Arquivo da tag: encomendas

PF desarticula esquema de desvio de encomendas entregues pelos Correios, em Araruna

Dois mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos, na manhã desta sexta-feira (12), em Araruna, em uma operação da Polícia Federal para combater o desvio de encomendas a serem entregues pelos Correios em várias cidades na Paraíba. A Operação ATE contou com a participação de 15 policiais federais.

Durante a operação os policiais federais encontraram centenas de correspondências desviadas dos Correios e violadas. A ordem dos mandados de busca e apreensão foi expedida pelo Juiz Federal da Vara de Guarabira.

De acordo com a Polícia Federal, os suspeitos tinham acesso às encomendas a serem entregues pelos Correios e posteriormente desviavam os pacotes para venda informal no comércio da região.

As investigações indicam que a maioria das encomendas desviadas se tratavam de aparelhos celulares que eram comprados através da internet e possivelmente contaria com a participação de um funcionário dos órgão da região para o acesso regular às encomendas e pelo menos mais um terceiro que tinha como principal objetivo realizar a venda das encomendas em questão.

Diante desse fato, foi determinado pelo Poder Judiciário o cumprimento de mandados de busca e apreensão nos endereços dos investigados, sendo um deles funcionário dos Correios e suspeito de participação no esquema criminoso.

O nome da operação é uma alusão a deusa grega ATE que é vista como a personificação do erro e da tolice. Segundo a mitologia, a Deusa ATE significa a ruína, o engano, o erro, a tolice e a cegueira da razão que interferia no destino daqueles que não pensavam em suas ações e por isso sofriam suas consequências.

Foto: Polícia Federal/Divulgação

G1

 

Encomendas enviadas pelos Correios poderão ser rastreadas pelo CPF

A partir de quinta-feira (25) usuários de serviços postais dos Correios poderão acompanhar suas encomendas informando apenas os números do CPF ou do CNPJ. A nova funcionalidade dispensa a obrigatoriedade de informar o código do objeto. O serviço será gratuito e o cliente terá acesso a informações de todas as encomendas (cartas e objetos) em que seja remetente ou destinatário.

Segundo o presidente dos Correios, Guilherme Campos, a medida atende uma demanda antiga dos usuários. “Criamos uma ferramenta que irá melhorar a experiência de quem usa os serviços dos Correios”, disse.

Para realizar a consulta, o usuário deverá informar os números do CPF ou CNPJ do remetente e destinatário no momento da postagem da encomenda. Depois disso, o rastreamento poderá ser feito a qualquer momento no site dos Correios (http://www2.correios.com.br/sistemas/rastreamento/).

Antes de informar o CPF, o usuário deverá inserir um login e senha, criados previamente. Ficarão registradas todas as encomendas associadas ao documento do usuário que acessar o serviço, seja como destinatário ou remetente.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Correios vão exigir que todas as encomendas tenham preço afixado no pacote

A partir de 2 de janeiro de 2018, quem postar uma encomenda nos Correios terá uma exigência adicional: será preciso informar o valor dos produtos, afixando uma nota fiscal ou declaração de conteúdo na parte externa do pacote.

A informação foi divulgada inicialmente pelo Mandaê e publicada no site dos Correios. O comunicado informa que a estatal vai exigir a declaração de valor “para cumprir o que determina a legislação tributária”. Quem não seguir as orientações terá a postagem recusada.

Pela nova regra, será preciso embalar o produto e depois afixar a nota fiscal no pacote. É recomendável colocar o documento dentro de um saquinho plástico transparente, também chamado de “canguru”, para protegê-lo durante o transporte, deixando o código de barras virado para cima. Assim:

Quem não emite nota fiscal deverá afixar na parte externa uma declaração de conteúdo emitida pelos Correios, informando os dados do remetente e destinatário (nome, CPF/CNPJ e endereço) e discriminando todos os bens que estão sendo enviados. O documento pode ser baixado neste link.

A exigência está sendo reforçada somente agora pelos Correios, mas é bem antiga: ela foi publicada em um protocolo do Ministério da Fazenda em outubro de 2001. A regra já era comum em transportadoras privadas.

