Arquivo da tag: encaminha

Raposa vence Itabaiana por 2 a 0 e encaminha classificação na série D

Foto: Vitor Oliveira/Voz da Torcida
Foto: Vitor Oliveira/Voz da Torcida

O Campinense venceu o Itabaiana de Sergipe por 2 a 0, na noite deste domingo (14), em jogo no estádio Amigão, em Campina Grande (PB), e encaminhou a classificação para as quartas de final da Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Ois dois gols da Raposa foram marcados por Negretti, aos sete minutos do  primeiro tempo, e aos oito da etapa complementar.

Agora, o time paraibano pode perder por até um gol de diferença partida de volta, que ocorre no próximo domingo (21), no Estádio Etelvino Mendonça, em Itabaina, que está classificado.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Governo Temer encaminha projeto de reajuste salarial de mais 14 categorias

temerO governo do presidente em exercício Michel Temer resolveu validar os reajustes salariais de 14 categorias de servidores públicos assinados pela presidente afastada Dilma Rousseff. Entre os servidores beneficiados estão os auditores da Receita Federal, que iniciaram, na semana passada, movimento de paralisação que já afeta a arrecadação de impostos e ameaçava atrapalhar o funcionamento das aduanas durante os Jogos Olímpicos.

Projeto de lei será enviado nos próximos dias ao Congresso prevendo o reajuste escalonado em três ou quatro anos, dependendo da categoria. No caso da Polícia Federal e da Receita, o aumento acumulado será de 21,3%. Para os servidores da Receita, auditores do trabalho e médicos peritos do INSS será concedido também um bônus atrelado à meta de eficiência e produtividade.

Os acordos foram assinados pela equipe de Dilma, mas foram muito criticados por conta da necessidade de ajuste fiscal no quadro atual de rombo elevado das contas públicas. Havia uma preocupação da equipe econômica de Temer de dar uma sinalização negativa de afrouxamento fiscal.

Para quatro categorias, o reajuste entrará em vigor ainda este ano: auditores e analistas­técnicos da Receita, auditores do trabalho e médicos peritos. O impacto em 2016 será de R$ 726 milhões. Segundo uma fonte da área econômica, a meta fiscal de déficit de R$ 170,5 bilhões já acomoda essas despesas com o reajuste.

O custo total para o Tesouro Nacional ainda está sendo fechado pelo Ministério do Planejamento. Para as demais categorias, o reajuste começará em 2017. São elas: delegados, peritos, escrivães, papiloscopistas e agentes da Polícia Federal; policiais rodoviários federais; analistas técnicos de políticas sociais; analistas de infraestrutura; perito agrário do Incra e servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestres (Dnit). “São acordos assinados que o governo não tinha como não cumprir. Não havia escolha”, disse um integrante da equipe econômica.

Os acordos com essas categorias foram assinados formalmente entre fevereiro e maio. “O encaminhamento dos PLs agora busca fortalecer a relação de confiança entre o Estado e os servidores”, informou o Planejamento, em nota. Segundo a nota, as despesas com pessoal estão estáveis nos últimos anos em relação ao PIB, apresentado até uma pequena queda, de 4,6% do PIB em 2009 para 4,2% na estimava para 2016. O governo argumentou que, nos períodos 2012­2015, essas categorias tiveram reajustes que somaram em geral 18% para uma inflação acumulada de 40%.

Nesta quinta­feira, 21, foi publicada a lei que reajusta em 41,47% a remuneração dos servidores do Judiciário da União, até 2019. Também foi publicada a lei que aumenta os salários do Ministério Público da União. Juntos, eles terão impacto nas contas do governo superior a R$ 25 bilhões até 2019.

Estadão

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Professor encaminha artigo ao FN lamentando falta de pagamento em mudança de gestão; Confira

 

A  VITORIA DO ATRASO

Não poderás ajudar aos homens de maneira permanente se fizeres por eles aquilo que eles podem e devem fazer por si próprios.

