Arquivo da tag: derrotado

Belo vence o Confiança e Treze é derrotado pelo Sampaio Corrêa

Os dois representantes da Paraíba na Série C do Campeonato Brasileiro entraram em campo na noite deste domingo (4) pela 15ª rodada do Grupo A da competição. Em João Pessoa, no estádio Almeidão, o Botafogo-PB venceu o Confiança-SE por 2 a 0. Já o Treze, pelo mesmo placar de 2 a 0, foi derrotado pelo Sampaio Corrêa no estádio Castelão, em São Luís (MA).

Botafogo 2 x 0 Confiança

O jogo começou travado no meio. As equipes se estudando e tentando achar espaços no campo adversário. Com o passar dos minutos, pressionado por um bom resultado, o Botafogo-PB se atirou mais ao ataque, tomando a iniciativa das jogadas, mas sem oferecer grande perigo.

Em grande parte do primeiro tempo, o Confiança suportou bem a pressão do Belo e chegou a levar algum perigo nos contragolpes. No entanto, aos 41 minutos, Marcelinho derrubou Clayton na área e o árbitro marcou pênalti para o time pessoense. Na cobrança, Fred conseguiu converter a penalidade e abriu o placar. Genivaldo caiu pela direita e o zagueiro mandou um chute forte para a esquerda.

No segundo tempo, o Confiança ficou bastante acuado, sendo constantemente pressionado pelo Botafogo-PB. Aos 24 minutos, o Belo ampliou a diferença no placar. Nando roubou a bola pela esquerda, meteu no meio e Kelvin, do jeito que veio, mandou um chute forte para o gol de Genivaldo, balançando a rede.

Depois do segundo gol, o Botafogo-PB diminuiu um pouco o ritmo. Mesmo assim, o Confiança não conseguiu reagir. Com a vitória, o Belo quebrou um jejum de cinco partidas sem vitórias na Série C. O Alvinegro da Estrela Vermelha agora tem 21 pontos, ocupando a sexta colocação do Grupo A. O Confiança tem 24 pontos e ocupa a terceira posição, podendo ser ultrapassado pelo Ferroviário nesta segunda-feira (5).

Sampaio Corrêa 2 x 0 Treze

O Sampaio começou pesado para cima do Treze. Logo no primeiro lance de ataque do jogo, o lateral-esquerdo Romano acertou um chutaço e abriu o placar no Castelão para o time da casa.

Com a vantagem no marcador, o Sampaio se mostrou muito à vontade nos primeiros momentos de jogo, com troca de passes que deixavam o time do Treze sem a posse de bola.

Não demorou muito e, aos 19 minutos, o Sampaio Corrêa marcou o segundo gol. A jogada começou com Everton, pela direita, que cruzou certinho para Roney, que apenas colocou no fundo do gol.

No segundo tempo, o Sampaio continuou procurando manter a posse de bola e, com a dificuldade do Galo em reagir, garantiu a vitória, disparando na liderança com 30 pontos e garantindo a classificação para o mata-mata. O Treze permanece na nona posição, com 12 pontos, podendo virar lanterna nesta segunda-feira caso o ABC derrote o Ferroviário.

 

portalcorreio

 

 

Botafogo-PB toma três gols de cabeça e é derrotado pelo Confiança

Na tarde deste domingo (02), o Botafogo-PB voltou a campo pela Série C do Campeonato Brasileiro, mas a cabeça ainda estava com a ressaca da derrota na decisão da Copa do Nordeste, que aconteceu no meio de semana. E foi com a cabeça que o Confiança conseguiu se aproveitar para conquistar a vitória.

Em Aracaju, no estádio Batistão, o Belo foi derrotado por 3 a 0 pelo Proletário, com todos os gols sofridos de cabeça no segundo tempo, e conheceu seu primeiro revés na competição nacional.

Parecia que o time pessoense iria se recuperar do trauma do vice-campeonato do nordeste no primeiro tempo, quando teve duas boas oportunidades para sair a frente do placar aos 37 minutos, quando Nando cabeceou e Jean defendeu, e no rebote Felipe Alves mandou a bola no travessão.

Depois do intervalo, apagão geral da defesa botafoguense, que foi vazada pelo nono jogo consecutivo. A última partida em que o Belo não levou gol foi na decisão do Paraibano, diante do Campinense.

Já aos 5 da segunda etapa, após cobrança de escanteio, Vinicius Simon marcou de cabeça e abriu o placar.

