Arquivo da tag: Doente

RC defende eleições diretas e dispara: ‘O cargo de presidente está doente por falta de legitimidade’

O governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a defender esta semana a realização de eleições diretas para a Presidência da República. O socialista disse que esta é a única forma de reaproximar o povo da política, além de dar a legitimidade que o cargo precisa para operar as mudanças necessárias ao país.

“Minha luta é pela preservação da democracia. O cargo de presidente está doente por falta de legitimidade. Defendo as eleições diretas como uma forma de reaproximação do povo com a política e uma forma de devolver ao mandato de presidente a necessária legitimidade”, disse o governador em entrevista a uma estação de rádio na última sexta-feira (9).

Ricardo criticou as “promessas” de quem defendeu o que ele chamou de “aventura golpista” e disse que o povo já percebeu que foi enganado.

“O governo do PT deixou de profundar reformas e distribuído o poder com o povo. Isso era fundamental porque quando veio a aventura golpista, o povo teria resistido, mas o povo foi manipulado, aceitou isso sem perceber, mas hoje está percebendo. Falava-se do déficit público que era de R$ 90 bilhões na época de Dilma e hoje é de R$ 170 bilhões, mas ninguém fala mais disso; o desemprego que era de 11 milhões passou para 14 milhões e eles diziam que acabariam com o desemprego; que a corrupção, imagine, usando um discurso fascista e manipulador, acabaria”, comparou.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Doente mental é flagrado andando completamente ‘nu’ pela zona norte de Cajazeiras

nuUm fato lamentável foi registrado na noite desta última quarta-feira (26), na zona norte da cidade de Cajazeiras.
De acordo com informações, populares que passavam pelas ruas daquela localidade, se depararam com um fato inusitado: Um doente mental andando pelas ruas da cidade completamente nu.
Muitas pessoas ligaram para a Polícia e solicitaram uma viatura até a localidade.
Gilson como é mais conhecido, tem problemas mentais e de vez em quanto sofre de surtos psicóticos.
De acordo com um policial que atendeu a ocorrência, o rapaz é conhecido e é sempre complicado resolver o seu caso, já que a família não consegue segurá-lo dentro de sua residência, e ao ser levado para a DP, o delegado não recebe o tipo de ocorrência.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Redação
@folhadosertao em Cajazeiras
foto: folhavipdecajazeiras

Mãe leva filha doente a hospital, se irrita com demora do médico e acaba detida

casos-de-policiaA comerciante Lucilene da Silva Almeida, de 36 anos, foi detida, na noite deste domingo (10) – Dias das Mães -, após levar sua filha, de 09 anos, doente para o hospital de Piancó e se irritar com a demora do atendimento médico.

Lucilene foi conduzia à delegacia por policias militares por suposta ameaça contra o médico plantonista Robson Sarmento Teodório. Segundo a PM, a mulher teria dito que “se o médico não atendesse sua filha, que estava com 40 graus de febre, o seu esposo iria resolver o caso”. Ela nega as ameaças.

A mulher foi detida e levada à delegacia na companhia da criança doente.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

maispb

Doente mental mata um bebê e deixa outro gravemente ferido e é linchado até a morte por populares

criançasNa noite do último sábado (28) uma criança foi morta e outra ficou gravemente ferida após serem atacadas a pauladas pelo próprio tio de 17 anos que tinha problemas mentais.

O fato ocorreu na residência da avó das crianças localizada na rua Adelaide Carvalho do Nascimento no loteamento Padre Ludugero em Palmeira dos índios (140 km de Maceió).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, a mãe das crianças identificada como Fabiana Paz da Costa de 19 anos teria ido a uma cavalgada juntamente com sua mãe e deixou os filhos a cuidados do tio de 17 anos que tinha problemas mentais. A suspeita é de que quando as crianças dormiam o tio teve um surto onde acabou agredindo com um pedaço de madeira atingindo várias vezes a cabeça das vítimas.

As crianças foram encontradas ensanguentadas em cima da cama e chegaram a ser socorridas por uma equipe do Corpo de Bombeiros, mas o bebê de apenas 01 e 04 meses não resistiu aos ferimentos e morreu na Unidade de pronto Atendimento (UPA) enquanto o outro de 02 anos e 09 meses foi transferido em estado grave para a Unidade de Emergência (UE) em Arapiraca.

Após o crime a população revoltada localizou o acusado que estava escondido em um matagal e o espancou até a chegada da polícia no local. Em seguida o adolescente foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em estado grave ao hospital local, mas não resistiu e morreu após dar a entrada na unidade médica.

