Arquivo da tag: doutorado

Mais de 300 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado são congeladas pela Capes, na PB

As instituições públicas de ensino superior na Paraíba tiveram, ao todo, 338 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado congeladas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes), conforme dados fornecidos ao G1, nesta quarta-feira (5). O bloqueio de, em média, 70% foi anunciado na terça-feira (4) e atingiu, no estado, as universidades Federal da Paraíba (UFPB), Federal de Campina Grande e Estadual da Paraíba (UFCG).

De acordo com a Capes, o corte de 2,7 mil bolsas foi aplicado em cursos que receberam duas avaliações consecutivas com nota 3. No entanto, não afeta aqueles que já recebem o benefício, apenas as bolsas que ainda seriam concedidas, para novas entradas nos programas.

Os dados apontam que, na Paraíba, deixarão de ser concedidas 260 bolsas de mestrado, 73 de doutorado e 5 de pós-doutorado. Veja abaixo as áreas que serão afetadas em cada universidade, com um percentual de congelamento, em cada curso, que varia de 50% a 70%.

UFPB

Na Universidade Federal da Paraíba, foram bloqueadas 120 bolsas de mestrado, 12 de doutorado e três de pós-doutorado, conforme a Capes. Para a pró-reitora de pós-graduação da instituição Maria Luiza Pereira, embora o impacto não seja imediato, a médio prazo isso pode resultar na redução da procura pelo curso e no consequente encerramento do programa, uma vez que não conseguirá atingir as metas.

Dados fornecidos pela UFPB sobre os bloqueios divergem dos da Capes e há diferenças nas informações que constam em cada sistema. Maria Luiza explicou que os números foram calculados pela Pró-Reitoria, tendo em vista um o percentual estabelecido de 70% e um arredondamento da quantidade para cima, quando o resultado não fosse um número inteiro. Nesta reportagem, estão expostos os dados da Capes.

Mestrado

  • Engenharia Mecânica: tinha 20 bolsas, 14 foram congeladas, serão concedidas 6;
  • História: tinha 27 bolsas, 18 foram congeladas, serão concedidas 9;
  • Comunicação e culturas midiáticas: tinha 25 bolsas, 17 foram congeladas, serão concedidas 8;
  • Filosofia: tinha 24 bolsas, 16 foram congeladas, serão concedidas 8;
  • Biologia celular e molecular: tinha 22 bolsas, 15 foram congeladas, serão concedidas 7;
  • Serviço social: tinha 22 bolsas disponíveis, 15 foram congeladas, serão concedidas 7 ;
  • Tecnologia agroalimentar: tinha 18 bolsas, 12 foram congeladas, serão concedidas 6;
  • Ciência do solo: tinha 13 bolsas, 9 foram congeladas, serão concedidas 4;
  • Artes visuais: tinha 7 bolsas, 4 foram congeladas, serão concedidas 3.

Doutorado

  • Engenharia Mecânica: tinha 18 bolsas, 12 foram congeladas, serão concedidas 6.

Pós-doutorado

  • Ciência do solo: tinha três bolsas, duas foram congeladas, uma será concedida;
  • Engenharia elétrica: tinha duas bolsas, uma será congelada, uma será concedida.

UFCG

Foram bloqueadas 122 bolsas de mestrado, 61 de doutorado e duas de pós-doutorado na Universidade Federal de Campina Grande, segundo os dados da Capes.

O pró-reitor de pós-graduação da instituição informou que o impacto dos congelamentos só poderá ser analisado ao longo do tempo, por se tratar de bolsas que, ao ficarem disponíveis, não poderão ser aplicadas novamente.

Mestrado

  • Engenharia química: tinha 26 bolsas, 18 foram congeladas, serão concedidas 8;
  • História: tinha 52 bolsas, 36 foram congeladas, serão concedidas 16 bolsas;
  • Física: tinha 39 bolsas, 27 foram congeladas, serão concedidas 12;
  • Ciência animal: tinha 23 bolsas, 16 foram congeladas, serão concedidas 7;
  • Engenharia mecânica: tinha 19 bolsas, 13 foram congeladas, serão concedidas 6;
  • Ciências florestais: tinha 18 bolsas, 12 foram congeladas, serão concedidas 6.

