Arquivo da tag: distância

Em Borborema, grupo cria “Delivery de Amor e Carinho” para visitar idosos à distância

Já imaginou receber um serviço de delivery entregando amor e carinho? Isso foi o que alguns idosos da cidade de Borborema, no Brejo paraibano, receberam na última semana.

Com a pandemia do novo coronavírus, o grupo de idosos do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do município tiveram que suspender as atividades. Muitos dos integrantes, após semanas isolados em suas casas, começaram a externar o desejo do retorno ao grupo.

Para matar essa saudade, as profissionais de assistência social criaram uma espécie de “delivery de amor e carinho”. Elas confeccionaram faixas e cartazes com os nomes dos idosos e palavras de esperança e visitaram a casa deles. Do lado de fora, com o auxílio de um carro de som, elas mostraram os cartazes e fizeram homenagens a esses idosos, que as receberam com muita emoção.

“Momentos de gratidão, satisfação, emoção e agradecimento para todos. Em tempos de pandemia não há nada melhor que levar um pouquinho de afeto e lembrar do quanto eles são importantes.”, foi a mensagem deixada a uma das idosas da cidade de Borborema.

portaldobrejo

 

 

“Quero distância da PB, só tem fofoqueiro” dispara jogador Hulk

Após a briga judicial entre o jogador Hulk e os seus sócios de uma rede de supermercado na Paraíba ter tomado grande proporções e repercutir em toda a imprensa, trechos de conversas entre o jogador e os sócios através do whatsapp revelam que o tom na relação entre eles vai mudando desdo o lançamento do primeiro supermercado, em 2017, até 2019.

Em uma conversa de agosto do ano passado, até o fim do casamento de Hulk vem à tona.

“Rapaz, o negócio ta desmantelado nessa Paraíba viu. Tão falando que Marcos Maciel e Hulk Paraíba são os solteiros mais cobiçados da PB agora”. diz um dos sócios e Hulk responde “não sabia que o Marcos Maciel estava solteiro não. Eu, graças a Deus, estou!! Eu quero é distância dessa Paraíba, só tem fofoqueiros…”.

Logo após o ex-marido da atual namorada de Hulk entra na conversa dizendo apenas “Kkkk. Tô solteiro tb. Tmj”, ao que Hulk brinca, “Kkkkk vou fugir da Paraíba! Aí não dá pra mim não! Povo sem noção!”.

PB Agora com informações do Uol

 

 

Distância de 1,5 metro é pequena para conter contágio do Coronavírus, alerta estudo

Um estudo divulgado na quinta-feira (9) alerta que a distância social de 1,5 metro, recomendada pelas autoridades de saúde, é insuficiente para impedir o contágio por covid-19 e que essa distância deve ser de pelo menos quatro metros.

Os valores sugeridos no estudo, feito por pesquisadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos, das universidades de Leuven, na Bélgica, e Eindhoven, na Holanda, baseiam-se em simulações de como as partículas de saliva se soltam quando as pessoas estão paradas, caminhando, correndo ou andando de bicicleta.

“Se alguém transpira, tosse ou espirra enquanto caminha, corre ou anda de bicicleta, a maioria das micropartículas permanece numa corrente de ar atrás dessa pessoa, o que faz com que outra que venha atrás se mova em meio a essa nuvem de micropartículas”, explica Bert Blocken, professor de engenharia civil nas duas universidades.

O estudo constatou que a distância recomendada de 1,5 metro é “muito eficaz” para aqueles que ficam em ambientes fechados ou ao ar livre com bom tempo, mas que é insuficiente para situações em que as pessoas caminham ou praticam esporte.

Segundo os autores do estudo, o risco é maior quando uma pessoa está atrás da outra e é reduzido se estiver andando ou correndo lado a lado ou em formação diagonal.

Ainda assim, os especialistas aconselham que, diante dos cálculos realizados, seja mantida uma distância de 4 ou 5 metros ao andar atrás de outra pessoa, 10 metros ao correr ou andar de bicicleta devagar e de pelo menos 20 metros ao andar rápido.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infectou mais de 1,5 milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 89 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar situação de pandemia.

