Arquivo da tag: Desabamento

Casa cai e outras oito estão sob ameaça de desabamento, no Agreste

Uma casa caiu, na noite desta sexta-feira (26), e outras oito estão sob ameaça de desabamento no bairro da Baixada, na cidade de Massaranduba, no Agreste da Paraíba. A prefeitura municipal decretou estado de calamidade. Chuvas caem há dez dias na região.

Oito famílias estão com as casas condenadas e precisaram desocupá-las. A Secretaria de Assistência Social da cidade irá fazer reuniões com estas famílias para compreender a situação deles e encaminhá-los para alojamentos ou se eles serão beneficiados com alugueis sociais.

De acordo com o engenheiro da prefeitura, as causas do desabamento foram as chuvas, o desmatamento na região e um esgoto a céu aberto que passa na lateral destas casas.

G1

 

Pastor paraibano é um dos mortos em desabamento no RJ; solanense continua desaparecida junto com a família

O pastor evangélico paraibano Cláudio Rodrigues, de 40 anos, é um dos mortos confirmados após o desabamento de dois edifícios na comunidade Muzema, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ocorrido na manhã desta sexta-feira (12). A confirmação da morte do religioso ao Portal Correio foi feita pela jornalista Leila Oliveira, tia da vítima.

De acordo com a jornalista, Cláudio, que morava no terceiro andar de um dos prédios, ainda foi socorrido com vida, mas sofreu quatro paradas cardíacas e faleceu no hospital. A esposa dele, Adilma Rodrigues, de 35 anos, segue internada em estado grave. Conforme Leila, ela teve fratura de bacia ao ser atingida por uma viga e já passou por uma cirurgia. A filha do casal, de 10 anos, sofreu fratura em uma das pernas, mas já recebeu alta hospitalar e está abrigada na casa dos avôs.

“Eles moravam no prédio há apenas uma semana. A família saiu de outro edifício que alagava quando chovia, na mesma comunidade”, contou Leila Oliveira.

Cláudio era natural da cidade de Serra Branca, no Cariri paraibano, a 230 km de João Pessoa, e se mudou com os pais para o Rio de Janeiro na década de 1980.

Desaparecidos

Membros de outras famílias paraibanas seguiam desaparecidos até a noite desta sexta-feira:

Família de quatro pessoas

Conforme Jandir Silva, estão desaparecidos o irmão dele, Jeferson da Silva Trajano, a esposa de Jeferson, Carla Batista, e os dois filhos do casal, crianças de quatro e seis anos. Eles são da cidade de Cacimba de Dentro, a 170 km de João Pessoa. Apenas Carla é natural de Solânea, a 130 km da capital paraibana. As informações foram passadas ao programa Correio Debate, da Rede Correio Sat.

Jandir explicou que a última vez que manteve contato com o irmão foi na noite dessa quinta (11). Eles têm restaurantes no Rio de Janeiro, cidade para onde Jandir foi morar há cerca de três meses e onde o irmão já mora desde a adolescência.

“Ele estava dormindo no restaurante porque esse prédio onde ele mora teve problemas por causa das chuvas aqui no Rio. Só que ontem [quinta], ele acabou voltando para o apartamento, sem dizer o motivo”, explicou. Segundo Jandir, a família mora no térreo de um dos prédios que desabou.

Mãe e filho

Verônica Pereira informou ao Portal Correio na tarde desta sexta-feira (12) que a irmã dela, Flávia Pereira, e o filho de Flávia, de três anos, estão desaparecidos após o desabamento. A família é da cidade de Riachão do Poço, a 44 km de João Pessoa.

Verônica está em Riachão do Poço. Ela explicou que Flávia estava em casa na hora do desabamento, enquanto o marido saiu para trabalhar. Segundo Verônica, mais quatro irmãos acompanham as buscas do Corpo de Bombeiros no local

Trabalhos de resgate

Subiu para cinco o número de mortos na tragédia. Mais dois corpos foram localizados pelos bombeiros, no início da noite desta sexta-feira, onde dois prédios desabaram.

Por volta das 19h, os militares também encontraram uma criança com vida entre os escombros. Com a ajuda de holofotes, os socorristas trabalham no resgate.

