Arquivo da tag: Empresária

Suspeito de atirar em empresária no Centro de Campina Grande é liberado

(Foto: Reprodução/TV Paraíba)
(Foto: Reprodução/TV Paraíba)

O jovem que foi preso sob suspeita de atirar contra uma empresária no Centro de Campina Grande, foi liberado pela Polícia Civil nessa segunda-feira (9). De acordo com a delegada Ellen Maria, a liberação ocorreu por conta de uma medida judicial. Em contrapartida, também na noite dessa segunda, o piloto da moto utilizada para dar fuga ao atirador foi localizado e preso pela Polícia Civil.

A empresária Célia Márcia Santos Cirne, de 69 anos, morreu no dia 24 de dezembro e, de acordo com a Polícia Militar, a vítima estava saindo de um estacionamento quando foi abordada pelos suspeitos.

Um homem de 24 anos foi preso no dia 28 suspeito da morte e, segundo a polícia, ele já tinha sido reconhecido por duas vítimas que testemunharam o crime.

Segundo a polícia, ele conhecia a rotina da vítima, chegou ao local a pé e recebeu cobertura na fuga de um outro homem, em uma moto, que teria sido preso na segunda. Apesar da liberação, a delegada deixou claro que o jovem segue sendo suspeito do crime.

Ainda conforme a Ellen Maria, as investigações apontam para vários envolvidos no crime, o que tem gerado muita surpresa por parte das autoridades policiais. A Polícia Civil convocou a imprensa para uma entrevista coletiva às 10h (horário local), desta terça-feira (10), onde dará mais informações sobre o caso.

Imagens gravadas por uma câmera de segurança na Rua Getúlio Vargas, onde aconteceu o assalto, mostram o momento em que a empresária é abordada e baleada pelos assaltantes.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Corpo de empresária assassinada durante assalto será sepultado neste domingo em Campina Grande

empresariaA empresária Célia Márcia dos Santos Cirne, 69 anos, morta durante assalto na tarde deste sábado (24), será sepultada, às 12h deste domingo (15), no cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande.

O corpo da empresária está sendo velado desde a noite de ontem. O Filho da empresária, Henrique Cirne, postou nas redes sociais mensagem de agradecimento pela solidariedade.

“Meus agradecimentos as mensagens de apoio, carinho e solidariedade recebidas”, escreveu.

Célia Márcia dos Santos Cirne foi abordada por dois  homems ao sair de um estacionamento próximo ao estabelecimento comercial que a mesma era proprietária.

Baleada, a mulher ainda foi socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante o atendimento.

Imagens de uma câmera de segurança mostram o exato momento em que uma empresária foi  abordada e assassinada.

As imagens mostram um dos suspeitos correndo em direção ao carro da vítima no momento em que o portão do estacionamento é aberto. Posteriormente, as imagens mostram o veículo descontrolado, batendo em um outro carro e os bandidos fugindo em uma motocicleta.

Veja Vídeo 

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Empresária morre após passar por cirurgias plásticas

empresariaA empresária Michelle de Souza Pires, de 30 anos, morreu, na madrugada deste domingo (27), em um apartamento no Setor Central, em Goiânia. Segundo parentes, ela faleceu menos de 36 horas depois de passar por cirurgias plásticas.

Natural de Morrinhos, no sul goiano, Michelle veio à capital para fazer uma abdominoplastia e lipoaspiração no Hospital Buriti. De acordo com a ex-sogra da vítima, Maria Clara Pires, ela saiu do centro cirúrgico às 20h de sexta-feira (25) e recebeu alta médica às 13h do dia seguinte. A empresária morreu por volta das 5h deste domingo.

O G1 entrou em contato, por telefone, às 11h com profissionais do Hospital Buriti, mas não obteve um retorno sobre o caso até a publicação desta reportagem.

Como vive no interior, Michelle se hospedou na casa da ex-sogra, que mora em Goiânia. O ex-cunhado da vítima, o microempreendedor Lucas Paulo Pires Silva, acredita que o médico responsável pelo procedimento foi negligente.

“Nos exames que ela fez deu um pouco de anemia e o médico disse que não tinha problema. Ela sempre quis fazer e convenceu a mãe. Ela terminou a cirurgia na sexta umas 20h, e o médico liberou no sábado umas 13h. Ela foi liberada muito cedo, ela deveria ter ficado mais em acompanhamento já que fez a plástica”, disse Silva.

De acordo com as testemunhas, Michele reclamou de sentir falta de ar e de fadiga. A ex- sogra e a irmã dela tentaram socorrê-la.

“Minha mãe e minha tia tentaram ligar para o médico, mas não conseguiram. Depois chamou o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência]. A Michelle já estava indo a óbito, minha mãe fez massagem cardíaca uns 15 minutos até o Samu chegar. O Samu tentou reanimar, mas não conseguiu”, relatou Silva.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil. De acordo com o boletim de ocorrência, a causa da morte está a esclarecer.