Agência Brasil

 

 

PL prevê ensino a distância para alunas gestantes e lactantes

Tramita no Congresso Nacional o projeto de lei nº 6384/19, apresentado pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI), que tem como principal objetivo garantir a possibilidade do ensino a distância para estudantes gestantes e lactantes do ensino superior. O PL prevê o acompanhamento das aulas remotamente desde que sejam operacionais e dentro das possibilidades didáticas para as gestantes no oitavo mês e, também, durante três meses após o nascimento do bebê.

A estudante de Biomedicina Débora Ferreira, 21, está no oitavo mês de gestação e opina sobre o projeto: “Acho super válido porque quanto mais perto do fim da gestação mais difícil fica a questão de locomoção, então, poder estudar em casa me traz tranquilidade por saber que posso cuidar da minha saúde e do meu bebê sem deixar de estudar”, diz a estudante.

A futura mãe que nunca passou por problemas gestacionais na faculdade afirma já ter presenciado alguns casos constrangedores. “Uma aluna estava com o quadro de gravidez de risco, precisando ficar internada durante dois meses, o que a fez perder avaliações. Ao regressar à instituição portando o atestado, somente um professor permitiu que a avaliação fosse realizada, outro só permitiria caso o pagamento de R$110 fosse efetuado”, relata.

Atualmente, a Lei 6.202/75 já assegura a estudantes grávidas o direito de serem assistidas pelo regime de exercícios domiciliares. O projeto de lei proposto por Nogueira foi aprovado no senado e, atualmente, aguarda a tramitação nas comissões dos Direitos da Mulher, Seguridade Social e Família, de Educação e Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmera dos Deputados.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

 

 

Corinthians empata com Cruzeiro e vê Santos a oito pontos de distância

O Corinthians viu sua vantagem na primeira colocação do Campeonato Brasileiro diminuir na 26ª rodada. Na tarde deste domingo, no primeiro jogo do Cruzeiro após o título da Copa do Brasil, os dois clubes empataram por 1 a 1, no Estádio do Mineirão.

A 12 rodadas do fim do torneio nacional, o Corinthians contabiliza 55 pontos ganhos, oito a mais que o Santos, algoz do Palmeiras no sábado. O Cruzeiro, já classificado à Copa Libertadores, fica com 41 pontos, na sexta colocação do Campeonato Brasileiro.

Pela 27ª rodada, às 21 horas (de Brasília) do próximo dia 11 de outubro, o Corinthians encara o Coritiba, na arena de Itaquera. Às 21h45 do mesmo dia, em Porto Alegre, o Cruzeiro pega o Grêmio. Os duelos serão disputados após os compromissos da Seleção pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

O Cruzeiro mandou no jogo durante o primeiro tempo e inaugurou o marcador aos 19 minutos. Alisson recebeu de Thiago Neves pela esquerda e acionou Diogo Barbosa. O lateral cruzou com precisão e o pequenino Rafinha cabeceou firme para abrir o placar.

A despeito do clima de festa pela recente conquista da Copa do Brasil, o Cruzeiro manteve a seriedade dentro de campo e não correu riscos durante o primeiro tempo. Nas poucas vezes em que foi exigido, o experiente goleiro Fábio defendeu com segurança.

Nos últimos minutos da etapa inicial, o centroavante Kazim recebeu de Jadson e completou para o fundo as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento corretamente. Em jejum desde fevereiro, o corintiano contestou a marcação do assistente.

Em busca do empate, o técnico Fabio Carille voltou para o segundo tempo com Marquinhos Gabriel no lugar de Jadson e viu sua equipe melhorar. Balbuena chegou a cabecear para o gol após cobrança de falta de Maycon, mas a arbitragem, equivocadamente, marcou novo impedimento.

O Corinthians, mais desenvolto no campo de ataque, voltou a levar perigo em chute da entrada da área. Em uma jogada de pivô, Kazim recebeu de Rodriguinho e ajeitou para o companheiro completar. De mão trocada, o cruzeirense Fábio conseguiu espalmar.

