Arquivo da tag: engasgado

Polícia investiga morte de bebê que teria se engasgado durante amamentação na PB

A Polícia Civil da Paraíba está abrindo um inquérito para investigar a morte de um bebê, na cidade de Pedras de Fogo, na região da Mata Paraibana. A principal suspeita é de que a criança tenha se engasgado enquanto era amamentada pela mãe, mas ainda não há laudo confirmando o motivo da morte.

O caso ocorreu nesta segunda-feira (22). Segundo a Polícia Civil, a criança já chegou ao Hospital Regional de Pedras de Fogo sem vida. A equipe médica tentou reanimar o bebê, mas não houve reação. Depois disso a Polícia Civil foi acionada pelo hospital.

De acordo com o delegado Paulo de Oliveira Martins, no hospital, a mãe disse que o bebê teria se engasgado enquanto estava mamando. Porém, a Polícia Civil solicitou que um exame para confirmar o motivo da morte.

“Nós solicitamos um exame no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol), para de fato saber como essa criança morreu. Nessa terça-feira (23) vamos já tentar algum adiantamento de resposta por parte do Numol para encaminhar o inquérito”, disse ele.

A mãe da criança ainda não foi ouvida pela Polícia Civil. O delegado informou que deve ouvir ela ainda essa semana. “Por questões logísticas e também pelo estado que a mãe se encontrava com a morte da criança ainda não ouvimos ela oficialmente. O que soubemos foi apenas o que foi dito no hospital”, explicou o delegado.

G1

 

Homem morre engasgado com peixe vivo durante brincadeira em pescaria no Ceará

Imagem ilustrativa

Uma brincadeira acabou em tragédia para a família de um homem que estava passando o fim de semana no litoral de Icapuí (a 226 km de Fortaleza).

Segundo a polícia, o homem morreu engasgado depois que colocou um peixe vivo na boca para mostrar que conseguia segurá-lo com os dentes.

O peixe, da espécie solha (popularmente chamado de soia), que tem o couro escorregadio, pulou e entrou na traqueia do homem. O caso ocorreu próximo ao meio-dia do último domingo (18), quando a vítima participava de uma pescaria com amigos.

A polícia e o hospital de Icapuí, onde o homem foi socorrido, não divulgaram a identidade dele porque a família pediu restrições.

O homem morava em Fortaleza, tinha 45 anos e passava o fim de semana com a família em uma das praias de Icapuí.

De acordo com o inspetor Janilson Coutinho, da delegacia de Icapuí, esta não foi a primeira vez que o homem colocava um peixe vivo na boca.

“A família relatou que ele sempre fazia esse tipo de brincadeira. Dessa vez o peixe conseguiu se soltar, pulou para a garganta do homem e ele morreu engasgado”, disse.

A polícia não abriu investigação sobre o caso porque entendeu que se tratou de um acidente provocado pela vítima e que não houve crime.

Uol

Em Campina Grande, homem morre engasgado com sanduíche de pão com banana

 

 

Os socorristas realizaram todos os procedimentos, mas o homem acabou morrendo. Segundo relato de familiares, Luciano fazia uma refeição rápida e improvisada, quando engasgou-se com o sanduíche.

Um homem morreu engasgado ao comer um sanduíche de pão com banana. O fato ocorreu  na noite da segunda-feira (17) em Campina Grande (a 119 km da capital paraibana, João Pessoa).

De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), uma ambulância foi acionada para o bairro de Bodocongó 3 para atender um pedido de socorro, e quando os paramédicos chegaram ao local encontraram Luciano Moraci Soares, 34 anos, nas proximidades de um bar, sem conseguir respirar normalmente.

O bairro de  Bodocongó, na zona oeste de Campina Grande, possui níveis de qualidade de vida variados, sendo a parte centro-leste do bairro considerada mais rica e próspera que as partes sul, norte e oeste. No bairro estão localizadas os campus de duas universidades.

Os socorristas realizaram todos os procedimentos, mas o  homem acabou morrendo. Segundo relato de familiares, Luciano fazia uma refeição rápida e improvisada, quando engasgou-se com o sanduíche.

Parentes disseram aos socrristas que Luciano Moraci tinha problemas convulsivos e estava fora de casa após uma depressão.

O corpo do homem foi encaminhado para a Gerência de Medicina Legal de Campina Grande (Gemol). O exame confirmou a morte por asfixia mecânica.

http://portalcorreio.uol.com.br