Arquivo da tag: disseminação

Chegada do outono contribui para a disseminação do novo coronavírus

Estação favorece a transmissão de diversos vírus pela combinação de ar frio e baixa umidade, mas é importante ficar atento para não confundir o resfriado comum com a Covid-19

Muito se tem discutido entre pesquisadores e cientistas sobre a relação do clima e a difusão do novo coronavírus. Estudo feito pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças confirmou que altas temperaturas e umidade ajudam a reduzir consideravelmente a transmissão da Covid-19, consequentemente a atmosfera oposta gera o agravamento.

O que sabemos e estamos acostumados a ouvir, é que essa época do ano é marcada pela transmissão da gripe comum e a piora de doenças respiratórias devido ao frio e ar seco, além da tendência de aglomerações em lugares fechados. De acordo com o pneumologista da DoctoraliaDaniel Fonseca Espinola, a troca de estação é somada a uma mudança de comportamentos. “Os fatores que contribuem para a disseminação do vírus vão além da temperatura e umidade, visto que as condições climáticas também ditam os hábitos da população. Temos o costume de fechar portas e janelas para bloquear a corrente fria, entretanto, a prática bloqueia a circulação do ar e aumenta a chance de contágio”, esclarece.

Devido ao cenário atual que estamos vivendo, é necessária atenção para não confundir alergias, inflamações respiratórias e resfriados com o coronavírus. “Essas infecções mais comuns geralmente causam tosse, espirros, coriza, irritação na garganta e coceira no nariz, mas não vêm acompanhadas de febre. Já no caso da Covid-19, a febre e a falta de ar são alguns dos principais sintomas”, alerta o especialista.

Àqueles que podem, o ideal é cumprir a quarentena em casa e evitar exposições desnecessárias ao coronavírus e todos os outros aos quais estamos mais suscetíveis nessa época. Idosos e portadores de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e asma, devem redobrar o cuidado.

Abaixo você pode conferir as dicas de prevenção do Dr.DanieFonsecEspinola contra a Covid-19 e outras doenças respiratórias:

• Lavar as mãos com frequência e utilizar álcool gel 70% sempre que tocar objetos e espaços compartilhados;

• Cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel descartável ou com a parte interna do braço ao tossir e/ou espirrar;

• Evitar tocar os olhos, boca e nariz;

• Não compartilhar objetos de uso pessoal;

• Evitar contato próximo e íntimo como abraços e aperto de mãos;

• Evitar locais com grande concentração de pessoas;

• Manter os ambientes arejados.

 

Estabelecimentos devem apostar em limpeza profissional para evitar disseminação do Novo Coronavírus

Para desinfecção dos ambientes, é necessário muito mais do que água e sabão

Em meio à pandemia que já afetou milhares de pessoas em todos os continentes, estabelecimentos comerciais precisam adotar medidas para evitar a proliferação da doença entre os colaboradores e clientes. O avanço da doença traz muitas perguntas a respeito de limpeza e higienização de ambientes, principalmente em locais com maior concentração e fluxo de pessoas, como supermercados, restaurantes e academias. “É necessário realizar a limpeza da forma certa, utilizando os procedimentos e produtos adequados para cada local”, explica Renato Ticoulat, master franqueado da Jan-Pro, rede americana especializada em limpeza comercial e que atua no país há quase 10 anos.

Segundo o executivo, em uma limpeza comum, as soluções utilizadas são as mesmas para todas as superfícies e ambientes e os germes, embora removidos junto a sujeira, não são mortos. Já na limpeza profissional, por sua vez, que utiliza produtos químicos especiais, há a desinfecção, que destrói os micro-organismos patogênicos, e a esterilização, que elimina totalmente as formas de vida microbiana. “No Brasil as pessoas costumam relacionar limpeza apenas com a aparência, mas parecer limpo não significa que o trabalho esteja feito de forma correta. É preciso ficar atento, a boa aparência pode camuflar resíduos indesejáveis e agora, com a pandemia, tem-se repensado a forma de higienizar os locais”, comenta.

Ticoulat explica que cada local, seja academia, restaurante, empresas, deve receber o tipo de limpeza mais adequado de acordo com suas atividades, utilizando produtos químicos específicos, desenvolvidos especialmente para determinados ambientes. Além disso, afirma que há necessidade de utilização de metodologias próprias para que as bactérias não sejam transferidas de um lugar para o outro. “Misturas de produtos desenvolvidos para limpeza doméstica espalham as partículas de sujeiras mais do que eliminam as bactérias. O pano e álcool não bastam para desinfetar os colchonetes de academias, por exemplo, já que o suor do corpo contém sais minerais que não são eliminados com uma solução simples. Além disso, é comum vermos funcionários da limpeza utilizando o mesmo pano de chão no banheiro e no escritório, transferindo as bactérias de um lugar para outro”, diz.

Para ele, é necessário que os gestores olhem para o processo de limpeza com mais atenção, principalmente em momentos como esse, de proliferação da Covid-19. “Se eventualmente existe um risco de uma doença, a empresa deve tomar providências para prevenir e o álcool-gel não é suficiente. O ambiente deve ter condições de higiene e segurança tanto para os colaboradores, com para os clientes”, acentua.