Aos 15, outra bola cruzada na área e desta vez Marcelinho foi quem testou para fazer o segundo do Proletário.

Seis minutos depois, Thiago Ennes levantou na área e Anderson cabeceou para anotar o terceiro tento dos sergipanos.

A desvantagem no marcador fez com que o restante da partida  do Botafogo-PB fosse um vazio de ideias, sem criar nada até o apito final do árbitro Felipe Fernandes de Lima.

A derrota faz o Botafogo-PB cair para a quarta colocação no Grupo A da Série C, ficando com 9 pontos, atrás do Santa Cruz nos critérios de desempate. No dia 9, o Belo vai tentar a recuperação enfrentando o Globo-RN, no Almeidão.

Agora com 8 pontos, o Confiança sobe para a sexta posição na tabela, e no próximo fim de semana visita o Santa Cruz, no Arruda.

Fonte: Equipe @Vozdatorcida

 

 

Fla é derrotado, decepciona torcida e adia classificação

Em noite de público recorde no Maracanã no ano, o Flamengo decepcionou. O time comandado por Abel Braga foi derrotado por 1 a 0 pelo Peñarol, na noite desta quarta-feira, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores. O gol do jogo foi marcado pelo atacante Viatri, que entrou no segundo tempo. Gabigol foi expulso aos 29 da segunda etapa por entrada dura em Rojo.

Com o resultado o Penãrol assume a liderança do Grupo D, com seis pontos, mesmo número do Fla, que perde no saldo de gols. A LDU é terceira com 4 e o San Jose, o lanterna com apenas 1. O próximo compromisso do time rubro-negro pelo torneio é no dia 11, contra os bolivianos, também no Maracanã.

Poucas chances

Com o Maracanã lotado, o Flamengo bem que tentou sair para o jogo nos primeiros minutos de jogo, mas o que se viu em campo foram dois times comedidos e mais preocupados em em defender. O Peñarol arriscou algumas jogadas pelas pontas. As melhores chances do Fla saíam das articulações de Diego, que deixou Gabigol duas vezes em boas condições. Em uma delas, aos 12 minutos, o chute do camisa 9 passou ao lado do gol de Dawson e empolgou a torcida. O Penãrol respondeu aos 22 Canobbio aproveitando cruzamento da direita de cabeça, afastado por Pará.

Faltou pontaria

O time rubro-negro passou a pressionar a saída de bola dos uruguaios. A estratégia deu certo e nos erros do adversário o Fla colocou pressão. Faltou, no entanto, combinar com Gabigol, que teve pelo menos duas chances mas não acertou o pé.

Milagre de Diego Alves

No final do primeiro tempo, Gabigol sofreu falta na entrada da área e Diego cobrou em cima da barreira. O Peñarol avançou em um contra-ataque veloz na sequência, com os jovens do elenco. Brian, de 18 anos, avançou pela esquerda e tocou para Canobbio, de 20 anos finalizar de primeira, de canhota, dentro da área. Diego Alves operou um verdadeiro milagre no Maracanã e conseguiu defender no contrapé, evitando o primeiro gol aurinegro. Melhor chance do jogo.

Só deu Fla

Na volta do intervalo, o Flamengo veio com tudo para cima do Peñarol. Os primeiros 15 minutos foram um verdadeiro massacre rubro-negro que teve oportunidades de abrir o placar com Bruno Henrique, Rodrigo Caio e Everton Ribeiro. Aos 10, Gabigol teve um gol corretamente anulado por impedimento, após completar cruzamento de Pará. Os uruguaios buscavam espaços para contra-atacar, mas erravam muito e não conseguiam jogar.

Gabigol perde a cabeça

Aos 29 minutos Gabigol exagerou ao voltar para ajudar na marcação e deu um carrinho duro por trás em Rojo, quando o Peñarol rodava a bola no ataque sem levar perigo. O árbitro argentino Patricio Loustau deu vermelho direto para o atacante. Com um a homem a mais, o técnico Diego López ousou e sacou o volante González para a entrada do atacante Viatri. A mudança funcionou e no primeiro lance de perigo o jogador que acabara de entrar fez de cabeça o gol da vitória, após cruzamento de Hernandez. Decepção e frustração no Maraca, com a classificação do Flamengo adiada.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 1 PEÑAROL

Data/Hora: 03/04/2019, às 21h30 (de Brasília)

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Gramado: Bom

Público/Renda: Pagantes 61.576, presentes: 66.716/ R$ 2.662.773,50

Árbitro: Patricio Loustau (ARG)

Assistentes: Juan P. Belatti (ARG) e Diego Bonfa (ARG)

Cartões amarelos: Cuéllar, Diego (FLA); Giovanni González, Rojo, Guzmán Pereira, Formiliano, Lema (PEN)

Cartão vermelho: Gabigol, 29’/2ºT

Gol: Viatri (0-1, 42’/2ºT)

FLAMENGO: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão (Vitinho, 22’/2ºT) e Diego; Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique (Uribe, 41’/2ºT). Técnico: Abel Braga.

