Arquivo da tag: desfiliação

Veneziano entrega carta de desfiliação do MDB; PSB pode ser nova casa

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo entregou, nesta segunda-feira (02), sua carta de desfiliação do MDB da Paraíba. A decisão acontece quatro dias antes do prazo final para mudança de partido.

A nova casa, ainda é incerta. A expectativa é que o parlamentar migre para o Podemos ou até mesmo para o PSB do governador Ricardo Coutinho.

VEJA O DOCUMENTO.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Petista anuncia desfiliação e confirma pré-candidatura a vereador pelo PMDB em Belém

cezar mirandaApós anos dedicado a militância do PT, Cezar Miranda decidiu deixar o partido e ingressar no PMDB, onde colocou seu nome como pré-candidato a vereador. Em carta aberta, o agora ex-petista explicou os motivos que o levaram a sair da legenda antiga e se filiar a outro. Entre as razões apontadas por Cezar estão o apoio do PT a atual gestão do município de Belém.

Confira a carta

CARTA ABERTA DE DESFILIAÇÃO DO PT/BELÉM-PB.

Tenho pautado a minha vida sempre em busca da defesa das causas e da justiça social, também tenho lutado em defesa da juventude e do avanço da sociedade belenense, sempre norteado sob um olhar progressista. Em minha vida de militância mantive a coerência pelas minhas crenças ideológicas dentro do meu antigo partido, ao qual sou grato e tenho o maior orgulho de ter sido filiado durante esses dez anos. A saída do partido não deixa de ser um momento de tristeza em nossa vida militante. Mas chegou o momento de tomar esta decisão difícil, mas indispensável para buscar a construção do futuro e pensando na minha cidade de Belém/PB. Independentemente da mudança de partido, continuarei o mesmo e mantendo o meu esforço para construir espaços para a juventude e em defesa dos interesses populares, principalmente do meu município. Contudo, atendendo a pedidos de amigos e companheiros de luta que sempre foram leais e corretos comigo e após ouvir a família, tomei a difícil decisão de me desfiliar do Partido dos Trabalhadores (PT) da minha querida cidade, Belém/PB, me filiar ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e aceitar o desafio de lançar a minha pré-candidatura a vereador pelo partido.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Por decisão exclusivamente local, estou tomando essa decisão de sair do PT.

Justificando da seguinte maneira:

1- Não posso compactuar com as decisões do partido a nível local, tampouco o apoio e a sustentação que o mesmo dá ao “governo municipal”. Uma “gestão” que despreza e maltrata a população da cidade, não tem zelo pelo dinheiro público e que trata a coisa pública de maneira patrimonialista, ou seja, como sendo privada.

2- Na conjuntura política municipal a minha permanência no PT se torna insustentável. Por vários motivos, dentre os quais, a falta de espaço e diálogo, situação que impossibilitou o mínimo de convivência republicana.

3- Não tenho como concordar que os interesses pessoais prevaleçam sobre o coletivo e que tanto o partido quanto os filiados sejam colocados a reboque de quem quer que seja. Apesar da crítica, tenho o maior respeito e cordialidade com todos os amigos e companheiros da direção municipal do partido, afinal, a minha vida pública sempre foi pautada no respeito e correção.

4- Por último esclareço que a minha posição e entendimento a nível nacional, ou seja, sobre o cenário político que estamos vivenciando permanecem os mesmos, de defesa da democracia, do estado democrático de direito, da presidenta Dilma, eleita democraticamente através do voto e contra a tentativa de criminalização e linchamento público do ex-presidente Lula, responsável por melhorar a vida de milhões de brasileiros, principalmente daqueles que não tinham um horizonte. Aos amigos que construí e convivi durante os anos em que estive filiado ao Partido dos Trabalhadores, espero compreensão e respeito a minha decisão. Por fim, agradeço ao partido que me deu base e me ensinou a colocar as causas sociais e a luta por justiça em primeiro lugar.

Belém, 02 de abril de 2016.

Cezar Miranda.

CLIMA DE FOLIA: Couto rebate com marcha de carnaval possível desfiliação

O deputado federal, Luiz Couto (PT), que é padre da Igreja Católica, lembrou nesta sexta-feira (11) o trecho de uma marchinha de Carnaval para rebater insinuações que ele poderia está pensando em deixar o Partido dos Trabalhadores (PT).

Um dos fundadores históricos e também um dos maiores nomes da legenda na Paraíba, Luiz Couto declamou ao Correio Debate, da Rádio 98 e Jornal Correio da Paraíba, ao ser questionado sobre o assunto.

“Daqui não saio, daqui ninguém me tira”, disse Luiz Couto lembrando a famosa marchinha de Carnaval para ilustrar a sua fala afirmando que não deve deixar o PT.

De acordo com Luiz Couto, tem muita gente querendo que ele deixe o partido, mas, ele está trabalhando para que o partido possa recuperar “algumas bandeiras históricas”.

“Nós não podemos ficar refém de A, ou, de B. Temos que ter nossas bandeiras que são históricas. O elemento importante que alguns derraparam é a questão ética que consideramos importante recuperar esses aspectos que são muito caro para a nossa bancada do PT”

Roberto Targino – MaisPB

Ricardo Marcelo apresenta pedido de desfiliação do PSDB em Belém-PB

O deputado estadual presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Ricardo Marcelo, entregou seu pedido de desfiliação do PSDB na cidade de Belém, sua terra natal. A informação foi confirmada através de sua assessoria em Belém ao Portalmidia.net em primeira-mão.