O time visitante finalmente chegou ao empate seis minutos antes do final do tempo regulamentar. Após cruzamento de Clayson, Kazim cabeceou e a bola tocou no braço de Murilo dentro da área. O árbitro Rodolpho Toski Marques marcou pênalti, convertido pelo mesmo Clayson.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 1º de outubro de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)

Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Cartões amarelos: Léo, Rafael Sóbis e Arrascaeta (CRU); Balbuena, Fagner, Romero e Guilherme Arana (COR)

Gols:

CRUZEIRO: Rafinha, aos 19 minutos do 1º Tempo

CORINTHIANS: Clayson, aos 39 minutos do 2º Tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Lucas Romero, Rafinha, Thiago Neves (Lucas Silva) e Alisson (Élber); Rafael Sóbis (Arrascaeta)

Técnico: Mano Menezes

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Clayson), Maycon (Camacho), Jadson (Marquinhos Gabriel), Rodriguinho e Romero; Kazim

Técnico: Fábio Carille

Gazeta Esportiva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Inter perde confronto direto com CRB e se distancia do G-4

No confronto direto entre CRB e Internacional, deu CRB. Próximas da zona de acesso à Primeira Divisão, as equipes se enfrentaram no final da tarde deste sábado, no estádio Rei Pelé, em Alagoas, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, e os donos da casa saíram com o triunfo por 2 a 0.

Foto: Itawi Albuquerque / Futura Press

Os times não tiveram grandes chances de marcar, mas o Alvirrubro alagoano foi mais frio e conseguiu tanto para abrir o placar quanto encerrar a contagem, nos acréscimos do segundo tempo. No finalzinho da primeira etapa, o lateral esquerdo Diego consagrou uma linda jogada e colocou no cantinho e Flávio Boaventura encerrou a contagem em cobrança de escanteio.

Com o resultado, o Galo de Maceió não só estendeu a série invicta para seis jogos, como chegou a 23 pontos na tabela, ultrapassando o agora quinto colocado Vila Nova, que também tem 23, mas fica atrás por conta dos critérios de desempate. Já o Inter perdeu a oportunidade de colar no G4 e segue apenas rondando o pelotão da frente, com 21 pontos.

Pela próxima rodada, a 15ª da Segundona, os alagoanos vão colocar a boa fase à prova em visita ao líder Juventude, na próxima terça-feira. No mesmo dia, o Colorado recebe o Luverdense para reencontrar o caminho dos triunfos.

Foto: Itawi Albuquerque / Futura Press

Jogo truncado e CRB cirúrgico

Apesar da importância do confronto para ambos os times, a vontade ofensiva não era das maiores para nenhum dos dois. CRB e Inter se estudaram durante grande parte o primeiro tempo e tiveram poucas chances reais para abrir o placar.

Pelo lado dos mandantes, os primeiros a assustarem, a jogada mais bem trabalhada só foi sair aos 15 minutos. O lateral direito Cláudio Winck resolveu partir para cima, passou pela marcação e cruzou na cabeça de Danilo Pires. O , porém, mandou para fora.

Já os gaúchos responderam apenas aos 26 minutos, consagrando Edson Kolln. O meia Andres D’Alessando cruzou escanteio mirando o atacante uruguaio Nico López, que encontrou Charles dentro da área. O volante cabeceou no cantinho, mas viu o goleiro fazer grande defesa.

Se as chances eram poucas, cabia ao time mais frio fazer o primeiro gol. No caso, o time da casa teve essa frieza e deu um presente à torcida aos 44 minutos. Após uma grande troca de passes, o lateral esquerdo Diego tabelou e recebeu lindo passe do atacante Zé Carlos, para chutar no canto direito do goleiro Danilo Fernandes e encerrar os trabalhos da primeira etapa.

Foto: Itawi Albuquerque / Futura Press

CRB administra vantagem e amplia

Melhor em campo, com pouco sofrimento na defesa, à frente no placar e com o apoio da torcida. O CRB tinha tudo para sair do gramado do Rei Pelé com nada a menos que a vitória. E fez bem o trabalho.

Presando pela posse de bola e não se deixando intimidar pela pressão colorada, o time de Dado Cavalcanti usou a inteligência e se não ampliou soube segurar o placar. E o Galo só não fez mais um por falta de sorte. Aos 14 minutos, Edson Ratinho recebeu dentro da área e foi bem ao tirar Danilo Fernandes da jogada, chutando no contrapé do arqueiro. A bola, porém, bateu na trave e saiu.

Depois da grande chance, os alagoanos esboçaram algumas jogadas de velocidade pelos lados do campo, mas não assustaram. O Inter seguia com a correria, mas permaneceria mais longe de anotar do que os mandantes.