PEÑAROL: Dawson; Giovanni González; Formiliano, Lema e Lucas Hernández; Guzmán Pereira (Viatri, 35’/2ºT), Gargano, Brian Rodríguez (Rojo, 28’/2ºT) e Cristian Rodríguez; Darwin Núñez (Gastón Rodríguez, 19’/2ºT) e Canobbio. Técnico: Diego López.

 

Lance

 

 

Botafogo-PB é derrotado pelo ABC-RN por 2 a 0

(Foto: Andrei Torres/ABC)

Em jogo movimentado, Belo perde para o ABC-RN pelo placar de 2 a 0, jogando fora de casa, neste domingo (6), no Estádio Frasqueirão, em Natal-RN. Foi a primeira derrota do Botafogo-PB na Série C, principal competição disputada pelo alvinegro da estrela vermelha na temporada.

O primeiro gol da partida foi marcado pelo atacante Leandrão aos 24 minutos do primeiro tempo, depois de uma falha do zagueiro Lula, do Botafogo-PB, que culminou no cruzamento para a área, o camisa 9 do ABC aproveitou o passe no segundo pau e chutou no canto direito do goleiro Saulo, que não teve chances. Já o segundo gol, que colocou números finais na partida, foi marcado pelo meio campo Fessin, de pênalti, aos 47 minutos do 2º tempo.

Com o resultado negativo, o Belo permanece no G-4 do Grupo A da competição, mas agora na 3ª posição, com 7 pontos, atrás do líder Confiança-SE e do Atlético-AC. O próximo compromisso do Belo na terceirona é contra o Remo-PA, no próximo domingo (13), no Estádio Almeidão, em João Pessoa.

Confira a tabela do Grupo A da Série C.

Série C – Grupo A

Derrotado nas urnas presidente do PMDB de Areia pendura as chuteiras

gersinho-paulinoO jovem presidente do PMDB de Areia, no brejo paraibano deu sua primeira entrevista pós eleições, e sua análise é que não pretende continuar a vida pública.

Com 25 anos, Gersinho Paulino foi candidato a vereador em Areia pelo PMDB na chapa da oposição, com a apuração dos votos foi esmagado pelos seus antigos algozes, não galgando nem sequer uma suplência, o comandante do partido de Michel Temer em Areia relatou que antes mesmo de começar, é hora de parar.

“A experiência foi significativa, combati o bom combati, explanei meus projetos e ideias na chance de ver que Areia poderia mudar com o nosso nome, saio decepcionado das urnas, nem a história de trabalho da minha família foi reconhecida, do povo guardo boas recordações e serei grato aos votos que recebi, não tenho mais pretensões políticas em Areia, é hora de seguir minha carreira acadêmica e trilhar novos horizontes, parabenizo o nosso prefeito João Francisco e sua vice Marília Perazzo, desejo êxito na nova administração, eles podem contar comigo, só digo que o povo precisa aprender a votar para vereador”. Frisou o dirigente partidário ainda inconformado com o resultado.

Gersinho, ainda declarou que deverá deixar a presidência do PMDB de Areia e sua desfiliação, para ele não há espaço político dentro de Areia e não declarou para que legenda seguirá.

Fonte: Portal Areia Online com Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Torcida dá show, mas Brasil é derrotado pelo Canadá e fica sem o bronze

imagem: Alexandre Schneider/Getty
imagem: Alexandre Schneider/Getty

A seleção brasileira feminina de futebol ficou apenas com o 4º lugar nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Nitidamente abatidas na partida desta sexta-feira (19), as meninas não suportaram o Canadá e foram derrotadas por 2 a 1 em plena Arena Corinthians, em São Paulo. Os gols foram marcados por Rose e por Sinclair. As canadenses repetem o resultado de Londres, em 2012.