O trabalho não tem previsão para terminar, já que ao menos 10 pessoas continuam desaparecidas. Outros 10 feridos foram levados a hospitais da região ao longo do dia.

*Com informações do R7

 

 

Desabamento de igreja evangélica deixa ao menos 60 mortos na Nigéria

Ukeme Eyibio via AP
Ukeme Eyibio via AP

Ao menos 60 pessoas morreram no sábado (10) no desabamento de uma igreja evangélica no sudeste da Nigéria, mas o balanço de vítimas pode ser muito maior à medida que prosseguem os trabalhos de resgate.

Segundo uma fonte próxima ao hospital universitário de Uyo, local da tragédia, há mais de 200 feridos.

“Todos nossos médicos foram contatados para enfrentar esta situação de emergência”, declarou o diretor do hospital Ibom Specialist, Etete Peters, negando-se a fazer maiores comentários sobre o número de vítimas.

O presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, expressou suas condolências em nome de toda a nação nigeriana pelos inúmeros mortos e feridos no trágico acidente ocorrido em Uyo, capital do Estado de Akwa Ibom, indicou a presidência.

A igreja evangélica Reigners Bible Ministry organizava neste fim de semana uma congregação de fiéis no templo de Uyo, que ainda estava em processo de construção.

“Vinte minutos depois da chegada do governador do Estado à igreja, o teto começou a ruir. O governador conseguiu salvar-se, mas outras pessoas não tiveram tanta sorte”, contou um sobrevivente falando aos jornalistas na cama do hospital.

A cidade de Uyo se encontra em uma região muito remota.

“Não posso confirmar o número de mortos porque as operações de resgate prosseguem. Vamos com muito cuidado para manter a situação sob controle e impedir que os saqueadores cheguem ao local”, afirmou Cordelia Nwawe, assessora de imprensa da polícia local.

“Todas as equipes de resgate fazem o máximo para tentar salvar as vítimas ainda soterradas nos escombros”.

O governador Emmanuel Udom decretou dois dias de luto, depois de sair ileso do acidente.

Nesta segunda, organizará uma cerimônia em homenagem às vítimas.

Em um comunicado firmado por seu porta-voz, o governador pediu para que se mantenha a calma e pediu para que todos orem pelos feridos.

Em setembro de 2015, 115 pessoas, entre elas 84 sul-africanos, morreram em condições similares em Lagos, a capital econômica do país, quando um templo de um famoso tele-evangelista nigeriano, TB Joshua, desabou durante um culto.

A tragédia foi atribuída então às falhas na construção do prédio, cuja estrutura original ganhou andares extras sem qualquer tipo de licença ou autorização.

O pastor não foi condenado e se nega a colaborar com a justiça.

A Nigéria, o segundo país mais religioso do mundo, segundo o instituto de pesquisas Gallup International, se divide entre o norte muçulmano e o sul cristão, de maioria evangélica.

A igreja Mountain of Fire and Miracle Ministry de Lagos, uma das maiores do pais, organiza sessões de orações sem interrupção que chegam a durar até uma semana.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Desabamento mata uma pessoa e deixa outra ferida em Alagoa Grande

desabamentoO desabamento de uma parede, ocorrido na tarde desta terça-feira (30), matou um homem, na rua Enéas Cavalcante, na cidade de Alagoa Grande, no Brejo paraibano.

O acidente aconteceu numa loja que estava sendo reformada e tirou a vida de Ronaldo Adriano da Silva Lima, (Nado) 35 Anos, que era morador da Rua do Cruzeiro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O pedreiro  Marinaldo Targino da Silva, de 42 anos, e  que também trabalhava no local foi atingido pela parede e foi socorrido por uma equipe do SAMU, sendo levado para um hospital em Campina Grande.

Informações e fotos do Blog do Júlio

Polícia Civil do RN abre inquérito para investigar desabamento de camarote

camaroteA Polícia Civil do Rio Grande do Norte abriu nesta segunda-feira (20) o inquérito que investigará o desabamento de um camarote durante o show da dupla sertaneja Fernando e Sorocaba e da Banda de Forró Garota Safada na praia de Pirangi, no litoral Sul do Rio Grande do Norte.

