Arquivo da tag: desaparecida

PM confirma que cadáver encontrado em São José de Piranhas é de jovem que estava desaparecida

A Polícia Militar de Patos, confirmou que o cadáver encontrado na tarde desta quarta-feira (21) no Sítio Cachoeira, zona rural de São José de Espinharas, é mesmo da jovem que estava desaparecida desde a última quinta-feira, dia 15.

A notícia foi confirmada depois que uma guarnição policial do distrito de Santa Gertrudes, juntamente com uma de São José de Espinharas, foram averiguar a situação na BR 210, próximo ao Bar de Genésio.

Estamos buscando maiores informações junto às autoridades policiais, para que possamos repassar mais detalhes em breve.

Redação/Patos Online

 

 

Pastor paraibano é um dos mortos em desabamento no RJ; solanense continua desaparecida junto com a família

O pastor evangélico paraibano Cláudio Rodrigues, de 40 anos, é um dos mortos confirmados após o desabamento de dois edifícios na comunidade Muzema, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ocorrido na manhã desta sexta-feira (12). A confirmação da morte do religioso ao Portal Correio foi feita pela jornalista Leila Oliveira, tia da vítima.

De acordo com a jornalista, Cláudio, que morava no terceiro andar de um dos prédios, ainda foi socorrido com vida, mas sofreu quatro paradas cardíacas e faleceu no hospital. A esposa dele, Adilma Rodrigues, de 35 anos, segue internada em estado grave. Conforme Leila, ela teve fratura de bacia ao ser atingida por uma viga e já passou por uma cirurgia. A filha do casal, de 10 anos, sofreu fratura em uma das pernas, mas já recebeu alta hospitalar e está abrigada na casa dos avôs.

“Eles moravam no prédio há apenas uma semana. A família saiu de outro edifício que alagava quando chovia, na mesma comunidade”, contou Leila Oliveira.

Cláudio era natural da cidade de Serra Branca, no Cariri paraibano, a 230 km de João Pessoa, e se mudou com os pais para o Rio de Janeiro na década de 1980.

Desaparecidos

Membros de outras famílias paraibanas seguiam desaparecidos até a noite desta sexta-feira:

Família de quatro pessoas

Conforme Jandir Silva, estão desaparecidos o irmão dele, Jeferson da Silva Trajano, a esposa de Jeferson, Carla Batista, e os dois filhos do casal, crianças de quatro e seis anos. Eles são da cidade de Cacimba de Dentro, a 170 km de João Pessoa. Apenas Carla é natural de Solânea, a 130 km da capital paraibana. As informações foram passadas ao programa Correio Debate, da Rede Correio Sat.

Jandir explicou que a última vez que manteve contato com o irmão foi na noite dessa quinta (11). Eles têm restaurantes no Rio de Janeiro, cidade para onde Jandir foi morar há cerca de três meses e onde o irmão já mora desde a adolescência.

“Ele estava dormindo no restaurante porque esse prédio onde ele mora teve problemas por causa das chuvas aqui no Rio. Só que ontem [quinta], ele acabou voltando para o apartamento, sem dizer o motivo”, explicou. Segundo Jandir, a família mora no térreo de um dos prédios que desabou.

Mãe e filho

Verônica Pereira informou ao Portal Correio na tarde desta sexta-feira (12) que a irmã dela, Flávia Pereira, e o filho de Flávia, de três anos, estão desaparecidos após o desabamento. A família é da cidade de Riachão do Poço, a 44 km de João Pessoa.

Verônica está em Riachão do Poço. Ela explicou que Flávia estava em casa na hora do desabamento, enquanto o marido saiu para trabalhar. Segundo Verônica, mais quatro irmãos acompanham as buscas do Corpo de Bombeiros no local

Trabalhos de resgate

Subiu para cinco o número de mortos na tragédia. Mais dois corpos foram localizados pelos bombeiros, no início da noite desta sexta-feira, onde dois prédios desabaram.

Por volta das 19h, os militares também encontraram uma criança com vida entre os escombros. Com a ajuda de holofotes, os socorristas trabalham no resgate.

O trabalho não tem previsão para terminar, já que ao menos 10 pessoas continuam desaparecidas. Outros 10 feridos foram levados a hospitais da região ao longo do dia.