 

Tecnoblog.net

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dupla rende funcionário dos Correios e rouba carro e encomendas em Campina Grande

Imagem ilustrativa

Uma dupla de moto rendeu um funcionário dos Correios e roubou um veículo da empresa com todas as encomendas dentro no bairro do Velame, em Campina Grande, na segunda-feira (2).

Durante a ação, os assaltantes levaram o funcionário para um matagal, segundo o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop). Depois, a dupla fugiu na direção do Sítio Salgadinho-Major Veneziano.

A vítima e encomendas foram localizados pela polícia e levados para a delegacia. Até as 8h desta terça-feira (3) nenhum suspeito foi preso pela polícia. O valor do prejuízo não foi divulgado pelos Correios.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Bandidos interceptam carro dos Correios e roubam várias encomendas, na PB

Reprodução
Imagem ilustrativapolicia

Dois homens armados interceptaram um carro dos Correios e Telégrafos e roubaram algumas encomendas, incluindo celulares e outros eletroeletrônicos, nessa quinta-feira (20), em Campina Grande. O crime foi registrado no bairro José Pinheiro, por volta das 11h50, e até a publicação desta matéria nenhum suspeito tinha sido preso.

De acordo com o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) da Polícia Militar, os suspeitos estavam em um carro que havia sido roubado de uma clínica oftalmológica. O veículo foi encontrado por volta das 20h30 nas imediações de um hospital do bairro José Pinheiro.

Apesar de realizar rondas, a Polícia Militar não conseguiu encontrar os suspeitos. A Polícia Federal deve ser acionada para investigar a autoria do roubo.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Greve dos Correios encalha 35% das encomendas na Paraíba

greve correiosAproximadamente 35% das correspondências não estão sendo entregues na Paraíba desde o início da greve dos carteiros, na última quinta-feira. Nos primeiros dias de paralisação, em torno de 230 mil correspondências deixaram de ser distribuídas. Na Região Metropolitana de João Pessoa, cinco agências fecharam, mas, segundo a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), 85% dos funcionários continuam trabalhando.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A greve já fechou as agências Água Fria (Cristo), Central, Cruz das Armas e Mangabeira, na Capital, e a de Bayeux. Segundo a assessoria de comunicação dos Correios na Paraíba, para estes casos, os consumidores podem recorrer às outras agências no campus I da UFPB e na Avenida Monteiro da Franca, em Manaíra, ou à rede terceirizada. Há agências terceirizadas no Mag Shopping, no Shopping Sul, no bairro Cabo Branco (Rua Marcionila da Conceição, 1360), Rodoviária e Cristo Redentor (Avenida Ranieri Mazilli, 1661).

Em todo Estado, são 205 agências próprias. Segundo os Correios, os trabalhadores estão atuando em plano de contingência, que inclui plantão aos sábados, e conseguem entregar 65% da carga diária total, que fica entre 350 mil e 400 mil objetos postais.

“A greve está crescendo e tivemos a adesão de Bayeux. Aos poucos vai para o Interior. O Sedex, que esteve normal até sexta-feira, já entrou na greve também. O contingente dos Correios é mais para encomendas de grandes clientes, como os bancos. A maioria da população fica impossibilitada de receber correspondência”, destacou o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios (Sintect), Emanuel Souza.

Plano de saúde

A greve dos trabalhadores dos Correios foi provocada por um impasse no plano de saúde. Segundo o Sintect, a greve vai continuar até que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) se posicione sobre o descumprimento do acordo firmado no ano passado.

Os Correios negam que descumpriram o acordo e que todos os benefícios do plano de saúde estão garantidos, incluindo a não cobrança de mensalidade ou tarifas. “A empresa descumpriu privatizando o plano de saúde. Peticionamos junto ao TST pedindo anulação desse ato. O argumento que a empresa usa para tentar remover os trabalhadores de irem à luta é que mantém o plano nos mesmo moldes, mas a gestão é privada. Só que, quando a gente acessa o estatuto da empresa, verifica que é mentira porque está estabelecido cobrança de valores mensais por idade e faixa de salário”, afirmou o secretário geral do Sintect, Emanuel Souza.

De acordo com ele, a medida foi unilateral e precisa do aval da Justiça. Em outros estados, Emanuel disse que os trabalhadores já relatam que passaram a pagar taxas extras nos atendimentos médicos.


Jornal Correio/PB