Titular da 2ª Delegacia de Parnamirim, na Grande Natal, o delegado Frank Albuquerque ainda aguarda os laudos do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) e do Corpo de Bombeiros para dar continuidade às investigações.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O delegado conta que duas pessoas foram à delegacia prestar queixa sobre o desabamento. As vítima estavam feridas e foram encaminhadas ao Itep para realizar exames de corpo delito. “Fora as prova testemunhais, precisamos dos laudos para saber o material utilizado, a forma como a estrutura foi construída e se a capacidade do camarote foi respeitada”, explica Frank Albuquerque.

Além das vítimas que prestaram queixa na 2ª DP, o delegado busca pessoas que prestaram depoimentos na Delegacia de Plantão da zona Sul de Natal e no posto da Polícia Civil montado em Pirangi. “Pode ter mais gente para testemunhas. As que vieram aqui foram levadas ao Itep e retornaram para dar seus depoimentos sobre o ocorrido”, informa.

Um das vítimas do desabamento, a advogada Ellen Cruz relatou o momento da queda do camarote. “Era 1h e chovia um pouco. Por isso, as pessoas que estavam no camarote se concentraram na parte coberta. Minha irmã chegou a comentar que o camarote estava balançando muito e pensamos em sair. Mas não deu tempo. Logo em seguida o piso desabou”, contou.

A advogada sofreu uma torção no pé no desabamento. “Foi uma coisa desesperadora. Todos queriam sair o mais rápido possível dali. Cerca de 30 pessoas caíram e ficaram feridas”, frisou.

Thiago Tavares está internado no Hospital da Unimed, em Natal (Foto: Allyne Bezerra)
Thiago Tavares está internado no Hospital da Unimed (Foto: Allyne Bezerra)

Também ferido, o organizador de eventos Thiago Tavares não está sentindo a perna direita. “Os médicos disseram que eu posso ter sofrido uma lesão na medula porque eu não estou sentindo minha perna direita”, relata. Ele contou que quando o chão do camarote cedeu seu pé ficou preso no tablado. Durante o tumulto para tentar sair do local uma pessoa caiu sobre ele.

Ajudado por amigos, Thiago foi levado para a área de atendimento médico, mas não havia ambulâncias disponíveis. “Disseram que só havia uma ambulância lá e que já tinha saído para socorrer outra pessoa. Esperamos cerca de 20 minutos e tomamos a inciativa de chamar o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência)”, relatou.

O organizador de eventos disse que passou momentos de terror após o desabamento do camarote. “Eu só via todo mundo gritando e correndo. As pessoas queriam sair dalí com medo de que algo mais grave acontecesse”, disse. Agora, as energias se voltam para o tratamento. “Eu quero fazer todos os exames e ficar bom logo”, disse.

Empresas lamentam desabamento

A Destaque Promoções e a Pratika Locações, responsáveis respectivamente pelo evento e pela montagem da estrutura, emitiram notas lamentando o ocorrido.

“No local do evento o suporte de primeiros socorros foi prestado a quem necessitou. O Corpo de Bombeiros foi acionado e emitirá um laudo em breve. Em todos os eventos que realiza a Destaque busca a excelência no atendimento, organização e estrutura para seus clientes e mais uma vez lamenta o ocorrido”, diz a nota da Destaque.

Já a Pratika informou que aguarda a análise das autoridades competentes para saber o que causou o desabamento. Na nota, a empresa afirma que “a estrutura estava dimensionada para atender ao público estipulado no projeto analisado, vistoriado e liberado, por duas vezes, pelo Corpo de Bombeiros”.

 

Fonte: G1

Desabamento de teto de teatro deixa feridos em Londres, diz polícia

Desabamento de teto de teatro deixa feridos em Londres (Foto: AP)
Desabamento de teto de teatro deixa feridos em Londres (Foto: AP)

Serviços de emergência foram chamados nesta quinta-feira (19) ao Teatro Apollo, em Londres, depois que pessoas ficaram feridas com o desabamento do teto.

“Estamos cientes de que há vítimas”, disse um porta-voz da polícia.

O acidente ocorreu por volta das 20h15 locais (18h15 no horário de Brasília). Um repórter da Reuters no local disse que os veículos de emergência haviam bloqueado a rua onde o teatro está localizado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A polícia, os serviços de emergência e oito caminhões de bombeiros estão no local. “Acreditamos que há cerca de 30 pessoas feridas. Elas podem caminhar. Não temos ninguém hospitalizado até agora”, disse à AFP um porta-voz dos serviços de socorro.

