição dos setores mais ofensivos para alcançar os 14 pontos – são quatro de vantagem em relação ao Linense, vice-líder do Grupo B.

O Santo André, em contrapartida, permanece com apenas seis pontos, na terceira posição do Grupo C.

Agora, o São Paulo volta a se concentrar na Copa do Brasil, antes de encarar o clássico com o Palmeiras, no próximo final de semana. Na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), a equipe comandada por Rogério Ceni encara o ABC-RN, novamente no Morumbi.

Quem foi bem: Luiz Araújo

O grande garçom da tarde de futebol no Morumbi. A jovem revelação da equipe tricolor distribuiu assistências para os dois gols da equipe da casa. No primeiro, ele cruzou para Cícero completar. No segundo, passe preciso para Cueva ampliar ainda na etapa inicial. Na etapa complementar, o camisa 31 ainda deixou a sua marca para definir o resultado.

Quem foi mal: Sidão

O goleiro são-paulino terminou a tarde como um ponto negativo do time. Sidão falhou no gol anotado pelo Santo André ao deixar escapar a bola em plena pequena área. O erro comprometeu a atuação individual e assustou o público, acostumado a um duelo tranquilo até então.

Estreia diante da torcida

O confronto deste domingo marcou a estreia do meio-campista Jucilei como titular do São Paulo. O jogador atuou em frente ao setor defensivo e permaneceu em campo até a metade da segunda etapa, quando Rogério Ceni promoveu a entrada de Wellington, inscrito no Paulista somente na última sexta-feira.

São Paulo sobra no 1º tempo

Mesmo com nomes importantes como Lucas Pratto no banco de reservas, a equipe de Rogério Ceni encontrou pouca dificuldade para alcançar a segunda vitória consecutiva na temporada. Com velocidade pelas pontas – e beneficiado pelo entrosamento repentino de Júnior Tavares e Luís Araújo pela esquerda -, o São Paulo dominou o Santo André durante todo o primeiro tempo.

Ah, a arbitragem…

Embora dominante desde o primeiro minuto, o São Paulo chegou à vantagem por intermédio de um gol irregular. Muito adiantado em relação à linha da bola, Cícero aproveitou cruzamento rasteiro para fazer 1 a 0 no Morumbi. O erro do trio de arbitragem, na internet, não passou despercebido.

Ah, a arbitragem (2)

O terceiro gol do São Paulo, responsável por determinar o resultado final da partida, também saiu de maneira irregular. A bola desviou no braço de Luiz Araújo antes de cruzar a linha do gol do Santo André. Imediatamente ao gol, o time andreense tratou de reclamar com a arbitragem; em vão, pois Luiz Flávio de Oliveira ignorou complemente os questionamentos.

Velhos problemas

O sistema defensivo do São Paulo voltou a preocupar o torcedor neste domingo. O lance do gol do Santo André, anotado por Leonardo, contou com a falha de diversas alas do time do Morumbi. Primeiramente, o posicionamento na bola aérea, com Buffarini perdendo a disputa. Por fim, Sidão deixou a bola escapar nos pés do jogador adversário.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 4 X 1 SANTO ANDRÉ

Local: Estádio Cícero Pompéu de Toledo, no Morumbi, em São Paulo
Data: 5 de fevereiro de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Alex Alexandrino e Leandro Matos Feitosa
Público: 20.694 espectadores
Renda: R$ 558.115,00
Cartão Amarelo: Lugano, Cueva e Gilberto (São Paulo)

Gols:
SÃO PAULO: Cícero, aos 4 minutos do 1º tempo, e Cueva, aos 26 minutos do 1º tempo; Luiz Araújo, aos 30 minutos do 2º tempo
SANTO ANDRE: Leonardo, aos 15 minutos do 2º tempo

SÃO PAULO: Sidão; Buffarini, Lugano, Douglas e Junior Tavares; Jucilei (Wellington), Araruna (Thiago Mendes) e Cícero; Cueva (Wellington Nem), Luiz Araújo e Gilberto
Técnico: Rogério Ceni

SANTO ANDRÉ: Zé Carlos; Cicinho (Jean), Reniê, Leonardo e Baraka; Fernando Neto, Claudinho, Dudu Vieira e Henan; Eduardo Ramos (Paulinho) e Serginho (Edmilson)
Técnico: Sérgio Soares

Uol

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Os erros que toda mulher comete ao se arrumar

maquiagemQuando a mulher vai se arrumar para sair, alguns erros básicos podem acabar com a produção. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas para você não errar mais. Confira:

1. Vestimenta “nada a ver”

Ou seja, aquela que não tem “nada a ver” com o local onde você vai/está. Por exemplo, se você vai fazer um passeio em uma fazenda não faz qualquer sentido ir de salto. A não ser que você queira ficar presa na terra. O mesmo acontece com locais onde as ruas são de paralelepípedos. Busque, sempre, saber para onde vai, como é o lugar, e o clima, antes de programar o que vai vestir.

2. Se arrumar em cima da hora

Talvez um dos erros mais comuns das mulheres, demorar demais para se arrumar, acabar se atrasando e não fazer o que é preciso. Por exemplo, escolha sua roupa com antecedência. Assim, poderá escolher acessórios, sapatos e maquiagem, também, com antecedência. Sem passar apuros nem vergonha por estar atrasada. Lembre-se, a pressa é inimiga da perfeição.

3. Não usar acessórios, ou acessórios demais

Por mais que você seja perfeita sem qualquer acessório, qualquer pequeno detalhe te dará um brilho a mais, seja um colarzinho, ou uma pulseira, um relógio, um cachecol. Apenas se lembre não de usar coisas demais, ou o visual ficará poluído.

4. Tipo de material

Como dissemos, para estar sempre bem arrumada, você não precisa usar roupas de marca, mas a qualidade do material que a roupa é feita conta muito. Por isso, ao comprar uma roupa tente escolher materiais como chiffon, seda, lã, algodão, jeans… Além de se sentir mais confortável nesses materiais, são mais baratos.