Mais do que a dor da derrota, a seleção vive agora a expectativa de saber como será o futuro da modalidade. A exemplo do que sempre acontece após o ciclo olímpico, as mulheres não sabem qual o tamanho do apoio que terão no país, especialmente para o desenvolvimento de novas jogadoras. A medalha de ouro será decidida ainda nesta sexta-feira, entre Suécia e Alemanha, às 17h30.

Apoio de sobra e futebol de menos

O que não faltou foi o apoio da torcida. Desde o trajeto durante no metrô e nas ruas, o clima era completamente dominado pelo otimismo da torcida, composta, em sua maioria, por famílias. Por vezes, o apoio superava até o que se viu em São Paulo no jogo entre Brasil e Colômbia, nas quartas de final do futebol masculino.

Apesar disso, aos 8 minutos, o Canadá mostrou que não se importaria com toda a pressão. Sinclair bateu falta na entrada da área e acertou o travessão de Bárbara naquele que seria só o primeiro susto para a torcida brasileira.

As visitantes mantiveram a pressão e o sufoco. Aparentemente, estavam sobrando no aspecto físico. Aos 25 minutos, Lawrence puxou contra-ataque e tocou para Rose completar quase que livre para o gol. Depois, foi controlar a vantagem e explorar os erros brasileiros para não correr muitos riscos.

Marta muito bem marcada, e Cristiane sumida

Marta e Cristiane, as duas melhores jogadoras da seleção, não apareceram muito para o jogo. A primeira foi muito bem marcada e mostrou certa irritação por não conseguir desenvolver o bom futebol. Em uma reposição errada do gândula, por exemplo, chutou a bola longe e esbravejou. No apito final, deixou o campo antes de todas as companheiras, cabisbaixa e reclamando.

Cristiane, por sua vez, mostrou que não estava em dia fisicamente após se recuperar de uma lesão na coxa. Também bem marcada, ela não apareceu e foi substituída no intervalo pelo técnico Vadão.

Muita posse de bola e pouca chance de gol

Logo aos 7 minutos de jogo, o Canadá dificultou ainda mais a missão brasileira de dar alegria para os presentes na Arena. Lawrence tocou para Sinclair, que ganhou sem dificuldades da zaga brasileira e aumentou o placar. Ainda assim, a torcida tentou apoiar e soltou o tradicional grito de “Eu acredito!”.

O time tinha bastante a posse de bola, mas não adiantou. Aos 10 minutos do segundo tempo, o Brasil teve a sua primeira chance de balançar a rede do Canadá. Depois de bate-rebate, Formiga cabeceou para a área e achou Rafaelle enfiada entre as zagueiras. Ela cabeceou à direita da goleira. Depois, em lance parecido, Debinha desviou cruzamento de Marta também para fora.

As canadenses apenas se seguraram atrás e exploraram os constantes erros brasileiros. De todos os tipos. No penúltimo passes antes de concluir a gol, na saída de bola na defesa e na exposição demasiada ao tentar diminuir o placar. A tática foi explorar o contra-ataque e ficar mais perto de marcar o terceiro do que sofrer o primeiro.

O gol brasileiro veio já aos 33 minutos do 2º tempo, para a explosão da torcida que clamava por um gol. Bia girou em cima da zaga adversária para diminuir a diferença e dar esperança ao público. Mas foi só.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Belo é derrotado por 2 a 0 pelo Cuiabá e perde chance de ser líder na Série C

(Foto: Assessoria/Cuiabá Esporte Clube)
(Foto: Assessoria/Cuiabá Esporte Clube)

Na tarde deste domingo (31), na Arena Pantanal, o Botafogo-PB foi derrotado por 2 a 0 pelo Cuiabá e segue sem vencer fora de casa. O resultado negativo também impediu o Belo de retomar a liderança do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. O Dourado, que não vencia há sete rodadas, segue na lanterna da tabela.

O Cuiabá pressionava o Botafogo-PB no início de jogo e a equipe paraibana não conseguia chegar ao ataque, mas, a partir dos 10 minutos, o Belo começou a equilibrar as jogadas a partir de um bom chute de Danielzinho, da entrada da área, mandando a bola perto do gol.

O Belo seguiu trabalhando a bola no meio de campo e elaborava melhores ataques que o adversário, dando trabalho ao goleiro Henal, do Dourado. No entanto, aos 24 minutos, o time da casa saiu na frente. Geovani recebeu cruzamento, matou a bola no peito e bateu de esquerda para fazer um belo gol.

