Arquivo da tag: encontradas

Mulher e adolescente são encontradas mortas no Sertão

sireneUma mulher e uma adolescente foram encontradas mortas na manhã desta segunda-feira (28), no Centro de Cajazeiras, no Sertão paraibano.

De acordo com informações, a mulher foi encontrada sem vida dentro do seu apartamento, que fica localizado no Calçadão Tenente Sabino. A polícia investigará o caso, já que no local teria sido detectado que o fogão estava com duas bocas abertas e com forte cheiro de gás de cozinha.

O outro corpo encontrado na manhã de hoje é de uma adolescente, aparentando possuir 17 anos.

Os corpos serão encaminhados para o IML da cidade de Patos para os procedimentos de praxe.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Irmãs são encontradas mortas em casa em Itaquaquecetuba

A Polícia Militar encontrou os corpos de duas irmãs mortas em Itaquaquecetuba no fim da tarde desta quinta-feira (4). A PM foi acionada depois de uma ligação da avó das meninas e de vizinhos. Elas estavam deitadas no chão da cozinha próximas da porta que dá para o quintal na casa que fica no Jardim Scafid II.

“Tinha um pouco de sangue no local, na faca e na pia. No banheiro tinha sangue com roupa meio molhada”, descreveu o cabo Fábio Kendi Otsubo que foi um dos primeiros policiais a entrar no local do crime. De acordo com Otsubo, a perícia informou que a menina de 5 anos sofreu algum tipo de estrangulamento. “Já a bebê de 5 meses não sabemos ainda. Também não havia sangue ou marca de perfuração nas meninas. Mas, só a perícia dirá exatamente a causa da morte.” O policial disse ainda, que a princípio, a mãe das crianças é a principal suspeita do crime. Otsubo contou que por volta das 15h, a suspeita ligou para a sua mãe e disse estar em Guarulhos.

Criança morta em Itaquaquecetuba (Foto: Jéssica dos Santos Andrade/ arquivo pessoal)Criança morta em Itaquaquecetuba
(Foto: Jéssica S. Andrade/ arquivo pessoal)

A enfermeira Jéssica dos Santos Andrade é vizinha da família. Ela e um outro vizinho ajudaram a abrir o imóvel. A avó contou aos vizinhos que recebeu um telefonema da mãe das crianças, pedindo que ela fosse até a casa, pois as meninas estavam sozinhas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Jéssica conta que assim que entrou viu pela janela os corpos das meninas deitados no chão da cozinha, como se estivessem dormindo. “Ao lado estava um botijão de gás com a mangueira rompida. Eu vi uma faca suja de sangue na cozinha. Fui ao banheiro e vi no chão perto do chuveiro um pouco de água com sangue”, relatou a enfermeira. Ela completou que assim que viram a cena, eles saíram da casa e chamaram a polícia.

Meninas foram encontradas em casa no Jardim Scafid II em Itaquaquecetuba (Foto: Jamile Santana/G1)Meninas foram encontradas em casa no
Jardim Scafid II em Itaquaquecetuba
(Foto: Jamile Santana/G1)

O mecânico Antonio da Silva mora há dez anos na rua da família e conta que os vizinhos se mudaram para o local há um ano e meio. Ele disse que a relação deles sempre foi boa e nunca ouviu briga.

Silva descreveu a mãe das meninas como uma mulher reservada que ficava trancada em casa e falava pouco com os vizinhos. Os corpos já foram retirados da casa. A ocorrência será registrada em uma das delegacias deItaquaquecetuba. A polícia faz buscas para encontrar a mãe das crianças.

 

G1

Criança de oito anos morre e outras duas passam mal após comerem frutas encontradas em lixão de Alagoinha

alagoinhaUma criança de oito anos de idade morreu no início da tarde deste domingo (16) após comer frutas em um lixão na cidade de Alagoinha, Região Metropolitana de Guarabira, Agreste Paraibano. Outros dois garotos passaram mal e foram socorridas, sendo que uma se encontra em estado grave.

Um tio dos garotos, que são irmãos, contou que os meninos com idades de 10, 8 e 5 anos, saíram pela manhã e depois chegou a notícia da morte de um deles.

Os meninos teriam comido abacaxi e laranjas encontradas no lixão e após a ingestão do alimento, passaram mal, conforme relatos do menor de 5 anos a polícia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os garotos sobreviventes foram levados até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Guarabira. As informações dão conta que um deles pode ser transferido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

A Polícia informou que o corpo da criança que veio a óbito foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal para tirar dúvidas se realmente foram as frutas que causou a morte da vítima.

O lixão da cidade de Alagoinha fica em um local conhecido como ‘Curral Picado’, próximo a cidade de Cuitegí.

Roberto Targino 

com informações de Cristiano Alves, em Alagoinha

Menina de 11 anos e outras menores são encontradas em casa noturna

meninaUma menina de 11 anos de idade foi encontrada dentro de uma casa noturna, em Camboriú, no litoral catarinense. Ela e outras cerca de 30 adolescentes estavam em uma festa realizada em um clube da cidade. O caso foi registrado na madrugada deste sábado (19) e o estabelecimento deve ser denunciado pelo Conselho Tutelar ao Ministério Público de Santa Catarina.