Abraham Lincoln

      Ontem compareci á um consultório odontológico. O medo já tomava  conta de mim antes mesmo de chegar ao lugar de trabalho da estimada profissional que fez o procedimento.O temor não era exatamente da pessoa que iria tratar do meu dente,mas é que sou um “cabra froxo”,como já diziam os nordestinos mais tradicionais,e o barulho do aparelho utilizado no consultório,para manutenção do dente incomoda só de imaginar.Não sei bem o nome daquele aparelhinho,mas o mesmo foi pé de uma proveitosa conversa após o termino do trabalho efetuado em meu dente.Falávamos do incomodo causado pelo mesmo versus sua necessidade naquele trabalho.Das inovações tecnológicas no ramo odontológico frente ao atraso que o interior ainda vive, já que a clientela modesta não permite um investimento maior e muito caro.

       Mediante ao mal necessário , ou seja,o tal aparelho,me lembrei de outros procedimentos antigos e não sei até onde necessários,cito o não pagamento da folha de dezembro aos funcionários públicos municipais.Parece uma tradição maléfica.O prefeito perde a campanha,não paga os salários referentes ao mês de dezembro.Da mesma forma age o prefeito que deixando o mandato de oito anos,não se dá por satisfeito,e comete a proeza de castigar aqueles que lhe presenteou com dois mandatos seguidos através do voto.Solanea, Arara,Casserengue e inúmeros outras cidades deixaram seus funcionários numa seca financeira maior que a estiagem do nordeste.Não sei se acreditam esses gestores,que professores tem muito dinheiro,uma reserva financeira(já que recebem muito) ou trabalham por amor,o fato é que quando pensam em morder um dinheirinho,são os pobres dos educadores quem pagam a conta,ou melhor,não pagam,já que sem salário muitos professores já pensam em como correr atrás do prejuízo.

         Ainda continuando a conversa com a competente odontologa que me atendeu, a mesma falava das criações de novos métodos, para que o paciente, se é que assim posso denominar,não sofra tanto.Que pena não ser alguém assim um desses irresponsáveis gestores.Irresponsáveis ! não posso utilizar outro adjetivo.Utilizam das brechas da lei,para fazer sofrer toda uma população de trabalhadores que nada tem a ver com sua incompetência de governar.Para onde foi a dona LRF(Lei de Responsabilidade Fiscal)?Que Lei é esta, que permite uma gestão desastrosa na reta final,já que não sofre somente o funcionário,mas todos os comerciantes que dependem do dinheiro injetado nesta época,oriundo do décimo terceiro salário e do pagamento do mês de dezembro?Será que ainda tão jovem esta lei precisará passar por uma reformulação, tal qual a Lei Seca? Não! o que tem que haver de fato,é o consumo maciço de um chá de SIMANCOL,não somente para estes prefeitos que cometeram este ato,como também ao funcionário.Isto porque ,amigo,daqui a dois anos haverá eleição partidária,e na maioria das vezes,o mesmo funcionário que sofreu com o descaso de meliante deste,acaba por acompanhar o candidato que este apoiar,isto quando não é o mesmo elemento,candidato ao cargo.

        Já passou da hora desse povo deixar de ter a mente pequena, e anotar quem é um bom administrador e quem massacra seu povo. Concordar com a utilização do antigo e barulhento aparelho de obturação do dentista ainda é aceitável, mas é  inadmissível que em pleno século XXI, gestores de má fé,façam de imbecis os funcionários,que uma vez efetivados por meio de concurso publico,não devem favor nem ao lado A nem ao lado B.Por fim,faço um clamor aos gestores atuais,que assumiram ou reassumiram as prefeituras agora em 2013: PAGUEM OS SALARIOS REFERENTES A 2012 AOS FUNCIONARIOS.Não venham com a antiga conversinha,de que não tem dinheiro,o caixa esta falido,houve queda de repasse do FPM(Fundo de Participação do Município),e a mais antiga e inaceitável das justificativas – não sou eu que devo,portanto não pagarei as contas do prefeito anterior! De fato vossa excelência não deve , quem deve a prefeitura, que vossa excelência tanto fez campanha para ter a oportunidade de administrar. Uma pergunta para finalizar este texto: se houvesse dinheiro em caixa,deixado pelo governo anterior Vossa excelência utilizaria?Ou não gastaria por ser da outra administração? Vossa excelência herdou o bônus e o ônus. De conta dos dois. A imprensa esta de olho em você. Mostre que veio pra fazer a diferença.

