Arquivo da tag: doença

Covid-19: mais de 200 cidades da PB registram a doença; 17,5 mil casos

O novo coronavírus chegou, segundo boletim epidemiológico divulga na noite desta quinta-feira (4) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), 203 cidades paraibana. Nas últimas 24h, foram registrados 1.561 novos casos.

Segundo o boletim, já foram notificados 17.579 casos de Covid-19, sendo que 3.633 pessoas que já se recuperaram e 438, infelizmente, faleceram.

Os casos confirmados estão em 203 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (4); Aguiar (1); Alagoa Grande (89); Alagoa Nova (50); Alagoinha (132); Alcantil (4) Alhandra (172); Amparo (12); Aparecida (8); Araçagi (45); Arara (21); Araruna (4); Areia (66); Areia de Baraúnas (1); Areial (13); Aroeiras (32); Assunção (18); Baia da Traição (64); Bananeiras (36); Baraúna (42); Barra de Santa Rosa (10); Barra de Santana (19); Barra de São Miguel (3); Bayeux (416); Belém (60); Belém do Brejo do Cruz (2); Bernardino Batista (1); Boa Ventura (1); Boa Vista (35); Bom Jesus (1); Bonito de Santa Fé (1); Boqueirão (33); Borborema (2); Brejo do Cruz (8); Caaporã (431); Cabaceiras (1); Cabedelo (1003); Cachoeira dos Índios (9); Cacimba de Areia (5); Cacimba de Dentro (29); Cacimbas (5); Caiçara (28); Cajazeiras (126); Cajazeirinhas (1); Caldas Brandão (18); Campina Grande (2006); Capim (44); Caraúbas (1); Carrapateira (1); Casserengue (19); Catingueira (5), Catolé do Rocha (60); Caturité (16); Conceição (7); Condado (43); Conde (114); Congo (11); Coremas (17); Coxixola (7); Cruz do Espírito Santo (128); Cubati (3); Cuité (10); Cuité de Mamanguape (10); Cuitegí (54); Curral de Cima (10); Curral Velho (1), Damião (2); Desterro (11);Diamente (1); Dona Inês (3); Duas Estradas (28); Emas (1); Esperança (69); Fagundes (9); Gado Bravo (35); Guarabira (782); Gurinhém (55); Gurjão (15); Ibiara (5); Igaracy (2); Imaculada (8); Ingá (92); Itabaiana (248); Itaporanga (3); Itapororoca (40); Itatuba (55); Jacaraú (16); Jericó (2); João Pessoa (5319); Joca Claudino (1); Juarez Távora (37); Juazeirinho (55); Junco do Seridó (12); Juripiranga (136); Juru (5); Lagoa (3); Lagoa de Dentro (9); Lagoa Seca (131); Lastro (1); Logradouro (11); Lucena (85); Mãe d’Água (3); Malta (15); Mamanguape (208); Manaíra (2); Marcação (8); Mari (137); Marizópolis (4); Massaranduba (32); Mataraca (30); Matinhas (18); Mato Grosso (7); Matureia (11); Mogeiro (9); Montadas (12); Monteiro (32); Mulungu (37); Natuba (9); Nazarezinho (1); Nova Floresta (4), Nova Olinda (2); Nova Palmeira (3); Olho D´Água (17); Olivedos (5); Ouro Velho (1); Passagem (13); Patos (687); Paulista (19); Pedra Lavrada (1); Pedras de Fogo (309); Pedro Régis (1); Piancó (19); Picuí (26); Pilar (47); Pilões (14); Pilõezinhos (68); Pirpirituba (23); Pitimbu (128); Pocinhos (10); Pombal (73); Prata (1); Princesa Isabel (14); Puxinanã (50); Queimadas (108); Quixaba (6); Remígio (49); Riachão (1); Riachão do Bacamarte (112); Riachão do Poço (6); Riacho de Santo Antônio (5); Riacho dos Cavalos (2); Rio Tinto (89); Salgadinho (5); Salgado de São Felix (36); Santa Cecília (5); Santa Helena (2); Santa Inês (1); Santa Luzia (72); Santa Rita (705); Santa Terezinha (17); Santana dos Garrotes (2); Santo André (1); São Bentinho (10); São Bento (173); São Francisco (4); São João do Cariri (10); São João do Rio do Peixe (13); São João do Tigre (1); São José da Lagoa Tapada (15); São José de Caiana (15); São José de Espinharas (3); São José de Piranhas (8); São José do Bonfim (15); São José do Sabugi (68); São José dos Cordeiros (3); São José dos Ramos (17); São Mamede (16); São Miguel de Taipu (29); São Sebastião de Lagoa de Roça (27); São Sebastião do Umbuzeiro (4); São Vicente do Seridó (17); Sapé (274); Serra Branca (3); Serra da Raíz (11); Serra Grande (1); Serra Redonda (53); Serraria (14); Sertãozinho (17); Sobrado (26); Solânea (82); Soledade (13); Sousa (241); Sumé (36); Tacima (16); Taperoá (35); Tavares (8); Teixeira (25); Tenório (1); Uiraúna (4); Umbuzeiro (16); Várzea (1); Vieirópolis (3); Vista Serrana (1).