Com a vantagem, o Cuiabá se animou e quase marcou o segundo em duas oportunidades, aos 36 e aos 40 minutos, quando, respectivamente, Léo Salino mandou a bola raspando a trave de Michel Alves, do Belo, e quando Thiago Amaral chegou para cabecear, mandando a bola para fora.

No segundo tempo, o Cuiabá continuou com o mesmo estilo ofensivo da primeira etapa. O Bota-PB, correndo contra o tempo, tentou esboçar reações, trabalhando bem a bola no ataque, mas sem conseguir finalizar, enfrentando cortes da zaga adversária.

O Belo chegou com tudo nos minutos finais e acabou abrindo espaços. Dessa maneira, ao 44 minutos, Uederson fez o segundo do Dourado em belo chute de fora da área, fechando o placar.

Voz da Torcida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

HELICÓPTERO: Tião rebate Cássio. “É discurso de derrotado, que não tem propostas. Que passou 7 anos e nada fez”

tiãoO deputado estadual Tião Gomes (PSL) rebateu – em entrevista ao Portal MaisPB, na manhã desta terça-feira – o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Tião criticou o tucano por apontar irregularidades na compra de um helicóptero pelo Governo do Estado. “É discurso de candidato derrotado, que não tem propostas. Que passou sete anos e nada fez”, disse Tião.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O parlamentar do PSL explicou ao Portal MaisPB que o preço do helicóptero foi mais elevado porque não é uma aeronave comum. “É moderno e bem equipado para o combate ao tráfico de drogas. Quando o Governo uma ambulância, por exemplo, precisa comprar equipamentos para a ambulância. E os equipamentos, muitas vezes, são mais caros que a ambulância”, destacou Tião.

Candidato ao governo do Estado pela Coligação A Vontade do Povo, o senador Cássio Cunha ima (PSDB), acusou o Governo do Estado de fazer a aquisição superfaturada do helicóptero que foi entregue à segurança da Paraíba.

“O Estado comprou um helicóptero, com três anos de uso e com mais de 600 horas de vôos, por R$ 9 milhões, o que demonstrou que foi uma compra superfaturada, quando um aparelho novo custa em média R$ 7 milhões. O governador não justificou a compra e disse que o seu compromisso era com a Segurança Pública e argumentou que não lhe interessava quem tinha ganho a concorrência feita pelo Estado e se esquivou da resposta dizendo que não dirigia concorrência”, disse a coligação sobre o questionamento que o tucano fez ao socialista durante debate nesta segunda-feira (22).

Cássio também classificou como “estranho” o governo do estado só entregar a aeronave às vésperas da eleição, mesmo com o helicóptero tendo sido comprado há mais de um ano.

 

Alexandre Freire e Jãmarrí Nogueira

Dagoberto perde pênalti, e Cruzeiro é derrotado com dois gols de brasileiro

(Foto: AP)
(Foto: AP)

O Cruzeiro não resistiu ao bom futebol do atacante Felipe Gedoz e foi derrotado pela segunda vez na Taça Libertadores. Nesta terça-feira, jogando em Montevidéu, perdeu para o Defensor, por 2 a 0, com dois gols do brasileiro, ambos no segundo tempo. A Raposa jogou mal. Fez um primeiro tempo em que não acertou sequer um chute na direção do gol e foi dominado na etapa final, mesmo com o adversário jogando com um homem a menos desde os 23 minutos. Arias foi expulso após cometer pênalti, desperdiçado por Dagoberto quando o placar apontava 1 a 0.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O resultado fez com que o Defensor tomasse do Cruzeiro a liderança do Grupo 5, com seis pontos. Os brasileiros caíram para segundo, com três pontos, e podem terminar a rodada até na lanterna. Real Garcilaso e Universidad de Chile, ambos com três pontos, ainda se enfrentam nesta terça-feira, às 23h30m (de Brasília).

– No primeiro tempo, achei que jogamos melhor e tivemos pelo menos três oportunidades. Tivemos o controle do jogo. A única vez que eles chegaram foi num erro nosso, e esses erros, no segundo tempo, provocaram gols. O pênalti foi um momento psicológico do jogo. Se faz o gol, com um a mais em campo, era diferente. Não tem que crucificar ninguém. O adversário é muito rápido no contra-ataque e tem boa técnica. A gente estava pouco inspirado também – avaliou o técnico Marcelo Oliveira.

