Arquivo da tag: destaques

Saiba quais são os 14 destaques que podem alterar a reforma da Previdência

A Câmara dos Deputados analisa na tarde desta quinta-feira (11) 14 propostas de alteração no texto-base (destaques) da reforma da Previdência, que foi aprovado na quarta-feira (10), por 379 votos a favor e 131 contra.

Havia uma sessão prevista para isso às 9h, mas devido ao envolvimento de parlamentares em reuniões de articulação durante toda manhã, a previsão é a de o plenário só volte a reunir durante esta tarde.

A análise dos destaques apresentados pelos partidos para alterar pontos específicos da proposta é necessária para concluir o primeiro turno de votação, antes de ser feita uma segunda análise do texto no plenário. Só após o segundo turno a matéria pode ser encaminhada para análise do Senado.

Benefício da Prestação Continuada

Destaque apresentado pelo Cidadania quer retirar do texto a previsão de que têm direito ao benefício de prestação continuada idosos e pessoas com deficiência em famílias com renda familiar per capita inferior a 1/4 do salário mínimo. Esse requisito já existe em lei e o relator buscou constitucionalizar o tema para evitar a judicialização.

Destaque da bancada feminina

O destaque faz ajustes no texto que foram demanda da bancada feminina:

  • Fórmula de cálculo do benefício: a bancada feminina considerou que a fórmula de cálculo do benefício das trabalhadores não foi ajustada ao tempo de contribuição acertado para mulheres, de 15 anos. O DEM fez o ajuste nesse ponto, para que mulheres possam ter direito a 60% do valor do benefício aos 15 anos de contribuição e não 20 anos. A cada ano a mais na ativa, será possível receber mais 2%.
  • Pensão por morte: a bancada feminina quer mudanças nas regras de pensão por morte. O partido apresentou nova redação para o trecho, prevendo que a pensão por morte será de um salário mínimo se for a única fonte de renda obtida pelo dependente, e não pelo “conjunto de dependentes”, como previa o texto inicial.
  • Maternidade: o destaque retoma a redação atual da Constituição, como queria a bancada feminina. As deputadas não aceitavam a mudança feita pelo relator no artigo 201, inciso II, da Constituição. O texto atual da Carta Magna prevê que a Previdência Social garante “proteção à maternidade, especialmente à gestante”. O parecer do relator cita somente a garantia do “salário-maternidade”. Ainda não está claro qual seria o efeito prático da mudança.

Aposentadoria de policiais

O Podemos apresentou uma emenda, tendo como suporte um destaque do PSL, para diminuir a idade mínima de aposentadoria de policiais federais, rodoviários federais, ferroviários federais, policiais civis do DF, policiais legislativos, agentes socioeducativos e agentes penitenciários federais.

A idade passa a ser de 53 anos para homem e 52 para mulher, desde que cumprido período adicional de contribuição correspondente ao tempo que, na data em que entrar em vigor a emenda, faltaria para atingir os tempos de contribuição da lei complementar de 85 (pedágio de 100%). Nesta lei os tempos de contribuição são:

  • 30 anos de contribuição, com pelo menos 20 anos no exercício do cargo de natureza policial, para homens;
  • 25 anos de contribuição, com pelo menos 15 anos no exercício do cargo de natureza policial, para mulheres.

texto-base prevê 55 anos a idade mínima para ambos os sexos, além de pelo menos 30 anos de contribuição, e 25 na função, também para ambos.

Mudança em regras de transição

O Solidariedade quer alterar as regras de transição para as aposentadorias de trabalhadores da iniciativa privada, pelo INSS, estabelecendo para o grupo um único pedágio (tempo a mais de contribuição), de 30%. Esse pedágio valeria no caso de aposentadoria por idade, que seria de 60 anos (mulheres) e 65 anos (homens), com 15 anos de contribuição. E também na aposentadoria por tempo de contribuição, de 35 anos para homens e 30 para mulher.

