Arquivo da tag: diretor

Governador nomeia Petrus Rocha diretor do Hospital de Serraria; filho de Antônio Eduardo

O governador da Paraíba, João Azevêdo, nomeou Petrus Horebe Leite Rocha da Fonsêca, como novo diretor do hospital Distrital de Serraria. Petrus Rocha é filho de Antonio Eduardo, que faleceu na última segunda-feira.

Petrus Rocha é formado em Direito. O ato de nomeação do governo do Estado foi publicado no Diário Oficial do Estado, nessa quarta-feira (3).

  • Governador nomeia Petrus Rocha diretor do Hospital de Serraria; ele é filho de Antonio Eduardo

Balbino Silva/MIDIA PARAIBA

 

Morre em João Pessoa, Antônio Eduardo diretor do Hospital de Serraria

A cidade de Serraria está de luto , morreu no início da madrugada desta segunda-feira (1) em João Pessoa, o diretor do hospital de Distrital de Serraria, Antonio Eduardo  Rocha da Fonseca, aos 63 anos.  Antonio Eduardo sofreu um ataque cardíaco, foi socorrido para um dos hospitais da Capital paraibana, mas não resistiu. Ele deixa esposa e quatro filhos.

Antonio Eduardo, um homem íntegro, ser humano que sempre procurou ajudar o próximo, um político honesto com ideologia voltada para a justiça e igualdade social.

Antonio Eduardo participou ativamente da política de Serraria, foi candidato a vice-prefeito em 2008 na chapa com Valquíria Asfora, em 2012 concorreu à prefeitura de Serraria, onde foi derrotado por Brizola, em 2016, ele concorreu mais uma vez o poder executivo serrariense, mas não obteve êxito.

Antonio Eduardo Rocha da Fonseca morre, mas deixa um exemplo de honestidade, e de um ser humano digno de respeito e admiração.

 

Balbino Silva/MIDIA PARAIBA

 

 

Diretor confirma que 9 funcionários do Hospital Regional de Guarabira testaram positivo para Covid-19

Profissionais que trabalham na linha de frente no combate à Covid-19 têm sido uma das preocupações na pandemia que o planeta vive por esses meses de 2020. Muitos já perderam suas vidas e milhares foram infectados e afastados de suas atividades.

Embora não esteja atualmente atendendo casos de Covid-19, os profissionais do Hospital Regional de Guarabira ficam expostos, mesmo utilizando os equipamentos de proteção individual e tendo todos os cuidados de higiene.

De acordo com o diretor da unidade hospitalar em Guarabira, Liheldson Barbosa, são nove profissionais que trabalham no HR e que foram diagnosticados com a Covid-19 e afastados de suas funções, mantidos em isolamento domiciliar, cumprindo quarentena e sendo medicados.

Entre os infectados estão médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem até pessoal de apoio. As declarações do diretor foram dadas durante entrevista à Rádio Constelação FM.

O diretor revelou que os pacientes com sintomas gripais que procuram o HR estão sendo encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento – UPA – que foi classificada pela Secretaria de Estado da Saúde para atendimentos exclusivos para a Covid-19.

Os atendimentos pediátricos foram transferidos para o Hospital Regional. Uma estrutura foi montada para atender a esse demanda ampliada, determinada pela SES.

Barbosa ainda registrou que o Hospital Regional atendeu 50% a mais de pacientes classificados como ‘azul’, que deveriam ser atendidos nas unidades básicas de saúde. Ele atribuiu o aumento desse tipo de paciente à grande preocupação das pessoas em face da pandemia da Covid-19.

 

portal25horas

 

 

Diretor do Hospital Clementino Fraga é internado com suspeita de covid-19 em João Pessoa

O diretor do Hospital Clementino Fraga, o médico infectologista Fernando Chagas, foi internado com sintomas de covid-19 em João Pessoa. A informação foi divulgada no programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM.

As informações são de que o médico estava em casa quando começou a se sentir mal e foi orientado pela família, e também por colegas médicos, a procurar rapidamente assistência em um hospital.

O Hospital Clementino Fraga, localizado em João Pessoa, foi um dos primeiros a ser referenciado para o tratamento da covid-19 na Paraíba, juntos com os hospitais universitários de João Pessoa e de Campina Grande.

 

clickpb

 

 

Diretor confirma que 3 médicos do Hospital Regional de Guarabira testaram positivo para Covid-19

Diretor do Hospital Regional de Guarabira, Liheldson Barbosa, em entrevista concedida à Rádio Constelação FM, no matutino Jornal da Manhã, confirmou que três médicos que trabalham na unidade de saúde foram testados positivo e estão em isolamento doméstico.

De acordo Com Barbosa, a infecção que acometeu os profissionais de saúde é do tipo leve, mas como determina o protocolo eles precisaram ser afastados e confinados, sem contato com outras pessoas. Os nomes dos médicos não foram revelados.

Segundo o que a reportagem do Portal25horas conseguiu apurar, um dos infectados é diretor clínico do Hospital Regional. Ele teria feito o teste na Unidade Pronto Atendimento (UPA) e voltado para o trabalho, e somente depois é que teve conhecimento que testou positivo.

As pessoas que tiveram contato com o médico no dia em que foi feito o teste estão sendo orientadas a realizar o teste para dirimir as dúvidas.

