Arquivo da tag: descarta

RC descarta voltar atrás sobre decisão de mudar sistema de Gravame na PB e dispara: “Não fui eleito por bancos”

ricardocoutinhoA polêmica em torno da mudança no sistema de Gravame, pelo visto, teve apenas uma trégua, mas deve voltar após os 60 dias concedidos pelo Governo do Estado para que os bancos e financeiras se adéqüem ao novo modelo implantado pelo Detran da Paraíba.

O governador Ricardo Coutinho (PSB), em entrevista nesta segunda-feira (28), deixou claro que não mudou de idéia e que após os 60 dias o novo sistema será adotado em todo o Estado. Ele lamentou a postura dos bancos de tentar impor um monopólio com uma única empresa e mandou um recado duro.

“Eu sou da teoria que diz que cada macaco no seu galho. Cabe ao governo governar e decidir. Cabe a revendedor vender e cabe a banco financiar. Não vou aceitar que banco tome decisão. Eu não fui eleito por banco. A decisão já foi tomada. Nós só flexibilizamos agora por conta do final do ano, a pedido dos revendedores. Eu fui eleito para fazer o melhor para o Estado. Esse monopólio não é bom. Dou-me o direito, como governante, em tomar as decisões e responder por elas. Essa polêmica foi instalada por poucos que quiseram manipular a opinião pública, mas que não tem guarita no governo. Cabe ao governo governar, e assumir erros ou acertos. A decisão já está tomadada”, arrematou.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Globo descarta antecipar final de Velho Chico e volta a gravar domingo

domingos-montagnerA Globo não vai antecipar o final de Velho Chico por causa da tragédia que tirou a vida do protagonista da novela, Domingos Montagner. A emissora suspendeu as gravações da trama e trouxe para o Rio de Janeiro todos os atores e técnicos que estavam no Nordeste, mas já agendou o reinício dos trabalhos. Será no próximo domingo (18). Até lá, espera a emissora, o elenco já terá se recuperado do choque. A novela vai acabar no dia 30, como estava previsto.

A emissora tem capítulos prontos para exibir apenas até a próxima terça-feira (20). Existe a possibilidade de esses capítulos serem esticados na edição, e a emissora ganharia mais um ou dois dias de novela sem novas gravações. Haveria tempo suficiente para se encontrar uma solução dramatúrgica para explicar o desaparecimento de Santo, personagem de Montagner.

A morte de Montagner não terá grande impacto no desfecho de Velho Chico. A história de Santo já estava encaminhada. Nos capítulos previstos para irem ao ar até o dia 29, penúltimo capítulo, Santo assumiria a plantação de orgânicos na fazenda Piatã e também sofreria um golpe duro de Carlos Eduardo (Marcelo Serrado). O político mandaria sabotar a bomba de irrigação de suas terras, mas o agricultor tiraria água de bananeiras.

No último capítulo, de acordo com o desenvolvimento da novela, Santo deveria se casar com Tereza (Camila Pitanga) e festejar o nascimento do neto. Na última cena, ele apareceria ao lado de Tereza, contemplando o por do sol na paisagem do rio São Francisco.

Pesou na decisão da Globo de manter o encerramento de Velho Chico no dia 30 a avaliação é a de que neste momento é importante proteger A Lei do Amor, próxima novela das nove. Antecipar sua estreia poderia prejudicá-la. Velho Chico está a apenas duas semanas do final e não deverá ter sua audiência abalada _pelo contrário, ontem a trama bateu recorde.

noticiasdatv

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Governo federal descarta aumento de impostos até 2017

(Foto: EBC)
(Foto: EBC)

O governo já decidiu que não vai aumentar impostos este ano e em 2017 para alcançar a meta fiscal. A informação foi dada hoje (23), pelo ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, ao reconhecer que a sociedade brasileira não tem mais como arcar com aumentos da carga tributária.

“Já há decisão da área fazendária neste sentido seguindo orientação do presidente Michel Temer. Não haverá aumento de impostos para 2017”. Em consequência, Padilha afirmou que o projeto que cria limites para o crescimento dos gastos públicos com base na variação da taxa da inflação do ano anterior “é inegociável”. Esse cálculo está previsto no Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que está sob análise do Congresso Nacional.

