Arquivo da tag: Empresário

Empresário do Sertão morre após sofrer acidente durante vaquejada

O empresário Felizardo Félix Neto, da Catingueira Veículos, empresa localizada em Patos, morreu na tarde deste domingo (28) após sofrer um acidente em uma vaquejada na cidade de Catingueira, no sertão paraibano.

De acordo com as informações dos presentes no local, o cavalo em que ele estava se assustou com um boi que passou na frente, e o empresário caiu. O animal caiu por cima de Felizardo que ficou gravemente ferido.

Ele foi socorrido e levado em estado grave para o Complexo Hospitalar de Patos, quando teve uma parada cardíaca e veio a óbito, antes mesmo de chegar ao hospital.

A notícia se espalhou por todo o Estado, já que o empresário além de ser referência no ramo de veículos, também era conhecido no mundo das vaquejadas.

Felizardo era irmão de outros empresários do ramo automobilístico que empreendem na cidade de Patos, a exemplo de João da JN Veículos, Adeilton da Catingueira Automotores, Alexandre Despachante e outros irmãos empresários.

As imagens em vídeo foram criadas pelo sistema de TV do parque de vaquejadas. Assista:

 

 

 

Portal WSCOM

 

 

Empresário Roberto Santiago tem Habeas Corpus negado e vai continuar preso

Acordão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), publicado ontem (25), decidiu manter o empresário Roberto Santiago na prisão. A decisão foi da quinta turma do STJ. . O julgamento foi realizado no dia 18 de junho, mas o acórdão saiu ontem.

Esse é o quinto Habeas Corpus negado a Santiago. Os advogados de defesa alegavam que não havia mais motivos para manutenção da prisão preventiva e que o empresário estaria sofrendo constrangimento legal.

Eles pediam a conversão da preventiva em medidas cautelares. De acordo com a defesa, Roberto Santiago sofre de doença crônica pulmonar, sendo necessária a prática regular de fisioterapia.

 

pbagora

 

 

Homem assassinado em Guarabira é um empresário do sertão e teria vindo realizar negócios na cidade

O assassinato registrado na noite deste sábado (08) na cidade de Guarabira, no brejo paraibano, começa a ganhar desdobramentos e a vítima já foi identificada. Trata-se do comerciante Pedro Morais Medeiros Neto, de 37 anos, residente na cidade de Patos, no sertão paraibano.

De acordo com as primeiras informações publicadas no site Folha Patoense, o empresário teria viajado a Guarabira na manhã do sábado para vender um gado que ele tinha naquela cidade em sociedade com um amigo. Na parte da tarde ele desapareceu, não deu mais notícias, a e a família ficou apreensiva. Desde o fim da tarde que familiares tentavam, sem sucesso, falar com o mesmo.

O empresário foi encontrado morto com vários disparos de arma de fogo  por volta das 22h da noite do sábado.

Segundo informações do mesmo site, havia indícios de tortura pelo corpo da vítima, já que o mesmo apresentava marcas de murro pelo rosto.

O carro da vítima foi levado e um cordão de ouro também. O dinheiro da venda do gado não estava com ele, havia sido depositado em sua conta bancária, o que levanta a suspeita que ele foi torturado para que dissesse onde estava o dinheiro oriundo da venda que fez pela manhã.

Pedro Neto, como era mais conhecido, trabalhava com a mãe em um mercadinho no bairro Jardim Queiroz em Patos.

Era casado, deixa dois filhos, morava no Loteamento Luar de Angelita.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

 

Empresário é preso suspeito de matar radialista por causa de política

Foi preso no começo da tarde desta sexta-feira (31) um empresário suspeito de matar o radialista Joacir Rocha de Oliveira Filho, de 35 anos, dentro de um restaurante do Centro de Campina Grande.

Conforme imagens de segurança, um homem armado atira na vítima dentro do local e foge amparado por outra pessoa. Segundo a delegada Suelane Guimarães, à TV Correio, não houve latrocínio porque nenhum pertence da vítima foi roubado.

Às 13h16, o empresário, que é do ramo da construção civil e tem 42 anos, estava sendo ouvido pela delegada e teria confessado o crime. Segundo apuração da TV Correio, o motivo seria uma discussão política.

Políticos lamentam

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) lamentou a morte do radialista. “Que o nosso bom Deus conforte o coração dos familiares e amenize tanto sofrimento. Sei o tamanho da dor de perder alguém que amamos”, destacou.

Joacir era filho do jornalista Joacir Oliveira (já falecido) e irmão do apresentador de uma emissora de TV local, Cléber Oliveira. Tovar destaca que apesar de novo, ele era um profissional dedicado e que deixa um legado como comunicador.

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, também divulgou nota de pesar pela morte do radialista. “O prefeito encaminhou apelo à Polícia Civil para o máximo empenho na elucidação do caso. E também prestou solidariedade e votos de pesar à família, também vítima dessa tragédia”, diz a nota divulgada pela prefeitura.

 

 

portalcorreio

 

 

Empresário é preso suspeito de furto de energia em Caiçara

Um empresário foi preso por policiais da 3ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) no início da tarde desta terça-feira (16), na cidade de Caiçara, suspeito de furto de energia elétrica, popularmente conhecido como “gato”.

A guarnição comandada pelo soldado Gérson realizava diligências quando foi acionada por um funcionário da empresa distribuidora de energia para averiguar o furto de energia em um estabelecimento comercial.

