Arquivo da tag: educadores

Professores de Caiçara foram premiados pelo prêmio Educadores Inovadores

PRÊMIOA Prefeitura de Caiçara, por meio da Secretaria Municipal de Educação, vem desenvolvendo ações para a construção de uma Política Municipal de Formação e Valorização dos Profissionais do Magistério da Educação Básica. Entre essas ações, está oPrêmio Educadores Inovadores. Sete professores foram premiados.

A Secretária de Educação no Município, Lúcia de Fátima, disse que o prêmio consiste no na valorização das práticas pedagógicas exitosas executadas por professores em exercício nas Escolas Públicas de Educação Básica do Município, que comprovadamente estejam tendo sucesso no enfrentamento dos desafios no processo de ensino e aprendizagem.

O objetivo do Prêmio Educadores Inovadores é o de destacar o trabalho dos professores que estejam desenvolvendo praticas inovadores de aprendizagem, envolvendo os alunos no caminho do conhecimento e possibilitando a sua permanência e crescimento no processo de aprendizagem, reconhecendo e dando visibilidade ao esforço empreendido pelos profissionais em Educação.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A premiação no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) foi entregue em Fevereiro.

Professores Premiados

Severina Bezerra Pontes (Escola Maria Eudésia)

Valdenir Laurentino dos Santos (Escola João Alves)

Marcela Ramos da Silva (Escola Oliveira Carvalho)

Maria do Rosário da Costa (Escola Maria Eudésia)

José Adailton da Silva (Escola João Alves)

Juliana de Araújo (Escola Maria Eudésia)

Adenilda de Paulo Araújo (Escola Pedro Pereira)

Assessoria

Educadores de Alagoa Nova/PB recebem treinamento sobre a importância da preservação da água e dos recursos naturais

            treinamento_educadores_alago_anovaEducadores, professores e técnicos da rede municipal de ensino da cidade de Alagoa Nova, no Brejo paraibano, tiveram a oportunidade de aprender novos conhecimentos sobre a importância da água e da preservação dos recursos hídricos em uma capacitação promovida pelo Projeto Rio Mamanguape – FaseII. Durante dois dias, eles foram orientados pelas técnicas da área de Educação Ambiental da Coopacne (Cooperativa de Projetos, Assistência Técnica e Capacitação do Nordeste Ltda), responsável pela execução do Projeto, que é patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental.

            A ação fez parte de um ciclo de capacitações para Professores em Educação Ambiental que tem o objetivo capacitar os educadores da rede pública para que eles possam ser agentes multiplicadores de ações voltadas a preservação do meio ambiente, com foco principal nos recursos hídricos.

            O tema abordado neste novo ciclo foi: “Educação para as Águas, numa perspectiva interdisciplinar” uma vez que o problema da escassez de água doce já é uma realidade em vários locais do planeta, inclusive em nossa região.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

            Ao todo, mais de 45 professores participaram a ação que teve carga horária de 30 horas, divididas em ações teóricas e práticas.

            Para a coordenadora do Projeto Rio Mamanguape, a atividade reforça os conhecimentos dos educadores, dando mais segurança para que o tema seja trabalhado em sala de aula. “Trabalhar a água na escola se faz necessário porque ajuda a reforças nas crianças e adolescentes  a importância da valorização desse bem tão precioso, por isso é fundamental que mais do que informações e conceitos,  as pessoas  tenham atitudes na formação de valores, para que possam colocar em prática no convívio social” afirmou Maria da Conceição Jerônimo.

             Além da coordenadora, os trabalhos de capacitação também foram elaborados pela técnica Zélia Araújo, que é responsável pela área de Educação Ambiental do Projeto Rio Mamanguape – Fase II.

Sobre o Projeto

O Projeto Rio Mamanguape-Fase II é patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental, e, tem como objetivo geral trabalhar na conservação e preservação das nascentes do Rio Mamanguape, estimulando o desenvolvimento sustentável de sua área de abrangência, tendo como eixo principal o uso e o manejo racional dos recursos hídricos e qualidade de vida da população ribeirinha.

A ação, que em 2015 completa 10 anos de atuação nas regiões Agreste e Brejo do estado da Paraíba, atende a oito municípios: Lagoa Seca, Alagoa Nova, Areial, Matinhas, Esperança, São Sebastião de Lagoa de Roça, Montadas e Pocinhos.

 

Assessoria de Imprensa e Comunicação

CCM oferece formação missionária para educadores escolares

criançasDe 21 a 25 de julho de 2014, o Centro Cultural Missionário (CCM) e as Pontifícias Obras Missionárias (POM) promovem uma Semana de Formação Missionária para Educadores Escolares. O evento será em Brasília e refletirá sobre o tema “A Infância e a Adolescência Missionária nas escolas”.

De acordo com a organização, a proposta  é envolver as famílias, criar associações próprias para desenvolver atividades de cunho social, cívico, cultural e religioso. “Os pais sentem-se envolvidos e vibram por fazer acontecer a Infância Missionária. Há casos em que por meio desses eventos, levados pelo testemunho dos filhos, os pais são sensibilizados para uma vivência humana e cristã mais plena e autêntica”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na Semana de Formação, junto aos educadores, serão aprofundados os seguintes temas: o desafio missionário de educar à mundialidade; as perspectivas do ensino religioso hoje no Brasil; a proposta da Infância e Adolescência Missionária nas escolas.