A mulher deixa dois filhos, sendo um de 10 e outro e de 4 anos. O corpo dela deve ser enterrado em Morrinhos.
Em nota ao G1, o Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego) informou que “tomou conhecimento desta morte pela imprensa e vai apurar o caso”.

 

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Preso na Paraíba suspeito de raptar empresária em PE e roubar cerca de R$ 120 mil

sireneUm homem suspeito de raptado uma empresária em Pernambuco foi preso, na manhã desta terça-feira (20), em área próxima a Monteiro, Cariri paraibano, a 305 km de João Pessoa.

Segundo a Polícia Militar, a mulher, de 50 anos, foi retirada de casa a força, na zona rural de Iguaracy, Sertão pernambucano, por dois homens armados. Ela teve carro, objetos eletroeletrônicos e R$ 120 mil roubados pelos criminosos.

A vítima, que é proprietária de uma rede de lojas em Pernambuco, foi abandonada pelos bandidos em um sítio na divisa do estado com a Paraíba. Policiais do Batalhão de Afogados da Ingazeira acionaram profissionais paraibanos para informar que havia suspeitas de que os assaltantes teriam fugido em direção a Monteiro.

Após buscas na região, um suspeito foi encontrado dirigindo o carro da vítima. Ele estava com uma arma de fogo e foi levado para a delegacia de Polícia Civil da cidade.

“Antes de ser pego pela PM, o suspeito teria repassado o dinheiro e os objetos roubados para comparsas, que seguiram fuga em um carro modelo Gol de cor branca. Continuamos as ações para localizar esses suspeitos”, informou o sargento Adeilton.

O Portal Correio tentou contato com a Polícia Civil para saber mais detalhes sobre as investigações, mas as ligações não foram atendidas.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Empresária de CG é esfaqueada e bandido espancado na rodoviária

BandidoUm assaltante foi espancado por populares após esfaquear uma comerciante dentro de um quisque, na tarde desta quinta-feira (18), na Rodoviária de Campina Grande, no agreste paraibano.

De acordo com o Centro de Operações da Polícia Militar (CIOP), José Francione do Nascimento Gomes entrou no estabelecimento ‘Parada Obrigatória’ e rendeu Jaqueline da Silva, 31 anos.

Após o assalto ser frustrado, o homem fez a proprietária do quiosque de refém e acabou a ferindo no peito.
Revoltado, populares dominaram o homem e começaram e linchar o assaltante que foi resgatado das mãos dos agressores após a chegada da Polícia Militar.

Desacordado, o acusado e a vítima foram socorridas para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, em Campina Grande.

De acordo com a PM, a mulher foi ferida superficialmente e passa bem.

O assaltante também não corre risco de vida.

Roberto Targino – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Empresária é achada morta na cozinha de casa; genro é o principal suspeito

sireneUma empresária, identificada como Socorro, de 43 anos, foi encontrada morta, no início da noite desse sábado (23), dentro da casa onde morava com a filha e o companheiro dela, no bairro dos Bancários, em João Pessoa.

De acordo com informações, ela estava desaparecida desde o início da semana. Familiares não estavam conseguindo entrar em contato com a empresária, que estava com o aparelho do telefone celular desligado.

A polícia foi acionada e após buscas na residência da empresária, percebeu um intenso odor vindo da despensa do imóvel. O corpo estava em um buraco feito no local e tapado com cimento.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O genro da vítima é o principal suspeito de ter praticado o crime. Ele foi preso ontem à noite na Praça da Paz, nos Bancários, e será ouvido pela polícia.

MaisPB

Mesmo presa em porta malas, empresária chama a polícia e se livra de sequestro em Campina

Ela foi presa no carro, mas ligou para a polícia
Ela foi presa no carro, mas ligou para a polícia

Dois jovens, um de 19 e outro de 20 anos, e um adolescente de 17 anos, tentaram sequestrar uma empresária no bairro do Monte Santo, em Campina Grande, a 125 km de João Pessoa, na noite dessa quarta-feira (14). Segundo a polícia, ela conseguiu o usar celular e ligar para a polícia mesmo depois de ter sido trancada no porta malas do próprio carro. Os três suspeitos foram detidos.

No depoimento, ela disse que percebeu estar sendo seguida por dois homens em uma moto. Mesmo tentando fugir, a vítima falou que foi rendida pelos homens e colocada na mala do carro. Mesmo trancada dentro do automóvel, a vítima conseguiu ligar para a polícia, e informar as características do veículo, para agilizar as buscas pela cidade.