O funcionário da distribuidora constatou o “gato”, já que a energia estava sendo fornecida sem passar pela medição. Diante do flagrante, o empresário foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Tio e primo são presos por planejar morte de empresário na PB

Crime aconteceu no dia 2 de janeiro (Foto: Paulo Costa/TV Correio)

Dois homens foram presos, nessa segunda-feira (29), suspeitos de terem planejado o assassinato de um empresário da cidade de Patos, Sertão paraibano, a 320 km de João Pessoa. O crime aconteceu no dia 2 de janeiro e, segundo a Polícia Civil, os supostos mentores são tio e primo da vítima.

Ao Portal Correio, um agente de investigação informou que o crime teria sido motivado por um desentendimento em relação à herança da família. O pai da vítima e o tio preso são sócios de uma fábrica. O tio da vítima foi preso em Campina Grande, enquanto o primo foi preso em Patos.

“Esse primo é o mesmo que chegou a ser ouvido pela polícia logo após o crime, oportunidade em que foi liberado por falta de provas que o incriminasse. Agora, ele e o pai estão detidos na delegacia e devem ser transferidos para o presídio de Patos em breve”, comentou o policial.

O empresário, que tinha 34 anos, foi morto com cinco tiros no escritório do seu estabelecimento, no bairro da Liberdade, em Patos. Os executores do crime fugiram sem levar nada do local. Um jovem de 18 anos foi preso no último dia 21, suspeito de ser um dos homens contratos pelos mentores para o assassinato.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Primo de empresário morto em Patos, PB, é apontado como suspeito

Foto: Paulo Costa (TV Correio)

Um primo do empresário de 34 anos que foi morto a tiros na manhã desta terça-feira (2), em Patos, foi conduzido pela Polícia Civil até a delegacia para prestar depoimento. Segundo o delegado Edson Pedroza, que investiga o caso, ele foi apontado como suspeito do crime pela família.

De acordo com o delegado, familiares relataram que o primo havia sido demitido recentemente da empresa administrada pela vítima. “Empresa era da família”, disse Pedroza. O primo foi levado para a delegacia, prestou depoimento e foi liberado ainda na manhã desta terça-feira.

O empresário foi morto dentro do escritório onde trabalhava, em um prédio comercial na cidade de Patos. Segundo informações da Polícia Civil, o homem estava conversando com um amigo, quando dois suspeitos entraram no local, usando capacete, anunciaram o assalto e começaram a atirar.

De acordo com o delegado, apesar de terem anunciado um assalto, os suspeitos não levaram nada da vítima. Além disso, todos os tiros foram direcionados ao empresário. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda chegou a ser acionada, mas ao chegar no local o empresário já estava morto.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Empresário paraibano é encontrado morto em quarto de motel no Sertão

O empresário paraibano Marcos Guedes, dono da empresa de Laticínios Belo Vale (Isis), foi encontrado morto, na tarde desta segunda-feira (18), em um dos quartos de um motel na cidade de Sousa, Sertão do Estado.

A informação foi confirmada pela Polícia Militar de Sousa, que está no local. De acordo com as primeiras informações, Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estiveram no local e constataram o óbito.

O motel fica localizado na BR 230 na saída de Sousa para a cidade de Cajazeiras. O local foi isolado à espera da perícia, e serão realizados os procedimentos cabíveis ao caso e encaminhar o corpo ao NUMOL de Patos.

Diário do Sertão

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Quadrilha explode Correios, rende empresário e troca tiros com a PM

Reprodução
Imagem ilustrativa

Cerca de 10 homens explodiram a agência dos Correios de Mataraca, no Litoral Norte, e tentaram explodir o Banco do Bradesco da cidade na madrugada desta quarta-feira (13).

O comandante da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar de Mamanguape, major Alberto Filho, informou que durante a ação um empresário foi feito refém e liberado durante a fuga dos suspeitos.

“No momento que o grupo ia chegando na agência dos Correios, o empresário de uma usina ia passando pelo local após ter saído de uma festa e foi abordado pelos homens. Ele foi feito de refém e usaram o seu carro para fechar a rua dos Correios”, afirmou.

Mesmo com a explosão, a quadrilha não conseguiu roubar nenhuma quantia de dinheiro. Eles fugiram em direção ao Rio Grande do Norte e ainda trocaram tiros com policiais. Grampos deixados na pista dificultaram a perseguição.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vídeo divulgado na TV Arapuan mostra prefeito interino de Bayeux pedindo propina de R$ 100 mil a empresário

A cidade de Bayeux não tem mesmo sorte. Depois do prefeito afastado Berg Lima (sem partido) ter sido flagrado pedindo propina a um empresário, agora foi o interino, Luís Antônio, que também aparece em um vídeo supostamente também pedindo propina a um empresário.

As imagens foram divulgadas pela TV Arapuan, na manhã desta terça-feira (23), durante o programa Tribuna Livre apresentado pelo radialista Fabiano Gomes.

A denúncia, conforme a TV, foi levada ao Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) ainda ontem, segunda-feira (23).

No vídeo, gravado em uma fábrica de tintas, o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio aparece tramando contra o prefeito afastado Berg Lima

Ele pede R$ 100 mil de propina a empresário dono de fábrica de tintas em Santa Rita, Ramom Acioly.

Luiz Antônio diz que tem R$ 100 mil no carro e pede mais R$ 100 mil ao empresário, alegando que é para divulgação de conteúdo de vídeo que comprometeria Berg Lima. Na conversa ele garante ao empresário que Berg cairia do cargo de prefeito.

“A ideia é estourar, porque quando estourar o Ministério Público vai ter que bater em cima”, diz o prefeito interino Luiz Antônio.

O vídeo foi gravado na sede de uma fábrica de tintas em Santa Rita, no dia 4 de junho deste ano, dia que antecedeu a prisão de Berg Lima, que aconteceu no dia 5 de junho.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br