O documento foi apresentado na segunda (16) ao deputado federal Ruy Carneiro, presidente do PSDB paraibano e a justiça eleitoral de Belém. Ricardo Marcelo vai cuidar dos interesses do novo partido na Paraíba o PEN (Partido Ecológico Nacional).

COMUNICADO

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou em junho a criação do Partido Ecológico Nacional. Com isso, o Brasil passa a ter 30 partidos oficialmente constituídos. O número do PEN é o 51.

As ideias gerais defendidas pelo partido são: redução de emissão de gases do efeito-estufa nas grandes cidades; incentivo ao reaproveitamento e reciclagem de materiais; criação de varas ambientais especializadas e definição de regras para a aplicação do Código Florestal em áreas urbanas.

Do Portalmidia.net

Pré-candidato a vereador de Solânea pede desfiliação do PSB, após perder legenda para concorrer às eleições

 

O pré-candidato a vereador de Solânea, Elmar do Santos Lima, pediu desfiliação do PSB, após, segundo ele, não ter conseguido legenda para disputar às eleições 2012. Em nota enviada à imprensa ele disse que os últimos acontecimentos dentro do partido causou sofrimento a ele e a sua família.

“Venho a público comunicar minha desfiliação do Partido Socialista Brasileiro ( PSB – Solânea) . O ocorrido nos últimos dias nos causaram dor e sofrimento; não só a mim, mas a minha família e amigos que acreditavam no projeto de renovação do Legislativo Municipal em Solânea; após anos de trabalho, de luta, de organização e mobilizações, fui pego de surpresa por uma resolução que ao menos chegou ao conhecimento do diretório Municipal”, revelou.

Na nota Elmar agradece o apoio de amigos e da família. “Agradeço a cada amigo, a minha família, em fim, a todos que acreditava no projeto de renovação; deixo o PSB para preservar meu direito de ser votado; não aceito imposições, não aceitos comportamento que fere a democracia”, desabafou.

Elmar informa, ainda, no documento, que “nos chega notícia que as imposições incoerentes não colocaram por terra apenas o projeto de Solânea, colocou por terra também a liberdade e os projetos de companheiros nas cidades de Serraria, Bananeiras e Cacimba de Dentro. Vejo com muita tristeza os posicionamentos do PSB, destruindo suas próprias candidaturas”, declarou.

O pré-candidato informa que “não tenho nenhuma condição de permanecer em um partido que é desleal com suas próprias candidaturas. Uma irresponsabilidade sem precedente, uma imoralidade histórica para Solânea e acredito que nunca vista na Paraíba. Tínhamos 12 partidos compondo nossa base, o PPS só tinha apenas nove ou dez; tínhamos maior número de candidatos a Vereador; mas nada disso valeu nada para o Governador ou para a Executiva Estadual”.

Redação/Focando a Notícia

Prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, pede desfiliação do PSB

Prefeito disse que situação no partido estava insustentável (Foto: Jhonathan Oliveira/G1)

O prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, entregou requerimento se desfiliando do PSB na manhã desta segunda-feira (18). O documento foi entregue na sede da  Executiva Municipal da legenda e também à Justiça Eleitoral. Ele argumentou que estava sendo excluído da sigla e por isso não tinha mais como permanecer.

“A situação ficou insustentável. Não tinha mais como permanecer no PSB após os sucessivos atos discriminatórios e desrespeitosos que sofri”, justificou Agra por meio de uma nota. Ele disse ainda que a decisão foi tomada após ouvir a população e refletir sobre os últimos acontecimentos, incluindo a disputa interna promovida pelo partido, onde Estelizabel Bezerra (PSB) foi escolhida como candidata do partido à prefeitura de João Pessoa.

Por meio de uma rede social Luciano Agra disse que em breve vai anunciar qual será o seu posicionamento político nas eleições desse ano.“O PSB não me quer mais e nem eu sinto pertencer mais ao partido. Continuo mantendo o meu respeito e amizade aos companheiros dessa legenda que eu ajudei a reestruturar a partir de 2002 e que tive a honra de integrar a sua Executiva Nacional”, declarou na nota.

Agra disse que o momento é de conversar com os partidos e garantiu que sua opção de política será pela manutenção das forças que ajudaram a construir a gestão da prefeitura de João Pessoa.

O G1 tentou falar com o presidente do PSB de João Pessoa, Ronaldo Barbosa, para saber como o partido vai se posicionar diante do pedido de desfiliação de Luciano Agra. O dirigente não atendeu as ligações.

Desistência e crise no partido
No dia 14 de janeiro deste ano, por carta, o prefeito manifestou sua vontade de desistir das eleições. Na carta-renúncia, Agra alegava que precisava de mais tempo para se dedicar às atividades da prefeitura de João Pessoa. Com a desistência de Agra, o PSB lançou o nome de Estelizabel Bezerra, ex-secretária de Planejamento, como pré-candidata à prefeitura de João Pessoa.

No entanto, no final de maio Luciano Agra divulgou uma nova carta pedindo o apoio da direção nacional para voltar a ser candidato. Ele alegou como motivo para isso o apoio popular e o fato de sua substituta, Estelizabel, não ter alcançado índices de competitividade.

O novo documento não foi bem recebido pela direção do PSB, mas apesar disso ele registrou a pré-candidatura, disputou o congresso interno do partido, mas acabou perdendo para Estelizabel.

G1 PB