5. Cores

Não apenas as cores, mas também o estilo. Se você é do tipo de pessoa que não tem tempo, ou vontade, de aprender regras de combinação de cores, opte pelo básico, usando cores intensas (azul, vermelho, esmeralda, marsala…), além dos tons pastéis e o famosinho preto e branco. Também é importante dar valor às cores que realçam seu tom de pele.

6. Mostrar pele demais

Assim como as roupas apertadas não são nada sexy, as roupas com “pouco pano”, ou seja, com decotes muito grandes, ou muito curtas, não são sinônimos de sexy. Para não errar feio, siga a regra básica do mostrou aqui escondeu ali. Simples, se está usando um decote evite saias muito curtas, e vice-versa.

7. A lingerie errada

Isso quer dizer, pequena demais, grande demais, fazendo com que a peça não sirva a seu propósito. Além de ficar com um aspecto estranho, são desconfortáveis.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Corrija os erros de postura que favorecem a dor nas costas

dirigirSedentarismo, obesidade e fumo são alguns hábitos que favorecem as dores na região lombar e na coluna cervical (pescoço). No entanto, a principal vilã desse desconforto é a má postura adotada em diversos momentos do nosso dia. Hérnia de disco, escoliose e lombalgia são apenas alguns dos problemas decorrentes da postura inadequada. Pensando nisso, conversamos com especialistas, que deram dicas sobre como posicionar sua coluna corretamente em diversas atividades:

No carro

“A postura ideal no carro é sentada com o apoio completo da coluna vertebral”, afirma o ortopedista Luciano Pellegrino, da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Para que isso ocorra, devemos nos sentar com a coluna lombar e os glúteos totalmente apoiados no banco. Segundo a fisioterapeuta Thaís Vasconcelos Coutinho, da clínica Colunar, em São Paulo, o corpo deve ficar o mais próximo de um ângulo de 90 graus, e o encosto da cabeça deve estar alinhado. “Os joelhos precisam estar na mesma altura dos quadris, não podem ficar muito dobrados e devem estar a uma distância em que seja possível alcançar os pés nos pedais”, diz. Os braços no volante não devem ficar muito elevados, pois isso aumenta a tensão nos ombros. “Sabendo que a posição sentada aumenta a sobrecarga na coluna, devemos ter um cuidado especial, pois uma postura inadequada pode gerar dores ou até mesmo complicações mais severas”, completa Thaís. Os especialistas afirmam que a má postura ao dirigir pode gerar hérnia de disco, escoliose, dores na lombar e coluna cervical, além de dores nos membros inferiores e superiores.

Usando o computador

Nos dias atuais, em que a tecnologia cabe na palma da mão, as queixas de dores em coluna cervical vêm aumentando, em função do longo período em que as pessoas passam em posição de flexão – uma vez que a tela fica em uma posição muito abaixo do nível dos olhos. “Quando utilizamos o computador no sofá ou cama, com toda certeza não será possível ficar em uma boa postura e provavelmente ao desligar o computador você sentirá dor em alguma parte do corpo”, declara a fisioterapeuta Thaís. Mas a dor não é o maior dos problemas que esse hábito pode causar: além da hérnia de disco, o sujeito estará propenso a desenvolver ou agravar um quadro de escoliose, aumentar a tensão muscular, desalinhamento de vértebras, entre outras situações.

Por isso, sempre que usar o computador, esteja sentado. “Primeiro fique em pé e coloque as duas mãos no glúteo, depois passe para a posição sentada ‘empinando o bumbum’ e tire as mãos do glúteo”, conta Thaís. Sua coluna deve estar alinhada, encostada por inteiro na cadeira. “Suas pernas devem formas o ângulo de 90 graus os pés devem estar apoiados no chão, nunca cruzados”, lembra a especialista. Por fim, evite sentar em cima das pernas e mantenha a tela do computador na linha dos olhos, pois se estiver baixo ou alto demais pode aumentar a tensão da musculatura, aumentando o risco de patologias. A altura da mesa e cadeira também é importante, é preciso que sejam reguladas de acordo com sua altura e necessidade. Os braços precisam estar apoiados nos apoiadores da cadeira e os ombros longe das orelhas. O punho deve ficar neutro, pois se estiver apoiado no mouse de forma incorreta pode causar tendinite e outras patologias – uma dica é utilizar um apoio para punho. “Não se esqueça de fazer alongamentos e levantar-se periodicamente.”

Na cama

A postura correta para dormir é muito importante. “De uma forma geral, as melhores posições para dormir são deitado de lado ou deitado sobre as costas”, afirma o ortopedista Luciano. Nessas duas posições as curvaturas fisiológicas da coluna vertebral são mantidas, evitando quadros dolorosos. “Apesar da posição de dormir em decúbito ventral (de bruços) ser a preferida de muitas pessoas, nesse posicionamento existe maior chance de haver contraturas e dores musculares, principalmente na coluna cervical, por não manter adequadamente o alinhamento fisiológico da coluna.”

A fisioterapeuta Thaís completa dizendo que o travesseiro não pode ser muito alto, para não aumentar a curvatura da coluna cervical, e nem muito baixo – deve estar na metade do ombro. “Além disso, para a coluna lombar ficar mais neutra na posição de lado, deve ser colocado um travesseiro entre os joelhos e deixar o quadril flexionado próximo a 90 graus.”

Se optar por dormir de barriga para cima, não se esqueça de colocar travesseiros ou um rolinho (pode ser improvisado com edredom) embaixo dos joelhos, de modo que sua coluna vertebral fique encostada por inteiro no colchão.

Não se esqueça de que além da boa postura para dormir, também precisamos ter uma boa postura ao levantar da cama. “Vire primeiro de lado, depois coloque as pernas para fora e usando a força dos braços e contraindo o abdômen levante-se devagar”, diz Thaís.

