Arquivo da tag: distribuirá

Prefeitura de Belém, PB, prorroga decretos, suspensão de aulas e distribuirá kits nutricionais às crianças das creches

A Prefeitura de Belém publicou, nesta segunda-feira (20), o decreto nº 28/2020 prorrogando a vigência dos decretos municipais 13, 14, 15 e 26 de 2020 por mais duas semanas, em virtude da evolução do contágio do Novo Coronavírus no Estado da Paraíba e recomendações das autoridades de saúde no país.

Com o novo decreto, permanecem suspensas as aulas em todas as escolas nas redes municipal, estadual e particular de Belém até o dia 4 de maio, além de Espaços e áreas de lazer e esportivas, Atividades coletivas ou aglomerações em academias, Cerimônias religiosas (missas e cultos), e quaisquer eventos de massa de natureza cultural, esportiva, comercial, religiosa, social ou política.

A  Secretaria Municipal de Educação também realizará um conjunto de estratégias para a Rede Municipal de Ensino, no período de 20 a 30 de abril, a fim de diminuir os impactos da suspensão das aulas devido à pandemia do coronavírus. Serão adotadas as seguintes medidas:

* Distribuição de kit nutricional para as crianças matriculadas nas creches em Belém e no distrito de Rua Nova;

* Organização de atividades didáticas pelas equipes docentes das escolas da Rede Municipal de Ensino, de acordo com os conteúdos trabalhados, para serem disponibilizadas aos alunos no período de 20 a 24 de abril;

* Devolução das atividades nas respectivas escolas, no período de 27 a 30 de abril, e entrega das atividades da semana;

* Aplicação da vacina contra a gripe Influenza e H1N1 em todas as equipes escolares;

* Distribuição de máscaras para todas as equipes escolares.

GESTÃO INTENSIFICA AÇÕES DE COMBATE AO CORONAVÍRUS

A gestão municipal já adquiriu 12 termômetros digitais infravermelhos para os profissionais de saúde utilizarem na medição da temperatura corporal das pessoas atendidas, além de 600 máscaras profissionais e tecido para fabricação de máscaras caseiras.

Também foram intensificadas ações de combate e controle ao Covid-19, com vacinação, orientação e aferição de temperatura dos motoristas, taxistas na Rodoviária Municipal e dos comerciantes da área central; desinfecção de locais públicos e de maior circulação na cidade de Belém e no distrito de Rua Nova; orientações nos estabelecimentos comerciais; orientações aos garis sobre uso dos EPI´s e higienização das mãos; treinamento dos motoristas dos transportes da Prefeitura sobre a higienização dos veículos; e vacinação pelo sistema “drive-thru”.

Assessoria

 

 

Campanha distribuirá 70 milhões de camisinhas para o carnaval

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Camisinha, testagem e tratamento são os focos da campanha de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DST), lançada hoje (28) pelo Ministério da Saúde, para o período que antecede o carnaval. O slogan “#partiuteste”, usado desde dezembro, tem como principal público-alvo os jovens entre 15 e 25 anos. A campanha distribuirá 70 milhões de camisinhas em todo o país. Com as 50 milhões que os estados já têm em estoque, serão disponibilizados 120 milhões de preservativos.

O preservativo estará em displays instalados nos banheiros dos aeroportos do Rio de Janeiro, de Salvador e do Recife. Os gays, transexuais e profissionais do sexo também são público-alvo da campanha. O slogan foi lançado no Dia Mundial de Combate à Aids, estimulando todas as pessoas com vida sexual ativa a fazer o teste rápido da doença.

Agência Brasil

Ministro anuncia: SUS distribuirá dois novos remédios contra hepatite C

 

Dois novos medicamentos contra a hepatite C, o telaprevir e o boceprevir, serão incluídos no Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o Ministério da Saúde, os remédios (inibidores da enzima protease) são considerados mais modernos e eficazes e devem beneficiar cerca de 5,5 mil pacientes com cirrose e fibrose avançada.

O telaprevir e o boceprevir serão tomados por via oral durante período de até 48 semanas. Juntos, os medicamentos têm uma taxa de eficácia de 80% – o dobro do sucesso obtido com a estratégia convencional utilizada atualmente, que dura de 48 a 72 semanas.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ressaltou que a hepatite é uma doença silenciosa e que, em razão da ausência de sintomas, o diagnóstico é tardio na maioria dos casos. Segundo ele, a pasta fez amplo debate com especialistas e movimentos sociais antes da inclusão dos dois remédios no SUS.

“Não tenho dúvida alguma de que estamos dando um passo bastante decisivo para o tratamento das hepatites”, disse. “Estamos possibilitando, para um conjunto dos brasileiros assistidos pelo SUS, a oportunidade de receber aquilo que há de melhor em relação ao tratamento para as hepatites virais”, completou.

Assim que a incorporação dos remédios for publicada no Diário Oficial da União, a rede pública terá prazo de 180 dias para iniciar a distribuição aos pacientes. A previsão é que os remédios estejam disponíveis no SUS no início de 2013.

Dados do ministério indicam que há cerca de 1,5 milhão de brasileiros infectados pelo vírus da hepatite C, responsável por 70% das hepatites crônicas, 40% dos casos de cirrose e 60% dos cânceres primários de fígado. Da infecção até a fase da cirrose hepática, a doença pode passar despercebida por até 30 anos.

Paula Laboissière/Agência Brasil
Focando a Notícia