 

portal25horas

 

 

Diretor e funcionária de escola pública são roubados no local de trabalho, em Cacimba de Dentro

O diretor e uma funcionária de uma escola pública no município de Cacimba de Dentro, na Paraíba, foram vítimas de um roubo na noite desta quinta-feira (21). O caso aconteceu por volta das 21h45, dentro da unidade de ensino, localizada na rua Olegário da Silva.

De acordo com o relato do diretor à Polícia Militar, o assaltante portando uma arma de fogo, invadiu a Escola Integral Senador Humberto Lucena e anunciou o roubo. Ele subtraiu do diretor a quantia de R$ 750,00 e uma carteira contendo documentos e cartões de créditos, além de um aparelho celular Moto G6 da funcionária pública.

Segundo informações, o indivíduo aparentemente menor de idade deixou o local a pé, tomando destino ignorado. Uma Guarnição da Polícia Militar realizou rondas no intuito de localizar o autor do delito porém, sem êxito.

Redação e Créditos | Blog do Pedro Júnior

 

 

Diretor de banco revela sistema com reconhecimento facial para prevenir ataques

O Diretor de Segurança do Banco Santander, Douglas Prehl, detalhou, nesta terça-feira (27), durante a primeira edição do fórum do Instituto Brasileiro de Segurança e Justiça (iBRAJUS), como funciona o sistema desenvolvido pela instituição bancária para prevenir ataques criminosos a agências bancárias.

“Antes a gente usava apenas a base histórica para fazer a repressão, a gente identificava e depois corria atrás. Agora eu faço o preditivo. Eu identifico quem é e já começo a usar o reconhecimento facial para fazer o contra-ataque. Quando tem uma pessoa na região que eu já sei, aciono as forças públicas e faço o monitoramento dedicado daquele ponto. Quando a pessoa chega para fazer o ataque, minha agência já está efetivamente protegida”, contou.

De acordo com Douglas, outras empresas têm procurado o Santander para compartilhar informações em relação ao sistema. “Nessa área não existe concorrência, o nosso concorrente é a criminalidade e o objetivo é encarcerar ao máximo”.

Yves Feitosa

 

 

Diretor e agente de presídio em Solânea são indiciados suspeitos de liberar preso para ir a Motel

Suspeitos de terem liberado um preso para ir a um motel, um agente penitenciário e o diretor da cadeia pública de Solânea foram indiciados na quinta-feira (20) pela polícia civil. Em entrevista ao Portal ClickPB, o delegado seccional de Solânea, Diógenes Fernandes, informou que após o episódio o detendo não retornou ao presídio.

De acordo com ele, o caso aconteceu no dia 17 de maio e o preso teria sido pego por uma mulher, natural de Soledade, em um veículo modelo Onix, próximo à unidade prisional. Alan Júnior, 28 anos foi embora com uma mala de roupas e ainda roubou uma pistola  040 da unidade.

O homem que é natural do estado do Paraná, responde pelo crime de estelionato em diversos estados do país. Já foram registrados mais de 10 casos de crimes cometidos por ele.

Segundo o delegado, o diretor responderá pelo crime de prevaricação e o agente por facilitação dolosa. Toda a equipe envolvida no caso foi afastada enquanto o processo administrativo se desenrola.”Entregamos o inquérito à Justiça na quinta-feira. Sabemos que ele fugiu junto com a sua namorada. Eles já tinham um caso desde a prisão do suspeito. Ela fugiu junto com os dois filhos dela”, explicou.

 

clickpb

 

 

Diretor da Cadeia de Solânea é exonerado após denúncia de regalia a preso

O diretor da Cadeia Pública de Solânea, Fernando Diogo Júnior, foi exonerado do cargo após denúncia de que um estelionatário preso em agosto do ano passado tinha fugiu levando uma pistola do Sistema Penitenciário. Segundo informações repassadas ao Portal Correio, o detento gozava de ‘regalias’ na unidade e teria dito que iria a um motel no dia da fuga.

A exoneração do diretor foi publicada na edição desta terça-feira (28), do Diário Oficial do Estado (DOE).

Em nota, Fernando negou a denúncia e afirmou que o detento apenas prestava serviços junto à unidade para fins de remição de pena.

O caso motivou a abertura de um inquérito pela Polícia Civil de um procedimento administrativo pela própria Secretaria de Administração Penitenciária para apurar possíveis participações de servidores do poder público na fuga.

Substituto é anunciado

O Diário Oficial também trouxe o ato governamental designando o diretor da Cadeia de Alagoinha, Jonny Ville da Silva Brilhante, para responder cumulativamente  pelo cargo.

 

portalcorreio

 

 

Diretor de hospital é acusado de agredir verbalmente médico em Serraria

Um fato lamentável aconteceu na quinta-feira (18) no hospital Estadual da cidade de Serraria. Segundo boletim de ocorrência registrado na delegacia de Solânea, o diretor do hospital é acusado de agredir verbalmente um médico da unidade que estava de plantão.

Dr. Humberto de 70 anos de idade, relatou à Policia Civil que o diretor Antônio Eduardo desferiu contra o mesmo, várias palavras de baixo calão. No boletim ainda há o relato de que o diretor chegou a tomar o celular da mão do médico por estar gravando as possíveis agressões.

Testemunhas relataram que algumas pessoas presentes tiveram que acalmar o diretor
com medo de uma agressão física.

Segundo o médico, as agressões ocorreram porque o diretor queria que o mesmo realizasse um procedimento médico, mesmo com o hospital interditado pela vigilância sanitária.

O FN não conseguiu contato com o diretor para que ele explicasse sua versão.

 

Redação FN