Veja mais informações no site do Centro Cultural Missionário.

CNBB com informações das Pontifícias Obras Missionárias.

Educadores devem confirmar inscrição em Curso de Prevenção sobre Uso de Drogas

Cerca de 70 mil profissionais receberão, no e-mail cadastrado, uma mensagem eletrônica com as orientações de como realizar a confirmação da inscrição

 A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), em parceria com a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Universidade de Brasília e o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) convocam educadores de escolas públicas do País para confirmarem seu pedido de inscrição no Curso de Prevenção do Uso de Drogas.

Dentre os mais de 112 mil educadores que realizaram a inscrição, foram selecionados 70 mil que receberão, no e-mail cadastrado, uma mensagem eletrônica com as orientações de como realizar a confirmação da inscrição. As aulas estão previstas para se iniciar no dia 3 de setembro.

Programa Crack, é Possível Vencer Programa realiza capacitações para profissionais de educação, saúde e segurança Ampliar

  • Programa realiza capacitações para profissionais de educação, saúde e segurança

Como a pré-inscrição superou o número de vagas, a Senad teve que fazer uma seleção com os mais de 112 mil interessados nas 70 mil vagas disponíveis. Entre os critérios usados estavam a localização do educador em um dos 12 estados que já aderiram ao programa “Crack, é possível vencer” , que são: Alagoas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Acre, Santa Catarina, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraná e Ceará. Também foi levado em conta o número de inscritos por unidade educacional e a participação das escolas em programas do Ministério da Educação como o Saúde na Escola e Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas, entre outros.

 O curso

O curso, que será realizado na modalidade à distância entre os meses de setembro de 2012 e abril de 2013, tem o objetivo de treinar os educadores para que elaborem projetos de ações preventivas nas escolas onde trabalham, contribuindo com o fortalecimento da comunidade escolar na prevenção do uso de drogas.

O objetivo é ter cerca de 14 mil escolas inscritas neste curso, atingindo assim cerca de 2,8 milhões de alunos. No final do treinamento, os aprovados receberão Certificado de Curso de  Extensão Universitária, de carga horária de 180 horas, emitido pela Universidade de Brasília.

 O Programa “Crack, é Possível Vencer” prevê a realização de mais dois treinamentos para educadores nos anos de 2013 e 2014, cada um com os mesmos 70 mil inscritos. As três edições vão representar um total de 8,4 milhões de alunos atendidos. O investimento para a realização da edição deste ano é de aproximadamente R$ 14 milhões.

 O Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de escolas públicas é um dos treinamentos previstos no eixo “prevenção”, no âmbito do Programa “Crack, é possível vencer”, lançado em dezembro de 2011. Além da capacitação para profissionais das redes de educação, o programa treinará agentes de segurança pública, Justiça, saúde e assistência social, além de conselheiros e lideranças comunitárias e religiosas.

O Programa “Crack, é Possível Vencer”  prevê a realização de mais dois treinamentos para educadores nos anos de 2013 e 2014, cada um com os mesmos 70 mil inscritos. As três edições vão representar um total de 8,4 milhões de alunos atendidos. O investimento para a realização da edição deste ano é de aproximadamente R$ 14 milhões.

Crack, é Possível Vencer

O Programa Crack, é Possível Vencer prevê o investimento de R$ 3,92 bilhões com atuação entre governo federal, estados e municípios, além da participação da sociedade civil e o monitoramento intensivo das ações. O objetivo é aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários drogas, enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção.

O programa conta com a atuação direta dos ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Portal Brasil

No Brasil, 122 mil educadores se inscreveram no curso de prevenção contra as drogas; na PB 3.427

O Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas recebeu inscrições de mais de 112 mil candidatos para preenchimento de 70 mil vagas. O curso integra o Programa Crack, é possível vencer e tem como objetivo capacitar profissionais para trabalhar na prevenção às drogas. Serão treinados, além dos integrantes da rede pública de educação, agentes de segurança pública, justiça, saúde, assistência social, lideranças comunitárias e religiosas.

Com a superação do número de vagas, a organização terá de fazer uma seleção. De acordo com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), no processo haverá preferência aos inscritos dos 12 estados que já aderiram ao programa Crack, é possível vencer. São eles: Alagoas, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Acre, Santa Catarina, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Piauí, Paraná e Ceará.

Será também avaliado o número de inscritos por unidade educacional e a participação das escolas em programas do Ministério da Educação (MEC), tais como o Saúde na Escola e o Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas.

Capacitação

Os educadores serão capacitados para elaboração e implantação de um conjunto de ações preventivas nas unidades onde atuam. As aulas serão ministradas entre agosto de 2012 e abril de 2013, na modalidade à distância.

Os aprovados receberão Certificado de Curso de Extensão Universitária, de carga horária de 180 horas, emitido pela Universidade de Brasília (UnB). A Senad quer atingir cerca de 2,8 milhões de alunos.