Quando todos achavam que o 1 a 0 seguiria no placar até o final, o CRB contou com uma cobrança de escanteio para ampliar a vantagem e decretar o fim de papo. Ratinho cruzou na cabeça do zagueiro Flávio Boaventura, que mal pulou e testou no cantinho.

FICHA TÉCNICA

CRB 2 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 15 de julho de 2017, sábado

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Carlos Berkenbrock e Johnny Barros de Oliveira (Ambos de SC)

Cartões amarelos: Neto Baiano (CRB); Klaus Victor Cuesta

Gol:

CRB: Diego, aos 44 minutos do primeiro tempo, e Flávio Boaventura aos 44 minutos do segundo tempo

CRB: Edson Kölln; Adriano, Flávio Boaventura, Adalberto, Diego; Yuri, Danilo Pires (Tony), Edson Ratinho, Chico; Erick Salles (Rodrigo Souza) e Zé Carlos (Neto Baiano).

Técnico: Dado Cavalcanti

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Carlos), Klaus, Victor Cuesta, Uendel; Edenílson, Charles, Felipe Gutiérrez, D’Alessandro (Juan); Nico López (Juan) e William Pottker.

Técnico: Guto Ferreira

Gazeta Esportiva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Governo recua e revoga trecho de decreto que ampliava ensino a distância na educação fundamental

No mesmo dia em que autorizou que alunos do ensino fundamental que ficassem sem aula por falta de professor concluíssem as disciplinas por meio de ensino a distância, o governo federal recuou e decidiu revogar trecho do decreto presidencial que facilitou a oferta desses cursos em “situações emergenciais”. Um novo decreto será publicado na edição desta segunda-feira (29) do “Diário Oficial da União” retificando o anterior.

Por meio de nota, a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação informou que houve um “erro material” na redação do artigo 9º do decreto 9.057, que havia sido assinado pelo presidente Michel Temer na última quinta (25). O decreto que havia ampliado o acesso aos cursos de EaD foi publicado na edição desta sexta (26) do “Diário Oficial”.

Entre outros pontos, o ato presidencial permitia cursos a distância para educação básica (fundamental, médio e profissional) em situações especiais.

No caso específico da educação fundamental, o governo havia permitido no artigo 9º do decreto desta semana permitir que os estudantes matriculados nas séries finais do ensino fundamental que estivessem privados da oferta de disciplinas obrigatórias do currículo escolar cursassem as disciplinas por meio do EaD.

Na prática, o governo havia dado aval para que os alunos que ficassem sem aula por falta de professor se matriculassem em cursos de ensino a distância.

Segundo a assessoria da pasta, o decreto assinado por Temer revoga outro, de 2005, que também permitia a ampliação de oferta de novos cursos nos ensino fundamental, médio e superior.

“A Secretaria de Educação Básica do MEC informa que houve um erro material na redação do Art. 9º do Decreto 9.057 de 25 de maio de 2017. Diante disso, a retificação será enviada para publicação na próxima segunda-feira (29/05), restabelecendo os termos do Decreto 5.622 de 19 de dezembro de 2005 de acordo com o § 4º do art. 32 da Lei nº 9.394 (LDB) de 1996”, diz a nota divulgada pelo Ministério da Educação.

Diante da avaliação de que ocorreu um erro no artigo 9º, o governo decidiu revogar este dispositivo. Com isso, ressaltou a assessoria do MEC, ficam mantido os termos do decreto de 2005.

A legislação anterior já permitia o acesso dos estudantes do ensino fundamentgal aos cursos de EaD nas seguintes situações:

estejam impedidos, por motivo de saúde, de acompanhar o ensino presencial

  • se encontram no exterior
  • vivam em localidades que não possuam rede regular de atendimento presencial
  • são transferidos compulsoriamente para regiões de difícil acesso (incluídas as missões localizadas em regiões de fronteira)
  • estejam privados de liberdade

O trecho que havia sido incluído nesta semana e que agora foi revogado ampliava essa possibilidade especial também aos estudantes que “estejam matriculados nas séries finais do ensino fundamental regular e privados da oferta de disciplinas obrigatórias do currículo escolar”.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Belo faz seu melhor jogo e goleia no Almeidão; Raposa se distancia

beloQuatro jogos foram realizados na noite desta quarta-feira (08) pelo Campeonato Paraibano. No Almeidão, em João Pessoa, com homenagens às mulheres, o líder Botafogo enfim jogou bem e demorou apenas dez minutos para abrir o placar diante do Sousa, através de Wanderson. Dois minutos depois o mesmo Wanderson ampliou de cabeça.

