Arquivo da tag: encaminhar

Campinense pega Náutico na Arena de PE para tentar encaminhar classificação

Uma vitória encaminha a classificação. Um empate também serve. Com o objetivo de pontuar, o Campinense encara o Náutico logo mais, às 20h30, na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, pela quarta rodada do Grupo A da Copa do Nordeste.

Dividindo a liderança da chave com o Santa Cruz com sete pontos (o Tricolor leva vantagem no saldo de gols), a Raposa pode dificultar ainda mais a situação do terceiro colocado Timbu, que só venceu uma partida até aqui.

Foto: Divulgação / Agência Brasil

Para a partida, a primeira do Campinense na Arena, o técnico Sérgio China ganhou um dia a mais de trabalho.

Ou de descanso e recuperação para os atletas. Numa maratona de jogos a cada 72 horas, o time rubro-negro optou por desembarcar no Recife dois dias antes da partida.

Ontem à tarde o Campinense finalizou a preparação com um treino tático no Centro de Treinamento do Sport, em Paulista, e a boa notícia, segundo o fisioterapeuta Léo Félix é que o lateral esquerdo Ronaell e o meia Felipe Ramon conseguiram trabalhar.

Ambos viajaram reclamando de desconfortos musculares. Testes de vestiário ainda serão realizados, mas a escalação dos dois deve ser confirmada.

Náutico

De técnico novo e motivado após quebrar o jejum de derrotas (venceu o Belo Jardim, segunda, no Arruda, por 2 a 0), o Náutico tem uma verdadeira decisão pela frente contra o Campinense.

Milton Cruz, ex-São Paulo, assumiu a equipe na terça-feira e admitiu que vai ter muito trabalho para tocar o barco alvirrubro.

O novo treinador vai mexer, forçadamente, em apenas uma peça. O lateral esquerdo Giovanni torceu o tornozelo na vitória contra o Belo Jardim e será substituído pelo prata da casa Manoel.

Arbitragem

Jailson Macedo Freitas, da Bahia, é o dono do apito para Náutico x Campinense. Ele terá Elicarlos de Oliveira (BA) e Jucimar Dias (BA) como assistentes. Déborah Cecília Correia é a árbitra reserva.

Prováveis escalações

Náutico: Tiago Cardoso, David, Tiago Alves, Adalberto e Manoel; Éwerton Páscoa, João Ananias e Marco Antônio; Jefferson Nem, Ercik e Alisson. Técnico: Milton Cruz.

Campinense: Glédson, Negreti, Joécio, Rafael Jensen e Ronaell; Magno, Fernando Pires, Jussimar (Fabinho) e Felipe Ramon; Maranhão e Augusto (Léo Ceará). Técnico: Sérgio China.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Galdino diz que vai encaminhar ainda hoje pedido para Ricardo ‘criar’ Tribunal de Contas dos Municípios

adriano-galdinoO presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), comentou nesta quarta-feira (25), que a Mesa da Casa de Epitácio Pessoa vai encaminhar ainda hoje para o governador Ricardo Coutinho (PSB), um pedido para que o socialista encaminhe uma Emenda Constitucional para a criação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Galdino quer que esta emenda chegue o mais rápido possível à Assembleia. Ele lembrou que o TCM já havia sido criado, mas que a emenda foi considerada inconstitucional, pois à época não houve previsão orçamentária e o pleno do Tribunal de Justiça considerou inconstitucional. “O que existe na constituição é a possibilidade de se criar o tribunal”, explicou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Questionado de onde sairiam os recursos para a implantação do Tribunal, o deputado explicou que no Brasil há uma lei que afirma que os estados onde existirem TCMs, deve ser tirado a despesa do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Na Paraíba, esse valor é de 0,4% da Receita Corrente Líquida (RCL) do Estado. “Esta dentro da dotação financeira do TCE o que vem para o TCM. Os 0,4% destinados ao TCM foram incorporados ao TCE e se o TCM for criado, o TCE terá de devolver esse valor. Não haverá aumento de despesa”, disse.

Já o TCE afirmou que está pronto para demonstrar que não está usando 0,4% da RCL e o presidente da AL rebateu: “Se não está usando fica mais fácil ainda devolver para o TCM” e explicou que a população precisa entender que a criação do TCM não é confronto com o TCE e será mais um órgão controlador para zelar pela boa aplicação dos recursos públicos na Paraíba.