Posteriormente, serão realizados mais dois treinamentos para educadores em 2013 e 2014, cada um com 70 mil vagas. As três edições vão representar um total de 8,4 milhões de alunos atendidos. O investimento para as três edições é de aproximadamente R$ 14 milhões.

Prevenção

O programa Crack, é possível vencer foi lançado em dezembro de 2011 com o objetivo de aumentar a oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários drogas, enfrentar o tráfico e as organizações criminosas e ampliar atividades de prevenção.

Até 2014, serão investidos R$ 4 bilhões em ações estruturadas em três eixos: cuidado, autoridade e prevenção.

Portal Brasil

Educadores já podem inscrever projetos que podem garantir 14º e 15º salário

O Diário Oficial desta quarta-feira (25) publicou a Medida Provisória 198 de 24 de julho/2012, que institui no âmbito do Poder Executivo os prêmios Mestres da Educação e Escola de Valor, a serem concedidos pela Secretaria de Estado da Educação (SEE). Os professores e as escolas interessadas em inscrever seus projetos poderão fazê-lo no período de 25 de julho a 26 de outubro, acessando o site próprio dos prêmios: www.mestresdaeducacao.pb.gov.br, onde estão disponíveis os editais com o regulamento e a ficha de inscrição. O site dos prêmios também está postado na parte superior da página da Educação na web, no www.paraiba.pb.gov.br/educacao.

O lançamento dos prêmios foi feito pelo governador Ricardo Coutinho, em solenidade no Palácio da Redenção na segunda-feira (23). A ação é uma iniciativa do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Educação, que consiste na fomentação, seleção, valorização e premiação das experiências administrativas e práticas pedagógicas exitosas, resultantes de ações integradas e executadas por profissionais de educação, em exercício nas escolas públicas estaduais de educação básica, e que, comprovadamente, estejam tendo sucesso no enfrentamento dos desafios no processo de ensino e aprendizagem.

Os prêmios fazem parte do Plano de Gestão Paraíba faz Educação, lançado em agosto de 2011, e está na sua segunda edição. Podem participar do Prêmio Escola de Valor todas as escolas da rede pública estadual, desde que preencham os requisitos do edital. O Prêmio Mestres da Educação contemplará todos os professores que tiverem os trabalhos premiados com o valor correspondente a uma remuneração mensal a qual percebe, caracterizando o 14º salário e até o 15º salário, caso o professor que teve seu projeto selecionado esteja lotado em uma escola que também tenha o projeto aprovado no Prêmio Escola de Valor. No caso da escola premiada, todos os servidores daquela instituição receberão o 14º salário.

Em outubro, após o término das inscrições será publicada no Diário Oficial do Estado a portaria que cria a comissão para avaliar os projetos no mês de novembro. Em dezembro deste ano haverá a divulgação dos projetos selecionados nos dois prêmios e a premiação que acontecerá em evento organizado pela Secretaria da Educação (SEE), em João Pessoa.

No ano passado – Na sua primeira edição em 2011, o prêmio denominado Educação Exemplar, categorias Professor Exemplar e Gesto Exemplar, bonificou 4.882 educadores, sendo todos os profissionais de 70 escolas e 126 professores que tiveram seus projetos selecionados. Foram investidos R$ 6 milhões pelo Governo do Estado.

Secom PB

I Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária para educadores/as será realizado em Recife

O objetivo do seminário é estabelecer uma relação entre os coletivos estaduais organizados em torno da Rede de Educadores em Economia Solidária que buscam construir autonomia e, através dessa construção e de experiências, fortalecer, evidenciar e sistematizar as aprendizagens.

Durante os três dias serão apresentados debates, rodas de diálogos, sessões de socialização e carrosséis pedagógicos sobre as práticas e fundamentos da Economia Solidária, com a presença de autoridades, convidados e profissionais da área.

Além disso, haverá uma programação artístico-cultural e de lazer durante a noite, com Tendas de Trocas e Tenda Cultural, com feira e exposição de produtos e serviços da economia solidária e festa de confraternização.

As inscrições para os grupos e pessoas interessadas em participar devem ser feitas até o dia 10 de julho pelo endereço eletrônico: seminarioeducaecosol@gmail.com. Ao enviar o e-mail, colocar no campo “assunto” o nome do carrossel pedagógico para qual o texto e a apresentação se inscrevem.

Devem ser encaminhados textos sobre um dos cinco temas dos carrosséis pedagógicos: Fundamentos da Educação em Economia Solidária, Sistematização de experiências e construção do conhecimento, Prática Pedagógica de Educação em Economia Solidária, A expressão artística e cultural na educação em economia solidária e Organização dos educadores em economia solidária.

O evento é realizado pelo Centro de Formação em Economia Solidária do Nordeste (CFES-NE), projeto apoiado pelo Ministério do Trabalho, através da Secretaria Nacional de Economia Solidária.

Serviço:

Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos

CEP: 52171-900 – Recife/PE

Maiores informações:

Regulamento para a participação do Seminário Nordestino de Educação Popular e Economia Solidária

Adital