No segundo tempo, Sapé, aos 15 minutos, fez o terceiro do Belo e aos 21 minutos Camilo, que acabara de entrar, acertou um belo chute, descontando para o Sousa. Rafael Oliveira ainda faria mais um aos 28 minutos para o Tricolor da Maravilha do Contorno. Placar final Botafogo 4  x  1 Sousa.

Outros jogos

No CT Ivan Tomaz, no Valentina, o CSP perdeu a quinta partida seguida. Dessa vez foi para o Serrano por um a zero com gol do zagueiro Weverson, aos 32 minutos do segundo tempo.

Em Campina Grande, o placar considerado a “Zebra” da rodada. Tido como favorito e buscando a sexta vitória consecutiva o Campinense não passou de um zero a zero contra o Atlético.

Já o Auto Esporte foi ao Perpetão em Cajazeiras para enfrentar o Paraíba e conseguiu um empate. Deivid abriu o placar para o Auto aos 26 do primeiro tempo e Vavá empatou para o Paraíba, aos 12 minutos do segundo tempo. 1 a 1 foi o placar final.

Com esses resultados, o Atlético entra, pelo menos temporariamente, no G4, tirando a vaga do Treze, que cai para a quinta colocação. Já o CSP que perdeu mais uma assume a lanterna isolada da competição.

A rodada será completada nesta quinta-feira (9) com o jogo entre Internacional e Treze no Almeidão em João Pessoa.

Confira a Classificação

Clubes PG J V E D GP GC SG
 1º-   Botafogo  28  12  9  1  2  20  10  10
2º-  Campinense 22 12 6 4 2 16 9 7
3º-  Auto Esporte 19 12 5 4 3 12 10 2  
4º-  Atlético 17 12 4 5 3 7 5 2
5º-  Treze 16 11 4 4 3 10 7 3
6º-  Internacional 15 11 3 6 2 8 7 1
7º-  Serrano 14 12 4 2 6 13 18 -5
 Sousa 10 12 2 4 6 13 17 -4
 Paraíba 9 12 1 6 5 8 14 -6
10º  CSP 8 12 2 2 8 7 17 -10

MaisPB – Albemar Santos 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Em jogo com polêmicas, Palmeiras vence Figueirense e se distancia do Fla

cucaEste domingo (16) pode ser lembrado no futuro como decisivo na luta pelo título do Campeonato Brasileiro. Pela 31ª rodada, o Palmeiras venceu o Figueirense por 2 a 1 no Estádio Orlando Scarpelli e voltou a abrir quatro pontos de vantagem na liderança. Jean marcou ambos os gols alviverdes, e Rafael Silva diminuiu.

O Palmeiras encerra uma semana conturbada com uma vitória importante que garante a liderança pela 13ª rodada seguida. O Alviverde tem 64 pontos, quatro a mais que o Flamengo, mas volta as atenções à Copa do Brasil: nesta quarta-feira (19) decide com o Grêmio uma vaga nas semifinais. Já o Figueirense sofre sua terceira derrota em casa e afunda na zona de rebaixamento com 32 pontos. O compromisso seguinte dos catarinenses é contra o Atlético-MG, no domingo que vem (23).

Quem foi bem: Jean domina meio-campo e faz dois

Desta vez atuando como volante, Jean teve dia de goleador em Florianópolis. Ele converteu pênalti que abriu o placar e ainda apareceu dentro da área para fazer o segundo. Marcando bem, o camisa 17 teve presença importante para coibir a armação do Figueirense.

Quem decepcionou: Rafael Moura segue em jejum

O centroavante do Figueira amargou mais uma partida sem gols. Já são nove jogos seguidos sem balançar as redes para o He-Man. Neste domingo ele apareceu pouquíssimo, bem marcado pela defesa palmeirense. Só apareceu quando tomou cartão amarelo.