“Não há hipótese de o governo trabalhar com a flexibilização [dos gastos]. Claro que a decisão final cabe ao Congresso, mas, se não tivermos a aprovação da contenção das despesas, nós vamos ter uma expansão muito expressiva da dívida publica. É como na casa do João, da Maria e do José: o limite do cartão de crédito e do cheque especial estourou, não tem mais como sacar [dinheiro], então temos que cortar despesas. Dói um pouco, não vai ter mais cinema, festa de final de semana”, comparou.

Padilha disse que, como o governo não vai cobrar da sociedade, a diferença para o equilíbrio das contas públicas terá que vir do cortes de despesas. “Então vamos tirar das estradas, da segurança, uma vez que os gastos com saúde e educação são mantidos constitucionalmente – não pode ser mexido, vamos tirar de onde for possível”.

Reforma da Previdência

O ministro voltou a defender a necessidade da reforma da Previdência. “Nós temos que fazer com que o Brasil seja viável no longo prazo. E há duas coisas que são absolutamente indispensáveis que sejam enfrentadas. Uma é a questão da dívida pública, daí a razão do teto, e a outra é a reforma da Previdência. Se não, em pouco anos, o sujeito chega com seu cartão de aposentadoria no banco e não terá dinheiro necessário para que o pagamento seja feito.”

Aumentos salariais

Eliseu Padilha também confirmou a decisão do governo de não negociar aumentos salariais antes que seja decidida a questão do impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff, uma vez que a negociação estava em desacordo com a própria base de sustentação do governo.

“Essa foi uma decisão tomada durante a reunião do colegiado na última sexta-feira em São Paulo, que concluiu que não havia clima na base. Então o governo decidiu suspender [a negociação] até pelo menos depois da votação do impeachment”. A decisão, segundo Padilha, vai atingir todas as categorias que tiverem alguma ligação com o Executivo.

O ministro deu as informações em entrevista, no Rio Media Center, para apresentar, ao lado do prefeito Eduardo Paes, o balanço final dos Jogos Olímpicos de 2016.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Paraíba confirma 37 casos de microcefalia, descarta 253 e investiga outros 460

microcefalia PEO Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (2) que está investigando 460 casos suspeitos de microcefalia na Paraíba. Em todo o estado, foram confirmados 37 que podem tem relação com o Zika vírus e outros 253 foram descartados. De outubro de 2015 até esta terça (2), 750 foram notificados na Paraíba.

O estado segue como o segundo com o maior número de notificações no Brasil, atrás de Pernambuco, onde há 1.447 casos notificados desde outubro do ano passado.

Em todo o Brasil, há 3.670 casos suspeitos, o que representa 76,7% dos casos notificados. São 404 casos confirmados de microcefalia e/ou outras alterações do sistema nervoso central, sendo que 17 com relação ao vírus Zika, segundo o Ministério da Saúde. Outros 709 casos notificados já foram descartados. No país, 4.783 casos suspeitos de microcefalia foram registrados até 30 de janeiro, desde outubro do ano passado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou Emergência de Saúde Pública de importância internacional (ESPII) por vírus Zika e sua possível associação com a microcefalia e síndromes neurológicas. A decisão foi recomendada pelo Comitê de Emergência da OMS à presidente da organização, Margaret Chan, com base nas informações técnicas de entendimento do vírus Zika repassada pelo Brasil, França, Estados Unidos e El Salvador.

De acordo com o Ministério da saúde, a emergência de saúde pública de importância internacional é um evento extraordinário que exige uma resposta coordenada. Este reconhecimento internacional deve facilitar a busca parcerias em todo o mundo, reunindo esforços de governos e especialistas para enfrentar a situação.

Nas recomendações da OMS não há restrição de viagens ou comércio com países, regiões e/ou territórios com a transmissão do vírus Zika. Recomenda-se que as pessoas que venham a viajar para áreas com transmissão do vírus Zika tomem medidas adequadas para evitar picadas de mosquito. No Brasil, a recomendação do Ministério da Saúde é para que a população, principalmente mulheres grávidas e em idade fértil, tomem medidas simples que possam evitar o contato com o Aedes aegypti, como utilizar repelentes, proteger-se da exposição de mosquitos, manter portas e janelas fechadas ou teladas e usar calça e camisa de manga comprida.

O Ministério da Saúde mantém a orientação para que gestantes adotarem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteger-se da exposição de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para gestantes.