Nas últimas 24h foram registradas 24 mortes de pacientes vítimas do novo coronavírus nas seguintes cidades:

Alagoa Nova (1), Areial (1), Cabedelo (1), Campina Grande (12), Cuité (1), João Pessoa (4), Mataraca (1), Santa Luzia (1), Santa Rita (2).

A ocupação de leitos de UTI em todo o estado é de 66%. Segundo dados da SES, dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, 81% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 67% de leitos de UTI adulto e no sertão, 54%.

No sertão, a taxa de ocupação das UTIs para adultos é de 59% I índice de Isolamento Social foi de 42%, mesmo com as medidas de isolamento rígido na região metropolitana de João Pessoa.

 

PB Agora

 

 

Mortes por covid-19 chegam a 22.165 no Brasil; casos da doença somam 349.113

Até este domingo (24), foram registradas 22.165 mortes provocadas pela Covid-19 e 349.113 casos confirmados da doença em todo o país. Os dados são do levantamento exclusivo do G1 junto às secretarias estaduais de saúde.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado nesse sábado (23) informa 22.013 mortos e 347.398 casos. O Brasil é o segundo país no mundo com o maior número de casos confirmados da doença, atrás apenas dos Estados Unidos.

 

G1

 

 

Solânea confirma 11 casos de Coronavírus em apenas um dia e 27 pessoas têm a doença na cidade

O município de Solânea, no Brejo paraibano, registrou mais 11 casos confirmados de Coronavírus em apenas 24 horas. O número saltou de 16, nessa quarta-feira (20), para 27, nesta quinta (21). A informação é do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.

Três crianças estão entre as confirmações da Covid-19. Uma de apenas 2 anos, outra de 10 e mais uma de 11 anos. Além disso, 46 casos foram descartados. As duas mortes suspeitas ainda não foram confirmadas.

Somente nesta quinta foram realizados 57 testes rápidos. Onde 46 deram negativo e 11, positivo.

Os novos casos registrados são:

* Homem, 39 anos, **paciente com anosmia (falta de olfato) e disgeusia (perda de paladar);

* Mulher, 34 anos, **paciente sem sintomas;

* Mulher, 39 anos, **paciente sem sintomas;

* Mulher, 22 anos, **paciente com cefaléia (dor de cabeça) e mialgia (dor no corpo);

* Homem, 42 anos, **paciente com tosse, dispnéia;

* Homem, 28 anos, **paciente com disgeusia (perda de paladar) e anosmia (perda de olfato);

* Criança mulher, 11 anos, **paciente sem sintomas;

* Homem, 62 anos, ** paciente sem sintomas;

* Homem, 40 anos, ** paciente sem sintomas;

* Criança homem, 10 anos, **paciente sem sintomas;

* Criança homem, 02 anos, **paciente sem sintomas.

Redação FN

 

 

Covid-19: em 24h, PB registra a morte de 7 pessoas e doença chega a 75 cidades

O Governo da Paraíba, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou em boletim epidemiológico do novo coronavírus (Covid-19) na Paraíba, a morte de 7 pessoas nas últimas 24h. No mesmo período, o número de infectados subiu de 1361 para 1493.