Fazendo uma refeição

Assim como devemos ter uma postura adequada usando o computador, sentar-se a mesa também exige a postura sentada correta. “Durante as refeições é muito importante o ajuste correto da cadeira junto à mesa, por isso, evite fazer uma refeição no sofá ou na cadeira sem uma mesa de apoio”, explica o ortopedista Luciano. A altura da cadeira deve ser condizente com a altura da mesa e a coluna deve estar totalmente apoiada no encosto. “Tente manter a coluna alinhada, sem ficar realizando muitas inclinações para frente e na hora de levar a comida à boca, traga a comida até você, de forma que você só precise se inclinar um pouco”, completa a fisioterapeuta Thaís.

Carteiras escolares

Também é importante se preocupar com a postura, principalmente em sala de aula, pois alunos costuma passar muito tempo na mesma postura. “Para aqueles que têm filhos pequenos é preciso orientá-los desde cedo sobre a boa postura, pois a maioria das crianças já começa a sentar de forma incorreta desde cedo e, como estão em período de crescimento, a má postura em geral pode causar escoliose, que é o desvio da coluna vertebral”, alerta a fisioterapeuta Thaís Coutinho, da Colunar. A postura errada pode fazer com que o sujeito tenha desgaste das vértebras, dos discos e das articulações, podendo causar distensões dos ligamentos e desequilíbrio muscular no futuro.

Durante uma aula a nossa tendência é relaxar na cadeira e assumir um postura semissentada ou semideitada. Esse posicionamento é muito ruim para a região da coluna lombar e pode levar a sintomas dolorosos. “É preciso sempre sentar de forma reta na cadeira e com bom apoio de todas as curvaturas da coluna vertebral”, explica o ortopedista Luciano. Deve-se evitar sentar sobre alguma perna ou somente sobre um glúteo, pois isso determina dores musculares. “Outra orientação importante é observar a altura da mesa e o posicionamento correto dos livros, que não podem estar muito baixos nem muito altos – a altura ideal é próxima a altura dos olhos, para evitar movimentos de hiperflexão ou hiperextensão da coluna cervical.”

Brincando com crianças ou animais

“Essa é uma causa frequente de lombalgia nos consultórios”, afirma Luciano. Segundo o especialista, o ato de brincar com as crianças ou pets é muito saudável e não deve ser evitado – entretanto, devemos assumir uma postura correta nesse momento. “A melhor forma é sentar diretamente no chão ou em algum banquinho junto à criança para evitar ficar abaixado para alcançá-la”, explica. Quando isso for necessário, a melhor forma é mantermos a coluna reta e descer flexionando apenas os joelhos. “Outra situação que deve ser evitada é a torção exagerada do tronco para os lados, com movimentos repetitivos, evitando a sobrecarga da coluna. ” A fisioterapeuta Thaís lembra que sempre é importante contrair o abdômen quando colocar a criança próxima ao corpo para carregá-la, de forma a não sobrecarregar os membros superiores.

Enquanto andamos

Os problemas de uma má postura na posição em pé são similares aos da postura sentada, podendo gerar desalinhamento em quadril e a porção final da coluna, dores em membros inferiores, lombalgia, etc. A fisioterapeuta Thaís afirma que devemos estar o mais alinhado possível quando caminhamos. “A cabeça deve estar ereta e os ombros em linha reta. Para proteger a coluna vertebral, tente manter o abdômen em contração”, afirma. Os quadris devem acompanhar as passadas para frente e para trás, assim como os membros superiores devem movimentar-se junto com o andar das pernas. “Ao pisar o calcanhar tem de ser o primeiro a tocar o chão, depois a planta e por último a ponta do pé, que irá auxiliar no impulso.”

minhavida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Fuja dos seis erros mais comuns na hora de fazer musculação

agachamentoUma das queixas mais comuns da prática da musculação é a da demora para o resultado esperado aparecer. Seu corpo precisa de tempo para responder ao treino, mas se após semanas você não sente os efeitos dos exercícios, o problema pode estar na maneira que você está executando o seu treino. As pessoas que já se exercitam e, principalmente, os iniciantes, costumam cometer erros que interferem no ganho de massa muscular e no emagrecimento. A seguir, conheça os 6 erros mais comuns cometidos durante os exercícios de musculação.

1.Deixar as costas curvadas
É essencial ficar atento à postura durante a prática dos exercícios. “O ideal é deixar a coluna ereta durante a execução dos movimentos para não causar lesões e sobrecarregar as articulações”, explica a personal trainer Paula Loiola. Além disso, muitos problemas de dores nas costas são causados pela má-postura.

Musculação - Foto Getty Images
Musculação

2.Apertar demais a barra do aparelho
Quem força excessivamente as mãos nas barras por achar que isso gera melhores resultados deve tomar cuidado. O principal problema desse erro é o risco de sobrecarregar as articulações.

Segundo o personal trainer Edson Ramalho, essa atitude só cansa as mãos, causando dores e fadiga nos antebraços. “O ideal é envolver a mão por completo na barra (os 5 dedos encaixados), e segurando sem forçar, apenas repousando os dedos”, explica o especialista.

3.Apressar as repetições nas séries
Se você é todo apressadinho na hora de realizar as repetições no aparelho ou com os pesinhos, fique atento para o que dizem os especialistas. “A velocidade moderada nas séries contribui para um trabalho mais eficiente, enquanto a rapidez descontrolada pode fazer com que você tenha fadiga muscular e não consiga terminar o treino”, adverte Paula Loiola.

Para o trabalho de hipertrofia, por exemplo, você só alcançará resultados se fizer os exercícios numa velocidade mais baixa. Além disso, apressar as repetições faz com que você respire errado, interferindo na circulação sanguínea.