O texto-base prevê a exigência de pedágio em duas das regras de transição: um para quem está perto de cumprir o tempo de contribuição e quer se aposentar antes da idade mínima (pedágio de 50%) e outro para quem quer se aposentar pela idade mínima mas tem menos tempo de contribuição (pedágio de 100%).

Pensão por morte

Proposta apresentada pelo PCdoB quer mudanças nas regras de pensão por morte, suprimindo do texto do relator o dispositivo que prevê que a pensão por morte terá o valor de um salário mínimo só quando o benefício for a única fonte de renda do conjunto de dependentes. O texto-base aprovado pela Câmara diz que a pensão pode ser inferior a um salário mínimo quando o conjunto de dependentes tem outras rendas – o valor estaria vinculado ao tempo de contribuição.

Abono salarial

Sugestão proposta pelo PSOL quer restabelecer as regras do abono salarial, retirando, portanto, mudança prevista pelo texto do relator.Segundo o texto-base aprovado na Câmara, o pagamento do abono salarial fica restrito aos trabalhadores com renda até R$ 1.364,43. Hoje, é pago para quem recebe até 2 salários mínimos.

Cálculo do benefício

Destaque apresentado pelo PT quer retirar do texto as regras de cálculo dos benefícios dos regimes de Previdência dos servidores públicos e dos trabalhadores da iniciativa privada. A regra, válida até que uma lei estabeleça as regras definitivas, prevê que o cálculo seja feito pela média aritmética simples dos salários de contribuição e das remunerações adotados como base para contribuições aos dois regimes, correspondentes a 100% do período contributivo.

Cota familiar da pensão por morte

Destaque apresentado pelo PT quer retirar do texto as regras de pensão por morte concedidas a dependentes de servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada. Pelo texto, o benefício será equivalente a uma cota familiar de 50% do valor da aposentadoria recebida pelo segurado. A este valor, seriam somadas cotas de 10 pontos percentuais por dependente, até 100% no máximo.

Caso haja dependente inválido ou com deficiência intelectual, mental ou grave, o valor da pensão será equivalente a 100% da aposentadoria recebida pelo segurado, se ela não superar o teto do regime geral de Previdência.

Mudança em regra de cálculo

Destaque apresentado pelo PT quer retirar do texto a regra de cálculo do valor do benefício de 60% da média aritmética com acréscimo de 2% do tempo de contribuição que exceder o período de 20 anos de contribuição, para aposentados pelos regime geral e próprio de Previdência.

Redução de idade para professores

Destaque apresentado pelo PDT quer alterar a regra prevista para professores. Pelo texto-base, o professor ou a professora que comprovar tempo de “efetivo exercício das funções de magistério na educação infantil e no ensino fundamental e médio” terão redução nos requisitos de idade (em dois anos) e no de contribuição (em cinco anos). O destaque do PDT busca suprimir a expressão “em dois anos”, o que na prática deixa aberto o quanto se pode reduzir o requisito de idade.

Pedágio para cumprir tempo mínimo

Destaque apresentado pelo PDT quer retirar, da regra de transição, a exigência de pedágio para cumprir o tempo mínimo de contribuição para a aposentadoria.

Redução de pedágio de 100% para 50%

A emenda aglutinativa apresentada pelo PDT prevê a redução do pedágio de 100% para 50% para servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada.

Contribuição maior em 2020

Destaque apresentado pelo PSB retira a regra, prevista no texto do relator, de aumento do tempo de contribuição a partir de 2020, de seis meses a cada ano, até atingir 20 anos, para homens no Regime Geral de Previdência Social.

Contribuição abaixo do piso mínimo

Destaque apresentado pelo PSB quer retirar, do texto, dispositivo que desconsidera, para contagem do tempo de contribuição para a Previdência, contribuições que estejam abaixo do piso mínimo de cada categoria. Para o partido, desconsiderar essas contribuições faz com que o trabalhador possa ter perda de tempo de contribuição passível de ser contado para a concessão da aposentadoria.