De acordo com a SES, as vítimas letais da Covid-19 na Paraíba já chegam a 92 e nas últimas 24h foram registradas as mortes de mais 7 pessoas:

JOÃO PESSOA
– duas mulheres com 38 e 51 anos;
– dois homens com 35 e 45 anos.

SANTA RITA
– mulher de 80 anos e homem de 69 anos.

CABEDELO
– mulher com 76 anos.

Nesta terça-feira, 05 de maio, a Paraíba atingiu 1493 casos de Covid-19. Destes, 310 já se recuperaram, segundo informações das Secretarias Municipais de Saúde.

Dos 370 leitos de UTI previstos no plano de Contingência para Coronavírus, 197 já estão ativos, 51% deles ocupados.

Os casos confirmados estão em 75 municípios paraibanos:

Alagoa Grande (3); Alagoa Nova (1); Alagoinha (1); Alhandra (8); Araçagi (3); Areia (1); Barra de São Miguel (1); Bayeux (45); Bom Jesus (1); Boqueirão (1); Brejo do Cruz (1); Caaporã (5); Cabedelo (51); Caiçara (1); Cajazeiras (13); Campina Grande (74); Capim (1); Casserengue (1); Catingueira (1); Conde (18); Congo (1); Coremas (3); Coxixola (3); Cruz do Espírito Santo (7); Esperança (2); Guarabira (28); Gurinhém (2); Igaracy (1); Imaculada (3); Itabaiana (2); Itaporanga (1); Itapororoca (4); João Pessoa (865); Junco do Seridó (3); Lagoa Seca (2); Lucena (6); Mamanguape (4); Mari (9); Marizópolis (3); Mataraca (1); Matinhas (1) Monteiro (2); Mulungu (3); Nova Floresta (1) Patos (33); Pedras de Fogo (15); Piancó (3); Pilar (2); Pilões(1); Pilõezinhos (2); Pirpirituba (2); Pitimbu (2); Pombal (2); Princesa Isabel (2); Queimadas (2); Remígio (1) Riachão Poço (1); Riacho dos Cavalos (1); Rio Tinto (5); Santa Helena (1); Santa Rita (129); São Bento (5); São João do Rio do Peixe (6); São José de Espinharas (1); São José de Piranhas (1); São José do Bonfim (1); São Sebastião de Lagoa de Roça (1); Sapé (54); Serra Branca (1); Serra da Raíz (1); Serra Redonda (1); Sousa (17); Taperoá (9); Uirauna (1); Umbuzeiro (2).

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos podem ser acompanhados em paraiba.pb.gov.br/coronavirus

 

PB Agora

 

 

VÍDEO: “04”, o filho mais novo Bolsonaro, pegou Covid-19 e zomba da doença: “é só uma gripezinha, peguei, passou, vai tomá no c…”

Em vídeo, o filho mais novo de Jair Bolsonaro, Jair Renan, a quem o pai chama apenas de “04”, diz que foi infectado pela Covid-19, mas ironiza a doença e diz que a pandemia é “história da mídia”. “É só uma gripezinha, irmão, tomá no…”.

No vídeo, 04 diz: “Vamos pra rua na pandemia, tá ok? Pô, que pandemia, malandro? Isso é história da  mídia aí pra trancar você dentro de casa, achar que o mundo tá acabando. Pô, é só uma gripezinha, irmão, vai tomá no cu (sic). Peguei, passou. Prefiro morrer tossindo que morrer transando”

Assista:

Tesoureiros do Jair@tesoureiros

O fruto nunca cai longe da árvore. Este é o 04 chamando a pandemia de ‘história da mídia’ e a COVID de ‘gripezinha’.

 

PB registra 115 novos casos da Covid-19 em 24h e doença já chega a 49 cidades

O Governo da Paraíba, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), registrou 115 novos casos de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus (Covid-19).

Já são 814 pessoas que testaram positivo para a doença. Entre os pacientes com suspeita da doença, 1.616 foram descartados.