Figueirense briga muito e mostra pouco

Luiz Henrique/FFC

O início da partida foi bastante físico, o que permitiu ao Figueirense manter o equilíbrio no jogo. Mas com o tempo o time da casa sentiu a inferioridade técnica e passou a ter menos posse de bola. A única boa chance foi em falta cobrada por Ayrton e bem defendida pelo palmeirense Jailson. Na etapa final o Figueirense se lançou ao ataque após sair atrás no placar, e sofreu o segundo gol por isso. Chegou a diminuir na bola aérea, mas não teve forças de ir mais longe.

Palmeiras melhora após intervalo

Após meia hora de exagero nas faltas, o Palmeiras passou a valorizar a posse de bola e experimentar os espaços na intermediária. A equipe ganhou território, chegou a cercar a área do Figueirense e teve uma grande chance salva em cima da linha. O time voltou bem melhor no segundo tempo, criou chances seguidas de gol e abriu o placar em pênalti convertido por Jean.

Aposta de Cuca em Fabiano se mostra correta

Com Zé Roberto poupado pelo excesso de desgaste, Cuca optou por posicionar Jean no meio-campo e usar Fabiano no lado direito. A expectativa era que Moisés tivesse mais liberdade no meio-campo, além do ganho na bola aérea – Fabiano tem 1,88m de altura. O lateral criou boa chance nos acréscimos do primeiro tempo e também não comprometeu defensivamente, fazendo o simples. Pelo meio, Jean foi consistente e ainda teve a boa apresentação coroada com um gol.

Muita reclamação palmeirense e lances polêmicos

A semana foi marcada pela batalha de bastidores entre dirigentes de Palmeiras e Flamengo, tendo como assunto a arbitragem. Neste domingo o Alviverde esteve nervoso com o juiz Igor Junio Benevenuto, pressionando a cada decisão contra si. O lance de maior reclamação foi um enrosco entre Dudu e Jackson Caucaia na área do Figueirense.

O camisa 7 soltou até palavrão no intervalo. “É f…, para uns dão (pênalti), para outros não”, chegou a dizer. No segundo tempo, um choque entre Bruno Alves e Gabriel Jesus rendeu pênalti polêmico que seria convertido por Jean. Depois Egídio calçou Rafael Silva na linha da área alviverde, mas Benevenuto mandou seguir.

Ayrton salva após desvio de Jesus

Por alguns centímetros o Palmeiras não foi ao intervalo em vantagem. Um cruzamento de Fabiano passou por Gatito Fernández e foi desviado por Gabriel Jesus. A bola tomou a direção do gol lentamente até Ayrton aparecer, dominar e mandar para longe. Não foi o único lance do jogo lamentado por Jesus, que também tomou o terceiro cartão amarelo e por isso não enfrenta o Sport na rodada que vem.

Ficha Técnica

Figueirense 1 x 2 Palmeiras
Data:
16/10/2016
Local: Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis-SC
Hora: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões Amarelos: Jackson Caucaia, Rafael Moura, Dodô e Nirley (Figueirense); Dudu, Gabriel Jesus e Vitor Hugo (Palmeiras)
Cartão Vermelho: não houve
Gols: Jean aos 11′ e aos 32 minutos do segundo tempo. Rafael Silva aos 35 minutos do segundo tempo

Figueirense: Gatito; Ayrton, Werley, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Josa, Ferrugem, Jackson Caucaia (Lins) e Dodô (Bady); Everton Santos (Rafael Silva) e Rafael Moura. Treinador: Marquinhos Santos.

Palmeiras: Jailson; Fabiano, Mina, Vitor Hugo e Egídio; Jean, Tchê Tchê (Fabrício) e Moisés; Dudu (Thiago Santos), Róger Guedes (Allione) e Gabriel Jesus.Treinador: Cuca.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Com gol anulado, Corinthians empata com Atlético-MG e se distancia do G-6

corinthiansFoi um empate que deixa os dois times frustrados. Corinthians e Atlético-MG não saíram do 0 a 0 na noite desta quarta-feira (5), em Itaquera, e se distanciam um pouco mais de seus objetivos. A equipe paulista jogou bem, teve momentos de domínio no jogo e chegou até a balançar as redes com Gustavo. O juiz anulou o gol por causa de falta duvidosa do atacante em cima de Gabriel. Com pouco mais de 17 mil pessoas, o estádio teve seu pior público da história.