*Com informações do R7

 

 

Polícia localiza em Guarabira criança de Belém que estava desaparecida há uma semana

Um menino de 9 anos de idade que reside na cidade de Belém e que estava desaparecido desde a quarta-feira da semana passada foi localizado por policiais da 3ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) nesta quarta-feira (10), em uma residência no Bairro do Cordeiro, em Guarabira.

A guarnição do capitão Leite, comandante da Companhia sediada em Belém, recebeu a informação através da linha direta que o menino desaparecido estaria sob os cuidados de uma família que o teria encontrado perambulando nas proximidades da residência.

Os policiais estiveram no endereço informado e encontraram o menino, que foi levado junto com familiares e membros do Conselho Tutelar para a realização dos procedimentos legais na Delegacia de Polícia Civil.

 

4º BPM

 

Família procura por criança desaparecida em Belém, PB

Uma família da cidade de Belém, no Agreste paraibano, procura por Andreilson Dos Santos, de 9 anos de idade, que desapareceu na última quarta-feira (03) enquanto andava pelas ruas da cidade.

Amigos e familiares estão divulgando em grupos de WhatsApp e redes sociais, fotos da criança. Em um áudio divulgado nas redes sociais, a mãe da criança, Maria Edilene Dos Santos, pede que a
população ajude na localização de Andreilson enviando qualquer informação.

O contato pode ser feito pelo telefone (83) 99326-8728, ou pelo 190. Será mantido sigilo do informante.

 

portaldobrejo

 

 

Adolescente da cidade de Arara está desaparecida

Encontra-se desaparecida Adrielle Natália Leite da Silva, 14 anos, de Arara. A mesma desapareceu no último sábado, 16 de Março de 2019.

A família não tem pistas de sua localização. Adrielle levou consigo seus pertences, entre roupas, calçados, cremes, maquiagens levado dentro de uma mochila escolar.

Até o momento Adrielle não fez contato, a única informação é de que pode está na companhia de uma suposta Beatriz, conhecida pela internet.

Quem tiver informação, denunciar ao 197, disque 100.

Quem estiver na companhia de Adrielle responde por corrupção de menor, sequestro podendo responder por estupro.

#portalarara

 

Cadela segue desaparecida e donos oferecem R$ 1 mil de recompensa

Os donos da cadela Papaya estão oferecendo R$ 1 mil em recompensa para quem acha-la. A cachorrinha viajante desapareceu em 27 de junho, em Areia, no Brejo Paraibano.

Já se passaram dois meses e os donos da Papaya, Anne-Hélène Berçon, francesa, e Marco Cid Capo, chileno, não pretendem sair do país sem o animal de estimação.

A família estava de passagem pelo Brasil quando a vira-lata se assustou com os fogos de artifícios, no dia 27 de junho, em Areia, interior da Paraíba.

O casal ainda faz campanha nas redes sociais para encontrar o animal de estimação, mas ainda não houve retorno.

portalcorreio

Menina desaparecida há três meses em Feira de Santana é encontrada morta

Polícia Civil informou que localizou o corpo de Gabrielly Gomes Santana, de sete anos, desaparecida há três meses, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. Em coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (26), a Polícia Civil informou que desvendou o caso através de exames feitos com a polpa do dente de um crânio encontrado no dia 14 de fevereiro, no bairro Feira Nove, e que comprovou ser da menina. O crânio estava queimado, jogado num terreno baldio.

A polícia disse que já tem uma linha de investigação e vai trabalhar agora pra prender o a pessoa que cometeu o homicídio. Ainda de acordo com a Polícia Civil, não serão revelados maiores detalhes sobre os suspeitos, para não atrapalhar a investigação.

A criança havia sido vista pela última vez no dia 21 de janeiro, no bairro Gabriela, e o paradeiro da menor era desconhecido desde então. Após o desaparecimento, a avó da garota, Maria da Glória Costa Gomes, contou que Gabrielly brincava sozinha, na porta de casa, quando sumiu. “Eu fiquei de olho nela, mas em um momento fui lavar o banheiro e disse: ‘não saia daí, não vá na casa de ninguém’. Quando saí na porta, não a encontrei e fui na casa das vizinhas que ela costuma brincar. Quando cheguei, as crianças estavam dormindo e, em algumas casas, a família nem estava. Foi aí que vimos que ela tinha desaparecido”, contou a avó. A avó morava com a menor desde que a criança tinha dois anos, porque a mãe da garota, Jeisa Costa Gomes, trabalha.