Destaque dos professores rejeitado

Ainda na noite de quarta, após a votação do texto-base, um destaque já havia sido votado e rejeitado por 265 votos a 164. Eram necessários ao menos 308 votos para aprovação.

A proposta pretendia mudar as regras previstas para professores na reforma. Apresentado pelo PL, propunha para professores da rede pública de ensino a aposentadoria com 55 anos de idade e 30 de contribuição para homens, e com 50 anos de idade e 25 anos de contribuição para mulheres.

No total, os parlamentares apresentaram 94 destaques ao texto, mas parte deste universo de propostas foi rejeitada, numa votação em globo. É comum na Câmara que sejam rejeitados os destaques simples, aqueles apresentados por apenas um parlamentar.

G1

 

 

Política nacional e requerimentos são destaques durante sessão na Câmara de Solânea

A última sessão da Câmara Municipal de Solânea teve debate acalorado sobre a política nacional. Os vereadores Josenildo Costa, Márcio Prudêncio e Flávio Evaristo travaram um amplo debate sobre o atual governo federal e as demandas nacionais que continuam afligindo até mesmo os solanenses.

Questões como o Programa Mais Médicos foi debatido nos âmbitos da atuação do governo do PT e da decisão do atual presidente em cortar o programa no país. Os vereadores Jucian e Júnior Melo, foram outros parlamentares que também entraram no debate. (você pode ver como foi a sessão do facebook da Câmara)

Requerimentos

O vereador Flávio Evaristo apresentou um requerimento solicitando a aquisição de veículos permanentes para auxílio das equipes do Caps e Nasf. Segundo o parlamentar, a proposta atende ao pedido feito pelas equipes de trabalho desses setores para que possam prestar um serviço mais ágil e eficiente aos solanenses. “Nosso requerimento vem atender os pedidos desses prestadores de serviço durante nossas visitas a essas unidades, acredito que é um pedido justo e que em breve seremos atendidos”, destacou Flávio.

Márcio Prudêncio celebrou durante a sessão ordinária a aprovação de seu requerimento que propõe a construção de casas populares no terreno que seria destinado ao presídio estadual. “Não é por uma casa, é por dignidade. Moradia é uma área que merece toda atenção por parte dos gestores e Kayser Rocha tem nosso apoio na busca por recursos que permitam a construção de um complexo habitacional digno para os solanenses”, destacou Márcio na tribuna.

Quem também teve seu requerimento aprovado, foi o vereador José Porfírio (Minininho). O parlamentar havia solicitado, junto a secretaria de serviços públicos, transporte e estradas, a implantação de redutores de velocidade na rua Santo Antônio, no conjunto Pe. Cícero.

Vale destacar também que foi aprovado o Projeto de Decreto Legislativo do vereador Flávio Evaristo, que concede o título de cidadão solanense ao Senhor Sandoval Pereira, mais conhecido na cidade por Sandoval Publicidade.

 

Ascom-CMS

 

 

Salto radical, “Maracanã cego” e Clodoaldo são destaques da abertura

imagem: REUTERS/Sergio Moraes
imagem: REUTERS/Sergio Moraes

Os Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro tiveram abertura oficial em cerimônia nesta quarta-feira (7), com direito a salto radical em megarrampa, mudança de roteiro na última hora, exaltação de símbolos tipicamente cariocas e até um momento de “Maracanã cego” – um dos pontos altos da festa, quando as luzes do estádio foram apagadas para estimular outros sentidos do público.

Clodoaldo Silva, nadador dono de seis medalhas de ouro paraolímpicas, todas conquistadas em Atenas-04, foi o responsável por acender a pira paraolímpica.

Também chamaram a atenção o quebra-cabeça montado com as peças trazidas por cada delegação, com a imagem de um coração pulsante ladeado por flores, e a entrada da bandeira paraolímpica no estádio, carregada por crianças com deficiência motora, acompanhadas de seus país. Os presentes, de pé, aplaudiram a cena.