Musculação - Foto Getty Images
Musculação

4.Usar o aparelho de abdominal sem nunca ter fortalecido o abdômen
O grande problema desses aparelhos é que eles sobrecarregam a sua coluna lombar e, a longo prazo, isso causa problemas de postura ou lesões. “Comece com uma dieta balanceada e uma série de abdominais no chão para tonificar a barriga”, diz Edson Ramalho.

Quem já não é mais principiante na academia pode usar o aparelho, desde que com acompanhamento para não fazer o movimento errado colocando força em músculos que não devem ser utilizados no exercício.

5. Não ajustar os aparelhos de acordo com seu biótipo
Lembre-se de adequar os aparelhos de acordo com seu peso e altura sempre que for usá-los. Se estiverem mal ajustados, além comprometer a biodinâmica do exercício, trazem consequências como prejudicar a coluna lombar, forçar o músculo excessivamente e favorecer lesões.

6.Fazer a mesma série de exercícios sempre
A personal trainer Paula Loiola explica que o corpo precisa de estímulos para continuar obtendo resultados eficazes, por isso, é importante modificar as cargas, as séries e o treino para avançar na busca dos objetivos.

Fuja da monotonia. Na academia, questione o seu professor quando haverá a mudança do seu treino.

minhavida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Não force o bebê a comer; veja outros erros da introdução alimentar

(Foto: Mayara Netto/Fotografia com Sentimento)
(Foto: Mayara Netto/Fotografia com Sentimento)

A regra de ouro da alimentação infantil é nunca forçar a criança a comer. Ela vale também para os bebês, que estão começando a conhecer outros sabores além do leite materno.

A consultora em comportamento alimentar, Fabiolla Duarte, criadora do Colher de Pau, diz que alguns erros da introdução alimentar do bebê podem afetar a sua relação com a comida no futuro.  Entre os principais erros estão forçá-lo, distraí-lo ou iniciar a introdução antes do tempo.

Ela também critica pais que usam de barganha ou chantagem para fazer a criança comer. “Isso tudo, quando usado sistematicamente, causa sérios danos no comportamento alimentar.”

Para tranquilizar pais aflitos com a falta de fome do filho, Ary Lopes Cardoso, chefe de Nutrologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da USP, costuma dizer que é normal que crianças de 2 anos passem a rejeitar a comida.

“Quando chegam ao consultório dizendo isso, eu respondo: ‘Ainda bem, seu filho normal’”, diz o nutrólogo.

Para justificar seu argumento, ele faz uma relação entre a idade e ganho de peso da criança ao longo da vida. “Até completar 1 ano, a criança triplica de peso e cresce a metade, em centímetros, da altura que tinha ao nascer. Por isso ela é gordinha, cheia de dobras e os pais se lembram para o resto da vida que ela comia de tudo quando era bebê.”

Mas a partir do segundo ano, afirma Lopes Cardoso, quando ela começa a ficar mais seletiva com a comida, passa a ganhar cerca de 2,5 kg por ano e cresce de 8 a 10 centímetros. “Tem que parar de comer mesmo, é fisiológico.”

Para não ter dor de cabeça com o cardápio do filho, o nutrólogo aconselha os pais a evitarem cinco erros que prejudicam a relação da criança com a comida. São eles: 1) insistir, 2) forçar, 3) agradar, 4) irradiar/barganhar,5) substituir.

“Se os pais não errarem, terão uma criança que come o que tem. Que não fica escolhendo”, diz ele.

Ele lembra que esse quinto item costuma acontecer muito em casa de avós, que oferecem outro prato para criança que recusa a primeira opção.

Lopes Cardoso complementa sua lista com três mandamentos de ouro para a criação dos filhos: 1) não comparar; 2) ter bom senso; 3) fazer seu filho morar na sua casa, e não você na dele. “É preciso botar limites. O pai precisa ser mais esperto que o filho.”

Especialistas são unânimes em defender que as refeições aconteçam à mesa, e não em frente à TV. E sem distrações, como musiquinhas de tablets e celulares.

INTERFERE NA ALIMENTAÇÃO

A nutricionista Priscila Maximino, do Centro de Dificuldades Alimentares do Hospital Infantil Sabará, alerta para outras situações que podem prejudicar o apetite da criança. “Criança cansada, com sono, com nariz entupido ou com virose não come”, diz. “Se vai ficar doente, um pouco antes, já perde a fome.”

Nessas situações, Priscila diz que costuma dar um recado aos pais preocupados com a alimentação do filho: “O apetite é o primeiro que vai e o último que volta”.

Para ela, um dos principais cuidados que os pais devem ter é com a segurança da criança na hora das refeições. “Criança tem que comer sentada no cadeirão e presa pelo cinto de segurança.”

O cadeirão, segundo Priscila, ajuda a incluir o bebê nos hábitos alimentares da casa. “Você pode levá-lo para cozinha enquanto pica os alimentos ou encaixá-lo à mesa na hora das refeições.”

 

maternar.blogfolha

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

5 erros que você comete logo pela manhã que prejudicam a sua saúde

acordarQuanta importância você dá a forma como você começa o seu dia e aos seus hábitos matinais? Você acorda e simplesmente faz tudo correndo ou procura dedicar um bom tempo para atividades como tomar banho, trocar de roupa e tomar um bom café da manhã?

Pode ser até que isso não pareça tão relevante assim, entretanto, o que fazemos logo depois de acordarmos e a que submetemos o nosso corpo, exerce bastante influência sobre a nossa saúde. É justamente por isso que devemos prestar atenção para não cometermos certos erros que possam nos prejudicar mais tarde.

E que tipos de erros são esses? É isso o que você confere na lista a seguir:

Erro 1: Você acorda correndo

Acorda correndoO despertador não tocou ou você ativou o modo soneca e dormiu mais do que devia. Já atrasado, pulou na cama como um foguete, correu até o banheiro e a cozinha, e em poucos minutos saiu de casa rumo ao primeiro compromisso do dia.