Doutorado

  • Engenharia química: tinha 45 bolsas, 31 foram bloqueadas, serão concedidas 14;
  • Engenharia de processos: tinha 43 bolsas, 30 foram bloqueadas, serão concedidas 13.

Pós-doutorado

  • Engenharia de processos: tinha duas bolsas, uma foi congelada, será concedida uma;
  • Física: tinha duas bolsas, uma foi congelada, será concedida uma;

UEPB

A Universidade Estadual da Paraíba teve 18 bolsas de mestrado bloqueadas, de acordo com os dados da Capes. O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da UEPB, mas, até as 19h desta quarta-feira (5), não recebeu uma resposta.

Mestrado

  • Desenvolvimento regional: tinha 15 bolsas, 10 foram congeladas, serão concedidas 5;
  • Saúde pública: tinha 12 bolsas, 8 foram congeladas, serão concedidas 4.

 

G1

 

 

Mestrado e doutorado são suspensos na Universidade Federal da Paraíba

Foto: Reprodução

As aulas de uma das linhas 1 de mestrado e doutorado, do curso de Direito, ofertados pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Campus João Pessoa, estão suspensas em virtude de duas ações populares acatadas pela Justiça Federal, em forma de liminar. De acordo com os documentos, há denúncia de suspeita de irregularidades nos dois processos seletivos, realizados este ano, e os autores das ações pedem que todas as etapas dos dois concursos sejam refeitas.

Com relação ao mestrado, a ação popular relata a falta de organização durante a aplicação da prova escrita, forma de divulgação e justificativa a respeito da pontuação alcançada pelos candidatos e ainda indício de violação aos princípios da isonomia, impessoalidade, imparcialidade, publicidade e motivação.

Ainda na ação do mestrado, os denunciantes relatam ainda irregularidades na etapa oral do concurso e negativa da Pós-graduação do Centro de Ciências Jurídicas em não permitir que os candidatos reprovados na seleção tivessem acesso às provas dos alunos aprovados. “(…)ressalte-se também a prova oral foi, em tese, gravada por meio de filmagens, porém, conforme atestado pelo próprio PPGCJ/UFPB, tais filmagens foram amadoras, várias contendo problemas e, assim, não se pode delas ver nada. As regras do programa estabelecem que as provas são públicas, contudo, esse fato não é verídico”, diz a ação popular.

Com relação ao doutorado, também há indícios de irregularidades nas etapas de seleção da prova oral, conduta da banca examinadora, além da publicidade e justificativa das notas. Esses argumentos da ação popular constam no parecer do juiz federal João Pereira de Andrade Filho, ao deferir o pedido de liminar que suspendeu as aulas da linha 1 do doutorado em Direito. “Em um procedimento seletivo marcado por forte carga de subjetivismo avaliativo e despido de critérios objetivos, claros e uniformes de avaliação dos candidatos, a diferença de composição das bancas examinadoras dos 14 certamistas constitui mais um fator apto a vulnerar a isonomia e imparcialidade do processo de seleção pública”.

Universidade

A Procuradoria da UFPB recorreu ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF 5) contra a suspensão das aulas do mestrado e perdeu em primeira instância. A representante legal da universidade também fez o mesmo processo com relação ao doutorado e ainda aguarda a decisão judicial.

No caso do mestrado, os cinco alunos aprovados na seleção da linha 1 não fizeram a matrícula. Já no caso do doutorado, as aulas dos aprovados já haviam começado, mas foram interrompidas, segundo informou o coordenador interino do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFPB, Newton de Oliveira.