Após contagem regressiva no Maracanã, a Paraolimpíada foi oficialmente inaugurada com o salto do cadeirante Aaron Wheelz na “megarrampa” – aquela mesma dos skatistas. O homem passou por dentro de um número zero, deu um mortal e caiu em um colchão. E levantou o público.

Antes da cerimônia, Leo Caetano, diretor de cerimônias do Comitê Rio 2016, explicou a intenção da cena: “Haverá o salto de uma megarrampa, e será feito por um cadeirante. O objetivo é que o público veja que se tratam de coisas espetaculares, mas não porque são feitas por pessoas com deficiências. São coisas incríveis porque são coisas incríveis, ponto”.

O primeiro paratleta brasileiro a aparecer na festa de abertura foi Daniel Dias, nadador dono de 11 medalhas de ouro paraolímpicas, mostrado em projeção atravessando o palco a nado. As projeções também foram marca das cerimônias de abertura e encerramento da Olimpíada.

Clodoaldo acende a tocha com lição de inclusão

O nadador brasileiro Clodoaldo Silva, que além de seis ouros soma também cinco pratas e dois bronzes paraolímpicos, acendeu a pira.

A tocha entrou no Maracanã com o corredor Antônio Delfino, dono de dois ouros e uma prata. Depois, passou para as mãos da ex-paratleta Márcia Malsar, que sofreu uma queda e se levantou sozinha, sob aplausos. Ela é a primeira mulher a ganhar medalha paraolimpica para o Brasil A também ex-paratleta Ádria Santos foi quem pegou o fogo na sequência e o entregou a Clodoaldo.

Clodoaldo Silva promoveu lição de inclusão. O paratleta viu seu caminho ser dificultado por uma escada, que logo se transformou em uma rampa para que pudesse chegar à pira. A ideia da organização foi deixar claro que não é preciso ter escadas e rampas, mas apenas rampas, já que todos conseguem se locomover por elas.

“Fora, Temer”, filas longas e… Gisele?

Mesmo antes de a cerimônia começar no Maracanã, três episódios chamaram a atenção: dentro do estádio, o público, em coro, protestou contra o presidente da República, Michel Temer, com gritos e vaias. O “fora, Temer” ouvido nas arquibancadas durou cerca de 10 segundos.

Temer, aliás, foi alvo de protestos em mais duas oportunidades, ambas com a festa em andamento: no momento do hino brasileiro, tocado no piano pelo maestro João Carlos Martins, e quando decretou a abertura das Paraolimpíadas, em breve fala.

O mascote Vinícius promoveu momento de descontração para alegrar os presentes. Ele reproduziu uma das partes mais elogiadas da abertura das Olimpíadas do Rio, quando a modelo Gisele Bündchen atravessou o Maracanã em desfile de mais de 100 metros – e o fez vestindo um vestido igual ao da estrela.

O ponto negativo da “pré-festa” foi visto do lado de fora: longas filas irritaram quem compareceu ao evento. A do portão D, caso mais crítico, chegou a 1,8 km de distância.

Um show bem carioca e o hino nacional

Logo no início, a cerimônia teve roda de samba com Xande de Pilares, homenagem ao músico Cartola, representação de uma manhã na praia – com direito a barracas, surfistas, areia, água, vendedores de mate… – e referência aos aplausos ao pôr do sol no Arpoador.

Os signos bem cariocas foram seguidos pelo hino nacional, tocado no piano pelo maestro João Carlos Martins. Este era um dos momentos mais esperados do evento, e se consolidou como um dos mais emocionantes. Ao fim, o público, de pé, o aplaudiu.

Mudança de roteiro na última hora

As delegações entraram em cena antes do previsto por pedido dos paratletas, que queriam assistir ao máximo possível da cerimônia. A solução encontrada foi realizar a apresentação das estrelas logo depois do hino brasileiro (parte do show que durou cerca de 1h50) para logo depois darem sequência ao espetáculo.

