Arquivo da tag: dezembro

Rota Cultural Raízes do Brejo 2019 ocorre de 20 setembro a 01 de dezembro

Reunidos em Serra da Raiz na tarde da quinta-feira, 21 de março, os Prefeitos e Prefeitas dos nove Municípios que compõem a Rota Cultural Raízes do Brejo, definiram as datas para a edição do evento deste ano, que vai de 20 de setembro a 01 de dezembro.

Como vem acontecendo nas edições anteriores, o Raízes do Brejo começa pelo Município de Belém e termina em Pilõezinhos. Para os Gestores e Gestoras dos Municípios envolvidos o evento já está consolidado e permite que a população de cada Município se aproprie de sua história e cultura, e permite que visitantes e turistas conheçam as particularidades de cada município.

O Raízes do Brejo é organizado e idealizado pelo Fórum de Turismo do Brejo Paraibano e realizado pelos Municípios.

Programação

Belém – De 20 a 22 de setembro.

Alagoinha – 27 a 29 de setembro

Duas Estradas – De 11 a 13 de outubro

Lagoa de Dentro – De 18 a 20 de outubro

Serra da Raiz – 25 a 27 de outubro

Borborema -08 a 10 de novembro

Dona Inês – 15 a 17 de novembro

Pirpirituba – 22 a 24 de novembro

Pilõezinhos – 29 a 01 de dezembro

Assessoria

 

 

Mais de 27 mil beneficiários nascidos no mês de dezembro recebem o PIS nesta quinta-feira

No estado da Paraíba 27.174 beneficiários do abono salarial do PIS (Programa de Integração Social), nascidos em dezembro, tem direito a receber o montante de R$ 20.659.483,00. O pagamento será feito pela Caixa, a partir desta quinta-feira (13). Os valores variam de R$ 80 a R$ 954 e são relacionados ao tempo de trabalho durante o ano base.

Os trabalhadores que não sacaram o Abono Salarial PIS/Pasep calendário 2017/2018, ano-base 2016, que terminou em 29 de junho, têm nova oportunidade para sacar o benefício. Para esses trabalhadores, o valor está disponível para saque até 28 de dezembro de 2018.

Trabalhadores com conta na Caixa, titulares de conta individual com cadastro atualizado e movimentação na conta, recebem o crédito automático nesta terça-feira (11).

 

Os pagamentos do Abono Salarial do PIS são realizados conforme o mês de nascimento do trabalhador e tiveram início em julho, com os nascidos naquele mês. Os recursos de todos beneficiários ficam disponíveis para retirada até 28 de junho de 2019. Para os nascidos em dezembro, estão disponíveis mais de R$ 1.3 bilhão para 1.8 milhão de trabalhadores. O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo CAIXA Trabalhador, no site da CAIXA (www.caixa.gov.br/PIS) ou pelo Atendimento CAIXA ao Cidadão: 0800 726 0207.

Em todo o calendário 2018/2019, foi disponibilizado R$ 16,3 bilhões para 22,3 milhões de beneficiários. Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), ano-base 2017.

Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento CAIXA Aqui ou aos terminais de autoatendimento da CAIXA. Caso não tenha o Cartão do Cidadão e não tenha recebido automaticamente em conta CAIXA, o valor pode ser retirado em qualquer agência da CAIXA, apresentando o documento de identificação.

clickpb

 

Servidores de Serra Redonda ainda não receberam o salário de dezembro

Os servidores de todas as secretarias do município de Serra Redonda estão até agora sem receber o salário do mês de dezembro, que deveria ter sido pago desde o último dia 30.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab) em Serra Redonda, Abelardo Agra de Souza, a previsão para regularizar o pagamento informada pelo gabinete do prefeito Danilo José Andrade de Oliveira é ainda o próximo dia 10.

Segundo Abelardo, o atraso está deixando os efetivos desesperados, sem terem como pagar as contas e as despesas básicas.

“A gestão alega que não há recursos, mas nós acompanhamos e sabemos que o problema não é este, mas sim irresponsabilidade da administração”, reforçou.

Assim como está acontecendo em Campina Grande, o Sintab irá apurar criteriosamente a situação e tomará todas as medidas necessárias, inclusive as judiciais.

Ascom

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Prefeituras paraibanas recebem R$ 75 milhões na segunda parcela do FPM de dezembro

O segundo repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para o mês de dezembro será de R$ 48.142.868,47. O valor, já com o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), será pago nesta quarta-feira (20). O montante com a soma do Fundo é de R$ 75.223.231,99.

Segundo a área de Estudos Técnicos da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o 2º decêndio de dezembro de 2017, comparado com mesmo período de 2016, teve uma queda de 18,90%.

O montante de FPM repassado aos municípios brasileiros ao longo de 2017 até o momento totaliza R$ 92,138 bilhões. Isso, representa um aumento de 7,81% em relação ao montante transferido aos Municípios, no mesmo período do ano anterior, sem considerar os efeitos da inflação. Vale ressaltar que esse montante leva em consideração o repasse aos Municípios de 1% de julho e de dezembro nos montantes de, respectivamente, R$ 3,999 bilhões e R$ 3,876 bilhões.