Prof.Gederlandio A. Santos

Flamengo encaminha empréstimo de Negueba para o São Paulo

Negueba vai jogar no Morumbi em 2013 (Foto: Márcia Feitosa/VIPCOMM)

A opção de Negueba de não ir para o Avaí não quer dizer que o jogador será aproveitado no Flamengo no curto prazo. Na negociação da contratação de Cleber Santana ao clube catarinense, a diretoria rubro-negra encaminhou o empréstimo do jovem atacante para o São Paulo, que detém parte dos direitos do meia.

Na conversa entre Flamengo e o clube paulista durante a negociação por Cleber Santana, ficou acordado que o Tricolor levaria um jogador rubro-negro emprestado, e o técnico Ney Franco, com quem Negueba trabalhou na seleção de base, aprovou o nome do atacante.

A transferência está sendo calmamente tratada pelos advogados do São Paulo e já teve o aval do Flamengo. Por isso, Negueba realizou trabalhos diferenciados nos últimos dois dias. O combinado entre as partes, porém, é que o jogador só irá no começo de 2013, e ficará por um ano na equipe paulista.

Negueba tem contrato com o Flamengo até 2015 e teve chances com todos os treinadores que passaram pelo clube desde que ele chegou ao profissional. Contudo, os momentos conturbados desde então não foram favoráveis ao jogador, que caiu em desgraça com a torcida devido ao mau desempenho da equipe nas competições disputadas.

O jogador chegou a virar titular com o técnico Dorival Júnior, mas em função dos seguidos erros campo e as vaias da torcida foi deixado de lado. Após recusar ir para o Avaí, Negueba sequer trabalhou entre os 22 jogadores que participaram do coletivo desta quinta-feira.

O diretor de futebol Zinho não foi encontrado para comentar o caso, mas na última terça-feira disse que pretendia valorizar o jovem atacante, formado no clube.

– Negueba teve várias oportunidades, teve sequência boa, depois uma queda, perdeu espaço, a posição, mas tem futuro, estou revendo o contrato dele, está sendo valorizado, mas no momento tem uma cobrança grande e um espaço reduzido. Para proteger o atleta a gente está aceitando o pedido do Avaí, para ele respirar novos ares e ganhar um pouco de experiência – afirmou o dirigente antes da definição da permanência.

Extra

Governo encaminha ao Congresso reajuste para servidores federais; são 937 mil funcionários

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão informou que encaminhou ao Congresso Nacional a Medida Provisória (MP) 568 para assegurar o pagamento de acordos fechados com os servidores federais no ano passado. O texto da MP foi publicado na segunda-feira (14) no Diário Oficial da União.
De acordo com o ministério, serão beneficiados 937.675 servidores entre ativos, aposentados e pensionistas. A MP 568 substitui o Projeto de Lei 2.203/2011, enviado ao Congresso em agosto do ano passado, com a reestruturação de cargos, planos de cargos e carreiras, além de tabelas remuneratórias. O valor, com as medidas, ficou estimado em R$ 1,5 bilhão neste ano e foi previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2012.
O ministério informou ainda que, entre os beneficiários do reajuste, estão professores das universidades federais, servidores que integram o Plano Geral de Cargos do Poder Executivo, o Plano de Cargos da Previdência Social, Saúde e Trabalho, entre outras carreiras.
Os servidores que tinham aumento previsto para o mês de março, “como no caso dos professores, terão reajuste retroativo àquele mês”, garante o ministério.
A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) informou que, com a substituição do PL 2.203 pela MP 568, apresentará de novo as emendas feitas anteriormente ao projeto. “Vamos reapresentar as 26 emendas pois existem problemas de conteúdo, com relação à insalubridade, com relação à jornada do médicos etc. Vamos continuar dialogando com os parlamentares com relação à MP que tem a mesma essência do PL 2.203”, disse Sérgio Ronaldo da Silva, diretor da Condsef.

Daniel Lima, da Agência Brasil

Focando a Notícia