A mãe das vítimas foi encaminhada para a delegacia regional para prestar depoimentos.

O juiz plantonista Geneir Marques de Carvalho Filho da Comarca de Palmeira dos índios decretou a prisão preventiva de Fabiana da Paz onde foi acusada por abandono de incapaz.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Palmeira dos índios.

 

Portal Plantão Policial

Você é doente de ciúme?

Ciúme doentio: o distúrbio está registrado no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais

ciume“Otelo, o Mouro de Veneza”, é uma obra do dramaturgo inglês William Shakespeare que conta a história de um homem que ama demais sua esposa.

Consumido pelo ciúme desmedido, ele acaba matando-a e descobrindo depois que ela não o havia traído como imaginara.

A obra, escrita por volta de 1603, levou até as últimas consequências sentimentos como amor, traição e ciúme doentio.

Para esse ciúme patológico designou-se o termo Síndrome de Otelo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O distúrbio registrado no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), envolve emoções como: dor, humilhação, raiva, tristeza, inveja, medo, pensamentos de culpa/comparação com o rival e autopiedade.

O termo foi sugerido em 1955 por neuropsiquiatras como um “complexo de pensamentos e emoções irracionais muitas vezes associado a comportamentos exagerados e violentos, derivados da exacerbada preocupação com a suposta infidelidade do parceiro baseada em provas inconsistentes e por vezes imaginárias”.

Comportamentos: ciúme doentio 

1º) Procura de forma compulsiva indícios de traição para confirmar seus anseios;

2º) Checa contas telefônicas, celular, telefona inúmeras vezes ao dia para o parceiro;

) Cheira roupas, verifica bolsos;

4º) Ameaça, se afasta do convívio social por achar que todos os indivíduos do sexo oposto querem tomar seu parceiro;

5º) Contrata detetives, segue o parceiro e pode estabelecer outras formas de vigilância.

A doença é tão grave que muitas vezes nada se encontra de pistas, mas a pessoa segue rastreando senhas e celulares, seguindo, controlando locais e horários, fazendo da vida do parceiro um verdadeiro inferno.

O tratamento deve ser meticuloso para descobrir as causas da patologia (doença). É preciso ver todo o histórico da pessoa e o que a outra está representando em sua vida e preenchendo.

A cura é possível sim, mas muitas vezes remédios são recomendados no auxílio do processo terapêutico e é sempre necessário fazer com que a pessoa perceba que está vivendo uma fantasia paranoica e certamente muito doente.

 

 

Uol

Doente mental é assassinado por engano

Aguinaldo Mota

 

José Marcone Silva dos Santos, 24 anos, foi assassinado com vários tiros na noite deste sábado (16), na rua Saturnino de Brito no bairro de Cruz das Armas em João pessoa.

De acordo com testemunhas, a vitima estava acompanhado de uma mulher e um homem conhecido por Frajola, quando alguns homens chegaram em um veiculo Palio de cor cinza e efetuaram vários disparos, que atingiram Marcone.

Familiares da vitima informaram à policia que Marcone sofria de problemas mentais e que o alvo dos assassinos seria Frajola, que fugiu.

Redação Tambaú 247 com Aguinaldo Mota

‘Infeliz, nunca fui; eu fiquei doente’, afirma Paula Fernandes

Paula Fernandes teve depressão na adolescência(Foto: Divulgação/Guto Costa)
Paula Fernandes teve depressão na adolescência
(Foto: Divulgação/Guto Costa)

“É um choro que não cessa, um sono e um apetite que não volta”.  Quem vê Paula Fernandes nos palcos nunca imaginaria que essa era a sua rotina na adolescência.

A cantora teve depressão e não acreditava que uma menina de 17 anos poderia estar com a doença.  Durante o período de dois a três anos, Paula deu um tempo na carreira musical e até chegou a fazer um curso de secretariado. Além da depressão, ela também tinha crises de pânico e o simples barulho de uma sirene já lhe provocava medo.

A depressão tem como sintomas a falta de prazer e o sentimento de tristeza profunda. Foi assim que Paula começou a saber que algo estava errado. “Percebi que alguma coisa não estava bem, perdi o apetite, quase não dormia, chorava muito e vivia angustiada”, disse, em entrevista por telefone ao Fantástico, depois de saber que o programa trataria dessa doença no quadro “Males da Alma”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Paula acredita que teve depressão por causa de seu estilo de vida quando muito jovem. “Eu não fui uma menina comum. Em vez de ir às festinhas, eu era o evento. Eu sentia falta de algo que não sabia o que era. Me relacionar com as pessoas, ter um namorado. Eu não culpo ninguém, mas foi uma consequência das minhas escolhas pela carreira”, contou.