Está certo que quando a gente se atrasa, o desespero bate e não dá para fazer as coisas com tranquilidade. No entanto, além do risco de nem mesmo a pressa fazer com que o tempo perdido seja recuperado, toda essa correria não é nada benéfica para o seu corpo.

É que como explica o especialista em quiroprática e sono, Robert D. Oexman, ao fazer isso, você exige muito dos músculos das costas, que ainda estão rígidos, depois de uma noite de descanso. Quando movidos com muita rapidez, você corre o risco de sofrer com dores nas costas, hérnia ou ruptura de disco.

Outro problema de se levantar da cama subitamente, é que quando ficamos de pé, após estarmos deitados por muito tempo, o sangue corre até as pernas. Isso nos dá uma sensação de vertigem e nos coloca em risco de tropeçar. Segundo o cirurgião ortopedista e porta-voz da Academia Americana dos Cirurgiões Ortopedistas, Alan Hilibrand, esse efeito recebe o nome de hipotensão ortostática e acontece principalmente com mulheres.

Dica: Para evitar que isso aconteça, a dica do Dr. Oexman é apertar os joelhos contra o peito, um de cada vez e depois os dois juntos, antes de tomar banho. Isso não somente aquecerá os músculos como também fará com que o sangue flua pelo corpo, de modo que você tenha maior estabilidade ao levantar.

E por mais que isso pareça que você vai se atrasar ainda mais ou perder tempo, vale lembrar que tropeçar por conta de uma vertigem ou passar o dia com dor nas costas não contribui muito para a produtividade. Por isso, o ideal é colocar o alarme para despertar um pouquinho mais cedo e dar tempo para cuidar melhor do corpo.

Erro 2: Você mantém o quarto escuro enquanto se arruma

acorda no escuroNa hora de dormir, um quarto escuro, com as luzes apagadas e as cortinas e janelas fechadas é excelente, já que ajuda a pegar no sono com maior facilidade. Porém, assim que o momento de acordar chega, o ideal é abrir as janelas.

Dica: Para começar o dia bem alerta, abra bem todas as janelas e cortinas do quarto, assim que você trocar de roupa ou vestir um roupão, e permita que a luz natural do sol invada o ambiente.

Fazer isso não somente colabora com a regulação do relógio biológico, alertando-o que as horas de sono já acabaram e é hora de se colocar na ativa, como também ajuda a começar o dia com um bom humor.

Além disso, se expor aos raios solares logo de manhã ainda colabora com o controle do peso, de acordo com uma pesquisa feita pela Escola de Medicina Feinberg, da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos.

Erro 3: Você não reserva tempo para relaxar de manhã

meditar de manhãAcordar. Tomar um banho cronometrado. Vestir a roupa rapidamente. Tomar um café mais rápido ainda. Tirar o carro ou ir ao ponto de ônibus ou a estação de metrô. Chegar ao serviço e começar a trabalhar sem parar até a hora do almoço.

Desde que acordou você não parou por um minuto e nem ao menos teve um tempo para si mesmo, para relaxar e descansar a mente e iniciar o dia com a cabeça boa. Então, quando é por volta do meio-dia, você está exausto e estressado e não vê a hora de partir para o almoço.

Isso provavelmente não teria acontecido se você tivesse parado por um tempinho para relaxar antes de ir para o trabalho. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, mostrou que os profissionais que começavam o expediente com a mente em um estado positivo, eram menos afetados por interações negativas com os colegas de trabalho e tinham o humor aumentado de maneira mais intensa quando algo de bom ocorria do que se tivessem começado o dia mal-humorado.

Dica: Antes de se jogar no trabalho, reserve um tempo para si. Converse com os parentes no café da manhã, ligue para um amigo apenas para jogar conversa fora e rir um pouco, escuta uma música no trajeto até o serviço ou guarde uns minutinhos para meditar. Apenas descubra o que relaxa a sua cabeça e te deixa com a mente positiva e comece o seu dia da melhor maneira possível.

Erro 4: Você usa o modo soneca

modo soneca
Você precisa levantar às 7h em ponto, porém, em vez de colocar o alarme para esse horário, você arruma para 6h47. Assim, dá para ativar o modo soneca e dormir por mais uns 10 minutinhos e dar aquela enroladinha básica entre os lençóis por mais três minutos.

Entretanto, esse costume de acordar e tirar mais um cochilo não faz muito bem para a qualidade do sono. É que ele tira o seu corpo do cronograma ao qual ele está habituado e pode fazer com que pegar no sono mais tarde seja difícil.

Dica: Simplesmente esqueça que o modo soneca existe. Levante da cama assim que o despertador tocar e aproveite esses minutinhos a mais para se preparar para sair com mais tranquilidade.

Erro 5: Você não come de manhã e malha logo cedo

Aeróbico de manhãQuando a gente acorda, depois de ter passado uma noite inteira sem comer e oferecer nutrientes e energia ao organismo, é preciso
se reabastecer. Tanto que a recomendação é tomar café 30 minutos após levantar, para impulsionar o seu metabolismo.

E isso vale especialmente para aqueles que gostam de fazer exercícios físicos logo pela manhã. Não dá para pular o café da manhã e ir direto para a academia. Especialmente porque é fundamental repor as energias para malhar, depois de ter ficado tanto tempo sem comer, tendo em vista que elas serão utilizadas durante o treinamento.

Dica: Você não precisa se empaturrar de tanto comer logo depois acorda. Mas é importante oferecer ao organismo as energias que ele necessita para as atividades que estão por vir. Assim, não saia de casa sem beber água e ter um café da manhã saudável, que te deixe saciado. Uma boa opção é optar por frutas e cereais.

mundoboaforma

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Erros que as mães cometem pensando no bem dos filhos

mãeQuando estão cansadas, com fome, irritadas ou com sono as crianças costumam ter atitudes repetitivas. É da responsabilidades dos adultos perceber estes sinais e lidar com a situação da melhor forma possível de forma a evitar que os comportamentos errados se tornem uma constante.