Na Paraíba, 62 pessoas já morreram vítima da Covid-19, resultando em uma uma taxa de letalidade de aproximadamente 7,5% no estado.

Os casos confirmados estão distribuídos em 49 municípios:

Alagoa Grande (1); Alagoa Nova (1); Alhandra (1); Araçagi (1); Areia (1); Barra de São Miguel (1); Bayeux (30); Bom Jesus (1); Boqueirão (1); Brejo do Cruz (1); Caaporã (2); Cabedelo (26); Cajazeiras (5); Campina Grande (51); Catingueira (1); Conde (8); Congo (1); Coremas (1); Coxixola (1); Cruz do Espírito Santo (3); Esperança (2); Guarabira (4); Gurinhém (1); Igaracy (1); Itabaiana (2); Itapororoca (3); João Pessoa (499); Junco do Seridó (3); Lagoa Seca (2); Lucena (3); Mari (1); Marizopolis (3); Patos (17); Pedras de Fogo (5); Pombal (2); Queimadas (2); Riachão Poço (1); Riacho dos Cavalos (1); Santa Helena (1); Santa Rita (72); São Bento (4); São João do Rio do Peixe (5); São José de Piranhas (1); São José do Bonfim (1); Sapé (24); Serra Branca (1); Sousa (12); Taperoá (2); Umbuzeiro (1)

 

PB Agora

 

 

Família de bebê de quatro meses morta por Covid-19 é internada com sinais da doença

Os tios da bebê de quatro meses, a vítima mais jovem do coronavírus no Brasil, foram internados com sintomas de Covid-19 em Campina Grande. Além dos dois adultos, os dois filhos do casal também foram transferidos da cidade de Taperoá para Campina Grande, com sintomas da doença.

A mulher foi a primeira a apresentar os sintomas suspeitos, mas o primeiro exame realizado ainda em Taperoá deu negativo, porém como ela continuou apresentando sintomas, todos foram transferidos.

A tia da bebê, e seus dois filhos foram internados no Hospital da Criança e do Adolescente na enfermaria e, de acordo com a Secretaria de Saúde do Município, têm quadro clínico estável. Já o tio da bebê está internado no hospital Pedro I com batimentos cardíacos acelerados e pressão alta. Ele está no isolamento.

Com a transferência da família, a população de Taperoá fica em alerta. Até o momento são 11 casos suspeitos na cidade e um óbito, que foi a bebê de quatro meses no dia 11 de abril.

Marília Domingues/Márcio Rangel

 

 

Brasil tem 11.494 casos de covid-19, com 496 mortes causadas pela doença

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 12h20 desta segunda-feira (6), 11.494 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 496 mortes pela Covid-19. Apenas dois estados ainda não registraram mortes: Acre e Tocantins.

O estado do Ceará confirmou nesta manhã que 34 municípios do estado têm casos confirmados da doença, e o número de infectados chegou a 976.

O Amazonas alcançou 16 mortes, a última delas de um homem de 71 anos. A Bahia confirmou a décima morte no estado. Em Minas Gerais subiu para nove o número de mortos pela doença.

Na noite de domingo (5), o Pará registrou mais casos e a terceira morte pela doença, uma mulher de 50 anos que morava em Belém. Não há informações se ela tinha doença preexistente.

Nesta manhã, o Amapá confirmou mais um caso e contabiliza 32 infectados e duas mortes em todo o estado. Já o números de casos no Rio Grande do Sul saltou para 481. No Rio Grande do Norte são 246 casos confirmados.

Um boletim epidemiológico feito pelo Ministério da Saúde na sexta (3) diz que Distrito Federal, São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro e Amazonas podem estar na transição para uma fase de aceleração descontrolada da pandemia.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de domingo (5), aponta 11.130 casos confirmados e 486 mortes.

 

G1

 

 

CORONAVÍRUS: Brasil registra mais de 10 mil pessoas infectadas pela doença

Neste sábado (04), o Ministério da Saúde atualizou o número de casos a respeito do Coronavírus (COVID-19) no Brasil. A quantidade de casos confirmados subiu para 10.278 e o número de mortes chegou a 432. A partir de agora, alguns estados do país vão começar a ter um grande aumento no número de casos, como explica o secretário Executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.