“Não é permitido deixar entrar menores de 18 anos em locais onde há venda de bebida alcoólica, destaca o conselheiro tutelar Valmor Dalago. Segundo ele, as garotas moram em Camboriú e Balneário Camboriú.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na madrugada deste sábado, a menina de 11 anos e as adolescentes participavam de uma festa realizada toda sexta-feira em um clube da cidade. Para os conselheiros tutelares, a criança disse que estava acompanhada de amigos. Ela inforou ainda que iria dormir na casa de um deles.

Operação em Camboriú começou por volta da 1h e durou cerca de 3 horas (Foto: Conselho Tutelar Camboriú/Divulgação)Operação em Camboriú começou por volta da 1h
e durou cerca de 3 horas
(Foto: Conselho Tutelar Camboriú/Divulgação)

Segundo Dalago, a maioria das menores tinha entre 16 e 17 anos, mas foram encontradas também meninas com 13 e 14 anos. Todas foram retiradas do local e encaminhadas para suas famílias. Apenas a criança precisou permanecer em um abrigo até o início da tarde deste sábado. Ela mora com a irmã, pois não tem mais os pais.

Os responsáveis pelas menores foram advertidos e se houver reicindência podem responder judicialmente, conforme Dalago. Eles alegaram não saber que as meninas estivessem na festa. “Quinta e sexta elas se reúnem e vão para as baladas e as casas noturnas as deixam entrar”. A maioria dos pais disse pensar que as filhas estivessem nas casas de amigas ou falaram que elas não os obedecem”, comenta.

Operação
De acordo com Dalago, as menores foram descobertas após uma denúncia anônima. “A Polícia Militar chegou ao local, identificou a situação e nós fomos acionados”, conta.

Ele ressalta que a ação aconteceu durante uma fiscalização conjunta, com objetivo de combater a pedofilia e o tráfico de drogas. “Mas quem faz a abordagem é a PM, nós vamos se é identificada alguma infração”.

A operação foi uma parceria entre o Conselho Tutelar, o Núcleo de prevenção às Drogas e Pedofilia de Camboriú e a Polícia Militar. A ação iniciou por volta da 1h e terminou perto das 4h.

G1

Pistola e munições são encontradas dentro do Presídio do Roger, em João Pessoa

190 PB
190 PB

Uma pistola 6.35 e 28 munições intactas foram encontradas na tarde deste sábado (9), em uma nova revista feita nas celas do Presídio do Roger, em João Pessoa.

O diretor adjunto da unidade prisional, Lincoln Gomes, não quis detalhar a quantidade de objetos ilícitos apreendidos durante a inspeção. “Fizemos apreensões importantes, mas tudo será divulgado em uma entrevista coletiva na próxima quarta-feira (13), onde o secretário Walber Virgulino vai apresentar o balanço da operação pente fino”.

As inspeções no presídio integram um cronograma traçado pelo secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Walber Virgulino, após os motins ocorridos na unidade que culminou com a morte de detentos e vários ficaram feridos. “As operações serão constantes e estamos preparados para a reação violenta dos presos com a nossa ação para moralizar o local”.

Em outras operações ocorridas no Presídio do Roger, os policiais encontraram roteador de internet wi-fi, dezenas de celulares, facas peixeira, espetos, vídeo game, chips, pé de cabra, tesoura, além de drogas.

 

 

Hyldo Pereira

Portalcorreio

Polícia descobre que oito adolescentes teriam executados as duas mulheres encontradas em canavial de Sapé

Com a apreensão de mais quatro suspeitos de assassinarem duas mulheres no dia 15 de outubro, as Polícias Militar e Civil da Paraíba descobriram, nessa quinta-feira (25), que todos os envolvidos nesses crimes são menores. Na última terça-feira (23), quatro adolescentes já tinham sido apresentados como acusados da morte dessas mulheres.

Os corpos das vítimas foram encontrados num canavial do município de Sapé (região da Mata paraibana, a 63 quilômetros da Capital). Os suspeitos estão detidos na delegacia de Sapé e serão transferidos para João Pessoa na manhã desta sexta-feira (26).

De acordo com as investigações da Polícia, as mulheres mortas participavam diretamente do esquema de distribuição de drogas na região. Elas estariam consumindo parte das drogas, desfalcando a distribuição no esquema dos traficantes.

Nesta quarta (24), o delegado Norival Portela concedeu entrevista coletiva na sede da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds) é contou detalhes da apuração do duplo homicídio.

Ana Priscila Galdino da Silva e Martina Faustino dos Santos foram encontradas mortas em um canavial às margens de uma localidade conhecida como Açude do Mato, na zona rural de Sapé.

Por volta das 17h30 o dia 15, um agricultor, identificado apenas como Sebastião, encontrou os corpos das duas jovens.  O agricultor contou à Polícia que voltava do seu roçado quando se deparou com os corpos. Ele comunicou o fato à Polícia que foi até o local e fez o isolamento da área.

As mulheres, de aproximadamente 18 anos de idade, apresentavam perfurações de bala na região da cabeça.

Priscila Andrade, com informações de Márcio Rangel