A rede é número um no seu segmento no mundo, sendo responsável por desenvolver e trazer para o Brasil um processo inovador e exclusivo de limpeza, o EnviroShield. O sistema trata-se de uma alta tecnologia em pulverização com desinfecção 99,9% segura e sustentável, que permite a limpeza, higienização e sanitização de diferentes ambientes, através de cargas eletrostáticas com ampla eficiência, matando bactérias e todos os tipos de vírus, inclusive do COD-19, criando uma camada protetora em todos os pontos em que o produto tem contato, com uma eficiência comprovada e prolongada por 30 dias. “A limpeza é muito mais que estética, é um assunto sério que tem por finalidade também controlar a disseminação de doenças”, conclui Ticoulat.

Sobre a Jan-Pro

A Jan-Pro figura em primeiro lugar entre todas as franquias de limpeza comercial do mundo, utilizando tecnologia de ponta e produtos testados, aprovados e com certificação Green Seal, que garante seu conceito e aplicação sustentável. A rede inaugurou suas atividades na cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, e hoje possui 12 mil franqueados espalhados pelo mundo. No Brasil desde 2011, a empresa já conta com 400 franquias nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Pará, Tocantins, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rondônia. Mais informações: www.jan-pro.com.br

 

 

Rota Cultural Raízes do Brejo 2020 é cancelada para evitar disseminação do Coronavírus

O Fórum de Turismo do Brejo Paraibano, através de sua Diretoria, conjuntamente aos Prefeitos Renata  Christinne (Belém), Maria Rodrigues (Alagoinha), Joyce Renally (Duas Estradas), Fabiano Pedro (Lagoa de Dentro), Adailma Fernandes (Serra da Raiz), Gilene Cândido (Borborema), João Idalino (Dona Inês), Denílson Freitas (Pirpirituba) e Mônica Cristina (Pilõezinhos), informam, através desta, o cancelamento da edição desse ano da Rota Cultural Raízes do Brejo, que tinha previsão de realização entre os meses de abril e junho

A decisão foi tomada após as orientações de todas as autoridades de saúde mundial, nacional e estadual, para que sejam adotadas medidas de prevenção à contaminação por Coronavírus, pandêmica sustentada da infecção humana pelo Covid-19, anunciada pela Organização Mundial de Saúde em 11 de março de 2020.

Ressaltamos que não há motivos para pânico, tendo em vista que não há registros de casos nas cidades que sediaram o evento. Contudo, com a expectativa da presença de grandes públicos formados por moradores locais e turistas, o risco da disseminação do Coronavírus seria evidente, com a aglomeração de pessoas, acontecimento que deve ser evitado nesse momento.

A decisão foi motivada com objetivo maior de proteger a população da região e pela orientação de especialistas que já sinalizaram que período de pico do Coronavírus no país poderá acontecer entre os meses de abril e maio, justamente na época prevista para realização do roteiro turístico.

Informamos que todos os municípios estão tomando medidas de prevenção efetivas, com orientações a população e capacitação de profissionais de saúde, e elaborando planos de ações emergências para lidar com o possível surgimento de casos suspeitos.

Agradecemos ao apoio dos parceiros como o Governo do Estado e Sebrae, bem como a confiança dos patrocinadores, veículos e profissionais de imprensa, empreendedores, artistas e demais colaboradores do evento. Ao mesmo tempo em que expomos nossa total convicção que essa foi a decisão mais prudente para o momento delicado que atravessamos, e enaltecemos nossa crença que no próximo ano o Raízes do Brejo voltará com mais força e ainda mais incentivo às nossas atividades artísticas e culturais.

Belém-PB, 17 de março de 2020.

Fórum de Turismo do Brejo Paraibano

portaldobrejo

 

Prefeito de Solânea, Kayser Rocha, decreta “Situação de Emergência” no município devido disseminação de Coronavírus no país

O decreto autoriza o prefeito alterar o horário de expediente dos servidores municipais, realizar a suspensão de aulas e vedar eventos públicos e privados.

O prefeito de Solânea, Kayser Rocha decretou hoje, 16, em divulgação no Diário Oficial Situação de Emergência no município devido à pandemia da doença infecciosa viral respiratória (COVID-19) causada pelo agente Coronavírus. Segundo o prefeito, um dos objetivos do decreto é a necessidade de estabelecer, no âmbito municipal, planos de ações efetivos contra disseminação do vírus, além da urgência em adotar medidas administrativas necessárias e cuidados preventivos de proteção para a coletividade.

“Precisamos agir com cautela, mas de forma efetiva para cuidar e conscientizar cada um da nossa comunidade nesse momento de enfrentamento da disseminação da doença”, explicou o prefeito. Entre as medidas estão a possibilidade de alteração de horário de expediente dos servidores municipais, suspensão de aulas, a prioridade em regime de urgência – em todos os órgãos e entidades da Prefeitura – para a resolução de assuntos relacionados à situação atual.  E a dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde necessários ao enfrentamento da emergência em saúde que vivemos atualmente.

Decreto segue posicionamentos dos Governos Estadual e Federal.

Em nota, a gestão municipal justificou a decisão devido a necessidade de acolher o entendimento Nacional do Ministério da Saúde quanto a decretação de Emergência em Saúde Pública e os posicionamentos do Governo do Estado e da Organização Mundial da Saúde (OMS) que na última quarta, 11, anunciou a pandemia da doença.

Assessoria de Comunicação