A porta-bandeira do Brasil foi Shirlene Coelho, atual campeã paraolímpica no lançamento de dardo – e medalhista de prata em Pequim-2008. Ela foi escolhida por voto dos paratletas – os que têm competição agendada para a manhã de quinta-feira, como Daniel Dias, estavam fora da disputa.

Os brasileiros, é claro, foram os mais festejados, aplaudidos de pé por todo o estádio – até Temer, ao lado da mulher, levantou-se. Foi a única vez que a música deixou de ser uma batida genérica: os paratletas do país-sede entraram no Maracanã acompanhados pela música “O Homem Falou”, de Gonzaguinha. A modelo e apresentadora Fernanda Lima entrou no estádio junto às estrelas nacionais.

Espanha e Estados Unidos se mostraram as delegações mais animadas na entrada. Vale destaque também para Tonga: lembra do “besuntado” da Olimpíada? Então, os porta-bandeiras dos paratletas na Paraolimpíada também se apresentaram com os corpos brilhando.

Uma das maiores expectativas da cerimônia de abertura era a montagem do quebra-cabeça das delegações – cada uma entrou com uma peça no Maracanã. No fim, com a última peça sendo a brasileira, a imagem montada, com ajuda de uma projeção para dar movimento, foi a de um coração pulsante, ladeado por flores.

Maracanã no escuro

Logo depois dos discursos de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), e Philip Craven, presidente do Comitê Paralímpico Internacional (CPI), e do presidente da República, Michel Temer, decretar abertura oficial dos Jogos, o espetáculo continuou. E “cegando” o Maracanã.

As luzes foram apagadas para estimular os outros sentidos do público. Bailarinos carregaram bastões iluminados, que representam guias usadas por pessoas com deficiência visual.

“Este é um ponto central da cerimônia desde o início do processo criativo. Queremos derrubar essa coisa da necessidade da visão, do ‘ver para crer’. O público vai ser instigado a usar todos os sentidos”, explicou Fred Gelli, um dos diretores criativos da cerimônia.

Entrada da bandeira paraolímpica emociona público

O público se emocionou com a entrada da bandeira paraolímpica no estádio do Maracanã, carregada por crianças com deficiência motora acompanhadas de seus pais.

Cada dupla formada por uma criança e um adulto vestia uma espécie de macacão que os unia. O movimento era dado pelas pernas dos pais, e a felicidade de todos os protagonistas foi contagiante.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Atletas de Bananeiras são destaques na 11ª edição do Desafio Internacional de MTB

bike-Dois atletas de Bananeiras foram destaques, nesse final de semana, na 11ª edição do Desafio Internacional de Mountain Bike, realizada em Cachoeira do Girassol,em Brasília. O evento contou com a presença de vários atletas brasileiros e de outras nacionalidades e, em meio a tantos nomes, Erick Silva e Joaci Oliveira (Novinho) se sobressaíram e trouxeram para a cidade duas medalhas, as de 3º e 4º colocado.

O Atleta Erick Silva ficou em 3° lugar na categoria Sub- 23 competindo com atletas de vários estados do Brasil. Já seu companheiro de equipe, Novinho, conquistou 4° lugar na Categoria Master A.

Reinaldo Oliveira (Rey da Bike), organizador da prova de MTB em Bananeiras, agradeceu a prefeitura de Bananeiras, na pessoa do Prefeito Douglas Lucena, que comprou as passagens para os atletas competirem em Brasília. Ele também agradeceu a Veto que deu todo o apoio aos atletas em Brasília. Reynaldo Oliveira lembrou que está que esta fechando patrocínios para os atletas se deslocarem para todas as provas de MTB em território nacional.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Você empresário da nossa região que se interessar em patrocinar nossos atletas nessa longa caminhada entre em contato conosco pelo fone (83) 9402-3088. Vamos ajudar nossos atletas que estão representando o município de Bananeiras e o estado da Paraíba no MTB”, falou Reinaldo.