Katiana Ramos

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

UEPB cria 11 cursos entre mestrado, doutorado e especialização; Campus de Guarabira é contemplado

Foi publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba da quinta-feira (18) a criação de 11 cursos de pós-graduação, entre especialização, mestrado e doutorado na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). São cursos em áreas como ciências ambientais, gestão pública, história, educação, direito e geografia.

Os cursos são distribuídos em quatro dos sete campi da instituição: Campina Grande (campus I), Guarabira (campus III), João Pessoa (campus V) e Monteiro (campus VI).

Segundo o pró-reitor de Ensino de Graduação da instituição, o professor Eli Brandão, cada departamento ficará responsável por publicar o edital com vagas e data de inscrição para os cursos criados.

Veja abaixo os cursos criados:

– Mestrado em Ciências Ambientais e Saúde (Centro de Ciências Biológicas e Sociais Aplicadas – CCBSA, campus V);
– Mestrado em História (Centro de Humanidades – CH, campus III);
– Mestrado e Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática (Centro Ciência e Tecnologia – CCT, campus I);
– Especialização em Prática Judiciária (Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa);
– Especialização em Planejamento e Gestão Pública (Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, campi I e V);
– Especialização em Direitos Fundamentais e Democracia (Centro de Ciências Jurídicas – CCJ, campus I);
– Especialização em Auditória e Perícia Contábil (Centro de Ciências Humanas e Exatas – CCHE, campus VI);
– Especialização em Letras: Estudos Lingüísticos e Literários (Centro de Ciências Humanas e Exatas – CCHE, campus VI);
– Especialização em Desenvolvimento Humano e Educação Escolar (Centro de Educação do campus I);
– Especialização em Ensino de Geografia (Centro de Educação – CE, campus I);
– Especialização em Fundamentos da Educação, Práticas Pedagógicas Interdisciplinares (Coordenadoria de Programas Especiais – CIPE, campus I).

Brejo.com

Aumenta valor de bolsa de estudo de iniciação científica, mestrado e doutorado

 

A partir de 1º julho próximo, as bolsas de mestrado e doutorado, pós-doutorado e de iniciação científica, tecnológica e à docência, ofertadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) e pelo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) terão aumento sobre o valor atual. A bolsa de mestrado passa para R$ 1.350, a de doutorado para R$ 2.000, a de pós-doutorado vai a R$ 3.700 e a de iniciação científica a R$ 400.
A Capes e o CNPq assumem o compromisso de fazer novo reajuste no início de 2013 para recomposição dos valores das bolsas. Como o reajuste do valor das bolsas não estava previsto no orçamento de 2012, esta primeira parte da recomposição somente foi possível pelo remanejamento interno do orçamento das agências.
A bolsa é um instrumento para viabilizar a execução de projetos científicos, tecnológicos e educacionais nas pesquisas e projetos apoiados pelos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Na última avaliação trienal realizada pela Capes, registrou-se um crescimento de cerca de 20% no número de cursos de pós-graduação em relação à avaliação anterior. Hoje, são mais de 2.800 cursos de mestrado e 1.700 de doutorado.
Bolsas

Nos últimos quatro anos, a Capes expandiu o Sistema Nacional de Pós-Graduação e aumentou a oferta de bolsas. Em 2008, havia cerca de 40 mil bolsistas no país. Em 2011, foram concedidas 72.071 bolsas de pós-graduação e 30.006 no PIBID, num total de 102.077 Bolsas. Já o CNPq, em todas as modalidades, no mesmo período aumentou de 63 mil para cerca de 81 mil bolsas.

O último reajuste de bolsas de pós-graduação no país ocorreu em junho de 2008, quando as de mestrado passaram de R$ 940 para os atuais R$ 1,2 mil e as de doutorado de R$ 1,3 mil para R$ 1,8 mil. Entre 2004 e 2008, houve três aumentos, em que as bolsas obtiveram reajuste de 67% sobre os valores de 2002.
Blog rafaelrag/Ciências e educação- Focando a Notícia