Arquivo da tag: errada

Na tribuna, Veneziano diz que reforma trabalhista de 2017 estava errada, gerou perdas e não eliminou desemprego no Brasil

Em pronunciamento no Plenário do Senado, referindo-se ao 1º de Maio, quando se comemora o Dia do Trabalhador, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB- PB) afirmou que a reforma trabalhista (Lei 13.467, de 2017) estava errada e não resolveu o problema do desemprego no país, como era anunciado pelos seus defensores. Ele ressaltou que, infelizmente, os trabalhadores brasileiros não tem o que festejar nesta quarta-feira (1°de Maio).

Para Veneziano, a reforma trabalhista precisa ser revista, pois não eliminou a massa de desempregados, como era anunciado pelos seus defensores. O Senador disse que não se arrepende quando, na qualidade de deputado federal, votou contra a reforma, da maneira como ela se apresentou, porque criou o trabalho intermitente e estabeleceu que o negociado se sobrepõe ao que é determinado pela lei, prejudicando os trabalhadores.

“Eu não poderia votar favoravelmente à reforma trabalhista da maneira como ela foi proposta, da maneira como ela foi exposta à população brasileira, como sendo uma iniciativa benfazeja. E os números, por si, mostram hoje uma realidade muito distante daquilo que se pretendeu”, afirmou o Senador paraibano.

1º de Maio – Enfático, ele disse que o trabalhador brasileiro não tem o que comemorar nesse dia 1º de maio, pois a reforma gerou perdas e ampliou o desemprego no país. “O dia 1º de Maio, uma data que, repito, poderia ser por nós consagrada, pelos agentes políticos, para que pudessem mencionar avanços no setor, a criação de novos postos, melhoria nas relações… poderíamos estar comemorando que os investidores passaram a crer, que houve segurança jurídica, que os trabalhadores continuaram a ter os seus direitos… mas nós não podemos comemorar, lamentavelmente”.

Veneziano defende que direitos históricos conquistados com muita luta e contidos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) sejam preservados. O Senador foi aparteado e elogiado por vários colegas Senadores, durante seu pronunciamento.

Assessoria de Imprensa

 

 

Você sabia que usamos o vaso sanitário de maneira errada?

Man Reading Book on ToiletUm novo livro, Bowels Charme por Giulia Enders, sugere não sentar como fazemos normalmente no vaso sanitário.

Em vez disso, devemos todos estar de cócoras.

Se sentar, é muito ruim porque é como se você “dobrasse uma mangueira” em que a água sai apertada e sem pressão e isso pode causar danos a saúde.

Se agachar, o cocô desliza para fora de uma forma muito mais saudável sem precisar colocar pressão sobre nosso reto evitando assim que ele possa revirar e causar muitas dores.

squat1

 

blogandotudo

7 sinais de que você está com a pessoa errada

  • casalEu lembro que me disseram que se eu estivesse esperando o casamento perfeito, eu nunca iria encontrá-lo. Não existe o “perfeito”. Eu não acreditava, e ignorei o comentário. Alguns anos mais tarde, me casei com alguém com quem eu estava em constante tumulto. Nossa relação sempre foi rochosa, e ainda insistimos em fazê-la dar certo. Tentamos forçar um relacionamento instável a se tornar perfeito. Logo percebemos que tínhamos cometido um erro enorme. Muitas vezes, o que começa mal termina mal.
  • No meu segundo casamento, meu marido e eu entendemos que a perfeição não existe. Temos nossas diferenças. Temos divergências. Mas o que torna um casamento perfeito são o amor e respeito que temos um pelo outro e a linha aberta de comunicação entre nós.
  • ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

    FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

  •  

    Forçar uma relação a dar certo, acreditando que ela acabará se tornando perfeita, é um equívoco. É raro um relacionamento instável melhorar depois do casamento. Às vezes, se o casamento é um erro, ou você escolhe permanecer infeliz no casamento, por medo do que outros possam dizer, ou o divórcio se acerca.