O desafio 70 km de Brasília, esse ano premiou o 1° lugar na Elite, com um carro zero quilômetro e mais de R$ 80 mil.

Focando a Noticia

Missionário da Canção Nova é um dos destaques na programação do Crescer 2014

missionarioA programação do 17º Crescer – O Encontro da Família Católica, promovido pela Comunidade São Pio X, de 2 a 4 de março, no Clube Campestre, em Campina Grande, traz como um dos destaques o missionário da Canção Nova (SP), Ricardo Sá. Ele evangeliza exercendo as funções de pregador, cantor, compositor, escritor e apresentador de programas de rádio e televisão.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Natural de Fortaleza – Ceará, Ricardo Sá é casado com Eliana Sá, pai de Eduardo Netto e membro da Comunidade Canção Nova desde 1984. “Foi o testemunho de vida dele com a bela família que construiu que nos motivou a convidá-lo para o Crescer. Ele já veio à Campina Grande, mas é a primeira vez que estará em um evento aberto ao público. É sinal da proximidade que existe entre a Comunidade de São Pio X e a Canção Nova”, frisou Gustavo Lucena, coordenador-geral do evento.

Segundo o Departamento de Audiovisuais da Canção Nova, Ricardo Sá é considerado um dos músicos e radialistas precursores da divulgação e propagação da música católica no Brasil. Gravou seu primeiro trabalho, intitulado “Quem Dera”, em 1985 com Monsenhor Jonas Abib, fundador da Comunidade.

Atualmente, o missionário apresenta na TV Canção Nova o programa “Trocando Ideias”, toda terça-feira às 20h30, e no Portal Canção Nova (www.cancaonova.com) escreve diariamente artigos de reflexão. Na Rede Canção Nova de Rádio, de segunda a sexta-feira, lidera o programa “Pra Ver a Vida Acontecer”.

Após 27 anos em seu Ministério de Música, iniciou a trajetória internacional em 2007 com o CD em italiano intitulado Mio Tutto e em 2008 com o CD Above All Things, com turnês no Brasil, Irlanda, Estados Unidos e Itália.

Além de Ricardo Sá, a programação do 17º Crescer terá a participação de bispos, padres e missionários da Renovação Carismática Católica e da Comunidade São Pio X.

Fonte: ASCOM/ PB online

Vereador Paulo Nunes foi um dos destaques na última sessão da Câmara de Solânea-PB

 

paulo nunesNa sessão da Câmara Municipal de Solânea, brejo da Paraíba, na última segunda-feira (25), um dos destaques foi o vereador Paulo Nunes que apresentou requerimentos com solicitações urgentes ao gestor atual.

Os universitários solanenses irão gostar de saber que, se uma lei for aprovada pelo gestor do município, o transporte para Guarabira e Campina Grande será obrigatório, porque até então funciona como uma espécie de favor por não haver uma lei que regulamente de forma definitiva a situação. Quem apresentou o requerimento com a proposta de tornar obrigatório o transporte universitário foi o vereador Paulo Nunes do PRTB. Essa proposta pode ser considerada a mais importante pelos estudantes que enfrentam todos os dias centenas de quilômetros para conquistarem seus sonhos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O sítio Juazeirinho também foi lembrado em outro requerimento de Nunes. O Grupo Escolar Abel Corrêa de Melo, que fica no mesmo sítio, está praticamente sem funcionamento, segundo o vereador. Ele ainda pretende começar uma obra de reforma em um galpão desse Grupo, transformando-o em um salão multiuso. Sua função seria de um posto âncora com atendimento médico semanal para aquela região rural onde muitos são desassistidos.