A rede de TV BBC relata que há sete pessoas feridas gravemente, além de 81 com ferimentos leves. Já a Reuters diz que 65 pessoas ficaram feridas.

Uma testemunha disse à Sky Television que parte de uma frisa no auditório parecia ter desmoronado.

“Acho que a parte da frente da varanda caiu”, disse Martin Bostock à Sky, que estava na plateia. “Era difícil ver através da poeira”.

Segundo os bombeiros, uma frisa (balcão) teria desabado sobre os espectadores.

O teatro, que foi inaugurado em 1901, estava lotado – com cerca de 700 pessoas – no momento do acidente, que aconteceu durante a apresentação do espetáculo “The Curious Incident Of The Dog in the Night-time”.

Pânico
Testemunhas disseram à BBC que a casa estava cheia para a sessão desta quinta-feira.

“Toda cúpula do teatro desabou bem na nossa frente”, disse Amy Lecoz, que assistia à peça com seus dois filhos adolescentes. “Nós pensamos que era parte do show”, completou.

Lucy Atherton, que também estava na plateia, contou que, após o ocorrido, as pessoas começaram a gritar, em pânico. “Havia algumas crianças na plateia, também idosos”.

Pelo Twitter, outro espectador, Simon Usborne, relatou cenas de “caos” quando “o teto caiu sobre a plateia”.

“Eu estou bem, mas acho que há (pessoas) com ferimentos sérios”.

Mulher é atendida pelo serviço de emergência próximo ao Teatro Apollo, em Londres, depois do desabamento do teto. (Foto: Joel Ryan/Invision/AP)Mulher é atendida pelo serviço de emergência próximo ao Teatro Apollo, em Londres, depois do desabamento do teto. (Foto: Joel Ryan/Invision/AP)
Serviços de emergência foram chamados nesta quinta-feira (19) ao Teatro Apollo, em Londres, depois que pessoas ficaram feridas com o desabamento do teto. (Foto: Leon Neal/AFP)Serviços de emergência foram chamados nesta quinta-feira (19) ao Teatro Apollo, em Londres, depois que pessoas ficaram feridas com o desabamento do teto. (Foto: Leon Neal/AFP)
Teto de teatro desaba em Londres (Foto: AP)Teto de teatro desaba em Londres (Foto: AP)
G1

Desabamento na obra da Arena Palestra mata um operário

arenaO desabamento de três vigas na obra da Arena Palestra, na zona Oeste de São Paulo, na manhã desta segunda-feira, deixou uma pessoa morta e outra ferida, que foi levada com ferimentos leves para a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros.

O acidente ocorreu pouco depois das 11h, no setor onde a nova arquibancada seria erguida sobre a estrutura da antiga, na área em frente à Avenida Francisco Matarazzo. Marco Aurelio Batista, delegado do 23º DP, está no local.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A vítima se chama Carlos de Jesus, tinha 34 anos e ainda está debaixo da viga de concreto. O corpo só será retirado depois que um guindaste chegar ao local para retirar a viga. Pelo menos cinco pessoas trabalhavam na área afetada. O operário levado para a Santa Casa se chama Crispiniano Santos. Ele teve uma contusão no ombro e escoriações na região lombar, e está sendo submetido a exames.

– Foi um efeito dominó. Quando uma viga caiu, outras começaram a cair. As pessoas que trabalhavam no local conseguiram fugir, menos essa que faleceu – relatou o médico Maurício Minari, do Corpo de Bombeiros.

Chorando muito, um operário deu entrevistas dizendo que o acidente ocorreu enquanto parte dos trabalhadores ouvia uma palestra sobre segurança no trabalho. Rogério Pereira dos Santos se disse amigo de Carlos de Jesus.

 

A WTorre, empresa responsável pela obra, se pronunciou por volta das 13h:

A WTorre Engenharia e Construção S/A lamenta informar que na manhã desta segunda-feira um acidente nas instalações da Nova Arena Palmeiras causou a morte de um operário vinculado a uma das empresas prestadoras de serviço no empreendimento. Na oportunidade, um outro trabalhador teve escoriações leves e está sob cuidados médicos. A WTorre Engenharia e Construção S/A já colocou à disposição dos familiares das vítimas todo a assistência necessária. As causas do acidente estão sob investigação, e ainda não é possível apontar os motivos da ocorrência. Tão logo tenha informações mais detalhadas sobre o fato, a WTorre Engenharia e Construção S/A vai torná-las disponíveis à opinião pública“.