 

 

portalcorreio

Mulher de Veneziano não descarta disputar eleição do próximo ano em Campina Grande

ana-claudiaA superintendente da Fundação Nacional de Saúde na Paraíba, Ana Claudia, esposa do deputado federal Veneziano Vital do Rego, não descartou disputar a eleição em Campina Grande, como candidata a vice-prefeita na chapa de um dos partidos aliados ao PMDB na Rainha da Borborema.

De acordo com Ana Claudia, seu nome vem sendo lembrado nas últimas eleições e garantiu que não é de fugir dos desafios.

Ela revelou ainda que tem andado muito com Veneziano pela cidade de Campina e que por onde passa, a população demonstra que quer tê-lo como candidato a prefeito no ano que vem, mas que os dois tem conversado e o deputado ainda não revela desejo de disputar a próxima eleição.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Por onde andamos o povo pede sua volta e a comparação com a atual gestão é feito, mas Veneziano tem feito um trabalho brilhante e tem trabalhado muito como deputado federal e este é assunto que deve ser discutido mais a frente juntamente com os partidos aliados”, declarou.

Sobre sua provável postulação, Ana Claudia, lembrou que é filiada ao PMDB e que não foge a desafios, mas também adiantou que é cedo para essa discussão.

paraiba.com.br

Homem que respondia por estupro é morto e polícia não descarta vingança, na PB

vigilanteUm homem de cerca de 35 anos, que já havia sido detido em 2014 sob suspeita de estupro de um garoto de 13 anos, que sofre de problemas mentais, foi executado a tiros na noite desta segunda-feira (15), na Zona Rural do município de Sertãozinho, no Agreste da Paraíba, a 76 km de João Pessoa. A Polícia Civil investiga o caso e uma das hipóteses de motivação do crime seria vingança de familiares do menor que teria sido abusado sexualmente.

Segundo a Polícia Civil da cidade, apesar da possibilidade de represália não poder ser descartada, o fato seria pouco provável, devido às características pacíficas da família do garoto.

vitimaO crime ocorreu no Sítio Mascate, local no qual a vítima tinha uma pequena propriedade. De acordo com a polícia, o homem assassinado respondia ao processo de estupro em liberdade e não exercia profissão fixa. Como ele possuía alguns bens, como uma motocicleta, os policiais também acreditam que pode ter ocorrido um assalto.

Seria feita uma perícia no local do crime por agentes do Instituto de Polícia Científica. Após os trabalhos, o corpo seria direcionado ao Instituto Médico Legal de Guarabira, no Brejo. As investigações continuariam e ninguém havia se pronunciado como testemunha do homicídio. Ainda não se sabia como a ação criminosa foi praticada o quem seria(m) o(s) suspeito(s).

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

 

portalcorreio

Deputado descarta reaproximação com Ricardo Coutinho: “É um direito que me cabe!”

frei anastacioTido como um verdadeiro rebelde na bancada do Partido dos Trabalhadores, o deputado estadual Frei Anastácio concedeu entrevista ao PB Agora nesta sexta, 30, e negou com veemência qualquer possibilidade de realinhamento político com o governador Ricardo Coutinho (PSB). Anastácio disse que não acredita na palavra do Chefe do Executivo paraibano.

Ao ser questionado se existia a possibilidade de uma sinalização para agradar Coutinho, o religioso descartou tal hipótese.

“Ele ainda não esta convencido de qual é o nosso posicionamento? O meu posicionamento é claro desde o tempo que cheguei à Assembleia Legislativa, eu sou oposição ao Governo do Estado e vou continuar! É um direito que cabe ao mandato!”, desabafou Anastácio que votou no Mago no segundo turno das ultimas eleições.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Eu vou esperar um posicionamento do partido para me pronunciar”, enfatizou.

Quando questionado pelo PB Agora se não estaria muito rebelde em relação ao governador Ricardo Coutinho, o petista mandou um recado: “Eu nunca fui rebelde! Eu to dentro dos meus diretos, eu não acredito! Eu não acredito na palavra do governador!”, desabafou.

CPI: sentimento discordante tem presidente estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Charliton Marchado, criticou os colegas de partido, Frei Anastácio e Anísio Maia por assinatura dos deputados estaduais em um Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades do Empreender Paraíba.

De acordo com Marchado, a postura dos deputados foi tomada isoladamente e sem nenhuma orientação do partido.