O resultado faz os corintianos chegarem ao quarto jogo consecutivo sem marcar um gol no Campeonato Brasileiro e ficarem um pouco mais longe do G-6. Com 42 pontos, a equipe foi ultrapassada pelo Grêmio e cai para a 8ª colocação, três pontos abaixo do Atlético-PR, o primeiro time que iria para a Libertadores de 2017.

O Atlético-MG, por sua vez, segue na 3ª colocação, chega aos 53 pontos e pode ver o Palmeiras aumentar a sua vantagem no fim de semana, quando joga contra o América-MG, em Londrina. A equipe paulista tem 57 pontos. O Flamengo, que é o vice-líder, tem 54 pontos e joga contra o Santa Cruz também no domingo.

Na próxima rodada, os corintianos jogam contra o Santa Cruz, na Arena Pantanal, às 21h45 de quarta-feira (12). No dia seguinte, às 19h30, o Atlético-MG faz o clássico local contra o América-MG.

Juiz acaba com a alegria de Gustavo

Gustavo finalmente desencantaria com a camisa corintiana. Ele recebeu cruzamento de Marquinhos Gabriel e chegou antes do zagueiro adversário para abrir o placar. Ele comemorou, correu para a arquibancada e viu até o juiz Rodolpho Toski Marques apontar para o centro. Depois de alguns segundos no entanto, ele mudou de ideia e deu falta do atacante corintiano em cima de Gabriel. Até com o replay da televisão ficou difícil ver a falta.

Walter!

O Corinthians estava melhor, criava boas chances, apesar de abusar dos chutes de fora da área. Nos contra-ataques, no entanto, o Atlético-MG era bem perigoso. Robinho deu passe para Hyuri, que dominou e deu chute forte. Walter fez uma defesa excepcional. Clayton também teve chance e chutou firme, mas viu o substituto de Cássio brilhar novamente.

O que que é isso?

Pouco depois de quase fazer um gol, Hyuri voltou a ficar cara a cara com o goleiro, mas na hora de finalizar…. É tão difícil explicar o resultado da tentativa que nem a torcida entendeu: os corintianos até aplaudiram o rival. Veja você mesmo no vídeo.

Segundo tempo mais calmo

O segundo tempo exigiu bem menos dos goleiros do que o primeiro. A vez que Victor mais trabalhou aconteceu aos 15 minutos do 2º tempo, quando Rodriguinho recebeu bom passe de Gustavo e virou em cima da marcação, mas parou no goleiro. O Atlético-MG ainda teve Leandro Donizete expulso e recuou ainda mais para garantir o ponto.

Zagueiro que chorou volta a enfrentar o mesmo rival

Pedro Henrique ficou marcado no Corinthians por chorar após errar feio diante do Atlético-MG, em junho, no primeiro turno. Nesta quarta-feira, ele voltou a encarar o mesmo rival por força do destino: Yago se machucou e precisou ser substituído. Desta vez, ele não comprometeu.

Corinthians é freguês do Robinho

Robinho voltou a encarar o Corinthians e deu seu show particular. E o histórico entre jogador e time vai além das pedaladas de 2002, quando ele foi campeão brasileiro pelo Santos. Em dez jogos, já contando com o desta quarta-feira, ele só perdeu uma vez para o time paulista.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 0 ATLÉTICO-MG

Data: 05 de outubro de 2016, quarta-feira
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Horário: 21h (de Brasília)
Público: 17.371
Árbitro: Rodolpho Toski Marques – PR (ASP-FIFA)
Assistentes: Bruno Boschilia – PR (FIFA) e Ivan Carlos Bohn – PR (ESP)
Cartões amarelos: Leandro Donizete e Lucas Cândido (ATL-MG)
Cartão vermelho: Leandro Donizete (ATL-MG)

CORINTHIANS: Walter; Léo Príncipe (Lucca), Yago (Pedro Henrique), Balbuena e Arana; Camacho; Rodriguinho, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel e Marlone (Rildo); Gustavo
Técnico: Fabio Carille

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Lucas Cândido, Leandro Donizete e Hyuri (Patric); Robinho (Yago), Fred e Clayton (Dátolo).
Técnico: Marcelo Oliveira

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 


INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627