    Aqui estão sete sinais que você está com a pessoa errada:

  • 1. Brigas constantes

    Vocês nunca concordam em nada. Vocês brigam por causa dos amigos, a falta de tempo juntos, o dinheiro, o ciúme – praticamente qualquer coisa. Por mais que você tente, nada que você faz é satisfatório.

  • 2. Incerteza sobre seu amor

    Você gosta muito do seu parceiro, mas você não tem certeza se o ama. Você vê essa pessoa como um confidente, uma pessoa com quem você pode sempre contar; no entanto, você não tem certeza de ver essa pessoa como uma parte permanente de seu futuro.

  • 3. Instabilidade

    Seu parceiro pula de emprego em emprego, usa mal o dinheiro, odeia trabalhar (mas gosta de festa) e coloca os amigos antes do relacionamento. As prioridades não estão em ordem.

  • 4. Falta de apoio e respeito

    Quando o seu parceiro acha suas metas irreais ou ridículas e zomba de você, ele ou ela não valoriza você como uma pessoa.

  • 5. Mentiras

    É uma bandeira vermelha se o seu parceiro sente a necessidade de mentir, e você sabe que ele ou ela está mentindo. Embora possamos perdoar e esquecer as mentiras insignificantes, entrar em um casamento com esse tipo de fundação é arriscado.

  • 6. Diferentes sonhos

    Vamos dizer que você quer se casar e começar uma família imediatamente. Seu parceiro quer esperar um pouco antes de ter filhos (ou não quer ter filhos). Você quer se casar e mudar, mas o seu parceiro quer viver juntos antes e permanecer onde está. Quando você tem um conjunto de sonhos e seu parceiro tem outro, e vocês não conseguem encontrar um meio-termo, as chances são de que você e seu parceiro não sejam a pessoa certa um para o outro.

  • 7. Conveniência

    Não é saudável ficar com seu parceiro porque você está confortável com ele ou ela e detesta a ideia de começar de novo. O casamento é feito de amor, compromisso e apoio – e não de conveniência.

    Você vai saber que está com a pessoa certa, quando a relação é baseada em amor verdadeiro e respeito, e você sinceramente quer passar o resto de sua vida com o seu parceiro.

 

http://familia.com.br/

Engano faz casal buscar a criança errada na creche

meninaOs pais de uma menina de três anos levaram um susto ao buscar a filha em uma creche em Palmas e não encontrá-la, nesta segunda-feira (2). A criança, Isabella Campos, ficou desaparecida por cerca de 1h30. Segundo os pais, a menina havia sido entregue a um casal que foi a escola buscar a filha do patrão e que tinha o mesmo nome. Quando eles perceberam o engano, levaram a menina de volta para a unidade educacional.

A surpresa nada agradável foi no primeiro dia de aula da menina. O pai, Moacyr Duarte Campos, conta que a mãe, ansiosa para ver a filha no final da tarde, entrou em desespero. “Eu deixei a criança às 7h da manhã. Então quem veio buscá-la, às 17h, foi a mãe. Na hora de buscar minha mulher voltou em seguida, chorando e gritando desesperada. Alguém tinha entregado a minha filha para estranhos.”

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
O episódio deixou a família assustada. Mas, mesmo se sentindo inseguro, ele garante que a menina vai voltar para a creche, já que a unidade é a única opção da família. “Eu não tenho alternativa, vou ter que confiar. Não é possível que aconteça duas vezes”, reclamou Campos.

A empregada doméstica Josana dos Santos também é mãe de um aluno que estuda na unidade. Ela conta que a falta de segurança é um problema antigo e pede que seja colocado um vigia no portão para que as crianças fiquem mais seguras. “Já aconteceu no ano passado de uma criança sair só da creche por causa da falta de guarda e nada foi resolvido até agora”.

Os funcionários da creche não se manifestaram sobre o caso. A Secretaria Municipal da Educação disse que no ato da matrícula, os pais ou responsáveis dos alunos assinam um documento indicando o nome de três pessoas que podem buscar a criança na creche. Todos os funcionários estão cientes das regras. No caso específico do Centro Municipal de Educação Infantil Chapeuzinho Vermelho, o órgão informou que vai apurar e tomar as providências necessárias. O município reforçou que foi um episódio isolado.

G1