Considerando os efeitos da inflação, o Fundo acumulado apresenta crescimento de 4,25% em 2017, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Confira os valores destinados de acordo com o coeficiente de cada município:

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Sintab irá aderir à Greve Geral de 05 de dezembro

O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab) irá aderir à Greve Geral do próximo dia 05 de dezembro. A paralisação acontecerá em todo Brasil, como protesto contra a provável aprovação da Reforma da Previdência no dia seguinte, 06 de dezembro. Em Campina Grande, a concentração será na Praça da Bandeira, a partir das 7h.

Para o coordenador de comunicação do Sintab, Napoleão Maracajá, da forma como está sendo proposta, a Reforma é criminosa. “O problema da Previdência são as concessões que o Governo faz ao capital e essa conta não pode ser atribuída aos trabalhadores. Todos os parlamentares que votarem contra o povo, ou seja, a favor da Reforma da Previdência, terão seus nomes lembrados pelo Sintab até o dia das eleições”, disse.

Ainda segundo ele, o sindicato irá aderir à Greve Geral em todas as 15 cidades de sua base. “A gente entende que esta Reforma vai prejudicar muito o provo brasileiro, principalmente os mais pobres, por isso o sindicato não pode ficar alheio a esta luta que não é só dos sindicatos nem dos partidos, é do povo”, completou.

O Sintab encaminhará ofício às prefeituras e secretarias municipais comunicando da adesão da entidade ao movimento, para que todos os servidores tenham direito de participar​.​

Assessoria 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Aneel mantém bandeira vermelha em dezembro, mas adota patamar menor

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou nesta segunda-feira (27) que a bandeira tarifária para o mês de dezembro será vermelha, mas no patamar 1, com custo um pouco menor, de R$ 3 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

Desde outubro, vigorava o patamar 2 na cobrança nas contas de luz, tarifa mais cara prevista na distribuição das bandeiras e que implica a cobrança de taxa extra nas contas de luz de R$ 5 a cada 100 kWh consumidos, após reajuste anunciado em novembro. Em setembro, vigorou na cobrança das contas de luz a bandeira amarela, que aplicou uma taxa extra de R$ 2 para cada 100 kWh.

De acordo com a agência, houve uma ligeira melhora na situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas. A Aneel disse ainda que, embora não haja risco de desabastecimento, é preciso reforçar as medidas para evitar o desperdício de energia.

Na semana passada, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) apontou uma “pequena melhoria” nas condições de atendimento ao Sistema Interligado Nacional, em razão das chuvas registradas no mês de novembro.

De acordo com o comitê, o cenário é de acompanhamento da evolução “considerando as chuvas previstas nos próximos dias em grande parte do país.” Para o período de 15 a 30 dias, a previsão é de chuvas relativamente próximas à média histórica no Sudeste, Centro-Oeste e no centro-norte da região Sul.

Bandeiras tarifárias

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.

A bandeira vermelha é acionada quando é preciso ligar usinas termelétricas mais caras, por causa da falta de chuvas. Segundo a Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

 Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vinte cidades da PB vão deixar de ser abastecidas pela Operação Carro-Pipa em dezembro

Vinte cidades da Paraíba vão deixar de ser abastecidas pela Operação Carro-Pipa do Governo Federal a partir de novembro. De acordo com a Secretaria Nacional de Defesa Civil, estas cidades não fazem parte da região semiárida paraibana, mas estavam incluídas no programa de forma equivocada.

Uma dessas cidades é Matinhas, que fica no Agreste da Paraíba, e tem cerca de três mil habitantes e e recebe água de carro-pipa da prefeitura, que abastece uma cisterna comunitária e duas caixas d’água públicas. É nestes locais que a população pega água para beber e cozinhar. A maioria das famílias mora na zona rural e também está com dificuldade para produzir.

A cidade é abastecida pela Operação Carro-Pipa desde 2008, de acordo com a Defesa Civil Municipal. O coordenador do órgão, Eugênio Alves, acredita que a situação foi criada porque a cidade é considerada como Brejo pelo IBGE há mais de 30 anos. “Nessa época, realmente, a gente tinha muita água no município. Tinha córregos, as cacimbas eram todas cheias, mas hoje em dia a gente não tem”, conta.

Quem tem cacimba em casa e adquire água de carro-pipa divide com os vizinhos. A agricultora Maria Aparecida, a água de carro-pipa acabou e ela teve que pegar em um barreiro do sogro. “Eu ponho produto pra ela ficar mais limpa porque ela é muito barrenta”, conta, explicando que a família não bebe dessa água, mas da que restou do carro-pipa.

Segundo a prefeitura de Matinhas, Maria de Fátima Silva, foi montado um grupo de trabalho com o governo do Estado para encontrar uma solução para o problema. Um documento foi elaborado e entregue à Sudene, que encaminhou para o Ministério da Integração e agora a prefeitura aguarda.