Ignorar a necessidade da criança naquele momento, fazer julgamentos ou reagir mal sem motivo são alguns dos deslizes de disciplina que praticamente todas as mães, e os pais também, cometem a pensar no bem dos filhos. O site Bolsa de Mulher reuniu outros igualmente comuns.

Ser a senhora do ‘não’.  As mães conseguem ser muito negativas: ‘Não faças isto, não faças aquilo’, ‘Não discutas com o teu irmão’, ‘Não saltes na cama’. Quanto mais diz ‘não faças’ ao seu filho, menos faz sentido para ele. É preciso explicar à criança o que é certo e porquê. Tente ser positiva e reforçar o bom comportamento: ‘Trata o teu irmão com carinho’, ‘Podes deixar os saltos lá para fora?’.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Reagir despropositadamente. Há situações que assustam as mães e que fazem com que estas reajam despropositadamente. Quando a criança cai e a mãe chega a brigar com a criança, ela também se assusta e o momento torna-se ainda mais desconfortável. Muitas vezes a criança assusta-se mais pela reação dos pais do que pela própria queda.

Ficar histérica. As crianças dão bastante atenção ao seu tom de voz. Mas não há necessidade de gritar. Se o assunto é sério, use um tom de voz mais grave e até mais baixo. A criança precisa de sentir firmeza no que lhe estão dizendo, o que não acontece se estiver em nervosismo e histeria.

Fazer ameaças. Fazer ameaças desvia-lhe o foco da educação do seu filho. Mostre-lhe a realidade e esclareça as consequências das ações que ele possa tomar.

Fazer chantagem (recompensar). Ameaçar a criança com um castigo (tirar-lhe algo se desrespeitar uma regra, por exemplo) ou recompensar com algo são exemplos de chantagem. Com a chantagem está a condicionar um comportamento, e pelos motivos errados.

Não explicar as coisas. É mais fácil para a criança seguir as regras quando estás são explicadas e percebidas. Dizer só ‘Não, porque não’ vai revoltar a criança uma vez que esta não percebe os seus motivos.

Acabar por ceder. É importante ser consistente. As crianças desafiam os seus limites a toda a hora, não pode amolecer. A falta de limites definidos pode gerar insegurança e dúvidas em relação ao que é realmente certo ou errado.

Desautorizar outro adulto à frente da criança. É muito comum entre casais e até avós. Se a criança perceber que os limites de um dos adultos não são para levar a sério, isso vai fazer com que ele obedeça menos. Falem longe da criança.

 

MSN

8 erros que afastam você de qualquer entrevista de emprego

Thinkstock/Getty Images
Thinkstock/Getty Images

Dói no coração ser rejeitado em uma candidatura de emprego que gostaríamos de obter, ou passar horas se candidatando a um trabalho e nunca ser chamado. Afinal de contas, é difícil não levar para o lado pessoal e começar a duvidar da nossa capacidade.

Mas às vezes as razões pelas quais sua candidatura é sempre rejeitada não tem a ver com suas habilidades. Muitos outros fatores podem influenciar, especialmente quando um recrutador tem em mãos vários currículos para escolher.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Considera algumas das razões a seguir paraa rejeição ao seu currículo e tente tomar providências para evitá-las no futuro, de acordo com Bernard Marr, do Linkedin:

1. Não seguir as regras da candidatura: Currículos não são o lugar ideal para soltar a criatividade. Geralmente o recrutador mostrará os caminhos para se candidatar com o exato propósito de avaliar se cada candidato pode seguir as regras. Tenha certeza de ter lido as instruções com muito cuidado e responda – incluindo o currículo e uma carta de apresentação – especificamente para o emprego ao qual você está se candidatando. Até um pequeno erro pode ser fator de eliminação.

2. Deixar campos em branco: Profissionais de recursos humanos gastam muito tempo formulando fichas de candidatura, então eles possuem uma razão para pedir cada detalhe de informação. Quanto menos informação você dá, menos o recrutador sabe de você em relação a outros candidatos. Isso pode ser visto como falta de atenção aos detalhes.

3. Submeter a candidatura à pessoa errada: Você pode pensar que está sendo esperto em pular o departamento de RH e enviar seu currículo diretamente para o departamento no qual quer trabalhar, mas você pode estar dando um tiro no pé. Isso pode ser visto como falta de habilidade para seguir as regras, e não há garantia de que o chefe do departamento vai encaminhar seu currículo ao RH. Pesquise primeiro e envie o CV para onde a empresa quer que seja enviado.

4. Um endereço de email nada profissional: Pode soar banal, mas quando um recrutador tem que digitar o email “partygirl53 @ gmail.com”, ele vai fazer julgamentos sobre você e sua personalidade. É fácil criar um novo, mais profissional, apenas para a busca do emprego – só não esqueça de checá-lo para ver as respostas.

5. Ignorar longos lapsos no histórico profissional: Você pode ter um lapso em seu histórico de carreira por qualquer razão legítima, mas ignorá-lo pode enviar a mensagem errada ao recrutador. Em vez de apenas torcer para ele não perceber, adicione uma linha explicando o lapso da forma mais breve possível, como “Deixei a posição para cuidar de parentes idosos durante um ano”

6. Considerações de diversidade: Grandes empresas têm cotas que o RH precisa preencher em novas contratações. Uma minoria, uma mulher, ou um veterano com a mesma qualificação pode ser mais desejado por essas razões.

7. Erros gramaticais e de ortografia: Em tempos de computadores e corretores ortográficos, não há desculpa para erros em um currículo, e deixá-los à mostra evidencia falta de atenção aos detalhes. Tenha certeza de checar palavras. Se você está preenchendo um formulário, considere responder em um editor de texto, revisar, e então copiar e colar.

8. Escrever “veja em anexo” no formulário: Em muitos casos, recrutadores têm muitos, muitos candidatos à mesma vaga e usam o formulário para uma filtragem inicial. Eles podem nunca ler a informação anexada. Então tente ser breve e colocar toda a informação no formulário. Se absolutamente necessário, indique que você ficará feliz em dar mais informações ao pedido do recrutador.