Algoz do Cruzeiro, Felipe Gedoz tem 20 anos e estreou em 2012 no Defensor, que o contratou ao gaúcho Guarani de Venâncio Aires. Ele já havia marcado uma vez nesta Libertadores, na goleada por 4 a 1 sobre o Real Garcilaso.

Os dois times voltam a se enfrentar pela Libertadores na quinta-feira da semana vem (dia 20), às 22h (de Brasília). Antes, o time de Belo Horizonte enfrenta a Tombense pela última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro, no domingo. O Defensor vai encarar o Cerro pelo Campeonato Uruguaio, no sábado.

Ricardo Goulart e Matias Malvino, Defensor x Cruzeiro (Foto: AP)Ricardo Goulart disputa bola com Matias Malvino (Foto: AP)

Primeiro tempo morno

O jogo começou truncado, disputado entre as duas intermediárias, e com muitos lances de contato físico. Poucas chances de gol foram criadas. A proposta do Defensor, mesmo jogando em casa, era cautelosa. Concentrava suas jogadas pelo setor esquerdo, aproveitando as subidas do lateral Ceará, que foi amarelado logo aos quatro minutos.

O Cruzeiro contava com o quarteto ofensivo, além do apoio de Ceará e Egídio, mas errava muitos passes, o que dificultava a criação das jogadas. Dagoberto foi o atacante que mais buscou os lances no primeiro tempo, tentando arrancadas, tabelas e chutes de média distância.

Os principais lances de perigo do primeiro tempo foram através de chutes de fora da área, com Dagoberto e Ricardo Goulart, pelo Cruzeiro, e Gedoz e Olivera, pelo Defensor, mas todos foram para fora. Na última jogada, Malvino cabeceou uma bola na trave. Muito pouco, porém, para tirar o 0 a 0 do placar antes do intervalo, já que os goleiros Fábio e Campaña não fizeram efetivamente nenhuma defesa.

Show de Gedoz

O segundo tempo foi bem melhor. Os dois times, depois de ficarem se estudando, voltaram com propostas ofensivas e criaram mais jogadas de gol. Foi num lance de bola parada, aos 18 minutos, que o Defensor fez o seu primeiro. Felipe Gedoz cobrou falta da entrada da área, e Fábio nem se mexeu.

Cinco minutos depois, o Cruzeiro teve grande chance de empatar, num pênalti sofrido por Ricardo Goulart. Dagoberto, entretanto, cobrou para fora, desperdiçando sua primeira cobrança desde que chegou ao clube. Arias, que já tinha levado cartão amarelo, foi expulso.

O Cruzeiro continuou pressionando. Marcelo Oliveira trocou o volante Rodrigo Souza por Marlone, avançando o time. O Defensor ficou com o contra-ataque à disposição e, desta forma, matou o jogo. O meia Arrascaeta fez linda jogada – dando chapéus em Éverton Ribeiro e Nilton – e lançou Gedoz. O brasileiro avançou com a bola dominada e bateu na saída de Fábio. Na base do desespero, o Cruzeiro tentou diminuir a desvantagem, mas, desorganizado, não conseguiu o objetivo.

 

globoesporte

Deputado do PT esquenta debate com Zé Maranhão e chama o ex-governador de “derrotado”

anisio maiaA polêmica envolvendo as declarações ironicas do ex-governador José Maranhão em relação à falta de alternativas do PT da Paraíba de disputar o Governo do Estado em 2014 continua rendendo. Desta vez, o deputado estadual Anísio Maia (PT) colocou lenha na fogueira na briga do seu partido com o presidente do PMDB.

 

Anísio contra-atacou e disse que Maranhão é um “político desatualizado” e que “deveria se aposentar” ou mesmo “viver de fazer conferências”

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Maranhão é um político desatualizado, já deu a sua contribuição a política paraibana, mas agora os tempos são outros. Ele deveria se aposentar ou seguir o caminho do ex-presidente Lula: viver de fazer conferências – disparou o parlamentar.

 

Para Anísio Maia, as críticas de Zé Maranhão não devem ser levadas em consideração levando-se em conta o resultado negativo para o ex-governador nas últimas eleições, quando disputou o cargo de prefeito em João Pessoa. “Ele foi o grande derrotado nas eleições passadas. Politicamente o prognóstico de Maranhão não está valendo nada na bolsa de apostas”, contra-atacou.

Fonte: políticapb