“É um número de casos que nós vamos ter que nós não somos capazes de prever em que quantidade que ele vai chegar ou quantos casos nós vamos ter. Isso é o que significa esse termo ‘aceleração descontrolada’. Nenhum dos estados está nessa situação. O que o boletim fala é que alguns estados estão em uma transição da transmissão comunitária para essa espiral, como o ministro chama, e que no Boletim ficou descrito como uma transmissão descontrolada”.

Apesar do termo técnico, essa chamada “transmissão descontrolada” já era prevista pelo Governo Federal e, por isso, o Ministério da Saúde antecipou os cuidados, como afirma João Gabbardo.

“Para isso a gente está já a 60 dias se preparando com aquisição de equipamentos de proteção individual, com a criação de novos leitos, a instalação de leitos de UTI, com o remanejamento do uso de leitos de UTI reduzindo cirurgias eletivas, criando critérios para entrada e para saída de leitos de UTI de maneira que nós tenhamos uma disponibilidade maior de leitos”.

Os dados oficiais do Ministério da Saúde são feitos com base nos números registrados pelos estados e enviados o órgão federal. Todo o país registra casos confirmados de coronavírus e, até agora, apenas os estados do Acre e Tocantins não têm mortes decorrentes da doença.

 

agenciadoradio

 

 

Após críticas de Bolsonaro, Mandetta diz que seguirá trabalhando: ‘Foco na doença’

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse ao blog nesta sexta-feira (3) que seu foco é o combate ao coronavírus, ao ser questionado a respeito das novas críticas do presidente Jair Bolsonaro ao seu trabalho.

Perguntado pelo blog se ele pretendia se demitir após Bolsonaro ter dito ontem que eles não “andam se bicando” e que Mandetta precisa “ter mais humildade”, o ministro respondeu: “Foco na doença, vida que segue. Foco, lavoro, lavoro, lavoro”.

Nos bastidores, aliados do ministro acreditam que o presidente tem forçado repetidamente Mandetta a pedir demissão, para evitar o desgaste de dispensar um ministro com apoio popular em meio a pandemia. Mandetta, no entanto, diz que só sai demitido.

Além disso, ele tem apoio de outros colegas da Esplanada dos Ministérios, como o ministro da Justiça, Sergio Moro — o assessor mais popular do governo Bolsonaro.

Ministros têm procurado Mandetta para dizer que vão seguir as suas orientações técnicas na crise — e não as do presidente Bolsonaro, o que tem irritado o chefe do Executivo, que gostaria de uma discussão antecipada sobre o fim do isolamento social para combater o coronavírus, o que Mandetta e autoridades de saúde mundial não orientam.

O ministro Mandetta ainda tem feito constante trabalho de manter sua equipe, de respeitados profissionais da área da saúde, para resistir as constantes ameaças do presidente e permanecer na missão.

Mandetta tem enfatizado o discurso de que seguirão juntos ate o fim da pandemia: só sairão juntos.

A atuação do ex- ministro Osmar Terra, junto a Bolsonaro e nas redes sociais, negando a necessidade do isolamento social, na linha do que pensa o presidente, é motivo de queixa permanente da equipe da saúde.

Nos bastidores do próprio Planalto, Terra é chamado por ministros de ala militar de “desleal”. Na conversa do presidente com Mandetta no último sábado, no Alvorada, o ministro disse que Bolsonaro poderia trocá-lo por Terra, mas não “duraria” dois minutos pois o ex-ministro, assim como o presidente da Anvisa, não tem “vínculo de confiança” com a sociedade em meio à pandemia.

Terra, inclusive, esteve na reunião de médicos com Bolsonaro, da qual Mandetta não participou porque não foi convidado, como o blog revelou nesta semana. Os médicos, no entanto, repetiram o que o Ministério da Saúde tem dito sobre as recomendações- inclusive sobre os efeitos colaterais da cloroquina.

Foto: Reprodução/TV Brasil

G1