 

 

iG

10 erros que homens cometem no sexo por causa dos pornôs

Filmes eróticos podem ser um bom estimulante para a relação de um casal. Porém, o efeito pode ser contrário se eles não forem encarados como ficção, mas uma receita para um sexo prazeroso. Acostumados a consumir os pornôs desde a adolescência, muitos homens vão para cama com a intenção de repetir tudo que se passa na tela, para desgosto de suas parceiras.

Em sua grande maioria, os filmes eróticos são dirigidos por homens e voltados para eles. Com isso, as particularidades do desejo feminino nem sempre são levadas em conta, incutindo na cabeça deles ideias equivocadas sobre o sexo. “Os parceiros estão sempre prontos para o ato, dispostos, são lindos e possuem uma performance invejável. É preciso separar isso da realidade”, afirma a sexóloga Carla Cecarello, apontando preconceitos espalhados por essas produções.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Carla diz ainda que essas produções fazem muitas mulheres se sentirem diminuídas. “Elas se sentem culpadas em assistir estes filmes e não conseguem enxergar-se ocupando os papéis desempenhados pelas atrizes”. Por outro lado, os pornôs não devem ser demonizados por conta deste comportamento masculino equivocado.

Thinkstock Photos

Homens provocam desgosto em suas mulheres ao tentar reproduzir cenas dos filmes eróticos

 

“Homens e mulheres possuem repertórios diferentes em tudo, inclusive nas fantasias sexuais. Se uma mulher pretende entender a cabeça masculina no sexo, os filmes são de grande ajuda”, pondera o psicólogo e terapeuta sexual Paulo Tessarioli, ressaltando que já está disponível no mercado erótico produções destinadas especificamente ao público feminino.

Como quase tudo que envolve uma relação a dois, o diálogo é indispensável para satisfação na cama. Os filmes podem inclusive dar apoio à conversa. “Peça para ele selecionar algumas cenas que o excitem muito e vá apontando: Isso é legal, topo fazer. Já isso, não”, propõe Carla.

Especialistas comentam a seguir erros provocados pelos pornôs:

01 – Sexo vapt-vupt: Basta um olhar e meia dúzia de palavras para os parceiros entrarem no clima. Como num passe de mágica eles tiram toda a roupa e um sexo delicioso e quente começa. Dependendo da intimidade e do desejo do casal, essa cena típica dos filmes pode até se repetir na vida real. Mas isso não vai acontecer em todas as relações sexuais, até porque os pornôs deixam de lado (por razões óbvias) etapas prévias como uma boa conversa, beijos e carícias. De acordo com os especialistas, esses passos são fundamentais para as mulheres reais entrarem no clima.

2 – Oral agressivo: Nos filmes, o sexo oral costuma ser praticado com agressividade. O problema é que os órgãos sexuais são áreas sensíveis do corpo. Assim, uma manipulação excessiva do pênis ou do clitóris pode machucar e não dar nenhum prazer. “Homens e mulheres possuem zonas erógenas diferentes e entendem o prazer de forma diferente. É importante que o parceiro fale como gosta de ser acariciado”, aconselha Tessarioli.

03 – Sexo anal automático: Ao contrário do que diz o senso comum, muitas mulheres gostam de sexo anal. Elas só não curtem quando os parceiros tentam repetir a maneira artificial com o qual ele é feito nos filmes. Os especialistas explicam que a prática exige tempo e que a parceira precisa estar relaxada e confortável. Mais: géis lubrificantes são de grande ajuda nesta hora. As atrizes também os usam, mas os pornôs não costumam mostrar.

Thinkstock Photos

Usados com inspiração e não como receita, os filmes eróticos podem ajudar a apimentar a relação do casal

 

4 – Ejaculação no rosto: Já virou clichê. Quase todas as cenas dos filmes eróticos terminam com um homem ejaculando no rosto da mulher, que se contorce de prazer com o ato. Mas na vida real nem todas são fãs da prática. “Muitas sentem nojo e não é seguro, visto que o esperma pode atingir os olhos ou a boca, transmitindo doenças”, explica Carla. Neste caso, é bom dizer ao parceiro se não curte a ideia para não ser pega de surpresa.

5 – Prazer barulhento: Muita gritaria, gemidos estridentes e palavrões. Influenciados pelos pornôs, alguns homens acreditam que o sexo só é prazeroso assim, o que nem sempre é verdade. “Há casos de mulheres que se assustam com os gritos do parceiro. Ou ainda com o linguajar durante o sexo. Dependendo do que é dito, o prazer da mulher termina na hora”, alerta Tessarioli.

6 – Amores brutos: A famosa ‘pegada’ que as mulheres gostam nos homens não deve ser confundida com brutalidade que os filmes pornôs trazem. Puxões de cabelo, tapas ou mesmo penetrações mais fortes podem causar dor e ferir a vagina.

7 – Sem hora para acabar: Aceite o fato de que atores de filmes adultos tomam uma série de substâncias que prolongam a ereção e deixam o pênis mais rijo. As cenas são editadas de forma a passar a ideia de que a relação durou mais do que a realidade. “Na vida real, os casais levam em média 20 minutos no ato sexual”, desmistifica Carla.

8 – Casal malabarista: A não ser que o homem queira levar a parceria a exaustão não convêm repetir em casa todas posições que os filmes mostram a cada relação sexual. Inclusive porque muitas delas são desconfortáveis e estão mais para malabarismo de circo. “Não é raro que casais acabem se machucando gravemente ao tentar poses inusitadas. Imagine quebrar o vidro do box, por exemplo? Um pouco de bom senso é indicado”, alerta Carla.