Segundo Jair Pacca de Lima, coordenador da Defesa Civil, uma área de 4.800 metros quadrados foi interditada para averiguação do ocorrido. Ele disse que o acidente foi uma “fatalidade”, e que o Palmeiras nada tem a ver com o assunto – a WTorre é a responsável pela obra. Os funcionários que chegaram para o turno da tarde foram proibidos de entrar.

O Ministério Público vinha tentando embargar a obra desde 2011, questionando, além de impacto ambiental e no trânsito na região, a utilização de notas frias nos períodos entre 2002 e 2008. O órgão questiona se a obra se trata de uma reforma ou uma construção nova – o atual alvará que o clube possui, de 2002, é de reforma, e por isso não foram demolidas as arquibancadas da entrada da Rua Francisco Matarazzo, local do acidente.

  • Arena Palestra (Foto: Divulgação / WTorre)Arena Palestra, em foto datada do último dia 21 de março (Foto: Divulgação / WTorre)

O processo de construção da nova Arena Palestra teve início em outubro de 2010, com a demolição de parte do antigo estádio, fundado em 1902 e que passou a ser do Verdão em 1920, e a construção de dois edifícios. Em um deles funcionará o setor administrativo do clube, a academia e o salão de festas. No outro, ficam as quadras poliesportivas, que substituem o antigo ginásio.

Arena Palmeiras acidente cobertura reprodução (Foto: Felipe Zito)Foto tirada da tela do celular do médico mostra viga
retorcida à direita (Foto: Marcelo Prado)

Há exatamente um ano, com o local “limpo”, iniciou-se a construção da nova casa alviverde, que terá capacidade para 45 mil torcedores em dias de jogos. Hoje, o local encontra-se com 63% das obras concluídas, restando apenas a colocação das arquibancadas em cima do pedaço mantido do antigo estádio – e foi justamente ali o local do desabamento. A construção por cima do trecho antigo foi uma exigência da Prefeitura de São Paulo, que concedeu alvará apenas de reforma e não de construção de um novo estádio.

A inauguração estava prometida para entre outubro e dezembro deste ano. No entanto, como o processo atual de construção por cima do velho Palestra leva mais tempo do que o esperado, existe a possibilidade de a inauguração ocorrer apenas em 2014, ano do centenário do clube.

Arena Palestra (Foto: Felipe Zito)Suposta área onde teria ocorrido o desabamento na Arena Palestra (Foto: Felipe Zito)

Além de sediar os jogos do Verdão, o estádio também funcionará como uma arena multiuso para sediar shows e outros eventos, com capacidade para até 55 mil pessoas. O custo da obra é de R$ 350 milhões. O Palmeiras terá direito a 100% da renda dos jogos e a uma porcentagem de outros espetáculos. Estudos iniciais apontam que o clube, em 30 anos, período do contrato com a WTorre, pode faturar até R$ 2 bilhões com receitas geradas pelo estádio.

Ambulância Arena Palmeiras acidente (Foto: Felipe Zito)Ambulância deixa a Arena Palestra após o acidente (Foto: Felipe Zito)
Ambulância Arena Palmeiras acidente (Foto: Felipe Zito)Corpo de Bombeiros está no local (Foto: Felipe Zito)
Arena Palmeiras acidente (Foto: Felipe Zito)A área do acidente foi isolada (Foto: Felipe Zito)

Arena Palmeiras acidente carro de bombeiros (Foto: Nelson Antoine / Ag. Estado)Obra foi paralisada após o acidente (Foto: Nelson Antoine / Ag. Estado)

 

acidente Arena Palmeiras (Foto: Felipe Zito)Local do acidente na Arena Palestra (Foto: Felipe Zito)
médico acidente Arena Palmeiras (Foto: Felipe Zito)Médico Maurício Maniri, que atendeu o operário ferido (Foto: Felipe Zito)

.

 

Globoesporte.com