 G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Juro do cartão de crédito atinge 484,6% em dezembro, maior índice desde 2011

cartãoDados divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Banco Central (BC) sinalizam que os juros cobrados pelos bancos no rotativo do cartão de crédito tiveram alta de 2,4 pontos percentuais em dezembro e fez com  o índice chegasse  a 484,6% ao ano. Com o resultado, os juros do cartão de crédito atingiu o patamar mais alto desde a série histórica iniciada em março de 2011 pelo BC.

Em novembro do ano passado o Banco Central apontou que os juros do rotativo do cartão de crédito foi de 482,2% ao ano. Ao longo de 2016 esse índice teve alta expressiva de 53,2 pontos percentuais.

No caso do cheque especial, os juros médios cobrados pelos bancos nas operações com pessoas físicas caíram em dezembro, passando de 330,6% ao ano em novembro, para 328,6% ao ano.  Já os juros cobrados pelas operações de crédito pessoal tiveram uma tímida queda ao passar de 29,4% para 29,3% ao ano, na comparação entre os meses de novembro e dezembro.

Consumidor

Na opinião do presidente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Roque Pellizzaro, a queda ainda não foi significativa, em especial ao consumidor. “A retração dos juros ao consumidor deve ganhar força apenas quando a inadimplência de fato mostrar recuos mais intensos por conta da melhora da capacidade de pagamento dos consumidores”, disse em nota.

Dados divulgados pelo Banco Central mostram que a queda na taxa de juros básica – a Selic que atualmente é de 13% ao ano – já tem um efeito nas taxas de juros ao consumidor final. No segmento de pessoas físicas, por exemplo, o recuo médio dos juros entre novembro e dezembro foi de 42,7% ao ano para 41,5% em dezembro, ainda que se mantenha acima dos 37,9% de 2015.

“Os dados de crédito de 2016 mostraram que segue o impacto da crise econômica, que elevou o risco de inadimplência e levou à forte retração de crédito”, analisa Pellizzaro. Em 2016 o total de concessões de crédito bancário recuou 8,2%. “Apesar do recuo na concessão de crédito desde o início da recessão, os indicadores de inadimplência bancária não mostraram melhora correspondente”. A inadimplência total passou de 3,4% do total de operações para 3,7% entre o final de 2015 e de 2016, informou o SPC Brasil.

iG

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Renovação de contratos do Fies vai até 30 de dezembro

fiesA renovação dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre pode ser feita até 30 de dezembro. O prazo foi prorrogado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e será publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (13).

Até agora, cerca de 1,2 milhão de estudantes realizaram o aditamento. A previsão é de que, ao final desse prazo, aproximadamente 1,5 milhão de contratos estejam devidamente renovados, envolvendo um investimento do governo federal da ordem de R$ 8,6 bilhões.

O determinação também autoriza os agentes financeiros do Fies a receber até 29 de dezembro os Documentos de Regularidade de Matrícula (DRMs) emitidos a partir do dia 25 de novembro e que estejam com o prazo de comparecimento ao banco expirado.

O FNDE decidiu estender o prazo de aditamento e prorrogar a validade dos DRMs para que nenhum estudante seja prejudicado. “Queremos tranquilizar os estudantes e dizer que todos terão a oportunidade de renovar seus financiamentos”, garante o presidente do FNDE, Gastão Vieira. “Até dia 30 de dezembro certamente todos os contratos serão validados”.

O período inicial para a renovação de contratos do Fies terminaria no dia 31 de outubro, mas o FNDE resolveu prorrogar para 15 de dezembro para que todos os estudantes pudessem fazer o aditamento. Agora, esse prazo foi novamente estendido.

Os contratos do Fies precisam ser renovados todo semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pelas faculdades e, em seguida, os estudantes devem validar as informações inseridas pelas instituições no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

No caso de aditamento não simplificado, quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador, por exemplo, o estudante precisa ainda levar a documentação comprovatória ao agente financeiro para finalizar a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

Para o ano de 2017, o governo federal já enviou ao Congresso Nacional o Projeto de Lei Orçamentária contemplando recursos da ordem de R$ 21 bilhões para o Fies, o que garantirá a continuidade dos financiamentos e a manutenção dos contratos com os agentes financeiros do fundo.

Portal Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Guarabira paga 13º e dezembro antes do natal

dinheiroO prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, anunciou no seu programa semanal de rádio que irá realizar o pagamento do 13° e o mês de dezembro antes do Natal. Os servidores do município terão os créditos em suas contas nos dias 22 e 23 de dezembro.

“ Serão injetados mais de 7 milhões e 300 mil reais na economia entre às comemorações natalinas e o ano novo. Com o cenário econômico adverso, estamos presenciando instâncias da República com dificuldade até em quitar a folha de pagamento dos servidores públicos. Não é fácil, mas a Prefeitura de Guarabira não tem medido esforços para honrar os compromissos que tem”, disse Zenóbio.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br