9 – Três é demais: “Chamar um terceiro elemento para a cama é sempre algo delicado e que precisa ser bem conversado. A bissexualidade feminina é muito enaltecida no imaginário masculino, mas poucas mulheres se sentem à vontade com isso”, avalia Tessarioli, sobre a eterna fantasia masculina de transar com duas mulheres, reforçada pelos filmes eróticos.

10 – Sexo é só penetração: Obviamente, a penetração é importante, mas não resume o sexo como muitos filmes eróticos fazem parecer. Tanto para o homem quanto para mulher o prazer acontece em todo o corpo. Desta maneira, as carícias, os beijos e o sexo oral fazem parte de um jogo erótico prazeroso.

 

iG

Gafes na academia: veja os 10 erros mais cometidos

academiaA academia já não é mais só um lugar para malhar. Pesquisas revelam que as salas de musculação são ótimos lugares para conhecer pessoas novas e paquerar. E todos nós conhecemos pelo menos uma pessoa que passa horas na academia papeando, mas malhar que é bom, nada. Essa inversão de valores faz com que pessoas se matriculem nas academias só para “fazer social” e que alunos com objetivos reais de saúde sejam, muitas vezes, prejudicados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Veja quais são as 10 principais gafes cometidas nas academias e fique atenta para não cometer nenhuma.

1.       Puxar papo com quem está treinando

Este hábito é inconveniente porque, além de tirar a concentração da pessoa que está malhando – o que é importantíssimo para obter bons resultados e evitar lesões –, você pode atrapalhar a contagem das repetições, obrigando-a começar tudo de novo e prejudicando seu treino. Espere até que ela termine a série para conversar e lembre-se que o intervalo entre uma repetição e outra deve durar cerca de 40 segundos, portanto respeite este limite. A dica também vale para pessoas que estão de fones de ouvido: a menos que você as conheça bem ou que precise fazer alguma pergunta, evite incomodá-las.

Crédito: ShutterstockCrédito: Shutterstock

2.       Tirar fotos no espelho

A prática é mais do que comum nas academias. No entanto, é preciso muito cuidado para não acabar incluindo na foto alguém que não quer se expor – afinal, rosto suado + caretas é uma combinação que acaba com a imagem de qualquer um. Preste atenção para focalizar somente em você na foto.

3.       Deixar colchonetes e bancos suados

Todos nós suamos quando fazemos exercícios, é normal. Porém, ninguém é obrigado a deitar sobre o seu suor quando for utilizar o colchonete. Exatamente por isso, as academias deixam à mão álcool e panos de flanela para higienizar bancos e estofados. Lembre-se de sempre fazer isso assim que terminar de usar cada aparelho. Para facilitar a limpeza, carregue sempre uma toalhinha para forrar os encostos.

4.       Não retornar pesos e acessórios ao lugar devido

Após utilizar cada máquina, devolva os pesinhos ao local onde estavam guardados. Nem todo mundo tem o mesmo preparo físico que você, e as pessoas podem se machucar ao tentar carregar os pesos que você esqueceu no aparelho. Além do mais, ninguém – seja aluno ou professor – é obrigado a organizar algo que você tirou do lugar: cada um deve fazer sua parte.

5.       Exagerar no perfume ou creme hidratante

Quando suamos, o cheiro destes produtos é potencializado, o que pode não agradar a todos. Além disso, algumas pessoas podem passar mal pelo odor forte ou pela combinação de perfume com cheiro de suor, que não é nada agradável. Prefira o bom e velho desodorante anti-transpirante. Alguns são feitos exclusivamente para a realização de atividades físicas.

6.       Comportamentos exibicionistas

Olhar-se no espelho toda hora, contrair algum músculo e ficar observando, levantar a camiseta para mostrar o físico, dar berros ao puxar peso para demonstrar esforço, colocar mais peso no aparelho do que você aguenta só para impressionar alguém, entre outras, são atitudes de pessoas narcisistas que acabam virando alvo de piada. Não queira se exibir, apenas foque no seu objetivo.

Crédito: ShutterstockCrédito: Shutterstock

7.       Usar acessórios em excesso

Esta não é uma gafe propriamente dita, mas o uso exagerado de anéis, pulseiras ou brincos muito grandes pode prejudicar seu desempenho, já que há o risco de enroscar estes acessórios nos aparelhos. Os anéis, por exemplo, podem causar machucados nos dedos na hora de levantar peso, e o mix de pulseiras pode acabar produzindo um barulho chatinho na hora de fazer movimentos repetidos.

8.       Usar maquiagem carregada

Esta é uma das gafes mais comuns. Algumas mulheres não saem de casa sem produção de jeito nenhum. Outras, sabendo que a academia é um ótimo lugar para paquerar, preferem estar sempre muito bem apresentáveis. Mas passar maquiagem demais é um tiro no pé, porque, ainda que seja à prova d’água, ela vai acabar escorrendo após uma aula de aeróbio ou quando você enxugar o rosto com a toalhinha. Há também a questão de saúde da pele, já que a make dificulta a eliminação do suor e pode deixar a pele oleosa. Além disso, uma pesquisa recente mostrou que mulheres que passam muita maquiagem para ir à academia acabam se esforçando menos para evitar estragos no visual e gastam menos calorias.

9.       “Secar” homens e mulheres enquanto eles malham

Isso pode causar um baita constrangimento na sala de musculação. Evite olhar fixamente para alguém que está fazendo um exercício. Além de passar por tarada (ou recalcada), você pode desconcentrar a pessoa e deixá-la envergonhada.

10.       “Roubar” o equipamento do outro

Claro que é impossível prestar atenção em quem está usando cada aparelho a todo o momento. Mas, antes de sair trocando o peso e se sentando na máquina, procure observar se há alguém parado perto dela, ou então espere alguns segundos para ver se alguém aparece. Se o professor estiver por perto, vale perguntar se ele sabe se a máquina está desocupada. Caso não esteja, é só pedir para revezar. E lembre-se: se negar a dividir o aparelho com alguém também é uma gafe.

 

 

itodas


INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627