“A presidência do PT da Paraíba discorda da posição adotada pelos dois deputados em assinar essa CPI que foi criada por partidos adversários ao nosso projeto político estadual, pois, somos aliados ao PSB e participamos do governo”, enfatizou.

Henrique Lima

PB Agora

RC nega convite para se filiar ao PSD e descarta fazer oposição à presidente Dilma

ricardo-coutinhoEm mais um trecho da entrevista à jornalista Joice Hasselmann ao programa ‘Direto ao Ponto’, da ‘TVeja’, o governador Ricardo Coutinho (PSB) negou sua saída do PSB para se filiar ao PSD, do ministro da Integração Nacional, Gilberto Kassab. Ele também descartou fazer uma “oposição pela oposição” à presidente Dilma Rousseff (PT).

O chefe do executivo estadual negou conversas políticas com Gilberto Kassab ao assegurar que a pauta com o ministro ficou apenas no campo político. “Nunca houve nenhuma conversa. Conversei semana passada com o ministro, mas foi do ponto de vista de uma audiência porque a Paraíba tem uma carteira de investimentos e existem alguns atrasos que precisamos colocar em dia, mas não há nenhuma conversa acerca de mudança partidária”, assegurou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ele também afirmou que pretende permanecer no PSB, mas cobrou da legenda a construção de uma agenda positiva. “Eu quero que o PSB me represente, se tem uma postura crítica em relação ao governo, vamos exercer,  mas não podemos ficar distanciados ao longo do que construímos há 15, 20 anos”, falou.

Para o socialista, o PSB errou ao apoiar a candidatura de Aécio Neves no segundo turno das eleições passadas e defendeu que a sigla tenha uma postura independente. “Acho equivocado fazer uma oposição pela oposição. Nós pensamos uma coisa, o PSDB pensa outra. Não é pelo fato de os dois terem perdido as eleições que terão, necessariamente, que comungar do mesmo ideário”, declarou.

 

BlodoGordinho

Hervázio descarta retaliação a “traidores”, mas “intima” quatro deputados a se explicarem

hervazio bezerraO deputado estadual, Hervázio Bezerra (PSB), descartou em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, qualquer tipo de retaliação aos deputados que traíram o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino (PSB) durante o processo de eleição da Mesa Diretora. Porém, o socialista cobrou explicações de quatro deputados que foram citados por um jornalista como sendo os traídores, dos dois lados.

Hervázio revelou que um comunicador nominou quatro deputados como traídores, sendo que dois traiu Ricardo Marcelo e dois Adriano Galdino. Os deputados seriam Anisio Maia (PT), Caio Roberto (PR), Doda de Tião e Galego de Sousa (PP). Segundo Bezerra, esses quatro deputados foram citados nominalmente pelo jornalista, por isso, devem uma explicação ao grupo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mesmo cobrando explicações, Hervázio deixou claro que não haverá nenhum tipo de retaliação ou perseguição a qualquer deputado. “Defendi hoje da tribuna, que os presidentes eleitos Adriano Galdino e Gervásio Maia Filho, garantam espaço para as minorias”.

O deputado Adriano Galdino tinha a assinatura de 21 deputados em documento se comprometendo a votar nele e em Gervásio Maia para o segundo biênio, mas apenas 19 votaram nele. Nos bastidores se comenta, que o deputado Ricardo Marcelo conseguiu garantia de 4 deputados que anunciaram voto em Galdino, mas apenas dois cumpriram o compromisso.

 

Paraíba.com.br

Daniela descarta candidatura à presidência da Assembleia

danielaA deputada Daniela Ribeiro (PP) descartou, nesta quinta-feira (22), a possibilidade de disputar a presidência da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), como foi especulado nesta quarta-feira (22) nos bastidores da política paraibana.

Daniela afirma que em nenhum momento o grupo de oposição discutiu sua candidatura, apenas “houve uma citação de seu nome”. “Alguns colegas quiseram mencionar meu nome e eu fiquei muito honrada, mas de forma alguma houve esse tipo de debate. Não sei de onde surgiu esta informação”, afirmou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Mais cedo, o deputado Trócolli Júnior (PMDB) acusou o deputado Adriano Galdino (PSB), candidato do grupo da situação, de inventar boatos para desestabilizar a candidatura a reeleição do atual presidente da ALPB, Ricardo Marcelo (PEN). Segundo Trócolli, um exemplo das ações da “Central de boatos” seria a candidatura de Daniela.

MaisPB