Paula começou a investir na carreira musical aos oito anos e recebeu muitos ‘não’ no começo. Durante a adolescência, a falta de uma vida considerada ‘normal’ pesou e a cantora teve depressão aos 16. “A primeira lembrança que eu tenho é de quando eu tinha 16 anos e comecei a ter uma pequena arritmia. Ninguém acreditava que isso poderia ser sintoma de uma crise de pânico”, conta.

Depois de aceitar o tratamento, Paula começou a tomar os remédios.  “A fase mais difícil é a que você está ignorante sobre o que está sentindo. Acha que vai morrer e não sabe o que está acontecendo. Outra fase é a em que você começa a melhorar, mas não acredita nisso até tomar confiança”, disse.

A cantora deixou o quadro depressivo há cerca de dez anos, mas até hoje faz terapia e se preocupa em manter uma vida saudável. Para ela, o mais importante é acabar com o preconceito e assumir a doença.

“Para aquelas que desconfiam, a primeira coisa que tem que fazer é perder o preconceito. E para aquelas que já descobriram, é continuar o tratamento. O preconceito é o maior dos problemas. Qualquer pessoa pode ter depressão e muita gente jura de pé junto que não tem. Isso é um dos maiores problemas!”, disse.

Se Paula não tivesse aceitado o tratamento, as coisas poderiam ser diferentes, segundo ela. “Eu não estaria aqui, teria feito alguma bobagem”, conta. A cantora também afirma que nunca pensou em se matar: “Eu nunca teria coragem, e uma coisa que não perdi foi a consciência”.

Hoje, ela considera que a doença foi um impulso na carreira e serviu de fortalecimento. “Infeliz, nunca fui; eu fiquei doente”, afirmou.

Paula Fernandes diz que nunca foi infeliz (Foto: Guto Costa)Paula Fernandes diz que nunca foi infeliz (Foto: Divulgação/Guto Costa)
Fantástico

Idoso é preso acusado de abusar sexualmente de doente mental em Cacimba de Dentro

Plantão de PolíciaO agricultor Joseval Pereira do Nascimento, 63 anos, está preso na delegacia de Cacimba de Dentro, desde a quarta-feira (30), preso em flagrante, por estar abusando sexualmente de um doente mental de apenas 18 anos de idade.

Em depoimento ao delegado Ricardo Sena, o jovem disse que o acusado frequentava a sua casa e que dessa vez o havia chamado para “dançar o Infinca”. O crime foi descoberto porque dessa vez foram ouvidos “gemidos” e quando alguém se aproximou viu que o jovem estava sendo abusado sexualmente.

Ele foi enquadrado no crime de estupro de vulnerável.

 

 

Michele Marques

Portalmídia

Doente mental é mantida trancafiada pelos irmãos; fato ocorria na zona rural de Bananeiras

Uma cama de cimento sem colchão é onde ela dorme, segundo os denunciantes.

Uma mulher de aproximadamente 39 anos de idade, com problemas mentais, vive a mais de 20 anos trancafiada num quartinho imundo, sem nenhuma higiene, no sítio Cajazeiras, zona rural da cidade de Bananeiras. O flagrante foi dado no final da manhã da segunda (20), pela promotora da comarca de Araruna, Ana Maria Pordeus Gadelha.
Após denúncias de moradores vizinhos à casa da vítima, ao repórter Junior Campos, a promotora se deslocou até o local acompanhada de policiais militares, um médico e uma psicologa e comprovou a veracidade da denúncisa.
A informação de que os irmãos da doente mental a mantem em cárcere privado surgiu após a indgnação das pessoas, que tomaram conhecimento de que o dinheiro da aposentadoria dela, é utilizado para a compra de gado entre outras coisas.
O caso será acompanhado pela promotora conforme a mesma nos informou. Nas imagens a seguir mostramos o quatinho e um buraco no chão utilizado como privada, pela deficiente mental, para fazer as necessidades fisiológicas.
Uma cama de cimento sem colchão é onde ela dorme, segundo os denunciantes.
IMG_20120820_113525

 

Michele Marques/Portal Mídia, com Júnior Campos
Focando a Notícia