No fim de março, dois meses após o desaparecimento de Gabrielly, Jeisa concedeu entrevista afirmando ainda ter esperança de encontrar a filha viva. “A gente confia em Deus, esperando um milagre”, disse.

Retrato falado após denúncia de caminhoneiro (Foto: Reprodução/ TV Subaé)

Retrato falado após denúncia de caminhoneiro (Foto: Reprodução/ TV Subaé)

Retrato falado

Um homem que inicialmente era suspeito do crime chegou a ser preso 11 dias após o sumiço, mas após realização de perícias, a polícia descartou a participação dele, que foi solto.

O desaparecimento foi informado à polícia, que investigava o envolvimento de um casal no sumiço da criança. Um retrato falado de um homem e uma mulher foi divulgado, no dia 23 de março, suspeitos de terem sido vistos com a menina.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Cartão de crédito e sandália de jovem desaparecida são encontrados ao lado de corpo carbonizado

viviannyO titular da Delegacia de Homicídios de João Pessoa, delegado Reinaldo Nóbrega, informou, na tarde desta segunda-feira (7),  que encontrou o cartão de crédito e as sandálias da vendedora Vivianny Crisley Viana Salvino, 29 anos. Os Objetos estavam  próximos a um corpo carbonizado, dentro de um matagal na cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa.  A jovem está desaparecida há 18 dias após ser vista pela última vez em um bar no bairro dos Bancários.

“Encontramos o cartão de crédito dela e a sandália que estava utilizando no dia do desaparecimento. O cartão estava no chão. A roupa está queimada  mas a  sandália  tudo indica que seja dela também”, afirmou o policial.

No entanto, Reinado Nóbrega disse que só a perícia pode confirmar se o corpo é da jovem, mas, diante dos objetos, “provavelmente” seja mesmo a jovem.

O cadáver se encontra em avançado estado de de decomposição.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Jovem desaparecida é encontrada em Campina Grande na casa de uma amiga

Foto – Polícia Civil
Foto – Polícia Civil

A jovem Raylla Maria, de apenas 14 anos, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (4), da casa de seus parentes na cidade de Guarabira, Agreste paraibano, foi encontrada pela Polícia Civil neste domingo (8) Dia das Mães. A jovem tinha saído de casa e ido morar em Campina Grande com uma amiga.

Segundo informações da Polícia Civil, ela disse que saiu de casa por que vazaram umas fotos dela sem roupa nas redes sociais, mas  de acordo com as investigações ela havia saído de casa para morar com outra jovem de 16 anos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O Conselho Tutelar de Guarabira esteve acompanhado todo o caso. A jovem foi levada para a casa dos pais.

 

 

portalmidia

Cego encontra ambulância que estava ‘desaparecida’ há mais de um ano do Hospital Regional de Sousa

cegoO assistente social do Hospital Regional de Sousa (HRS), Luciano Caetano, que é deficiente visual denunciou que a ambulância UTI do Hospital Regional de Sousa estaria realizando serviços no Hospital de Trauma de Campina Grande.

De acordo com informações da direção do Hospital Regional de Sousa, a ambulância estava há mais de um ano sem funcionar, pois, apresentou problema mecânico no dia 21 de outubro de 2013, e permanecia na oficina para realização da manutenção.

Na manhã da segunda-feira (16), durante visita no Trauma, o assistente social flagrou a ambulância funcionando normalmente.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Transferências
Atualmente as transferências e remoções de pacientes do Hospital Regional de Sousa são realizadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Regional de Sousa.

Outro lado
A diretora do HRS, Apoliana Ferreira, informou que enviará nota à imprensa para esclarecer o caso. Ela disse ainda que a ambulância chegou na manhã dessa terça-feira (17) ao HRS, para atender aos pacientes.

Confira o vídeo!

A assessora de comunicação do HRS, Elisângela Pedrosa esclareceu as denúncias feitas pelo assistente social.

Assista abaixo!

Diário do Sertão