De acordo com o delegado Iasley Almeida, que apurou o caso, os dois adultos são suspeitos de realizar outros assaltos em Campina Grande.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sobre a atitude da empresária, o delegado elogiou a rapidez e tranquilidade da mulher. “A tranquilidade dela em nos relatar o caso foi essencial para que a abordagem fosse rápida”, disse.

Os jovens estão detidos na Delegacia da Polícia Civil aguardando o reconhecimento de outras vítimas. Já o  menor foi levado ara o ‘Lar do Garoto’, onde vai cumprir medida socioeducativa.

 

portal correio

Morre a empresária Dirce Navarro de Camargo

Dirce Camargo (Foto: Marlene Bergamo/ Folhapress)
Dirce Camargo (Foto: Marlene Bergamo/ Folhapress)

A empresária Dirce Navarro de Camargo, viúva do fundador do grupo Camargo Corrêa, Sebastião Camargo, morreu neste sábado (20) aos 100 anos, em sua casa em São Paulo.

A assessoria de imprensa do grupo não deu mais detalhes sobre a morte da empresária.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dirce ocupava o 87º lugar na lista de bilionários da revista “Forbes”. Entre os brasileiros, ela era a mulher mais rica, com um patrimônio de US$ 11,5 bilhões.

Em setembro de 1994, após o falecimento do marido, Dirce se tornou presidente da holding Morro Vermelho, empresa de aviação corporativa  do Grupo Camargo Corrêa.

A assessoria de imprensa do grupo não deu informações sobre os funerais de Dirce.

 

G1

“IstoÉ” é condenada a indenizar empresária por danos morais

Uma decisão unânime da 7ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que a revista IstoÉ deve indenizar a dona de uma empresa de turismo por divulgar que a companhia fazia contrabando de mercadorias na fronteira do Brasil com o Paraguai, informou o Consultor Jurídico, na última sexta-feira (18/1).
Crédito:Reprodução
Publicação terá que indenizar empresária por notícia falsa
A reportagem “Polícia Fronteira Peneira” mostra uma foto do ônibus da empresa e afirma que o mesmo teria escondido “muamba” na parte traseira do motor, passando pela fronteira sem qualquer fiscalização.
“Em nenhum momento restou demonstrado que o conteúdo daquelas malas ou caixas seria mercadorias contrabandeadas ou ilícitas. Pelo contrário, referidas mercadorias não foram apreendidas”, explicou o relator do processo, desembargador Ramon Mateo Júnior.
“Caso a reportagem se limitasse a informar acerca da eficácia da investigação policial, bem como de seus passos, não haveria falar em danos morais, porquanto irrecusável o interesse público”, acrescentou. Segundo ele, a autora da ação teria sido exposta a uma situação vexatória.
A empresária pediu a condenação do jornalista, do fotógrafo, do diretor de redação e da empresa por danos materiais e morais. Contudo, somente o dano moral foi atendido. Ainda cabe recurso.
Portal IMPRENSA

Empresária lança calcinha ‘à prova’ de menstruação

Durante as aulas de empreendedorismo na faculdade, Julie Sygiel, 25, teve de fazer fazer um projeto de um novo produto.

A exigência era que resolvesse um incômodo para o qual ainda não houvesse solução no mercado.

Sygiel e as colegas se lembraram de ocasiões em que a menstruação chegou em momentos inesperados. Pensaram em criar uma calcinha que funcionasse como uma proteção a mais, além do absorvente.

Formada em engenharia química, Sygiel estudou fibras e texturas e bolou um tecido que, diz, resiste a até três colheres de chá de líquido, não fica malcheiroso e é fácil de lavar. A ideia era fabricar as calcinhas com um design que fizesse a mulher se sentir atraente.

Divulgação
A engenheira química Julie Sygiel é fundadora da Dear Kate, que produz calcinhas que barram vazamentos
A engenheira química Julie Sygiel é fundadora da Dear Kate, que produz calcinhas que barram vazamentos

O projeto saiu do papel com o apoio financeiro de um engenheiro que foi apresentado à empreendedora pelo professor de administração.

Ela lançou a calcinha com o nome Sexy Period (em inglês, a palavra “period” significa tanto menstruação quanto intervalo de tempo). Não deu certo. Muitas das clientes eram mães e não estavam atrás de algo sexy. Sygiel reposicionou a marca e chamou-a de Dear Kate.

Em 2012, recebeu um novo investimento, esse de US$ 1 milhão (R$ 2 milhões).

As peças mais baratas saem por US$ 30 (R$ 60) e são vendidas somente no site da marca (www.dearkates.com).

Segundo Sygiel, as vendas já estão na casa do milhar por mês. Ela afirma que registrou patentes e que, depois de ficar receosa com uma possível concorrência de outras marcas (ela conta que até evitava descrever o produto em público), está menos preocupada com isso, pois desenvolver uma calcinha semelhante leva tempo.

Folha