Paraiba.com

 

Atletas já podem encaminhar plano esportivo para participar do programa Bolsa Pódio

Atletas de esportes individuais pré-selecionados para o Programa Atleta Pódio já podem enviar, a partir da quinta-feira (18), seu Plano Esportivo ao Ministério do Esporte para obter apoio complementar a sua preparação para os Jogos Olímpicos e os Jogos Paraolímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Divulgação / Gov. São Paulo O programa visa complementar a preparação dos atletas para os Jogos Olímpicos e os Jogos Paraolímpicos de 2016

  • O programa visa complementar a preparação dos atletas para os Jogos Olímpicos e os Jogos Paraolímpicos de 2016

Os atletas aprovados receberão a Bolsa Atleta Pódio no valor mínimo de R$ 5 mil e máximo de R$ 15 mil, o valor será pagos diretamente aos beneficiados. A permanência do atleta no programa será reavaliada anualmente e estará condicionada ao cumprimento do Plano Esportivo e à permanência entre os 20 primeiros do ranking mundial de sua prova.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os demais apoios previstos no programa – contratação de treinadores e equipe multidisciplinar, participação em treinamentos e competições, aquisição de equipamentos e materiais e realização de exames e outros procedimentos médico-científicos – serão viabilizados por meio de convênios das respectivas confederações com o Ministério do Esporte. Esses convênios serão publicados até o início de agosto.

De acordo com o Ministério, será aportado R$ 1 bilhão a mais de investimentos públicos federais no ciclo olímpico de 2013 a 2016. Desse total, dois terços virão do Orçamento Geral da União e um terço de patrocínios de empresas estatais. O objetivo é colocar o Brasil entre os dez primeiros países nos Jogos Olímpicos e entre os cinco primeiros nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro.

 

Elaboração do Plano Esportivo

O Plano Esportivo deve conter, entre outros dados, a previsão de participação em treinamentos, intercâmbios e competições internacionais durante o ciclo olímpico até 2016 com os respectivos calendários, a identificação do principal treinador do atleta, os resultados esportivos dos últimos três anos, a posição em que se encontra no ranking internacional de sua prova no momento do envio do pedido, a principal meta (classificação almejada) a ser atingida pelo atleta nos Jogos Rio 2016, as metas intermediárias que ele pretende alcançar nas competições que vai disputar até o Rio 2016, as comissões técnica e multidisciplinar que vão acompanhá-lo, os recursos materiais necessários, os procedimentos científicos que ele deseja fazer e a estimativa de custos de cada ação prevista.

 

Análise dos Planos

Os Planos Esportivos serão analisados por Grupos de Trabalho formados formados por servidores do Ministério do Esporte e representantes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) e das empresas estatais patrocinadoras das respectivas modalidades, quando for o caso.

Os principais critérios de análise considerados pelo Grupo serão a progressão, sem decréscimo, do atleta no ranking internacional, a relevância da meta do atleta para o alcance das metas principais do Brasil para o Rio 2016, a contribuição das metas intermediárias do atleta para o atingimento de sua meta principal, a compatibilidade da equipe multidisciplinar com as metas propostas e a abrangência do Plano Esportivo compreendendo todo o período de treinamento proposto.

O Plano deve ser enviado para:

Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento

SNEARSAN, Quadra 3, Bloco A, 1º Andar

Edifício Núcleo dos Transportes Dnit

CEP 70040 902

Brasília DF

 

Brasil Medalhas

O Plano Brasil Medalhas tem o objetivo de apoiar atletas e seleções brasileiras visando aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. O incentivo prevê a destinação de recursos para que atletas brasileiros possam aperfeiçoar conhecimentos e se prepararem até 2016. Entre as modalidades já apoiadas por meio de convênios estão basquete, vôlei de praia, hipismo, judô, luta olímpica e tiro esportivo, além de 16 modalidades paraolímpicas.

Recebem os recursos de incentivo, atletas que estejam entre os 20 melhores do ranking mundial de suas categorias, mostrem evolução ao longo dos anos e tenham reais chances de medalhas.

 

 

Fonte:
Ministério do Esporte

Justiça manda reitoria da UFPB encaminhar lista tríplice à Presidência da República

A juíza federal, Cristiane Mendonça Lage, decidiu que a consulta para reitor da UFPB deve ser acatada pelos integrantes do Consuni.

De acordo com a decisão, o reitor da UFPB, Rômulo Polari, tem até o dia 31 deste mês para enviar a lista tríplice com os nomes dos mais votados na consulta à comunidade universitária, ocorrida nos meses de maio e junho deste ano.

A lista constará os nomes da professora Margareth Diniz, vencedora nos dois turnos do pleitos, e os nomes da professora Lúcia Guerra e do professor Luiz Renato, que também integrarão a lista que deverá ser enviada à Presidência da República para homologação.

Caso os integrantes do Conselho Universitário (Consuni) não acatem a decisão judicial, uma multa no valor de 10 mil reais diários será aplicada a cada membro.

Assessoria