Apenas em seu primeiro mandato, Paulo Nunes trouxe à tona propostas que há tempos não têm atualização, como o plano de cargos e salários dos motoristas, operadores de máquinas e outras categorias que não há um reajuste no salário desses trabalhadores há um bom tempo na cidade. A Rua Luiz Ferreira de Melo (chã de Solânea) precisa de iluminação pública urgente, e foi mencionada também pelo legislador. Por último ainda, Nunes fez um requerimento para que se tome alguma providência à “passagem molhada” do sítio Lagoa do Mato que dá acesso ao sítio Malhada e região. De acordo com Paulo Nunes, a água destruiu aquela ponte e ninguém toma atitude alguma para trazer o acesso fácil e garantido aos moradores que tanto necessitam daquele espaço. Há esperança para uma cidade onde se pode encontrar homens que tenham compromisso com o povo, porque dos que não tem, o mundo está cheio de exemplos. Não seriam maus exemplos?

Por Eduardo Araújo

 

Área policial é movimentada neste fim de semana em Solânea; Confira alguns destaques

 

 

Capotamento em Serraria deixa jovens feridos

Por volta das 03h55min, do último domingo( 05),  Jeferson de Lemos Medeiros de 23 anos, residente na cidade de Arara, estava conduzindo o veículo  Fiat Pálio ano 2009/2010, cor cinza placa MOA 6082/PB.

Quando perdeu o controle do carro e capotou, na rodovia PB 087 na curva da garganta próximo a cidade de Serraria,  também estavam no veiculo outros jovens de Arara. São eles:

Richardson da Costa Medeiros de 18 anos de idade;

 Alisson Vinicius Gomes Souza de 18 anos;

 Fabiano Hortêncio de 19 anos;

e Diego Reis Solto de 20 anos de idade.

 Compareceu ao local a vtr 1502 da força tática comandada pelo CB PM Luciano, que fez o levantamento do acidente. Segundo informações, os mesmo tiveram ferimentos leves.

Motociclista perde controle e bate em barrerira em Solânea

Por volta das 14h, do último domingo, o Sr. GELSON PATRICIO DA COSTA, 51 anos, mecânico, residente na Rua Sônia Eliane, nº 15, Solânea/, quando pilotava o veículo moto scooter 50 CC, Suzuki, sem placa de identificação, numa estrada no Sítio Fazenda Velha, município de Solânea

A vítima perdeu o controle da moto e colidiu com uma barreira, sofrendo escoriações pelo corpo e foi socorrido pelo SAMU para o hospital distrital de Solânea, compareceu no local a guarnição da Força Tática na viatura de prefixo 1502 comandada pelo SD JOSIVALDO que fez o levantamento de praxe e recolheu a referida moto para o pátio da 2ª Cia/PM.

Ladrões em moto roubam posto de gasolina em Solânea

Por volta das 20h30min, dois frentistas informaram que estavam no escritório do Posto Padre Ibiapina, localizado às margens da PB-105 saída para Arara, quando aproximou-se dois indivíduos encapuzados e armados e anunciaram o assalto levando das vítimas a quantia de mil reais em espécie, evadindo-se logo em seguida numa moto Honda de cor prata, compareceu no local a guarnição de R/P na viatura de prefixo 5212 comandada pelo SGT MATOS que realizou diligências, porém não logrou êxito.

Solânea: Menor empina moto, sofre acidente e é socorrido para Campina Grande

Por volta das 20h30min do domingo (05), um menor de 16 anos, estudante, residente na Rua Santo Augustinho, Solânea, pilotava uma Moto Honda Fan, cor preta, placa não identificada, na rua onde mora, estava empinando a moto e ao passar pelo quebra-mola, perdeu o controle e tombou, sendo socorrido por populares para o hospital local com ferimentos na cabeça e em seguida transferido para o hospital de traumas na cidade de Campina Grande, compareceu ao local a guarnição de R/P na viatura de prefixo 5212 comandada pelo SGT MATOS que deslocou-se a recepção do hospital, colheu os dados da vítima e informou que a moto foi retirada pelos familiares da vítima antes da chegada dos policiais.

André Alexsandro/ Rádio Integração do Brejo com informações da 2ª Cia de Solânea